Jump to content
Forum Cinema em Cena

Mulher Maravilha


maximum
 Share

Recommended Posts

Então... tenho pra mim que ela é princesa o tempo todo. Então a discreta tiara precisa estar ali o tempo todo, seja qual for a roupa.

 

Assim a tiara será vista pelo público não como mero item do uniforme.

É um item para fazer dela a Mulher Maravilha sempre, mesmo de vestido branco. Ela não muda. Ela não fica super - ela É super.

O que muda é o apelido que dão a ela no patriarcado: Mulher Maravilha.

E a cena de abertura com Trevor atesta isso - ela é uma heroína nata e princesa. Os itens que lhe acrescentam poder, como o bracelete, dão um up, mas não a definem.

 

A proposta para o uniforme inicial é intensamente perfeita! (sou suspeito pois defendo esse conceito há meses aqui no tópico B) )

Ficaria crível no nível exato, e casa perfeitamente com a história

Assim o público aceitaria com muito mais facilidade o uniforme final

 

Na verdade, esse tópico tem ficado melhor que muita saga da DC

Link to comment
Share on other sites

Concordo 100% com a sua observação sobre a tiara, PRIMO.

 

Quanto a parte dos braceletes de Hera, parte vem das hqs, parte da mitologia grega.

 

. Segundo a mitologia grega, após liderar uma revolta contra Zeus, que havia se tornado tirânico com seus semelhantes, Hera foi castigada pelo marido, sendo presa no alto do Olimpo com grilhões dourados lhe prendiam os pulsos e bigornas presas aos pés (isso que é violencia doméstica. hehehe)

 

Isso na mitologia. Agora, nas historias da Mulher Maravilha pré crise, Hera teria presenteado Hipolita com os braceletes que formavam os grilhões que lhe prenderam no passado (As correntes já haviam sido partidas). Como sangue de Hera havia corrido por aquele metal, a amazona que usasse aqueles braceletes ganharia poderes especiais.

 

Claro que toda essa historia não precisaria ser contada. Basta dizer que os braceletes foi um presente de Hera para as amazonas e pronto.

 

Consegui explicar, PRIMO?

Link to comment
Share on other sites

Não li todos os tópicos ainda, pois tem muita coisa, com o tempo vou lendo. Quanto ao ultimo texto do Questão, não concordo que a Mulher-Maravilha use os braceletes dourados de Hera logo de cara, acho que quem devia usa-los é Hipólyta, e ela as passaria pra Diana num momento dramático do filme, exemplo:

 

No clímax (ou um pouco antes) do final do filme, de preferencia uma continuação, Hipólyta está gravemente ferida pela batalha que estava tendo naquele momento ai antes de morrer ela entrega os braceletes dourados para a Diana finalizar o vilão.

Link to comment
Share on other sites

LEOSPIDER, os braceles são a fonte dos poderes de Diana (na versão pré crise). Pela sua sugestão, a modo comparativo, é como se o Homem Aranha só fosse picado pela aranha radioativa no climax do filme. Não teria graça nenhuma. A heroina do filme é a Diana e não a Hipolita.

 

E Diana não usaria os braceletes logo de cara. Durante todo o trecho em Themyscera (eu diria de 30 a 40 min), ela seria uma amazona comum. Só no momento de sua fuga com Trevor é que ela passaria a usar os braceletes e ter todos os poderes..

 

Esse filme tem que ter ritmo, e pra ele ter ritmo, a Mulher Maravilha precisa ter todos os seus poderes quando vier ao mundo do patriarcado.

Link to comment
Share on other sites

Você não entendeu questão, ela usaria os braceletes de prata originais, ai no clímax ela ganharia um upgrade.

 

No caso os braceletes de prata seriam um presente de Efestus para as amazonas e esse dourado foi criado para prender uma deusa ou seja é muito mais poderoso.

 

Alias seria até um desfecho legal para a saga solo da Diana, ela terminaria como Rainha de Temyscira.

