Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Questão

Mogli: Entre Dois Mundos (Andy Serkis)

Recommended Posts

Jungle Book: Origins, comandado por Andy Serkis, troca de título e passa a se chamar Mowgli

Longa estreia em outubro de 2018

   

POR RAFAEL GONZAGA 
20/12/2017 - 11:42

Jungle Book: Origins, adaptação do clássico de Rudyard Kipling que está em desenvolvimento da Warner Bros. e será comandada por Andy Serkis, mudou de título. De acordo com o Deadline, o longa se chamará Mowgli.

De acordo com a sinopse oficial, "o filme acompanha a criação da criança humana Mowgli por um grupo de lobos nas selvas da Índia. Ao aprender as regras muitas vezes severas da selva, sob a tutela de um urso chamado Balu e uma pantera chamada Baguera, Mowgli é aceito pelos animais como um deles. Todos menos um: o temível tigre Shere Khan. Mas pode haver maiores perigos à espreita na selva, já que Mowgli fica cara a cara com suas origens humanas". O filme terá um tom diferente e mais escuro do que a adaptação de Jon Favreau de 2016 - saiba mais.

O filme em computação gráfica e captura de movimentos sem o elenco  Rohan Chand  como o garoto Mogli,  Christian Bale  (Baguera),  Cate Blanchett  (Kaa),  Benedict Cumberbatch  (Shere Khan), Serkis como Balu, entre outros. Recentemente, um  Warner  contratou  Alfonso Cuarón , que venceu o Oscar de direção para o estúdio por  Gravidade , para ser consultor na adaptação.

A estreia de  Mogli  está marcada para outubro de 2018.

 

Fonte: Omelete

 

Eu quero ver é como vão distinguir esse filme da versão da Disney, lançada a pouquissimo tempo. Vão ter que se afastar bastante da animação da Disney, creio eu.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mowgli | Andy Serkis afirma que fará um Balu mais sombrio

Por
 Adolfo Molina
 -
 21/02/2018
Balu, o urso amigo de Mogli. Balu, o urso amigo de Mogli.
Ouça este conteúdo0:0001:10Audima

Mowgli,  nova adaptação de Andy Serkis do livro Mogli – O Menino do Lobo, terá um tom totalmente diferente do da Disney.

 

Além da direção, Serkis também  vivera o urso Baloo por captura de movimentos, e revelou algumas informações sobre seu filme nessa quarta (21), dizendo que será mais tenso e violento.

O clássico animado de 1967, da Disney, que teve recente remake em live-action, era para ser também com um tom mais pesado, mas Walt Disney não achou que conversaria com as crianças bem.

Em entrevista, Andy contou que fará uma versão mais sombria de Baloo e contou sobre a experiência também de fazer vilões: “É até engraçado fazer os vilões, na verdade, especialmente quando acho maneiras de fazer ele apelativo. Mas você me verá sendo Baloo. Ele é até legal, na verdade, é mais durão nesse. Um Baloo sombrio.”

O longa recebeu uma classificação PG-13, o aqui é considerado não aconselhado a menores de 14 anos, por conta de “imagens sangrentas”.

Mowgli estreará em 19 de outubro de 2018.

 

FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mogli | Filme de Andy Serkis deve ganhar trailer em breve

Por
 Pedro Vieira
 -
 04/03/2018
 
king-louie-racist-696x348.jpg Mogli
Ouça este conteúdo0:0001:07Audima

Pouco tem se falado de Mogli, a nova versão do clássico livro de Rudyard Kipling, produzida pela Warner, em contraposição à versão da Disney de 2016. Entretanto, com data marcado para o final de 2018, o filme deve começar a ganhar suas primeiras imagens oficiais muito em breve.

 

É o que garantiu o diretor do longa, o também ator Andy Serkis, em entrevista ao THR. “Nós estamos a poucos meses de completar [o filme], e o longa vai chegar em outubro, então, muito em breve vamos começar a soltar os trailers e as artes promocionais, como eventos normais que acontecem no ano”.

Além de diretor, o ator também estará encarregado por fazer os movimentos e voz do urso Balu. Benedict Cumberbatch, como Shere Khan; Christian Bale, como Baguera; e Cate Blanchett, como Kaa, completam a lista de atores confirmados para o longa.

Mogli tem data de estreia agendada para 18 de outubro.

 

FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mowgli”, filme de Andy Serkis tem primeira imagem revelada

Longa conta com elenco estrelado.

RAPHAEL PINHEIRO 25/04/2018 NO COMMENTS 114 VIEWS CINEMA, NOTÍCIAS
“Mowgli”, filme de Andy Serkis tem primeira imagem revelada

A Warner Bros. revelou hoje durante o CinemaCon a primeira imagem promocional de Mowgli, filme baseado no livro “The Jungle Book” que terá direção de Andy Serkis. Confira:

DblqNqeVAAEvhxO-768x1024.jpg

O projeto é uma iniciativa de Andy Serkis em contar a história do menino lobo de uma maneira mais sombria e realista.

