Jump to content
Forum Cinema em Cena

A Casa da Mãe Joana


Recommended Posts

Chocado com o estado do Tim Curry, lenda marcante do cinema, vi ele pela primeira vez no filme Annie (marcante para uma crinça), depois muitos anos depois descobri com aquela surpresa que ele era o Darkness assustador de A Lenda, incrivel que ele fez boa parte da historia do cinema com seu vilões e a arte e não tenha sequer um Oscar de agradecimento por todas as obras que fez, nem dá para numerar, Pennywise...

 

29bIWTd.jpg

Link to post
Share on other sites
  • Replies 3.6k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Isso deve ter relação com a licença que expirou. Já contatei a equipe de TI para dar uma olhada. Enquanto isso desativei novos cadastros e estamos fazendo a faxina.,

Putz! Não deram seguimento a essa treta?!? Kkkkkkkk

Bem vindo ao novo Forum CeC. Novo visual, novas funcoes, moderno, pratico. Agora integrado as redes sociais.

Poder feminino em Assassin's Creed Syndicate com Evie Frye. Será que vão mostrar o começo da luta por direitos da mulher? Acho que sim. Era Vitoriana, o final do século XIX, revolução industrial, os abusos dos patrões com suas empregadas é o cenário propício para um levante contra a opressão:

 

 

O abusos contra crianças e trabalho infantil e outras injustiças são contras os dogmas dos milenares Nizarins nessa saga: 

 

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

A Internet está mudando pra pior!

 

Gente, não sei onde postaria isto, estou notando coisas na internet, algo que deve ter começado na época que mudaram leis da Internet

 

A Dilma já comentou que não gosta de nada da falta de respeito que tem visto em redes sociais e na Internet, mesmo porque ela não a entende, ela foi e sempre será assim.

 

Lembram do encontro entre o Mark Zuckerberg e a Dilma?

 

Tenho uma sensação que teremos um dia, uma ditadura cibernética, o Governo já esta fazendo mudanças, aos poucos, de uma forma quase despercebida, mais para os leigos e novos usuarios mais recentes da internet.

 

Lembro o quanto a Internet era divertida, você zoava, as pessoas usam anonimato para se defender, imagina um dia ter que ser obrigado a usar sua identidade para se expressar, o anonimato é necessário na maioria das vezes, por exemplo, para esconder timidez ou para não passar vergonha (todos sabem o quanto cruel são as pessoas, criando virais negativos que as vezes destroem a vida de alguém, adolescentes cometendo suicídio), para esconder a sua cara feia, ou até mesmo para falar a verdade mesmo, neste mundo vingativo, violento o anonimato serve para uma proteção dessas, contra pessoas que querem o mal, quem não viu já de gente até sequestrando pessoas conforme o que falavam em redes sociais medindo seus passos diários, celebridades querendo dar opiniões, cada um tem um motivo de até ter perfis fakes, temos até aqui moderadores usando nomes de personagens.

 

Semana passada, tentei entrar no meu Fake "Angellus Lestat" mesmo nome no Face, e lá fui vetado, estava pedindo uma identidade, como assim?, tinha que colocar algo verdadeiro no perfil, algo real, uma foto e tal..., ai fiquei surpreso, WFT, ai juntei tudo isto que falei, Governo, Dilma, encontro com Mark o boss do Face, meu perfil no Face ficou em pendencia, já não o posso usar a dias.

 

Uma coisa que aprendi, controle, mando, ditadura, veto, nunca deu certo neste mundo, proibir as coisas e tal..., não cabe a este ser que parece que anda monopolizando a net ditar o que devemos ou não fazer, tirar a liberdade de expressão e a liberdade do anonimato será foda, este cara tem o risco de ter seu Face virar um Orkut, SIM, pode demorar anos e anos, alguém acreditou que aquele encontro da Dilma com Mark era pelo que foi divulgado? uma causa nobre sei lá, foi uma jogada de benefícios para ambos os lados, um deles bem cara de politica (ocultar, manipular, corrupção) um dia acontecerá do Face sucumbir, hoje é o Face com o Mark, amanhã será Twitter e outras redes sociais até termos leis na net para a nova geração desentendida que mudará tudo no Brasil e esta net será apenas uma lembrança.

 

Eu ia criar um tópico especifico, mas me limitei aqui, abram o olho...