 

E no caso do filme da Liga, poderia dizer que ela instituiu uma democracia na Ilha e partiu para o mundo do patriarcado como diplomata ou algo assim.

Link to comment
Share on other sites

Entendi, Questão! Legal isso!

 

Tem algo que me incomoda aí. Fico com receio de que os braceletes dourados acabem tendo mais "poder" do que a própria Diana. Quase um anel do Lanterna Verde. Como as amazonas já são mais fortes e ágeis que o povo aqui do patriarcado, será que os braceletes precisariam dar tanto poder assim a ela? Boto fé da gente listar os poderes com e sem bracelete, pra avaliar isso melhor e quem sabe rolar aí um leve ajuste. Nesse contexto, um meio termo entre as duas propostas (Questão e LEo) poderia ser interessante. Tipo uma escalada de poder da Diana, pra não chegar tão overpower de primeira.

Link to comment
Share on other sites

Vamos lá então, PRIMO

 

Segundo as regras Pré crise, onde parte dos poderes de Diana vem dos braceletes.

 

Todas as amazonas, independente dos braceletes ou não tem

 

- agilidade sobre humana

 

- Sentidos ampliados ( nada no estilo Demolidor, mas acima de um ser humano normal)

 

- Força levemente ampliada ( Nivel Capitão America ou Bane)

 

- Juventude Eterna

 

 

Com os braceletes, os acréscimos são esses

 

- Capacidade de voar

 

- Força um pouco abaixo do nivel Superman

 

- Resistencia acima dos seres humanos normais

 

Na pré crise, ainda conferia certo grau de telepatia, mas foi algo que se perdeu com o tempo, e não vale a pena ser recuperado.

 

 

E acho que não devem existir dois pares de "braceletes do poder" e sim um só.

 

E nada de ela enfrentar deuses de igual pra igual. Eu acho que isso vai meio contra a idéia que o grande publico tem de deuses.

 

.

Mas como ela vai enfrentar Ares é assunto pra outra hora. Acho que estamos nos saindo bem falando de assunto por assunto pra não "misturar estações". Nos concentremos agora nos braceletes.

 

Tambem não gosto da idéia de Hipolita morrer logo em um 1º filme. Acho que a personagem pode ser melhor desenvolvida se MULHER MARAVILHA virasse uma franquia. Diana virar embaixadora de Themyscera ao final do filme com Hipolita viva é melhor, ao meu ver. Mas vamos discutir isso mais a frente tambem

Link to comment
Share on other sites

Já eu discordo questão, acho que poderia ter 2 sim, desse modo seria uma passagem de bastão interessante. A Hypólita, morre mas antes dá a ela o poder para derrotar Ares, um poder que funcionaria perfeitamente com ela já que ela mesmo foi criada com os poderes dos Deuses.

 

Ai quando ela for definitiva,mente para o mundo do patriarcado integrar a Liga ela levaria apenas o bracelete prateado por que o dourado seria meio que o símbolo do trono de Temyscira.

Link to comment
Share on other sites

Não acho legal por que em primeiro lugar não há passagem de bastão alguma. Hipolita não é uma heroina no sentido classico da palavra. É uma governante.

 

Tambem não acho legal Hipolita ter o poder para enfrentar um deus. Ela pode ser a rainha das amazonas e tudo mais, mas ainda é uma mortal. Nenhum deus daria um presente que poderia ser usado contra um deus.

 

Tambem não gosto da idéia de Hipolita morrer logo em um 1º filme. Acho que a personagem pode ser melhor desenvolvida se MULHER MARAVILHA virasse uma franquia. Diana virar embaixadora de Themyscera ao final do filme com Hipolita viva como rainha é melhor, ao meu ver. Mas vamos discutir isso mais a frente tambem

 

E como eu disse, não gosto da idéia de Diana enfrentando um deus de igual pra igual. Meio que "macula" a imagem que o grande publico tem dos deuses.

Link to comment
Share on other sites

Mas não disse que Hypólita seria uma Heroína, mas ela poderia fazer parte da batalha final, alias, desculpe não especifiquei, essa passagem de bastão seria no ultimo da trilogia, o desfecho de toda a saga da Mulher-Maravilha.

