Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

  • Replies 82
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Assisti ao filme ontem... Só digo uma coisa:

 

A história do cinema de animação encontra-se dividida em antes e depois de Wall-E... O passo da Pixar com Wall-E foi ousado, demais, e agora ela corre o risco de não conseguir se superar nunca mais... Simplesmente fenomenal, incrível, estupendo...10101010101010

 

 

Link to post
Share on other sites

Eu tinha lido algumas críticas antes de ver o filme e, como todo mundo estava se derretendo por ele, cheguei ao cinema com uma expectativa muito alta. No final da sessão pensei "Taí... gostei! Mas não é tudo isso..."

 

 

 

Isso foi ontem. Hoje não paro de pensar no filme. Já ri sozinho feito um bobo várias vezes, lembrei de Chaplin, pensei na vida, nas referências (Apple, outros filmes da Pixar...), baixei papéis de parede (coisa que eu não faço nunca!)...

 

 

 

É grave, doutor?

Link to post
Share on other sites

Eu separei dois trechos da critica do Pablo que retrata perfeitamente o que eu achei do filme:

 

"....E como, depois de assistir à magnífica e apaixonante experiência representada por WALL•E,....."

"Aliás,

não é nada estranho falar em “alma” ao discutir WALL•E, já que este

personagem se mostra infinitamente mais humano do que a maioria

absoluta das criaturas unidimensionais de carne-e-osso que costumam

protagonizar as superproduções norte-americanas".

O filme é mesmo apaixonante.

Vale a pena.

 

 

 

 

Link to post
Share on other sites

essa critica realmente ficou muito boa pablo parabéns, o filme é magico e tal fantastico.

 

 

 

A estória é muito adulta e aborda temas que considero muito interesante como o que você citou da dependencia da tecnologia para os seres humanos, que no filme os tornam obesos e totalmente dependentes dela. Chega até a ser angustiante essa dependencia hehehe...

 

 

 

a cena dos "mouses" é interesante hehehe....

 

 

 

Spoiller

 

 

 

A cena em que o capitão volta a andar com a musica tema do 2001, considero uma referencia muito clara, pois o 2001 representa varias evoluções da espécie, e no "Wall-e" essa cena mostrou uma nova evolução que conta com o ser humano voltando a andar e criando uma independencia diante das maquinas.

Link to post
Share on other sites

 

Os méritos do filme estão principalmente na qualidade da computação gráfica, direção e "personalidade" dos robôs.

 

Alguns elementos do roteiro surgem como desculpa para mostrar os avanços técnicos do CGI, também causar nostalgia com elementos para aqueles que viveram o final da década de 70 e a década de 80, como o Cubo mágico... Video Cassete... Pong... ET...

 

Há anos acompanho o site Cinema em Cena e aprecio as criticas e noticias do site, mas esta bajulação toda em torno do filme WALL-E é preocupante, pois a história não é tudo isso (também por pegar onda nesta mania-ecológica, "todos" ficaram deslumbrados...).

 

Gostei do filme, mas existem aspectos que merecem comentários.

 

*** Contém Spoilers ***

 

O filme seria bom se não tivesse levado o protagonista à nave AXIOM, pois muitos buracos no roteiro surgem no momento que WALL-E deixa suas funções de robô e passa a ser uma "criança" em busca da namorada-platônica. Como um robô que tinha desenvolvido uma curisidade para qualquer coisa incomum que encontrava nos lixões na Terra não se impressiona, em momento algum, com o ambiente extremamente diferente que o cerca na AXIOM? Isto é no mínimo curioso.

 

Outra coisa que ficou sem uma explicação consistente foi a ordem do CEO da BnL em não permitir que os humanos retornem à Terra, ao mesmo também manter o Projeto de busca por vida vegetal no planeta... Ora, se os humanos na nave, claramente não demonstravam nenhum interesse em nada além dos monitores-de-hologramas, qual a importância de manter um projeto que foi abandonado assim que a nave AXIOM deixou a Terra? Era só desativar os robôs EVA ou simular que as sondas eram enviadas à Terra.

 

Outra caracteristica inconsistente está nos gigantes WALL-A jogarem no Espaço o lixo produzido na AXIOM. Onde conseguiriam matérias primas para repor aquela quantidade de material desperdiçado? Uma nave "durar" 700 anos com esta técnica é uma falha muito gritante de roteiro, mesmo que os fins - a suposta crítica ecológica - seja considerada, possui o risco consentir de que um argumento falacioso, mas que convença as pessoas a pensarem na natureza, seja aceitavel.

