UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sith

The Walking Dead

Recommended Posts

Acabei de ver o episódio 2 e achei excelente. Um "alívio" depois de toda aquela tensão e violência vista no episódio 1. Muito bom o desenvolvimento da trama apresentando o Reino, um ou outro habitante e o espalhafatoso e divertido líder deles. E que tigre lindo! O pessoal responsável pelo CG merece uma premiação. Aliás, vendo aquele tigre, fiquei imaginando ele dilacerando o Negan com requintes de crueldade. Difícil acontecer, mas como a série não segue fielmente os quadrinhos, vai que...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa história do Ezekiel dar porcos com o bucho cheio de carne de zumbi vai dar treta...

 

Não sei.

 

Só se os caras começarem a passar mal e morrer por causa da carne, já que todos estão infectados no final das contas, independente de ser mordido ou não.

 

Ou o cara começa a virar zumbi sem nem morrer.

Share this post


Link to post
Share on other sites

“The Walking Dead acabou com a minha carreira”, diz George Rome

george-romero-contraversao.jpg

O icônico cineasta George Romero, responsável pelo clássico A Noite dos Mortos-Vivo, comentou que o sucesso da série The Walking Dead o impede de realizar novas produções relacionadas ao tema de zumbis.“Não posso lançar um modesto filme de zumbis que se destine a ser sociopolítico”, disse Romero em entrevista ao Indiewire. “Eu costumava ser capaz de lançá-los na base da ação zumbi, e eu conseguia esconder a mensagem por trás de tudo disso. Agora, você não pode”, completou.“Então, veio The Walking Dead”, acrescentou, concluindo que ele simplesmente não podia mais fazer “um filme de zumbi que tinha algum tipo de essência”. “Agora tem que ser um filme de zumbis com apenas zumbis causando estragos. Não sou capaz de fazer isso”, comentou o diretor.
 
“Brad Pitt matou o gênero de zumbis”, diz George Romero
George A. Romero desistiu do gênero de filmes de zumbis. O criador do seminal A Noite dos Mortos-Vivos (1968) deu entrevista à The Hollywood Reporter dizendo que Brad Pitt e seu Guerra Mundial Z fora o último prego no caixão do gênero.“Os zumbis estão por todos os lados hoje em dia. Eu acho que Brad Pitt matou o gênero de zumbis. Brad Pitt e The Walking Dead, na verdade. Eu acho que o remake de Madrugada dos Mortos fez dinheiro, depois Zumbilândia, e de repente Brad Pitt está gastando US$400 milhões em Guerra Mundial Z”, comentou.“Eu acho que o filme não representa o que o livro original diz, nem o que o gênero significa. Os zumbis não podem ser só formigas escalando o muro de Israel. Eu estou contente em esperar que essa onda de filmes de zumbis morra. Meus filmes tinham uma mensagem”, disse ainda.Recentemente, o diretor pegou pesado com The Walking Dead em outra entrevista, dizendo que a série “acabou” com sua carreira.
 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lá pela segunda temporada houve uma infecção da turma de Rick, qd eles sangraram pelos olhos e alguns morreram e tals e Rick sacrificou todos os porcos.
 

Dá pra pensar que seja esse o plano de Ezequiel, pq qd Morgan questionou sobre eles alimentarem os porcos com zumbis, um dos homens frisou bem, que alimentavam sim e os queria bemmm alimentados.

 

Seria uma estratégia genial, vencer o inimigo sem nenhuma baixa, sem armas, dizimá-los de dentro pra fora.
Não precisa ser gripe suína ou ebola, qquer doença ali, num mundo c/ escassez de remédios já faria estrago bom.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma ótima estratégia para reduzir o "exército" do Negan. Mas será que o Negan se alimenta desses porcos também? Pelo que sei, o próximo vai mostrar o reduto dos salvadores, então espero ver algo sobre isso. Alguém ficando doente do nada, por exemplo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já falaram de tudo um pouco, não gostei das duas baixas, primeiro episodio da temporada bem intenso, eram bem importantes, já tinhamos indicios dos dois na berlinda num tom de despedida, gostava do magrinho, uma verdadeira carnificina tentando confundir os fãs da mortes que esperavamos que seria apenas uma, triste, mas ao mesmo tempo vai reciclando novos outros personagens tambem interessantes.

