Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Que Você Anda Vendo e Comentando?


Nacka
 Share

Recommended Posts

Não entendo isso de o filme é melhor que o livro ou vasco-versa. São mídias diferentes que despertam emoções de formas diferentes. É o mesmo que comparar pizza com sorvete06

 

Exato. Tb não consigo comparar. É como dizer que o Federer joga melhor que o Messi ou vice-versa.
Link to comment
Share on other sites

The Sorcerer's Apprentice (Jon Turteltaub, 2010)

 

Não tem como dar

certo quando as única pessoas talentosas de um filme são os caras dos

efeitos especiais. Eles são ferramentas e quando mal utilizadas, não tem

graça nenhuma. É como um guitarrista tecnicamente impecável, mas que

não sabe fazer um riff reconhecível.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Esse é um daqueles assuntos cíclicos' date=' pinta de 6 em 6 meses em um tópico qualquer. E é sempre uma grande bobagem em si mesmo.[/quote']

Haveria post mais perfeito que este para descrever?

Eu não lembro de ter visto assunto ser discutido aqui. 06

Lembro de ter me perguntado por que vocês não discutiam a comparação entre a qualidade da adaptação e do original.

Link to comment
Share on other sites

SALL' date='

 

no geral qualquer tipo de adaptaçao -  no meu ver - em geral é inferior a obra original
[/quote']

 

Eu tb acho, inclusive quotei exatamente isso antes.l

Mas Calvin, releia um trecho de seu post:

 

"...fiz questao de assistir o filme depois de ter relido as obras ,logo, os erros de adaptaçao ficaram grintantes para mim... como ja falei mesmo com todos os defeitos nao tem como nao gostar do filme, e tenho em mente que uma adaptaçao é SEMPRE inferior a obra original..."

 

SEMPRE é bem diferente de "no geral/geralmente" não acha?...06

 

 

 

 

 

 

3d64

 

Caro Sall,

 

Nao estou pedindo para que vc concorde comigo.

voce tem todo o direito de discordar das minhas opinioes cara, fique a vontade para isso, nao estou ofendido. Tudo bem voce ter levado a serio o que eu falei, mas proposta nao é fazer nascer um doutrina em cima disso. Acredito que o forum se baseia justamente no confronto de diferentes opinioes e pontos de vistas e nao necessariamente na unanimidade, certo?

 

como vc pediu, rê-li meu post anterior e mantenho o que disse: tenho em mente que uma adaptaçao é SEMPRE inferior a obra original  

... pois até hoje nao me deparei com tal acontecimento e talvez baseado nos meus gostos e experiencias nao havera a refutaçao dessa "verdade"e tenho conhecimento disso, mas seria bastante positivo se a contradiçao dessa dogma , por mim estabelecido e que tanto te impactou sucedesse. e quando usei "no geral" a intençao era sinalizar que existia esse possibilidade ou que  há pessoas (como vc ) que discordam do que eu falei. 

 

 

ficou claro agora?

 

Cara, e onde foi que te pedi para concordar comigo? Forum CeC e seus erros de interpretação...06

 

Não se trata do que discordei ou concordei. Só quotei porque achei contraditório (outros tb acharam) pois num post vc afirma que "uma adaptaçao é SEMPRE inferior a obra original" e no post seguinte vc diz que "uma adaptação em geral é inferior a obra original".  Não percebeu a diferença que faz na sua linha de pensamento essas duas palavrinhas usadas por vc mesmo? Foi a isso que me referi e não por vc discordar de mim.

 

 

 

 

Grande Sall,

Sem mais delongas,

já que vc insiste em remoer...

 

se a obra original for muito boa, NA MINHA OPINIAO, A adaptaçao dificilmente ficará à altura. Logicamente, se a obra original for uma bosta qualquer adaptaçao poderá ser superior a ela. Nao levei isso em consideraçao. 