Link to post
Share on other sites

Misteriosamente, muita gente anda curtindo meus post, ultimamente esta mensagem 

 

http://forum.cinemaemcena.com.br/index.php?/topic/4906-superman-man-of-steel-2013-2/page-186#entry1328014

 

Curtem mensagens sem nexo o não tão interessantes, não tem explicação estes bots

 

Seria bom sempre atualizar a versão do fórum, mas acho q deve gastar mais grana e tempo de quem criou e faz a manutenção do fórum, geralmente as novas versões corrigem bugs e erros e geralmente se adaptam a constante mudança e tendencias da internet, como suportar novos videos ou imagens e terem por exemplo relação com as redes sociais.

 

Pena que este tipo de fórum esta sendo trocado pelas redes sociais e perdendo lugar, mas este forum não pode deixar de existir apesar de tudo, é histórico e importante.

Link to post
Share on other sites

Como o povo brasileiro é feito de trouxa por esta governanta, nos fazem de otários, outro já postou isto:

 

CLk4LacWUAIZXUk.jpg

 

Jogadinha para diminuir a quantidade de influencias quando o povo conta a verdade pela rede social, para não ficar tão suja na boca do povo com a realidade, porque o Face não deixa de ser uma poderosa arma de divulgação, logicamente uma jogada estratégica

Link to post
Share on other sites

MUITO ousado nesses tempos bem conservadores esse game. Essa frase "Roubar dos ricos é considerado crime, mas roubar dos pobres é apenas Capitalismo" – Jacob Frye. Que foda! Os radicais de direita piram de raiva. KKKKKKK!

 

Roubar dos ricos é considerado socialismo. É criminalizar a luta pela sobrevivência dos mais fracos. Roubar dos pobres é capitalismo. É perdoar todos os crimes da exploração dos mais fortes nesse sistema.

 

 

Foi só eu que notei que tem muita coisa ai do Charles Dickens? Que em várias de suas obras clássicas da literatura universal ou filmes de suas obras como Oliver Twist (2005 film), Grandes esperanzas, Um Conto de Natal, David Copperfield faziam denuncias da Inglaterra Vitoriana criar bolsões de miséria e injustiças sociais HISTÓRICAS. E tem gente que vê isso como posicionamento político "esquerdista" APENAS. Até é em partes. Mas NÃO é só isso. Não tem como negar os fatos históricos que tinha VÁRIAS injustiças no reinado da Rainha Vitória. E foi graças aos sindicatos que nasceram ali que até hoje impede a exploração do trabalho infantil, jornadas exaustivas 16 horas direto ou mais e salários melhores no mundo ocidental principalmente. Então antes de soltar pérolas da ignorância estudem primeiro essa época.

 

 

Desculpa por expor a Irmandade, mas meu lado curioso e ousado não me deixa em paz e outra ainda não tenho um lado apenas simpatizo pela causa humana:

 

http://www.alamut.com/subj/ideologies/alamut/bey_Ass.html

 

Hakim Bey:

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hakim_Bey

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

Essa é para os saudosos da ditadura:

 

A imprensa e o caso das crianças torturadas

 

Por Luciano Martins Costa em 25/02/2013 na edição 734

 

Demorou uma semana, e apenas um dos principais diários de circulação nacional decidiu levar adiante o tema suscitado pela morte do técnico em computadores Carlos Alexandre Azevedo, ocorrido no dia 16/2. Como foi informado por este Observatório em 18/2 (ver “Morrer aos poucos”), ele se suicidou aos 39 anos, por não conseguir superar o trauma das torturas a que foi submetido enquanto esteve preso com seus pais, no Dops paulista, quando tinha apenas um ano e oito meses de vida.

 

A Folha de S. Paulo havia feito, conforme sugestão deste observador, um necrológio no dia 21/02, mas nada além disso. Seus editores certamente ainda acreditam que o que houve no Brasil foi uma “ditabranda” – nesse caso, a destruição da vida de Carlos Alexandre a partir da primeira infância teria sido apenas um dano colateral.

 

Mas pelo menos um jornal – o Globo – deu sequência à pauta. No domingo (24/2), o jornal carioca publicou reportagem de página inteira com outras histórias de crianças que foram presas e torturadas durante a repressão a ativistas que se opunham à ditadura, nos anos 1970.

