Jump to content
Forum Cinema em Cena
Big One

Watchmen

Recommended Posts

É, afinal, um filme de super-heróis com ação apenas pontual, com um falatório contínuo e uma sofisticação que inexiste no gênero nas telonas.

 

Gostei da definição, que dizer que tem bastante dialagos(espero que bons) e ação gradual e o estilo cool da obra na visão esperta do Snider.

TDK do Nolan não foi um filme  100% de ação e foi excelente para o público. Os spots e clips do  Wachtmen tem deixado bastante animados.

 

Eu curto uma trama cerebral01

Share this post


Link to post
Share on other sites

cheiro de bomba. punhetagem quadrinesca. ainda prefiro ou ler a graphic ou ver o filme. no mínimo outra porcaria tipo Sin City que tem gente que chama de filme. argh.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

cheiro de bomba. punhetagem quadrinesca. ainda prefiro ou ler a graphic ou ver o filme. no mínimo outra porcaria tipo Sin City que tem gente que chama de filme. argh.

 

Chupar quadro a quadro é o mesmo que uma banda fazer cover de um clássico, pode até ficar legalzinho, mas o clássico é um clássico.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
cheiro de bomba. punhetagem quadrinesca. ainda prefiro ou ler a graphic ou ver o filme. no mínimo outra porcaria tipo Sin City que tem gente que chama de filme. argh.


Chupar quadro a quadro é o mesmo que uma banda fazer cover de um clássico' date=' pode até ficar legalzinho, mas o clássico é um clássico.


[/quote']

 

mas pelo fato das midias serem bem distintas, a possibilidade de ficar legalzinho é reduzida consideravelmente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

hahahahahahahaha, grande soto, mas sabe que eu já imaginava que esse spirit ia passar batido, mó cara de lixo mesmo, agora só falta eu ler watchmen, to ficando na mó vontade de ver esse filme....carla gugino.....(fazendo cara de homer babando por donut)....06.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Barretão diz o que achou no Judão:

Watchmen

Estou morrendo de sono. O relógio marca 0h45 de quinta-feira, quase 6 da manhã no Brasil, e acabei de chegar da exibição de imprensa de Watchmen - O Filme. Minha mente está cansada. Meus olhos estão cansados. É coisa demais para um filme só. Sabe aquela sensação de não ter como assimilar tanta coisa de uma só vez? Pois é.

- Vou dizer de cara. Não gostei do final. Não tem Lula e a solução, embora bem feita em termos de roteiro, não me surpreendeu como o desfecho da graphic novel.

- Quem está empolgado com a versão de 3h10 pode frustrar. A versão que estréia em 6 de março é longa e com o máximo que foi possível inserir ali. Muita gente vai achar cansativo e, pensando bem, é. Mas isso não é uma coisa ruim, pois mostra que os diálogos e a profundidade da graphic novel ESTÃO no filme.

- Rorschach merece um Oscar! Jackie Earle Haley dá um baile de interpretação, mesmo com a máscara. Inesquecível.

- Boca do Dr. Manhattan pode ser um problema, especialmente para os chatos que vão procurar razões para detonar o filme. Entretanto, locução de Billy Crudup mata a pau. Não é à toa que ele é a voz da MasterCard nos EUA. =D

- Melhores cenas:
Coruja e Espectral II transando na Owlship (FANTÁSTICA!)
Quebra-pau entre três personagens no desfecho (vou manter sigilo).
Tentativa de estupro de Sally Jupiter. Assustadora.

Ainda preciso pensar melhor. Da primeira vez que vi um quadrinho na tela, tudo era preto e branco e fiquei maravilhado (Sin City). Da segunda vez, foi hora do marrom tomar conta com muito rock ‘n-roll (300). Agora, todas as cores se misturam. Foi como se tivesse passado as ultimas 3 horas lendo Watchmen e tentando encaixar cada peça, cada palavra e cada movimento dos personagens numa história que eu já conhecia, mas que, assim como a cada nova leitura, desperta novas reações.

O filme é o que os xiitas pediam. Mais diálogo do que isso é inconcebível. Ponto. Preciso pensar melhor antes dizer qualquer coisa além disso. Será um mistério nas bilheterias, isso pode apostar.

