UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena

Bastidores do Cinema

Sign in to follow this  

Espaço para que interessados em produção cinematográfica possam discutir temas técnicos: trilhas sonoras, fotografia, edição, montagem, roteiros...

Sign in to follow this  

Announcements

  • Posts

    • O ingresso de AVATAR era mais barato na época. Mas ele foi lançado em uma época menos concorrida também (final ou começo do ano, não lembro bem).  A questão é que AVATAR foi um fenômeno cultural de natureza bem diferente de VINGADORES: ULTIMATO. A Marvel trabalhou com o Hype gerado pelo grande gancho deixado pelo filme anterior, e pela popularidade conquistada pelos filmes do estúdio ao longo dos anos, somado a isso ainda a cultura da "spoilerphobia", ou seja, as pessoas precisavam ver pra não tomar um spoiçer.  AVATAR já foi um fenômeno cultural de natureza bem diferente. A questão ali era apresentar um filme que mudaria a forma como o cinema era feito em termos técnicos, e na própria forma de se assistir um filme no cinema. Isso gera muito menos hype, e discussões, mas ao mesmo tempo cria um filme evento que vai  além da "fan base". Não se tratava de ver a culminação de uma história que te emocionou, até por que que muita gente nem tinha muita ideia sobre o que era AVATAR até ver o filme. Se tratava ali de ver se esse filme era mesmo capaz de mudar a forma como as pessoas viam um filme no cinema. Mesmo quem geralmente não se interessa por blockbusters se sentiu tentado a conferir AVATAR no cinema pela revolução técnica que ele alardeava trazer.
    • QI não é exatamente novidade na Marvel.  Roteirista do Homem de Ferro 2 e 3 foi tudo indicação do Downey JR. O próprio Tom Holland foi recomendado pelo Chris Hensworth (eles trabalharam juntos em NO CORAÇÃO DO MAR). E o Davos da série da extinta série do Punho de Ferro foi outro que foi outro a ganhar indicação, dessa vez do Cumberbarch (os dois trabalharam juntos em SHERLOCK). Então, vai saber.
    • Obra-prima da Agnès Varda. Tudo já foi dito a respeito desse filme, sua inovação, seu feminismo, sua graça...Mas me fez pensar naqueles cineastas contemporâneos que dividem seus filmes por capítulos, com uma tela preta sisuda, e nesta película de 1961, os capítulos estão dividados por minutos de uma maneira tão delicada - a fração das duas horas na vida da personagem. Tantos rostos neste filme, tantos rostos, acrescento, parisienses... Como não pensar nos rostos estampados nas construções de "Visages, Villages"? A cena de Corinne Marchand (ainda viva) e Michel Legrand cantando, entre os filhotes de gato, e as folhas partituras, é deliciosa.  Pode ser uma hora e meia ( da narrativa em tempo real), ou duas horas, se nos deixa feliz, apredemos com a personagem, aquele momento é eterno. "Cléo das 5 às 7" concorreu à Palma de Ouro em Cannes e perdeu para o nosso "O Pagador de Promessas".
    • o trailer chinês tem uma pegada diferente do resto... destaca a relação pai/filho e o ciclo da vida os posters tb sao bacanudos porque fogem da estética ocidental  
  • Popular Contributors

  • Quem foi o melhor intérprete de Batman?   37 members have voted

    1. 2. Quem foi o melhor Batman/Bruce Wayne?


      • Adam West
      • Michael Keaton
      • Val Kilmer
      • George Clooney
      • Christian Bale
      • Ben Affleck

    Please sign in or register to vote in this poll. View topic
×