 

Alguns podem dizer que o filme é ficção, não precisando, por este motivo, seguir à risca os fatos ou uma estrutura racional argumentativa, duvido que os elogios do filme se sustentem ser citar os elementos presentes no filme "verificáveis", como isolamento das pessoas, degradação da natureza etc.

 

Também o filme deixa claro de que apenas sobreviveram os que tiveram dinheiro para ir à AXIOM, deixando bilhares de pessoas à uma morte lenta por envenenamento na Terra (o filme WALL-E 2 poderia mostrar o destino deste terráqueos). Talvez seja este o motivo de a nave ficar tão distante da Terra, pois se o "bioma" da AXIOM permitiu a vida fluir por 700 anos, esta poderia ser construida em solo terreste.

 

E a mania da Disney/Pixar terminar as histórias "bem", neste filme elimina qualquer suposta crítica à sociedade contemporânea, pois magicamente (nos créditos) começam a plantar, peixes surgem, animais, àrvores, tudo porque uma planta - de alguns centimetros - foi encontrada!

 

O filme é ótimo, se assistirem focando apenas nos personagens e direção.

 

 A suposta mensagem ecológica do filme é um claro oportunismo.Andersøn2008-07-05 18:20:27

Link to post
Share on other sites

 

 

Como um robô que tinha desenvolvido uma curisidade para qualquer coisa incomum que encontrava nos lixões na Terra não se impressiona' date=' em momento algum, com o ambiente extremamente diferente que o cerca na AXIOM? Isto é no mínimo curioso.[/quote']

 

Porque ele está interessado na Eva, ora pois. Ele subiu na nave por causa da Eva, não porque a nave atraiu sua curiosidade. Na verdade, ele sentiu medo.

 

Outra coisa que ficou sem uma explicação consistente foi a ordem do CEO da BnL em não permitir que os humanos retornem à Terra, ao mesmo também manter o Projeto de busca por vida vegetal no planeta... Ora, se os humanos na nave, claramente não demonstravam nenhum interesse em nada além dos monitores-de-hologramas, qual a importância de manter um projeto que foi abandonado assim que a nave AXIOM deixou a Terra? Era só desativar os robôs EVA ou simular que as sondas eram enviadas à Terra.

 

O presidente considerou que a Terra nunca mais voltaria ao normal, mas ela começou a voltar. Pareceu uma mensagem de desespero, que nada mais poderia ser feito.

 

Outra caracteristica inconsistente está nos gigantes WALL-A jogarem no Espaço o lixo produzido na AXIOM. Onde conseguiriam matérias primas para repor aquela quantidade de material desperdiçado? Uma nave "durar" 700 anos com esta técnica é uma falha muito gritante de roteiro, mesmo que os fins - a suposta crítica ecológica - seja considerada, possui o risco consentir de que um argumento falacioso, mas que convença as pessoas a pensarem na natureza, seja aceitavel.

 

Aí vai da sua imaginação. O filme não pode se ater a esses detalhes para não perder o foco. Não sabemos se existem outros planetas como a Terra, alienígenas, etc. Que poderiam ser fontes de material para a nave.

 

E a mania da Disney/Pixar terminar as histórias "bem", neste filme elimina qualquer suposta crítica à sociedade contemporânea, pois magicamente (nos créditos) começam a plantar, peixes surgem, animais, àrvores, tudo porque uma planta - de alguns centimetros - foi encontrada!

 

Discordo de vc, as críticas continuam lá. A não ser que pra vc um quase-extermínio seja pouca coisa, heheheh.

 

Uma plantinha foi encontrada pelo Wall-e, quem pode dizer se já não existiam até árvores em outros lugares do planeta?

 

A magia do filme está sobretudo na simplicidade, vc está exigindo demais.

Tanma2008-07-06 08:13:17

Link to post
Share on other sites

 

 

 

Porque ele está interessado na Eva' date=' ora pois. Ele subiu na nave por causa da Eva, não porque a nave atraiu sua curiosidade. Na verdade, ele sentiu medo.[/quote']

 

Não me referi à ele ir na nave atrás da EVA, mas sim já na AXIOM, quando a encontra. Muitas características do WALL-E desaparecem, inclusive a curiosidade. Claro, para fins de roteiro foi importante uma leve "modificação" no personagem...