 

Na edição de segunda-feira (25/2), o Globo noticia que a Ordem dos Advogados do Brasil está exigindo que os atos de tortura que vitimaram crianças sejam investigados. Sabe-se que a iniciativa tem poucas possibilidades de seguir adiante, porque o Supremo Tribunal Federal tomou posição contra a reabertura de processos contra agentes da ditadura, sob o silêncio complacente e – por que não afirmar? – aliviado da maior parte da imprensa.

 

A reportagem de domingo (ver “Tortura na infância gera traumas e documentário” e “Filhos de presos torturados carregam a dor do passado”) no Globo ouviu algumas dessas vítimas, hoje adultos e todos carregando traumas insuperáveis como o que levou Carlos Alexandre Azevedo ao suicídio.

Pelo menos um dos responsáveis por esses crimes é identificado por algumas dessas testemunhas – o coronel Carlos Brilhante Ustra, personagem de outras tantas histórias de torturas e assassinatos, que segue protegido nas sombras da impunidade.

 

Impunidade é a regra

 

Se não for suficiente para romper esse círculo vicioso de omissões e cumplicidade que envolve quase toda a imprensa e o órgão máximo da Justiça, a morte de Carlos Alexandre Azevedo tem pelo menos o poder de tirar da letargia a OAB.

 

A declaração do presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem, publicada pelo Globo na segunda-feira (25), revela o espanto de quem desconhecia a degradação que tomou conta dos órgãos da repressão na década que antecedeu a abertura democrática. “Estamos descobrindo que nem as crianças escaparam da sanha assassina dos torturadores”, diz o representante dos advogados brasileiros.

 

O que é que falta para evitar que essa história se esvazie no nebuloso sistema de decisão editorial dos jornais? Por que a imprensa é capaz de seguir os passos de personagens obscuros da politicagem, registrar manifestações de meia dúzia de ativistas contra políticos acusados de corrupção, e não tem interesse em apurar um crime dessa envergadura?

 

Se o julgamento da Ação Penal 470, que resultou na condenação de alguns dos mais poderosos operadores da política, foi capaz de dominar o noticiário por pelo menos cinco anos, seria de se esperar que a tortura de crianças ocupasse pelo menos uma fração desse interesse, ou estamos todos mergulhados em plena alienação?

 

A impunidade, cujo fim foi celebrado no caso dos envolvidos no escândalo chamado de “mensalão”, segue sendo o padrão proporcionado pela legislação que reconstruiu a democracia no Brasil.

O que se vê na rotina é a mensagem de que o crime compensa: o jovem Gil Rugai, condenado por haver assassinado o pai e a madrasta, recorre em liberdade e, mesmo que tenha confirmada a sentença, terá de cumprir apenas 3 anos e 1 mês de prisão. Depois disso, poderá se habilitar à partilha de uma herança calculada em R$ 22 milhões.

 

Dezenas de policiais militares acusados de chacinas em São Paulo foram reintegrados ao trabalho nos últimos meses, sem sinal de que venham a ser levados à Justiça.

O médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos por crimes sexuais, foi liberado pela Justiça e desapareceu.

Torturadores de crianças gozam a liberdade e a aposentadoria paga pelo Estado.

 

Só o Globo parece ter entendido que esse é um tema importante.

 

Link.: http://observatoriodaimprensa.com.br/imprensa-em-questao/a_imprensa_e_o_caso_das_criancas_torturadas/

Link to post
Share on other sites

Hipocrisia. Eles sempre apoiam ou apoiaram tiranos. Democracia. Sei... :

 

11923198_972863619401317_469186101106073

 

O pessoas ainda insistem que socialismo é tirar dos mais ricos e dar aos mais pobres (consideram vagabundos). Acontece que tirar de uma classe para beneficiar uma outra preguiçosa esse é modelo claro do capitalismo. Foi assim com europeus durante a escravidão, os indígenas que roubaram suas terras e neocolonialismo da Rainha Vitória na Ásia e África. Isso para sustentar aristocracias inúteis e que não faziam nada na sociedade a não ser parasitar a mesma em troca de nada ou MUITO POUCO em sua fábricas. Riqueza incontável para esses vagabundos dos 2%. Dinheiro nosso roubado dos nosso trabalhos explorados e alguns casos trabalho escravo:

 

11224514_1122283971115913_60476821432192

 

6 multinacionais envolvidas com trabalho escravo e exploração infantil

 

Infelizmente a escravidão ainda é uma realidade mundial que não se restringe aos países em desenvolvimento. Multinacionais em todo o mundo ainda a praticam a fim de obterem o máximo lucro e rendimento produtivo, sem nenhum custo para suas balanças comerciais, mas ao custo de vidas para centenas de adultos e crianças, forçados a trabalharem em condições desumanas, para atenderem às necessidades consumistas do capitalismo.