 

E Hipólita não seria páreo para um deus de fato, já que perderia, mas a ideia é que o Bracelete dourado seja compatível com a Amazona já que ela provem dos Deuses, a essência dela é originária da magia dos deuses.

 

E as favas com a imagem dos deuses, seria pica a Diana porrar o Ares no final de tudo, principalmente com ela puta por ele ter matado a mãe. ;)

Link to comment
Share on other sites

Vamos por partes né LEOSPIDER (Alias, acho que essa politica tem sido produtiva por aqui. Hehehe) Primeiro a gente pensa em um 1º filme legal, depois pensa em como seriam as sequencias.

 

Diana já chegou a enfrentar deuses de igual pra igual nas hqs, mas ela precisou de muito mais do que os braceletes.

 

Os braceletes dourados (da pré crise) dão os poderes que listei acima. Os braceletes de prata não dão poder algum. São só braceletes (resistente a tiros, mas braceletes).

 

Então deixa Diana com os seus braceletes dourados em um 1º filme, e se nas sequencias, se ela precisar de mais poder, ela vai atrás de algo mais forte. Hehehe O que não falta são objetos mitológicos pra serem explorados em possiveis sequencias.

Link to comment
Share on other sites

Questão e LEo, talvez possamos pegar o melhor dos dois conceitos aí.

 

Ao contrário do Lanterna Verde, que antes do anel tinha habilidades totalmente humanas, Diana tem diferenciais inerentes que a definem como "super" antes de qualquer acessório. Creio que isso possa ser mais explorado no filme. Como? Não permitindo que um item (um bracelete) tenha tanto peso assim na concepção geral de seu poder. O item seria importante, sim, mas cada vez mais como anexo, claramente.

 

 

Ela não muda. Ela não fica super - ela É super.

 

Podemos fazer isso da seguinte forma: preparando o público para a inserção do bracelete dourado. Ao invés do item ser a fonte de muitos poderes (quase um anel do Lanterna), ele seria a fonte de UM poder. Poder esse que será relevante para Diana resolver o problema principal do filme. Esse poder pode ser o de voo. Outros itens, claro, dariam as demais habilidades, que Diana pegaria em Themyscira (para formar o visual completo com capa - ou não - no desenho que o Questão repostou) e usaria os itens no decorrer do filme (lembram da capa de invisibilidade usada pelo Frodo? A pequena capa da Diana pode ter uma função e depois sair de cena).

 

Imagina que linda cena, em Themyscira, da Hipólita plainando no ar em algum templo, o sol batendo em sua fronte e refletindo no bracelete dourado em seus pulsos. Diana admira atordoada. Hipólita nunca precisou usar em batalha, mas é a guardiã daquele item, que tem forte significado.

 

Mas em determinado ponto do filme, Hipólita finalmente entende a luta da filha e lhe entrega, no climax, no patriarcado, esse último item. A câmera se aproxima de uma Diana de semblante determinado, com os braços aproximando os punhos agora dourados em frente ao rosto. E o público delira: "Agora a porra ficou séria". E Diana voa pela primeira vez no filme, em direção ao desafio final.

 

:)

 

*Visitei aqui o fim do filme apenas pra justificar a proposta.

Link to comment
Share on other sites

Mas e a força extra, PRIMO, que a permitiria aguentar lutas com os monstros de Ares? De onde viria?

 

Permita-me apresentar uma contra proposta, PRIMO. Para isso terei que ir um pouco mais adiante, mas não tanto. A fuga de Diana e Trevor da ilha.

 

Inicialmente, Arisia levou o unico meio que as amazonas tem de sair da Ilha (as sandalias de Hermes). Diana conhece só mais uma maneira de sair de Themyscera para o Mundo Do Patriarcado, mas é quase uma lenda em Themyscera, e extremamente perigoso. E que metodo é esse?