 
Link to comment
Share on other sites

No Por-do-Sol

Ótimo drama  q o sempre bom Hal Holbrook carrega nas costas e ainda por cima leva o elenco td no bolso. O veterano tiozinho ja havia roubado a cena em sua breve ponta de Na Natureza Selvagem e agora nao faz diferente. Na trama, ele interpreta um fazendeiro q envelheceu e foge do asilo pra voltar à sua antiga propriedade para sacar q o mundo ja nao era como antes. Até a Mia Wisikowska ( Alice no Pais das maravilhas ) aqui ta bem mais espontanea e convincente como pitchuleca caipira q em sua interpretacao pra lá de artificial no filme do Burton. 9/10

 

That%20Evening%20Sun%20poster.jpg
Link to comment
Share on other sites

 

 

halle-berry-catwoman.jpg

 

 

Mulher-Gato (Catwoman, Pitof, 2004) – 4/5

 

 

 

É interessante criar uma aura mística ao redor dos gatos e da Mulher

Gato. E não é ruim que ela seja apenas uma acrobata que sabe lutar, mas é

legal ela ter "poderes" de gato. Pena que nada é bem aproveitado. O

misticismo cria algo positivo apenas nos créditos iniciais, com imagens

antigas mostrando a Mulher Gato ao longo da História. E há um exagero

risível no comportamento felino de Paciência (!). Ela só falta usar uma

caixa de areia ao invés do banheiro.

 

Halle Berry colabora com maneirismos

ridículos e andando como se fosse uma modelo desfilando com problemas de

coluna. Tenta inutilmente ser sexy e imponente. A personagem não

desperta simpatia (nem antipatia) quando ainda é uma coitada, nem

qualquer admiração quando completa sua transformação. Melhora depois de

se tornar especial, porque é quando ela passa a ser engraçada.

 

 

 

A vilã faz parte de uma empresa de cosméticos, planeja o

lançamento de um creme que prejudica a saúde e está revoltada porque não

é mais jovem. A desculpa que inventaram para o super-poder dela é engraçada. Não que ela tenha muita importância, já que o filme é mesmo

sobre Paciência se transformando. As duas tentam ser levadas a sério,

mas soam falsas em suas atuações.

 

Quando eu vi a fantasia, ou melhor, os

trapos da Mulher Gato pela primeira vez, durante a produção do filme,

pensei que fosse uma piada. Nota zero no design de figurino. Gostei do CGI usado para os gatos, mas

não do que é usado para os pulos da Mulher Gato. E o que é aquela

cantora gemendo na trilha sonora?

 

Antes que perguntem: não, a nota não

está errada. Catwoman é uma espécie de Maria do Bairro. Erra em tudo e

acaba virando uma comédia involuntária melhor do que eu poderia

imaginar. Os diálogos são fracos, mas existe uma fala que vale a pena

ouvir e vem de Sharon Stone: "... e então eu completei 40 anos e eles me

jogaram fora".

Lucy in the Sky2010-11-20 15:30:49

Link to comment
Share on other sites

A MORTE E A VIDA DE CHARLIE ST. CLOUD - 4/10 - Trata-se de um drama com toques de espiritismo que a partir de uma determinada reviravolta se transforma em um romance espírita, porém a abordagem é igualmente rasteira, apesar de ser leve e não exagerar muito na pieguice.  O diretor Burr Sterrs não consegue estabelecer nem mesmo uma lógica temporal na narrativa, o que prejudica a evolução e o peso do drama do personagem. Zac Efron ainda demonstra ser um ator bastante limitado. Ray Lliota e Kim Bassinger surgem em meras participações especiais, logo são desperdiçados (ele fica encarregado do diálogo mais clichê do filme). Amanda Crew é uma boa surpresa em cena, embora a sua personagem receba um tratamento pouco aprofundado. Já Charlie Tahan tem um certo carisma, mas o tal dilema entre irmãos acaba ficando em segundo plano.  Thiago Lucio2010-11-20 16:39:34
Link to comment
Share on other sites

 

Esse é um daqueles assuntos cíclicos' date=' pinta de 6 em 6 meses em um tópico qualquer. E é sempre uma grande bobagem em si mesmo.[/quote']

Haveria post mais perfeito que este para descrever?

Eu não lembro de ter visto assunto ser discutido aqui. 06

Lembro de ter me perguntado por que vocês não discutiam a comparação entre a qualidade da adaptação e do original.

Sério? Já foi milhares de vezes. E todas as vezes a conclusão foi a mesma: as obras são incomparáveis por serem tipos de abordagens diferentes, etc. Quando alguém defende uma opinião contrária é massacrado. (e cá entre nós com razão 06)

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Eu até acho que mídias diferentes devem ser analisadas separademente. Mas isso não impede a comparação' date=' de forma alguma.