 

Muitas vezes, por falta de informação e por tantos outros motivos, somos cúmplices deste sistema que deveria ter desaparecido há muito tempo, mas que continua a persistir e a condenar suas vítimas dia após dia, sem uma folga. Todos devem ainda se lembrar da empresa Zara, flagrada em São Paulo com trabalhadores em condições de semi-escravidão. Fizemos uma pesquisa para refrescarmos a memória e nos lembrarmos das empresas que já foram investigadas pela prática do trabalho escravo.

 

1. Coca Cola 

ximmigrati-raccolta-arance.jpg.pagespeed

O  notável caso de Rosarno, na Calábria, Itália, foi revelado por uma pesquisa realizada pela The Ecologist e posteriormente filmado pelo The Independent. Trata-se de uma colheita de laranjas para a produção de um refrigerantes de marca conhecida, que era feita em condições de escravidão pelas mãos de imigrantes da África, muitas vezes depois de terem atingido a costa italiana após uma triste travessia que seria a única esperança de sobrevivência para aquelas pessoas. Coca Cola teria reagido à reportagem, simplesmente cortando as pontos e os acordos anteriormente firmados com as empresas que produziam laranjas na Calábria, em defesa de sua imagem de multinacional "limpa".

2. Philip Morris

Em 2010 a multinacional do tabaco Philip Morris reconheceu a presença em suas plantações, de pelo menos 72 crianças de 10 anos de idade, envolvidas na colheita do tabaco e em risco de sofrerem intoxicação por nicotina. Não só isso, parece que a empresa forçava trabalhadores imigrantes para o trabalho escravo, sequestrando seus documentos e forçando-os ao trabalho contínuo, sem qualquer compensação. Apesar das promessas feitas pela corporação para dar fim a tais situações, de acordo com o relato feito pelo The Independent, o problema não teria sido completamente resolvido e que haveria famílias inteiras e crianças forçadas a trabalharem em condições desumanas nas plantações.

A empresa fabrica marcas como: Marlboro, Basic, Benson & Hedges, Cambridge, Chesterfield, Commander, Dave's, English Ovals, Lark, L&M, Merit, Parliament, Players, Saratoga e Virginia Slims.

3. Victoria's Secret

xburkina-faso.jpg.pagespeed.ic.l_AyuEYfO

A marca afirmava usar apenas algodão proveniente do comércio justo, "fair trade", e isto deveria ser uma garantia contra a exploração do trabalho nas plantações. Infelizmente, no entanto, haveria ainda um risco real de que alguns fabricantes de algodão orgânico e de comércio justo não seriam capazes de trabalharem sem a utilização de criança para atingirem os seus objetivos de produção, como no caso de Clarissa, que em Burkina Faso teria sido forçada a plantar e a colher algodão sofrendo abuso físico. Depois da reportagem em dezembro de 2011, parece que a Victoria's Secret não fez nada além de retirar o "comércio justo" de suas etiquetas. Mas situações de exploração infantil podem ainda estar presentes nos campos de algodão daquela localidade. De qualquer forma, Victoria, "o passado te condena"!