Além de Serkis como o urso Baloo, o elenco é composto por Christian Bale que será Bagheera, Cate Blanchett como Kaa, Naomie Harris como Nisha e Benedict Cumberbatch como Shere Khan.

Mowgli chega aos cinemas em 19 de outubro deste ano.

 

FONTE: CULTURA NÉRDICA

 

Pelo visto sera uma versão mais "suja" que a da Disney

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Tem uma pegada bem mais sombria que a versão da Disney  mesmo (e parece que vai trabalhar bem mais a interação dos humanos com o Mogli, que acho que não tem na versão da Disney). Não vi o live action da Disney, mas os vilões Shree Khan e Kaa pareciam mais assustadores lá do que nesse daqui, sendo que em tese, esta é a versão mais sombria. Mas falo isso tendo só os trailers dos dois filmes como base mesmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mogli - O Livro da Selva tem estreia adiada para 2019

Mudança no calendário se deve à compra dos direitos de distribuição pela Netflix

  •  
  •  
  •  
  •  
MARIANA CANHISARES
27.07.2018
14h45

A Netflix adquiriu os direitos de distribuição mundial de Mogli - O Livro da Selva e adiou a estreia do longa para 2019, de acordo com o Deadline. Antes, quando a Warner Bros. era a responsável pela distribuição, a produção tinha previsão de estreia para outubro deste ano.

Ainda assim, o filme será lançado nos cinemas para que o público possa assistir à versão 3D do longa. "Estou muito animado com isso. Agora, evitamos comparações com outros filmes e é um alívio não ter essa pressão", disse o diretor Andy Serkis ao site, se referindo à adaptação comandada por Jon Favreau.

A história acompanha a criação do menino Mowgli (Rohan Chand), que cresceu em meio a uma alcateia de lobos nas selvas da Índia. Conforme ele aprende as regras implacáveis da selva, sob os cuidados de um urso chamado Baloo (Andy Serkis) e uma pantera chamada Bagheera (Christian Bale), Mowgli é aceito pelos animais da floresta como se fosse um deles. Exceto por um: o temível tigre Shere Khan (Benedict Cumberbatch). Contudo, outros perigos espreitam na selva, à medida que Mowgli se defronta com suas origens humanas. O elenco tem ainda Cate Blanchett como Kaa, Peter Mullan como Akela e Naomie Harris como Nisha.

O roteiro é assinado por Callie Kloves, baseado nas histórias de Rudyard Kipling. A estreia está marcada para 19 de outubro de 2018.

 

FONTE: OMELETE

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar de apostar em uma visão mais fiel à obra de Rudyard Kipling, Mogli: Entre Dois Mundos não agradou a crítica internacional. O filme até o momento tem uma aprovação de apenas 44% no Rotten Tomatoes, com uma nota média de 5,5/10.

Ao que parece, a Warner acertou em vender a distribuição para a Netflix, assim como a Paramount fez com ”The Cloverfield Paradox”.

Confira alguns trechos:

“Esta mais sombria e vaga reimaginação do clássico não consegue suprir necessidades básicas… Andy Serkis pode ter pretendido oferecer uma versão mais sombria e áspera das histórias clássicas de Kipling, mas o resultado final prova ser uma confusão obscura.” Declara THR.

“Impulsionado pelo trabalho de captura de movimento muitas vezes impressionante, o ambicioso Mogli: Entre Dois Mundos oferece uma visão mais dramática sobre a história de Kipling do que foi colocado nos cinemas para um público infantil. O resultado cai em um estranho território intermediário – não totalmente atraente para crianças nem para adultos, enquanto os personagens principais são ou efeitos especiais talentosos ou tristemente renderizados.” Declara IndieWire.

“Confusa e entediante, esta adaptação feita pela Warner Bros. e pela Netflix é uma versão mais sombria e incômoda dirigida por Andy Serkis, o mestre da captura de movimentos. Então, retornamos ao misterioso vale do surto de animações ultra-realistas. Não há músicas agora, e não é muito divertido.” Declara The Guardian.

“Entre ser ou não ser um bom filme, não está claro de qual lado está Mogli: Entre Dois Mundos. Não é muito bom para as crianças e um pouco mal preparado para atrair os adultos.” Declara Polygon.

Criado por uma alcateia em meio às florestas da Índia, Mogli (Rohan Chand) vive com os animais da selva e conta com a amizade do urso Baloo (Andy Serkis) e da pantera Bagheera (Christian Bale). Ele é aceito por todos os animais, exceto pelo temido tigre Shere Khan (Benedict Cumberbach). Quando Mogli se defronta com suas origens humanas, perigos maiores do que a rixa com Shere Khan podem surgir.

A nova adaptação da história do Menino Lobo conta com direção de Andy Serkis e será estrelada por Rohan Chand. O filme chegará em 07 de dezembro à plataforma de streaming.