 

 

[/quote']

Você pode comparar o que quiser. Mas  como se tratam de mídias que partem de interações diferentes com o espectador, sendo o tratamento distinto (um é imagético - lida com a manipulação da imagem - e o outro é imaginativo) os recursos serão diferentes e não vejo lógica alguma na comparação. Mas também já disse isso milhares de vezes em outras tantas milhões de discussões iguais a essa.

Mr. Scofield2010-11-20 18:17:39

Link to comment
Share on other sites

SALL' date='

 

no geral qualquer tipo de adaptaçao -  no meu ver - em geral é inferior a obra original
[/quote']

 

Eu tb acho, inclusive quotei exatamente isso antes.l

Mas Calvin, releia um trecho de seu post:

 

"...fiz questao de assistir o filme depois de ter relido as obras ,logo, os erros de adaptaçao ficaram grintantes para mim... como ja falei mesmo com todos os defeitos nao tem como nao gostar do filme, e tenho em mente que uma adaptaçao é SEMPRE inferior a obra original..."

 

SEMPRE é bem diferente de "no geral/geralmente" não acha?...06

 

 

 

 

 

 

3d64

 

Caro Sall,

 

Nao estou pedindo para que vc concorde comigo.

voce tem todo o direito de discordar das minhas opinioes cara, fique a vontade para isso, nao estou ofendido. Tudo bem voce ter levado a serio o que eu falei, mas proposta nao é fazer nascer um doutrina em cima disso. Acredito que o forum se baseia justamente no confronto de diferentes opinioes e pontos de vistas e nao necessariamente na unanimidade, certo?

 

como vc pediu, rê-li meu post anterior e mantenho o que disse: tenho em mente que uma adaptaçao é SEMPRE inferior a obra original  

... pois até hoje nao me deparei com tal acontecimento e talvez baseado nos meus gostos e experiencias nao havera a refutaçao dessa "verdade"e tenho conhecimento disso, mas seria bastante positivo se a contradiçao dessa dogma , por mim estabelecido e que tanto te impactou sucedesse. e quando usei "no geral" a intençao era sinalizar que existia esse possibilidade ou que  há pessoas (como vc ) que discordam do que eu falei. 

 

 

ficou claro agora?

 

Cara, e onde foi que te pedi para concordar comigo? Forum CeC e seus erros de interpretação...06

 

Não se trata do que discordei ou concordei. Só quotei porque achei contraditório (outros tb acharam) pois num post vc afirma que "uma adaptaçao é SEMPRE inferior a obra original" e no post seguinte vc diz que "uma adaptação em geral é inferior a obra original".  Não percebeu a diferença que faz na sua linha de pensamento essas duas palavrinhas usadas por vc mesmo? Foi a isso que me referi e não por vc discordar de mim.

 

 

 

 

Grande Sall,

Sem mais delongas,

já que vc insiste em remoer...

 

se a obra original for muito boa, NA MINHA OPINIAO, A adaptaçao dificilmente ficará à altura. Logicamente, se a obra original for uma bosta qualquer adaptaçao poderá ser superior a ela. Nao levei isso em consideraçao. 

 

 

encerrando o assunto:

 

cara, te quotei pq havia uma contradição nas 2 frases que tu postou. E perguntei qual era sua posição de fato. Apenas isso .  se vc acha que to tentando "convertê-lo" ao o que eu penso ou "remoendo" alguma coisa, está com sérios problemas de interpretação de texto.

Ou finge estar.

Coisas que só o CeC faz por vc...06

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

1. Mas não falo de uma comparação direta. Falo em uma comparação de qualidade. Se um livro ruim gera um filme bom' date=' qual a dificuldade em aceitar que um seja melhor que o outro, dentro de suas categorias?

 

2. Acho mais difícil dar notas em milésimos para filmes.06

 

[/quote']

1. Exatamente.

 

2. Eu também. 06

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

Mas não falo de uma comparação direta. Falo em uma comparação de qualidade. Se um livro ruim gera um filme bom' date=' qual a dificuldade em aceitar que um seja melhor que o outro, dentro de suas categorias?

 

Acho mais difícil dar notas em milésimos para filmes.06

 

[/quote']

Se você não fala em comparações diretas, então não estamos em desacordo.

