Jump to content
Forum Cinema em Cena

As Melhores Coisas do Mundo


MacGruber
 Share

Recommended Posts

Caio Blat e Paulo Vilhena no filme de Laís Bodanzky - 14/04/2009 16:47

paulovilhena_01.jpg

caioblat_01.jpgAs Melhores Coisas do Mundo será um filme sobre jovens e para jovens. Foi o que disse a diretora Laís Bodanzky ao portal UOL.

Segundo ela, a maior parte do elenco tem de 15 a 17 anos, incluindo os protagonistas Mano, vivido por Francisco Miguez e Carol, papel de Gabriela Rocha.

No entanto, o longa também contará com rostos mais conhecidos do público brasileiro. Caio Blat (Bezerra de Menezes: O Diário de um Espírito) vai interpretar um professor de física e Paulo Vilhena (Chega de Saudade) ensinará os alunos a tocar violão.

A equipe que fica atrás das câmeras também terá grandes nomes do cinema nacional. A direção de fotografia é de Mauro Pinheiro, de Linha de Passe, enquanto a arte tem Cássio Amarante, de Central do Brasil, como responsável. A montagem ficará por conta de Daniel Rezende, que colaborou em Cidade de Deus e O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias.

(A.A.)

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Muito simpático, de sair sorridente do cinema. Gostei da abordagem da Bodanzky, tratando de assuntos sérios e comuns na nossa vida de forma direta e simples, sem soar pretensiosa ou superficial (descoberta do sexo, maturidade, avanços tecnológicos na nossa sociedade, etc.).

 

Belo passo do cinema nacional. Pena que não vem tendo sucesso (vi o filme numa sessão vazia).
Link to comment
Share on other sites

Também assisti ontem numa sessão quase vazia. Se tinha 20 pessoas era muito. Alice deve ter "roubado" o publico-alvo do filme. Uma pena, pois o filme é muito bom. Me senti novamente com 15 anos quando saí do cinema. O filme ficou muito natural com os rituais da passagem da adolescencia pra fase adulta. Acho que a única coisa que não gostei foi da atuação do Fiuk, mas não chega a atrapalhar o resultado final. Ah, adorei a trilha: "Something in the way she moves/Attracts me like no other lover/Something in the way she woos me"

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

É bom sim, tentar abordar a coisa toda por uma perspectiva honesta, próxima, sem julgamentos; mas força em alguns momentos. Muitos criticam algumas cenas, passagens, como a do blog e suposto suicídio; mas não esqueçam que tudo no filme foi fruto de pesquisa intensa, aqueles blogs realmente existem.

Link to comment
Share on other sites

Só para comentar que adorei o filme, mas a sessão que vi estava completamente lotada....tinham muitos adolecentes, que não paravam de falar e com piadinhas bestas em certos momentos....

 

 

 

E gostei de tudo no filme, é um filme bom de se ver sempre interesante, sempre acontecendo coisas legais...e mostra que filme sobre adolecente pode ser legal, divertido, sério, e sem precisar apelar

Link to comment
Share on other sites

  • 3 months later...

É gostoso mesmo. Tem umas partes meio chatas e outras algo mecânicas, todas derivadas de problemas de roteiro, mas o saldo é positivo, até com uma certa folga.

 

Só chegou na minha cidade há duas semanas e fui assistir nesse feriado. Super bacaninha' date=' muito bem escrito e bem dirigido, vale a pena conferir mesmo!

 

Melhor diálogo:

 

Mano: - Meu pai é viado!

Carol: - E o meu que é antropólogo?

 

06
[/quote']

 

Ri alto nessa cena! A atriz que faz a Carol (Gabriela Rocha), aliás, está ótima.
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Fiquei com vergonha agora... entrei no tópico exclusivamente para esculachar o filme que sequer assisti e me deparo com diversos elogios sobre a fita... Continuo sem vontade de assistir mas não vou criticar justamente por não ter visto o filme que, pelas impressões de quem postou no tópico, parece ser bom

Em todo caso... talvez o motivo dessa "má vontade" das pessoas e falta de interesse em ver o filme seja pq algumas coisas espantam o expectador: o elenco (Paulo Vilhena e Fiuk mais especificamente) e essa ideia de "Malhação cinematográfica" como disseram aqui, ou seja, algo totalmente sem coerência com a realidade

Link to comment
Share on other sites

Fiquei com vergonha agora... entrei no tópico exclusivamente para esculachar o filme que sequer assisti e me deparo com diversos elogios sobre a fita... Continuo sem vontade de assistir mas não vou criticar justamente por não ter visto o filme que' date=' pelas impressões de quem postou no tópico, parece ser bom

Em todo caso... talvez o motivo dessa "má vontade" das pessoas e falta de interesse em ver o filme seja pq algumas coisas espantam o expectador: o elenco (Paulo Vilhena e Fiuk mais especificamente) e essa ideia de "Malhação cinematográfica" como disseram aqui, ou seja, algo totalmente sem coerência com a realidade

[/quote']

Assista sem preconceitos, é um dos melhores filmes nacionais do ano e não tem nada de Malhação.

 

p.s.: Como assim vc ia esculachar um filme sem ter assistido?
Link to comment
Share on other sites

É gostoso mesmo. Tem umas partes meio chatas e outras algo mecânicas' date=' todas derivadas de problemas de roteiro, mas o saldo é positivo, até com uma certa folga.

 

Só chegou na minha cidade há duas semanas e fui assistir nesse feriado. Super bacaninha, muito bem escrito e bem dirigido, vale a pena conferir mesmo!

 

Melhor diálogo:

 

Mano: - Meu pai é viado!

Carol: - E o meu que é antropólogo?

 

06

 

Ri alto nessa cena! A atriz que faz a Carol (Gabriela Rocha), aliás, está ótima.

 

e ela é lindinha...
Link to comment
Share on other sites

p.s.: Como assim vc ia esculachar um filme sem ter assistido?

Como eu disse, o tema e principalmente a presença de Paulo Vilhena e Fiuk (sic!) deram pistas muito ruins do que seria o filme... falsas pistas, pelo que percebi. Por isso eu iria esculachar, até pq não gosto dessa diretora Lais Bodansky

Mas como, pelos posts que li aqui, parece que o filme não é ruim e não é o que parece ser... nesse caso, sem esculachos, hehehe 06
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Achei legalzinho até, embora seja enjoado em alguns momentos. Fiquei bem indiferente com relação a narrativa do irmão e a qualquer cena que tinha o professor de violão, em parte talvez por causa do casting feito pra esses dois papéis. Mas num geral é bem levinho, agradável de assistir. O destaque fica mais pra Gabriela Rocha mesmo, a melhor coisa do filme pra mim. Beckin2010-10-21 09:56:51

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...