Agora vou dormir. =D

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Chupar quadro a quadro é o mesmo que uma banda fazer cover de um clássico' date=' pode até ficar legalzinho, mas o clássico é um clássico.[/quote']

 

O que me preocupa, além do nome cabeça deste projeto ter sido o (ir)responsável por 300, é a capacidade de entendimento da transposição da obra para outra mídia. Saber diferenciar o que vai funcionar, aquilo que não dará certo - essas coisas. Filmar quadro-a-quadro é muito perigoso. Daí que temos o Cargueiro de fora do filme, o que é uma boa. Mas trocar a Lula me parece uma péssima idéia. Terrível. Dá medo. Muito medo.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parecem boas mesmo as primerias impressões, torço pra q este filme seja bom, agradar a todos ele nunca vai conseguir, mas espero q seja um bom filme e q incentice aos q naum leram a obra ainda, a lerem, se fizer isso tá de bom tamanho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais opiniões:

TIME blogger Matt Selman: “it is astounding how much of Alan Moore and Dave Gibbons’ graphic novel is in this movie.” … “one of the most powerful experiences I’ve ever had.” … “What will people who’ve never read Watchmen even think of this film? What will it be like for them to sit through these crazy, violent, colorful three hours and not recognize almost every line – almost every image? Will they be utterly baffled, bored, or totally love it? Is Watchmen even a good or bad movie?”

Ain’t It Cool News reader Ramses II: “Yes, it’s long but yes it’s extremely faithful to the graphic novel, to the point that the sex and violence is almost HARSHER than I remember it being in the comic.” … “a huge, beautiful, angry, dirty, faithful, sigh of relief of a film.”

Latino Review reader Bentley Mustafa: “I have to say Snyder knocked this one out of the park. There is some gruesome, brutal stuff here that is hard to watch. The fight scenes are awesome, and, like in 300, Snyder continues the use of ramping the frame rate to accentuate the movements of the characters. I knew there was going to be some slo-mo, but I didn’t think he overdid it. All in all, fans of the book are going to more than pleased with the film.”

Andrew Fenton on AdelaideNow: “It lives up to the hype, it’s faithful and doesn’t wimp out on any of the things you’d expect it might.” … “Given that people who haven’t read the graphic novel may go along thinking its a standard comic book movie, and will actually get a dark, exciting deconstruction of the very concept of super heroes, I do wonder how the general public will react.”

GeekTyrant: “a Watchmen fan’s wet dream.” … “I truly enjoyed every second of the film. It was two hours and forty-five minutes of balls out awesomeness. For me the movie didn’t feel that long at all, the time just flew by.” … “The action in the film was freakin breathtaking, the fight scenes were choreographed extremely well and brutal as all hell.” … “The acting in the film was marvelous!” … “I think fans of the graphic novel are going to appreciate the film more than those that have not read it yet”

DoorQ: “It’s fucking awesome.” … “[Watchmen] was considered too violent for mainstream audiences. Too dense. Too verbose. Snyder took that story…and he fucking nailed it.”

Wiswart on ePinions: “For those looking for a literal translation to film of the graphic novel, Zack Snyder’s “Watchmen” is not it, but it comes as close as a movie can for such a densely written comic book story. For those who know nothing of “Watchmen,” you’re in for a cinematic treat unlike anything else! ” … “More than anything else, that’s what “Watchmen” is; it is real. “Watchmen” is a chance to escape into an alternate world that is completely convincing and wonderful in ways that too few films take the time to create and then develop. Zack Snyder does with “Watchmen” and it is the amazing cinematic achievement we have been waiting for . . . since, well, “The Dark Knight!” ”

Share this post


Link to post
Share on other sites

ATENÇÃO: SPOILER

 

Uma das frases mais conhecidas da Graphic Novel, "Nothing Ever Ends (Nada Nunca Acaba)", dita pelo Dr. Manhattan para Ozymandias no final da HQ, aparentemente será dita no filme pela Espectral para o Coruja: "Eu acho que Jon diria que nada nunca acaba".