Mas há um caso interessante que se aplica no exemplo que você citou: se existe a dicotomia "ruim" x "bom" a comparação é de conceitos e não de qualidade, exemplo: gosto do número 6 mas detesto melancia. Logo, o número 6 é bom (atributo positivo) e a melancia é ruim (atributo negativo). Conceitualmente algo que é bom é melhor que algo que é ruim. Então podemos dizer que o número 6 é melhor que melancia. Mas será que realmente fizemos uma comparação entre eles? Ou entre os conceitos de bom e ruim?

Se eu gosto tanto de melancia quanto do número 6 (ou se detesto ambos) não há parâmetros conceituais e a comparação se perde.

Dentro de uma mesma categoria os parâmetros são semelhantes, então há que se falar em qualidade.

 

Mr. Scofield2010-11-20 21:16:36

Link to comment
Share on other sites

 

http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//83/4d/60/2489310_bhpmz.jpeg" /> Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (Alfonso Cuarón) Outro nível' date=' muito mais dark, planos muito mais "europizados". Chegou a ser engraçado quando assisti com a namorada os dois identificando a gritante diferença nesse quesito desse pros anteriores. A fotografia desse aqui é linda demais, digna de prêmio. Hogwarts deixou de ser aquela atração de parque da Disney pra ganhar um ar muito mais sombrio, mais imponente. O que um diretor não faz... Ele mudou absolutamente tudo praticamente não mudando nada. Atores são os mesmos, a decoração do castelo é praticamente a mesma, as características dos personagens também não mudam de forma significativa, e mesmo assim o tom do filme é totalmente oposto, é muito mais adulto e sério. Voltando com o lance dos planos, esse aqui realmente é recheado de alguns planos lindos mesmo. Vai ser interessante acompanhar essa troca de diretores. Ah, e esse aqui tem também a história mais instigante. Se os dois primeiros passam muito bem um ar fantástico e ingênuo da série, esse aqui passa muito melhor um tom emergencial e épico, mostrando uma Hogwarts deprimida e fria, totalmente abalada com os acontecimentos da história. Prefiro bem mais o segundo caso. O melhor até aqui. [/quote']

 

Na verdade o Cuarón é o único cineasta que passou pela série. E você vê como é uma arte toda particular essa de compor atmosfera. Bananas como o Newell e o Yates, pra conseguir esse ar mais "obscuro", literalmente escureceram seus filmes. http://www.cinemaemcena.com.br/forum/smileys/06.gif" height="17" width="17" align="absmiddle" alt="06" />

 

 

 

 

 

Pra mim é disparado o melhor. O Cuarón não fez uma adaptação meramente. Fez um filme absolutamente autoral, com linhas bem típicas dele. É um pedaço de arte mesmo.

 

Não consigo ter a mesma sensação de olhos cheios com os outros filmes. Vi o seguinte só e já deixei meio de lado a franquia.

eu tbm deixei meio de lado a franquia... com mais ou menos 30 min do primeiro filme. smileys/06.gif" align="absmiddle" alt="06" />

 

 

 

 

 

Os dois primeiros não dá pra aguentar. Dormi antes da metade no primeiro e, no segundo, fui pouco além disso.

 

 

 

O maior mérito do Cuarón é tornar a história não só tragável, mas interessante e envolvente para quem não é fã. Os filmes seguintes retrocedem a um nível quase tão ruim quanto o do Chris Columbus.

Link to comment
Share on other sites

Vou contra a maré. Para mim' date=' A Sociedade do Anel é a melhor parte da trilogia. É o filme em que a aventura e a magia estão mais presentes.

 

 

 

Os demais são apenas batalhas e mais batalhas.
[/quote']

 

 

 

Eu gosto dos outros dois, mas tendo concordar contigo. A Sociedade tem um baita clima de nostalgia.

Link to comment
Share on other sites

vlcsnap66808mc4.png

 

Fucking Åmål (Lukas Moodysson, 1998) - 4/5

A fotografia é escura, saturada e granulada, dando uma sensação de peso, mas o filme não é pesado, apesar de ser contado com seriedade. É uma história de amor adolescente, e em um certo ponto talvez seja um pouco otimista demais, o que é bom pra nos deixar com um meio sorriso. As situações são comuns, vividas por adolescentes normais e com a adição de problemas que não existiriam se o romance não fosse vivido por duas meninas. Uma delas é a garota popular chata e fútil, a outra é a garota que é deprimida porque não consegue fazer amigos e as duas ficam melhores quando estão juntas.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...