 

O presidente considerou que a Terra nunca mais voltaria ao normal, mas ela começou a voltar. Pareceu uma mensagem de desespero, que nada mais poderia ser feito.

 

Existe um conflito de "deveres" aí, pois se há 700 anos o CEO da BnL passou a Directive-113, ordenando que não retornem à Terra em hipótese alguma, dito isto, qual seria a necessidade de os robôs da AXIOM manter um programa de busca por vegetação (durante os 700 anos seguintes) se obviamente os humanos na AXIOM pouco se importavam com isso? Claro, para fins de roteiro foi importante esta "busca" continuar, do contrário o WALL-E nunca encontraria uma namorada...

 

Aí vai da sua imaginação. O filme não pode se ater a esses detalhes para não perder o foco. Não sabemos se existem outros planetas como a Terra, alienígenas, etc. Que poderiam ser fontes de material para a nave.

 

Fontes de matéria-prima em outro planetas (ou qualquer outra hipótese) se apresentam mais complexas do que usar a própria Terra para este fim! Um biodomo AXIOM na Terra mesmo seria o mais coerente...

 

Discordo de vc, as críticas continuam lá. A não ser que pra vc um quase-extermínio seja pouca coisa, heheheh.

 

Uma plantinha foi encontrada pelo Wall-e, quem pode dizer se já não existiam até árvores em outros lugares do planeta?

 

A magia do filme está sobretudo na simplicidade, vc está exigindo demais.

 

A crítica (se existe) se torna uma piada de humor negro, pois os humanos que começam a repovoar a Terra são justamente os descendentes daqueles que mais produziam poluição (seguindo o fato do país mais rico ser o que mais produz lixo), ou a AXIOM tinha uma terceira classe para os passageiros?

Andersøn2008-07-07 00:09:46

Link to post
Share on other sites
Existe um conflito de "deveres" aí' date=' pois se há 700 anos o CEO da BnL passou a Directive-113, ordenando que não retornem à Terra em hipótese alguma, dito isto, qual seria a necessidade de os robôs da AXIOM manter um programa de busca por vegetação (durante os 700 anos seguintes) se obviamente os humanos na AXIOM pouco se importavam com isso? Claro, para fins de roteiro foi importante esta "busca" continuar, do contrário o WALL-E nunca encontraria uma namorada...[/quote']

 

Os que foram mostrados no filme pouco se importavam, mas como saber dos anteriores? Os humanos não saíram da Terra gordos e burros daquele jeito, foram ficando assim com o passar dos anos.

 

E o programa de busca por vegetação chegou a ser cancelado? Acho que não, mas se foi um capitão anterior ao gordão pode muito bem ter reativado oras.
Link to post
Share on other sites
Os méritos do filme estão principalmente na qualidade da computação gráfica' date=' direção e "personalidade" dos robôs.

Alguns elementos do roteiro surgem como desculpa para mostrar os avanços técnicos do CGI, também causar nostalgia com elementos para aqueles que viveram o final da década de 70 e a década de 80, como o Cubo mágico... Video Cassete... Pong... ET...

Há anos acompanho o site Cinema em Cena e aprecio as criticas e noticias do site, mas esta bajulação toda em torno do filme WALL-E é preocupante, pois a história não é tudo isso (também por pegar onda nesta mania-ecológica, "todos" ficaram deslumbrados...).

Gostei do filme, mas existem aspectos que merecem comentários.

*** Contém Spoilers ***

O filme seria bom se não tivesse levado o protagonista à nave AXIOM, pois muitos buracos no roteiro surgem no momento que WALL-E deixa suas funções de robô e passa a ser uma "criança" em busca da namorada-platônica. Como um robô que tinha desenvolvido uma curisidade para qualquer coisa incomum que encontrava nos lixões na Terra não se impressiona, em momento algum, com o ambiente extremamente diferente que o cerca na AXIOM? Isto é no mínimo curioso.