FONTE: O VÍCIO

Share this post


Link to post
Share on other sites

Andy Serkis explica produção demorada de Mogli: Entre Dois Mundos e fala sobre novas adaptações live-action

Para o Cinema Com Rapadura, Serkis também comenta sobre sua adaptação de "A Revolução dos Bichos".

20181216-serkis-mogli-768x432.jpg

No dia 7 de dezembro, estreou na Netflix “Mogli: Entre Dois Mundos”, mais uma adaptação de “O Livro da Selva” de Rudyard Kipling, dessa vez pelas mãos de Andy Serkis. O artista, grande referência na atuação por meio de motion capture – tendo interpretado personagens icônicos como Gollum, de “Senhor dos Anéis”, e César, da trilogia “Planeta dos Macacos” – dirige seu segundo filme, e o Cinema Com Rapadurapôde descobrir mais detalhes da produção em uma mesa redonda realizada com Serkis durante sua vinda ao Brasil na última semana.

A adaptação de Serkis é a segunda a ser lançada em um período de 2 anos. “Mogli: O Menino Lobo”, dirigido por Jon Favreau, e produzido pela própria Disney (responsável pela animação clássica), estreou em 2016. Mas Serkis confirmou que sua adaptação foi a primeira a entrar em desenvolvimento. O diretor, cuja única experiência no cargo até então havia sido dirigindo a 2ª unidade da trilogia “Hobbit” de Peter Jackson, recebeu o roteiro para o então intitulado “O Livro da Selva” em 2013, mas o filme já estava em desenvolvimento há um ano e meio antes disso.

“Foi uma verdadeira corrida com a produção da Disney”, assumiu Serkis,“mas quando entramos em pós-produção, resolvemos desistir da corrida e levar nosso tempo”.

O diretor admite que o desenvolvimento de “Mogli: Entre Dois Mundos” não teve um bom timing, mas afirma que isso necessariamente não foi um problema, visto que o live-action de Jon Favreau seria um filme para a família, mais leve, enquanto sua adaptação teria um tom mais próximo do livro, mais sombrio, com uma floresta que representa perigo real e com um Mogli que não sente que pertence àquele lugar.

Assim, “Mogli: Entre Dois Mundos”, que teve produção da Warner e também seria distribuído pela estúdio, foi adquirido pela Netflix, com a benção de seu diretor

 

FONTE: CINEMA COM RAPADURA

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Conferi o filme

 Diferente da maioria, não vi a versão live action da Disney (embora só pelos trailers já seja possível perceber que o CGI para criar os animais é bem superior do que o deste filme), o que é bom, pois pude conferir a obra sem estar inclinado a comparar a condução das duas histórias. Dito isso, esta versão de MOGLI de Andy Serkis (que também atua no filme como o urso Baloo) é interessante por trazer uma versão muito mais sombria e madura do que aquela imortalizada na clássica animação. Como diretor, Serkis demonstra ter um senso estético bem apurado, o que pode ser notado, por exemplo, na cena em que o protagonista se esconde do tigre Shree Khan em uma lagoa, ou na conhecida sequência do galho em chamas. Serkis também mostra-se um bom diretor de atores, conseguindo arrancar do jovem protagonista uma atuação intensa como um Mogli muito mais atormentado do que estamos acostumados, mas que também sabe se divertir. Mas o roteiro tem seus problemas. Até metade da duração da obra, quando o jovem está tentando fazer parte da alcateia, a obra funciona. Mas a narrativa torna-se acelerada demais (especialmente a partir do momento em que o tigre derruba o líder da alcateia) exigindo que o público aceite conexões emocionais que foram muito mal estabelecidas, fazendo com que o principal ponto do filme, que é colocar Mogli como uma ponte entre humanos e animais simplesmente soe forçado. Na parte técnica, especialmente na captura de movimentos, da qual Serkis é especialista e entusiasta (afinal, ele ficou famoso por papéis como o Gollum de O SENHOR DOS ANÉIS e Cesar da trilogia PLANETA DOS MACACOS) o filme se revela um pouco irregular. Percebe-se claramente que Serkis não quis criar uma visão realista desses animais no sentido fotográfico, dando a eles certo antropomorfismo facial, ainda que todos estejam longe de serem criaturas clean, carregando marcas e cicatrizes de uma vida inteira. Isso funciona em alguns casos, como no caso da pantera Baghera (interpretada por Christian Bale por captura de movimento) ou do urso Baloo de Serkis. Outros animais, entretanto, como a cobra Kaa (que ganha a voz imponente de Cate Blanchett) e especialmente o vilanesco tigre vivido por Benedict Cumberbatch já tem suas naturezas artificiais mais flagrantes, o que dificulta a imersão.

 Para um diretor iniciante MOGLI: ENTRE DOIS MUNDOS é um bom começo, mostrando um cineasta com potencial e ambicioso, mas que entretanto, acaba realizando uma obra que não sobrevive ás próprias ambições.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...