No forum do IMDB, os puristas estão em polvorosa, dizendo que é inaceitável e tal. Zack Snyder falou que queria usar a frase para adaptar ao seu final "sem lula gigante alienígena", e passar a sensação da falta que fará o Dr. M.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vai ter monstrengo ao menos no DVD:

Novidades sobre o tal final diferente de Watchmen


 

Ou, se preferir, FINAIS diferentes… =]

 

723d5b01310efeeeab033acf044466das=32&ampd=http%3A%2F%2Fwww.gravatar%2Favatar%2Fad516503a11cd5ca435acc9bb6523536%3Fs%3D32&ampr=PG

Thiago Borbolla
JUDAO.com.br

snyder-552x315.jpgCompre


Eu penso que, nesse Universo, só mesmo os estúdios, alguns diretores e roteiristas é que conseguem gostar tanto mais de adaptações do que eu. Já cansei de dizer aqui que adaptação é pegar uma coisa que funciona perfeitamente numa mídia, e deixá-la funcionando perfeitamente bem em outra. Por mídia, não quero dizer apenas “formato”, mas sim também público.

 

Fatos: a) nada no mundo do entretenimento é feito sem visar o lucro; B) o público “geral” de cinema é diferente do de quadrinhos, que é diferente do de games, que é diferente do de livros e por aí vai; c) o público de cinema é o mais geral possível.

Sabendo de tudo isso, eu não me importo em ver uma coisa ou outra diferente de uma história em quadrinhos, porque eu entendo o que eles tiveram de fazer. Por exemplo, Mandando Bala é um filme sensacional que capengou nas bilheterias. O motivo?! O público em geral não se interessa. NÃO ENTENDE.

Nós, nerds, deveríamos nos contentar com isso e ficarmos felizes que tem gente que, pelo menos, tá tentando fazer coisas certas — ou, pelo menos, o máximo de coisas certas possíveis. POR ISSO In Snyder we Trust.

Por isso e porque, segundo Rich Johnston, do Lying in the Gutters — o cara que contou sobre o Nick Fury no filme do Homem de Ferro e sempre acerta o que diz — parece que a Warner, embora seja um absurdo, está mesmo fazendo testes com diversos finais de Watchmen. Não só com múltiplas explosões nucleares, mas sim com aquele monstro gigante e outras idéias.

O motivo aqui, pelo menos pra este que vos escreve, é um tanto óbvio: a Warner quer ver se há algum final que seja melhor que o do monstrengo, o original dos quadrinhos. Porque, provavelmente, ela não gosta muito desse. E aí entra o Zack Snyder: PROVAVELMENTE ele exigiu que o final original fosse filmado, pelo menos. Se não usarem, tudo bem, decisão do estúdio. Mas taria lá, num DVD, whatever.

Se eu acho isso certo? Não. Nem um pouco. Nem fodendo BEM GOSTOSO, como diria minha amiguinha MILF. Mas é assim que as coisas funcionam lá em Hollywood… INFELIZMENTE. =]

Mas, é bom deixar claro, essa história de exigência do Zack Snyder, piriri, pororó, é coisa MINHA. Pode ser justamente o contrário. Mas eu sinceramente não acredito, depois de tudo o que eu já li, ouvi e vi sobre ele, que ele seria tão idiota a ponto de inventar um novo final. ATÉ PORQUE, o filme se passa na mesma época dos quadrinhos, nos anos 80. Se tá lá, qual é a idéia de “atualizar” o final?! =]

Agora… Final com explosões nucleares ou um monstro gigante… EU QUERO QUE O DIA 06 DE MARÇO CHEGUE LOGO! =D

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

É isso que eu quero dizer quando falo que odeio o estilo "Câmera-lenta-caras-e-bocas" do Snyder... olha que bosta:

 

http://www.youtube.com/watch?v=HDeYy73C8Hc

 

Triste... parece comercial de perfume!

 

OBS: Ainda não estou dizendo que o filme é ruim, pois seria um absurdo falar isso por um clipe. Só espero que a imagem ruim que estou tendo se desfaça quando eu assistir o filme completo.

 

leoJoker2009-02-25 14:07:48

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem spoiler galera... Então cuidado...

 

Da Frigideira: Watchmen

Assistimos à adaptação na íntegra!

19/02/2009Érico Borgo

O Omelete acaba de assistir' date=' na íntegra, a Watchmen - O Filme, adaptação para as telas da graphic novel de Alan Moore e Dave Gibbons.