 

Obviamente para mim tudo tá sendo levado como em GOT, alguns grupos se juntando para liquidar com o "exercito" dos Lennister..., digo do Negan...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom episódio esse "The Cell"... o Dwight é um cara ferrado e Negan é mostrado como a única opção supostamente sã num ambiente que há muito perdeu sua sanidade... Aos poucos, TWD volta ao que fez da série algo diferenciado num gênero tão saturado: a moralidade (ou a falta dela) e os personagens ruminando e repercutindo suas consequências. O take final remete justamente ao princípio estabelecido na cena da Sofia saindo do celeiro: este é um mundo que não perdoa. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem mata mais: Game of Thrones ou The Walking Dead?

walking-dead-vs-game-of-thrones.jpg

Após a exibição do sangrento episódio de estreia da sétima temporada de The Walking Dead, “The Day Will Come When You Won’t Be” (7×01), polêmicas surgiram nas redes sociais comparando a “taxa de mortalidade”, por assim dizer, da série de zumbis com a de Game of Thrones.O épico da HBO e o suspense da AMC certamente estão entre as séries mais sangrentas da atualidade, mas quem mata de fato, estatisticamente, mais?Investigamos a partir da sugestão do leitor Caio Ferreira, e aqui está o que descobrimos:
 
A conta de um site de fãs de The Walking Dead para o total de mortes da série até agora é 252.
twd-630x420.jpg
A lista, no entanto, leva em conta personagens que nem sabíamos o nome, como os seis guardas mortos pelo Governador na terceira temporada.
A 4ª temporada de The Walking Dead foi a mais letal, com 111 mortes.
Já a 2ª temporada ganha o prêmio de mais "tranquila", com só 22 mortes.
s2.jpg
Em Game of Thrones, por outro lado, o Washington Post contou 704 mortes até a quinta temporada - ou seja, sem nem contar a Batalha dos Bastardos e outras mortes do sexto ano.
A conta também inclui personagens anônimos, como os mortos nas grandes batalhas da série.
blackwater.jpg
A 5ª temporada foi a mais sangrenta, com 246 mortes - quase o mesmo que todas as seis de The Walking Dead juntas.
Já o primeiro ano da série teve "só" 59 mortos.
Uma informação bônus: o gigante Wun Wun matou 26 pessoas até a quinta temporada.
wun-wun-758x420.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

a galera viaja na maionese, hein? :rolleyes:

Fãs encontram zumbi com rosto de Donald Trump na série

donaldtrump.jpg

No episódio do último domingo (06), The Walking Dead pode ter feito uma referência à eleição presidencial norte-americana, que se aproxima cada vez mais. Alguns usuários do Reddit separaram uma cena em que um zumbi com a cara de Donald Trump aparece.Confira a foto abaixo. Trump é o candidato republicano à presidência, e enfrenta Hillary Clinton nas urnas nesta terça-feira (08).
trump.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre o ep "The Cell", depois de um episódio mais leve, com momentos engraçados, a serie voltou para a sua tristeza habitual. Se antigamente o sofrimento dos personagens (e do publico) vinha de seus amigos/parentes mortos, da dureza da sobrevivência, das escolhas difíceis, agora além disso temos a humilhação dos personagens seja o Rick no primeiro episódio e o Daryl nesse. Foi realmente triste ver o Daryl reduzido a uma coisa, sendo torturado para ter seu "espírito" quebrado e virar um Salvador por mais que ele esteja resistindo (talvez a resistência torne mais triste as cenas). A base dos Salvadores ficou parecida com a hq nos dois casos eles usam uma fabrica, o que diferiu foi os zumbis que na hq eles usam como defesa na entrada da fabrica e na serie parece que serve mais para aterrorizar os pretendentes a traidores, ficou interessante e rendeu uma ótima cena final (além de trazer de volta o A no uniforme do Daryl). O Dwight acabou sendo o maior destaque do episódio porque felizmente podemos conhecer sua historia e constatar que ele é mais uma figura trágica da serie, no fim o cara se ajoelhou pela segurança de outra pessoa, a cena com o fugitivo na estrada me lembrou muito a situação com a Carol e a Lizzie, foi de certa forma uma morte piedosa (e fizeram o certo ao focarem o tempo todo o rosto do Dwight). Outro momento que gostei muito foi quando ele tocou Crying do Roy Orbinson, depois de torturar o Daryl com aquela musica dançante insuportável cuja letra é o oposto do que estava rolando, a musica do Orbinson fez parecer uma certa cumplicidade do Dwight com a situação do Daryl e com a postura dele,

O Negan é o show do Jeffrey como já tinha dito, interpretação maravilhosa do personagem, ele consegue alternar muito bem os momentos em que ele é debochado/sarcástico com os que ele se torna ameaçador o que da ao personagem um tom de ameaça constante. Destaco aqui o dialogo dele com o Dwight aonde ao mesmo tempo que ele elogia o cara e diz que ele é um "top guy", o Negan faz questão de humilhar o infeliz quando pergunta se o pau dele ainda funciona e faz uma alusão a esposa dele.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Penso que a fotinha teve efeito contrário em Daryl

 

Como ele mesmo disse a D, ele se curvou a Negan pq tem alguém.

Daryl deve estar pensando que a turma o culpa pela morte de Glen e como ele tb se sente, a tortura pode servir como expiação de culpa pra ele.