 

Recorro aqui mais uma vez a mitologia grega. Nos limites das aguas de Themyscera, se encontraria Caribdis, o turbilhão vivo (mais conhecido por sua participação em A ODISSEÉIA) Segundo uma lenda das amazonas, quem conseguir entrar em Caribdis e sobreviver até certo ponto, conseguiria chegar ao Mundo Do Patriarcado. Claro que é algo quase suicida.

 

E é por isso que Diana rouba os apetrechos da "campeã das amazonas" (o bracelete, o traje e o resto), para tentar sobreviver e garantir a sobrevivencia de seu companheiro de viagem (Trevor) ao mundo do patriarcado, já que a principio, Arisia levou a unica forma segura de sair dos limite de Themyscera.

 

Seria literalmnete, um rito de passagem para Diana.

 

PS: Pessoalmente, eu não gosto da capa. Hehehe

Link to comment
Share on other sites

Mas e a força extra, PRIMO, que a permitiria aguentar lutas com os monstros de Ares? De onde viria?

 

De um dos demais apetrechos da "campeã das amazonas". Apenas o bracelete dourado não estaria incluso, guardado para estas duas partes do filme:

 

Imagina que linda cena, em Themyscira, da Hipólita plainando no ar em algum templo, o sol batendo em sua fronte e refletindo no bracelete dourado em seus pulsos. Diana admira atordoada. Hipólita nunca precisou usar em batalha, mas é a guardiã daquele item, que tem forte significado.

 

Mas em determinado ponto do filme, Hipólita finalmente entende a luta da filha e lhe entrega, no climax, no patriarcado, esse último item. A câmera se aproxima de uma Diana de semblante determinado, com os braços aproximando os punhos agora dourados em frente ao rosto. E o público delira: "Agora a porra ficou séria". E Diana voa pela primeira vez no filme, em direção ao desafio final.

 

Nesse caso, toda a sua proposta que envolve o Caribdis continuaria normalmente.

Inclusive o famoso laço pode salvar Trevor e Diana de uma queda para a morte certa no Caribdis.

 

No fim, o bracelete permanece com Diana, pois Hipólita enxerga nela a guardiã ideal após os eventos do filme.

Link to comment
Share on other sites

Mas PRIMO, excetuando os braceletes, o unico elemento fixo a nivel de vestimenta que poderia ser usado para o upgrade na força de Diana seria o corpete/armadura.

 

E não acho legal ele ser essa fonte. E não por que nos quadrinhos não é assim. Mas sim por que acho que Diana deve estar quase sempre pronta para a batalha. Ela não pode andar com o corpete o tempo todo. Já os braceletes são outros quinhentos.

 

Até acho legal Hipolita "dar" os braceletes a Diana ao final do filme. Mas não no sentido literal. Acho mais interessante que após resolver o conflito do filme, Diana queira devolver os artefatos de campeã das amazonas (lembre que a principio, estamos trabalhando com o cênario que Diana rouba os artefatos) Mas Hipolita permite que a filha fique com eles, pois se provou digna de carregar o titulo de "campeã das amazonas"

Link to comment
Share on other sites

Mas a placa e o cinto não batem no quesito "praticidade" que eu citei?

 

Imagino que a placa e o cinto são so simbolos de Diana, seus avataeres. Lembrança constante de sua origem como guerreira amazona, sua pintura de guerra .Entretanto, não é algo que ela pode usar em qualquer lugar a medida em que vai se integrando ao mundo do patriarcado.

 

Já os braceletes, ela pode carregar pra qualquer canto, em qualquer ocasião. Os braceletes nunca saem dos pulsos dela. São como se fossem parte dela. Existe ai uma "ligação" com objeto de poder que tem com o Lanterna Verde? Existe, mas não acho que seja forte ou prejudicial. Sem o anel, o Lanterna é um mero mortal sem qualquer habilidade especial. Como você isse antes, aos olhos do publico, Hal Jordan só se torna o Lanterna quando põe o anel. Com Diana é diferente.