Como sempre fazemos com os filmes mais esperados da temporada, fique

primeiro com nossas impressões rápidas - escritas na saída do cinema e

com maior teor de nerdice - e aguarde a análise completa, que será

publicada mais perto do lançamento da produção nos cinemas.

Direto e sem enrolação: com suas 2h36 (uma versão maior será lançada em home video), Watchmen

é tudo o que eu esperava. Nem mais, nem menos - o que é ótimo, já que,

com base em toda a extensa cobertura do Omelete (as nossas conversas

com o cineasta Zack Snyder, notícias, artigos e a visita ao set)

eu esperava um filme formidável e fidelíssimo à obra original. Creio

que uns 90% da produção foram extraídos - diálogo e visual -

diretamente das páginas impressas.

"Mas e os 10% restantes?", você deve estar se

perguntando... Esses representam os atalhos criados para eliminar

algumas tramas paralelas e dar mais relevância a determinados

personagens, tudo perfeitamente integrado à história geral e

extremamente satisfatório. Além do final, é, claro, que foi mesmo

alterado. Sim, nada de lula gigante! Na lógica dos roteiristas Alex Tse e David Hayter,

além do diretor, as explicações para a construção da invasão alienígena

tirariam o foco da história, então todo o clímax foi reformulado. O

resultado não só faz sentido como, atrevo-me a dizer, é tão bom quanto

o do original.

Além do visual e da história fiéis, o filme tem um ritmo idêntico ao

dos quadrinhos. E esse é justamente o ponto em que ele pode fracassar

como produto. Os fãs, tenho certeza, ficarão satisfeitíssimos em sua

esmagadora maioria. Mas quem não conhece a intrincada obra que

revolucionou as HQs pode ficar confuso (espero estar enganado). É,

afinal, um filme de super-heróis com ação apenas pontual, com um

falatório contínuo e uma sofisticação que inexiste no gênero nas

telonas. Muita gente que foi apresentada à obra ali, na sessão de

imprensa, saiu da sala reclamando.

Será que o lançamento de Watchmen foi prematuro? Será que o

mundo ainda precisaria se cansar do "filmão" de super-heróis antes que

o cenário, que ainda está tão na moda, seja revisto? Nesse aspecto, o

filme de Watchmen não trará nenhuma revolução. Mas para os fãs... É o filme que você esperou (ou não, se você é do time de Alan Moore) a vida toda para ver.

Enquanto 6 de março não chega, acompanhe nossa maciça cobertura, que já conta com a primeira parte da nossa visita exclusiva ao set.[/quote']

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Algumas das críticas mais recorrentes de quem já viu o filme são para a performace de Mathew Goode como Adrien Veidt/Ozymandias. O própio ator afirmou recentemente em uma das entrevistas para o filme que ele foi uma opção errada para o papel: "Eu certamente não fui a escolha certa para o personagem", disse.

 

Ele fala que seu físico magro foi considerado para as rápidas cenas de luta, que ele admitiu terem sido feitas em grande parte por um dublê. Além disso ele afirmou que tais cenas são melhores quando são feitas por alguém que já está acostumado a fazê-las por toda a vida. Ele também disse que sabe que dentre todos os personagens ele é o que menos se parece com Veidt, que é o que mais mudou do original.

 

  "I’m not really the right casting; it’s certainly a different way to go.

I mean Zack was about he is the perfect specimen, and then it should be

all about that. That’s why I was so thin, because if you are that bulky

you wouldn’t have that kind of speed. I don’t know what to say, but

yes, we did do a lot of training but some of it just looks better with

someone who has been doing it all their life. I think out of everyone I look the least like Veidt. I think Veidt’s changed the most from the novel."

 

Ele também afirma que o final foi mudado em parte porque a história do filme tem um ar mais global, e insinua que várias cidades foram destruídas, não só NY, o que pediria várias lulas gigantes, e o público ficaria confuso com isso.

 

Para ler a entrevista completa aí está o endereço da página:

 

http://www.watchmencomicmovie.com/022609-watchmen-billy-crudup-matthew-goode-interview.php

 

Rod Keys2009-02-26 19:00:36

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...