4. Kye

Em 2010 o National Labor Comittee acusou de escravidão a fabricante chinesa KYE por ter recrutado 1.000 estudantes com idades entre 16 e 17 anos, mas muitas vezes com menos de 15, obrigando-os a trabalharem 15 horas por dia e por 7 dias na semana. Também teriam sido recrutadas mulheres com idades entre 18 e 25 anos, impostas a condições semelhantes e com um salário de 65 centavos por hora. Mesmo em face dos dados oficiais, a KYE teria continuado a sustentar aquelas condições dentro de suas próprias sedes. A KYE é responsável pela produção de produtos para empresas e marcas como Microsoft, HP e XBox. Outras empresas já admitiram que exploram os trabalhadores chineses para a sua produção. Entre estas, a Apple e a Nokia

5. Forever 21

Para a compra do algodão proveniente de plantações onde a escravidão continuava a reinar, como no caso do Uzbequistão, Forever 21 teria declarado bastante sutilmente, que existiam acordos com os produtores para garantirem que o trabalho fosse realizado legalmente e por pessoas qualificadas. A questão deu origem a uma petição, que levava em conta o fato de que o governo do Uzbequistão todos os anos forçava milhões de alunos a abandonarem a escola para se dedicarem a colheita do algodão em condições de escravidão e em total violação dos direitos humanos. Forever 21 não era a única empresa de vestuário que comprava algodão do Uzbequistão, um dos maiores produtores mundiais desta matéria prima. Aeropostale, Toys 'R' Us, e Urban Outfitters também eram fornecidas pelo país.

6. Hershey's

xbambini_cioccolato_main.jpg.pagespeed.i

Hershey's tinha anunciado o lançamento de uma nova linha de chocolate, chamada "Bliss Chocolate", que utilizava apenas cacau certificado pela Rainforest Alliance dos EUA. Porém, uma única linha de produtos, certamente não poderia revitalizar a marca das acusações de escravidão feitas pela Labor Rights Forum. Embora a empresa tenha firmado um acordo contra o trabalho escravo infantil, há dez anos, milhares de crianças ainda colhiam cacau na África para a multinacional do chocolate, que, infelizmente, continua a ter um sabor sabor amargo da escravidão, bem como os chocolates de suas rivais Nestlè e M&M.

 

Fonte foto capa: sowetanlive.co.za

 

 

Link.: http://www.greenme.com.br/viver/trabalho-e-escritorio/126-6-multinacionais-envolvidas-com-trabalho-escravo-e-exploracao-infantil

 

Esse pomar esta cheio de maçãs podres inclusive Apple e Microsoft:

 

 

Aqui está surgindo uma nova espécie pelo menos em evolução moral. Homo Sapiens Sapiens para o Homo Ignorantis. Leitor assíduo da Revista Veja, Ama Globo e acredita em tudo que astrólogo Olavo de Carvalho posta como conspiração. E claro para o Homo Ignorantis astronomia é heresia e Astrologia é ciência. Acha um exemplo de honestidade Bolsonaro, Eduardo Cunha e qualquer um que seja intolerante como “bom” anticomunista.

 

É mais fácil generalizar e ter um bode expiatório. Menos os judeus, pois já entrega a faceta óbvia de radicalismo. Então aqui os bodes expiatórios mais notáveis são os estrangeiros pobres, nordestinos pobres, pobres em geral, negros, esquerdistas, ecologistas, feministas, LGBT e até pacifistas e humanistas. Melhor culpar todos do que um grupo privilegiado isso é coisa de Comuna questionar a elite Santificada. Uma heresia questionar o Mercado e digno de apedrejamento buscar questionar a estrutura social. Usar o Tico e o Teco para questionar mais a fundo os problemas é subversivo. Melhor ser anticomunista ferrenho mesmo que flerte, ou seja, neonazista.

 

Homo Ignorantis mesmo que seu sistema leva a perda da saúde, sua qualidade de vida a beira da extinção toda vida ou vida inclusive a dele mesmo. É mais fácil cair em negação eterna. Afinal repetir uma mentira como aquecimento global não existe e evolução é bruxaria por mais evidencias que existem saltando aos olhos vira verdade. Como evolução dos vírus e bactérias em curto prazo devido a simplicidade orgânica. Mesmo que se tenham incontáveis dados de pesquisa, livros, pesquisas aplicadas, simpósios etc. 99% de informação não é mais confiável que 1% de charlatões de pseudocientistas como Olavo de Carvalho. Ou mesmo que alguns desses cientistas subornáveis e outros que vendem a mãe se precisarem mentir dados, distorcer ou omitir para uma Megalomaníaca corporação X. Logo assim se vende a ideia, para lucrarem com superávit RECORDE desse ano. Assim caminha Homo Ignorantis ameaçado de extinção pelas suas escolhas. WESAYSO agradece pelo sexto evento extinção em massa.

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...