 

O publico já vai ter sido convencido de que Diana é especial no trecho de Themyscera. Pelos olhos de Trevor (e os nossos), ela já é a "Mulher Maravilha" antes mesmo de por os braceletes. Os braceletes só chegam pra dar o "upgrade final", quando Diana enfim deixa a ilha pra encarar o seu destino.

Link to comment
Share on other sites

Ela pode usar o cinto o tempo todo, por baixo do vestido, por cima, complementando uma calça jeans.

Nesse caso, teríamos dois itens constantes de poder: o cinto e, depois no filme, o bracelete, que fará parte da personagem sempre: com início de uso no climax desse filme e durante os próximos filmes onde ela apareça.

Ela não precisa chegar 100% pronta ao patriarcado.

A cena do primeiro voo, no climax, a partir do acréscimo do apoio da mãe, que entende a luta de Diana, é potencialmente ótima pra ser abandonada por tão pouco.

 

Forte simbolismo aí.

Link to comment
Share on other sites

De fato, é uma cena bonita demais para ser desperdiçada.

 

Mas neste caso não seria melhor inverter as posições, e fazer Diana receber não os braceletes, mas o cinto posteriormente? Por que os braceletes são muito mais icônicos para a personagem do que o cinto, e ao meu ver, representam muito mais a sua força (que ela possui desde que pisa no mundo do patriarcado) do que o cinto.

 

Poderiamos inclusive aqui ter outro aceno para a mitologia grega. O cinto de hipolita, para quem não se lembra, foi roubado por Hercules como sendo um de seus doze trabalhos.

 

Nas hqs, Hipolita recuperou o objeto mais tarde, mas esta foi uma das razões da vergonha das amazonas e seu exilio em Themyscera.

 

Então, dessa vez, Hipolita não tem o cinto roubado, mas sim entrega a alguem, sua filha. O objeto que no passado foi o pivô da vergonha das amazonas e seu exilio, agora se tornara a peça final para a gloria das amazonas e o inicio da paz entre os dois povos.

 

Explicado isso, resumo a minha contraproposta. Diana sai de Themyscera usando os braceletes (que lhe dão a força e resistencia muito maior do que de uma amazona comum). Entretanto, os braceletes não lhe dão o poder de voar. Ela passara a maior parte do filme sem poder voar. Quando Hipolita enfim comprende e abençoa a luta da filha no climax do filme, ela lhe presenteia com o cinto, e a filha parte voando para deter definitivamente os planos de Ares.

 

Oq acha, PRIMO?

Link to comment
Share on other sites

Então formou, PRIMO!

 

 

Bem, falamos do uniforme inicial de Diana e de seus poderes. Mas antes de voltar para a historia em si, temos que falar de outro aspecto tecnico. As armas dela.

 

Acho que Diana deve carregar duas armas. Uma espada, e o classico Laço De Hestia.

 

Ela não carrega o laço enrolado na cintura como nas hqs, mas sim em uma especie de bainha no ombro. (ela carrega a espada de forma semelhante).

 

O laço ganharia mais caracteristicas de chicote. Continuaria a ser dourado, mas não brilharia (exceto em momentos dramatícos em que "se exige" mais dele). Por ter sido criado por uma deusa, ele é indestrutivel.

 

Entretanto, creio que sua caracteristica mais conhecida que é a capacidade de fazer aquele amarrado por ele dizer a verdade, já não funciona mais para o publico de hoje (tanto que na serie animada da Liga Da Justiça, essa capacidade foi utilizada em somente um episódio). Enfim, o laço é uma arma e pronto, não faz as pessoas dizerem a verdade.

 

Então, o que acham?

Link to comment
Share on other sites

sei não a espada ficaria ruim de correr, de andar direito, esteticamente ficaria feio,

quanto ao laço da verdade acho legal, além de fazer o povo dizer a verdade, é inquebrável e n atrapalha esteticamente

 

260px-Mulher-Maravilha_por_Alex_Ross.jpg

 

ainda serve para ela sair de alguma enrrascada

esse cinto realmente é uma arma fatal, rsrrs

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...