Outra coisa que ficou sem uma explicação consistente foi a ordem do CEO da BnL em não permitir que os humanos retornem à Terra, ao mesmo também manter o Projeto de busca por vida vegetal no planeta... Ora, se os humanos na nave, claramente não demonstravam nenhum interesse em nada além dos monitores-de-hologramas, qual a importância de manter um projeto que foi abandonado assim que a nave AXIOM deixou a Terra? Era só desativar os robôs EVA ou simular que as sondas eram enviadas à Terra.

Outra caracteristica inconsistente está nos gigantes WALL-A jogarem no Espaço o lixo produzido na AXIOM. Onde conseguiriam matérias primas para repor aquela quantidade de material desperdiçado? Uma nave "durar" 700 anos com esta técnica é uma falha muito gritante de roteiro, mesmo que os fins - a suposta crítica ecológica - seja considerada, possui o risco consentir de que um argumento falacioso, mas que convença as pessoas a pensarem na natureza, seja aceitavel.

Alguns podem dizer que o filme é ficção, não precisando, por este motivo, seguir à risca os fatos ou uma estrutura racional argumentativa, duvido que os elogios do filme se sustentem ser citar os elementos presentes no filme "verificáveis", como isolamento das pessoas, degradação da natureza etc.

Também o filme deixa claro de que apenas sobreviveram os que tiveram dinheiro para ir à AXIOM, deixando bilhares de pessoas à uma morte lenta por envenenamento na Terra (o filme WALL-E 2 poderia mostrar o destino deste terráqueos). Talvez seja este o motivo de a nave ficar tão distante da Terra, pois se o "bioma" da AXIOM permitiu a vida fluir por 700 anos, esta poderia ser construida em solo terreste.

E a mania da Disney/Pixar terminar as histórias "bem", neste filme elimina qualquer suposta crítica à sociedade contemporânea, pois magicamente (nos créditos) começam a plantar, peixes surgem, animais, àrvores, tudo porque uma planta - de alguns centimetros - foi encontrada!

O filme é ótimo, se assistirem focando apenas nos personagens e direção.

 A suposta mensagem ecológica do filme é um claro oportunismo.[/quote']

 

Olha a "arte" de pensar filmes aí de novo... 06
Link to post
Share on other sites

o filme mostra que quando voltam ja nasceram muitas mais plantinhas quase na cena final....

 

 

 

e vai saber eles não se programaram para ficar tipo 1 milhão de anos na nave e assim tinham matéria prima para tal, mas isso realmente não é importante.

 

 

 

O wall-e se encantava com coisas simples, não com coisas realmente absurdas de bem feitas...e como foi dito estava encantado com a Eva, e só pensava nela...

 

 

 

a magia do filme supera varias coisas e os erros de roteiro não são de continuação, são coisas que não são realmente importantes para se saber na hora do filme.

 

 

 

Como disse o calvin, essa é a arte de se pensar os filmes....Todo filme que você começar a pensar pode achar furos principalmente de ficção...

 

 

 

Lembre de Armagedoon, Eu sou a Lenda, etc....muitos filmes.

 

 

 

Eu quando tinha meus 14 anos tinha um amigo que odiava todos os filmes que assistia porque ele achava defeito, dizia ser forçado...

 

 

 

para de pensar e relacha...

 

 

Link to post
Share on other sites
O filme seria bom se não tivesse levado o protagonista à nave AXIOM' date=' pois muitos buracos no roteiro surgem no momento que WALL-E deixa suas funções de robô e passa a ser uma "criança" em busca da namorada-platônica.[/quote']

 

Wall-E É uma criança. Isso é tudo.
Link to post
Share on other sites

WALL-E - 9,5/10 - Lúdico e lindo!!! Quase perfeito. POSSIVEIS SPOILERS - Eu não vou ser radical e dizer que os humanos deveriam ter sido eliminados, mas com exceção do comandante acho que eles deveriam ter ficado no anomimato (aquele casalzinho gordinho e nada...). Tb não gostei muito do final com os humanos se unindo e o Wall-E dando uma de herói, mas não tem como não se apaixonar pelo filme. A Pixar conseguiu mais uma vez, Stanton mandou muito bem (tem posicionamentos de câmera que parecem de filme de "carne e osso") e o casal de robôs é capaz de provocar suspiros e lágrima (eu fiquei com os olhos marejados algumas vezes de felicidade pelo que via). Lúdico e lindo !!!!!

 

PS: Boa crítica Pablo ... vc foi bem detalhista em suas observações.
Thiago Lucio2008-07-09 12:20:06
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...