Daí que, não acredito que Daryl seja quebrado.

 

By the way, sobre tortura musical ? toma essa: "Let go"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ah não, essas que tu citou são suportáveis, até ´por serem lentas.
A tortura consiste na batida, volume e repetição contínua.

 

Isso, isolamento, privação da luz, faz pensar que Negan tem bastante conhecimento sobre.

 

E fica a pergunta que não quer calar, feita pelo cara lá ao D: "pq eles se submetem se Negan é apenas um e eles são muitos?"

Share this post


Link to post
Share on other sites

A questão da tortura da musica é realmente o volume e a repetição e em menor escala seu ritmo alegre/dançante e a ironia da situação por causa da letra que é o completo oposto a situação do Daryl, não é pela qualidade da musica em si.

 

Sobre o porque das pessoas obedecerem o Negan, isso acontece porque a maioria enxerga nele um líder com a capacidade de garantir a sobrevivência deles através de suas regras distorcidas que no fim impõem a ordem e mesmo a possibilidade de conseguir vantagens no processo, como foi explicado pelo próprio Negan no dialogo com o Daryl. E essa maioria concede poder a ele, apesar dos descontentes. De certa forma deve ser o mesmo motivo que tinham os seguidores do Governador, Gareth, aquele povo do Hospital, apesar de cada caso ter suas peculiaridades.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Engraçado que num mundo assim, invés de se alegrarem e se unirem qd encontram um humano são, acontece o oposto.

Em "TWD", os humanos e os zumbis estão na mesmíssima linha de inimigos a serem combatidos.

 

E via de regra, todos "governadores de qquer comunidade são meio déspotas, incluso aí o pprio Rick (embora numa curta fase).

 

Engraçado (2), é que o que se auto denomina rei seja a exceção, o único (suposto) pacífico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nesse quarto episódio a mulherada tomou coragem para agir, mesmo com a presença ameaçadora do Negan. Já os homens se curvaram. Bem, pelo menos o único que não se fez homem, Carl, atreveu-se e ainda armado se revoltou. E da ala feminina, ainda tem a Maggie que, nesse, não vimos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Excelente esse quarto episódio... Pausado, mas tenso. Dean Morgan imprime uma presença ameaçadora apenas com palavras e o tom de voz. E TWD de fato parece voltar ao que tem de melhor: apresentar cenários angustiantes e contemplar a reação das pessoas a isso. Só que a angústia agora é maior pois a sensação de insegurança ocorre num cenário supostamente seguro. Mas ainda acho que ficaria mais dinâmico se os episódios intercalassem cenas das várias sub-tramas... Até agora não vimos o que aconteceu com Tara e Heath. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre o 4° ep "Service":

 

Em vários momentos (e diálogos) esse episódio foi bem fiel aos quadrinhos, com maior destaque para mais uma seção de humilhação do Rick e o efeito provocado pelos Salvadores em Alexandria que não aparecia desde o ep 16 da temporada passada. O Carl fez o papel que a Denise teve nos quadrinhos enfrentado os Salvadores e parece que vão mudar bastante o arco dele em relação ao material original, acho que vão antecipar uma parte da trama dele também. O Negan mais uma vez atacou com seus sorrisos, comentários jocosos e ameaças e sobrou para a Olivia o momento mais tenso embora não parecesse que ele chegaria a matar ela, mesmo assim foi mais um momento angustiante e triste ver o grupo do Rick desesperado para cumprir as ordens do Negan, essa sequencia também serviu para mostrar que o Spencer não é boa coisa (algo que já se sabia).

 

Um destaque importante do episódio foi a sequencia envolvendo Spencer e Rosita e seus segredinhos e coisas escondidas, porque ficou a sensação que um deles ou os dois vão aprontar algo em breve, o que pode significar que eles serão os próximos a abandonar a serie e podem desencadear mais uma onda de violência dos Salvadores, e tirando o Rick e o Carl qualquer um que morrer agora não vai me surpreender. Eu também gostei da participação do padre Gabriel e seu "raciocínio rápido" para proteger a Maggie ( e talvez Hill Top), mostrando o desenvolvimento do personagem que de um sujeito extremamente covarde, perturbado e inútil acabou ganhando confiança e hoje é um membro funcional da comunidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tara e Heath voltam no sexto episódio, onde eles encontram mais uma comunidade... 

 

Parece que ele vão encontrar os "Whisperers" embora possa ser outro grupo como os Wolves. Na hq os Whisperers aparecem depois do arco dos Salvadores e ate o momento ainda estão na ativa.

 

Nesse próximo episódio vai aparecer Maggie, Sasha e Hill Top e ate o fim da serie deve seguir esse modelo de um grupo por episódio, ate porque agora tem 3 comunidades diferentes e vários personagens para explorar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×