UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
GilsonDee

Os Vingadores 4: End Game

Recommended Posts

VINGADORES: ULTIMATO – TEORIA AFIRMA QUE O HULK SE TORNARÁ UM VILÃO NO FUTURO!

 1h -  786 – Será que veremos isso acontecendo?

ATENÇÃO: ALERTA DE SPOILERS!

Ministério Anti-Spoilers adverte: Se não quiser receber spoilers sobre esse assunto, não continue lendo.

POR GUILHERME SOUZA → Agora que Vingadores: Ultimato finalmente chegou aos cinemas, os fãs podem criar teorias sobre o que acontece no filme e criar novas teorias sobre o que está por vir no futuro da Marvel nos cinemas, com base no que viram em Ultimato.

Apesar do filme apresentar mudanças significativas na maioria dos personagens, um dos que mais se difere de suas aparições anteriores é o Hulk, que agora apresenta uma fusão entre a inteligência de Bruce Banner e o vigor e força do Hulk, se parecendo muito com o Professor Hulk dos Quadrinhos.

Acontece que além de partilhar das características principais de ambos os personagens, o novo Hulk também é muito mais extrovertido e brincalhão, características que nem Banner e muito menos o Hulk tinham, o que fez com que um fã no Reddit começasse a suspeitar que isso pode ser um indicativo do que está por vir no futuro do Golias Esmeralda.

De acordo com o fã, essa nova característica do Hulk pode indicar que a fusão afetou de alguma forma a mente de Banner, que está usando a energia do Hulk como uma espécie de droga, o que pode ocasionar em uma nova transformação do personagem. Nos quadrinhos, existe uma versão de um futuro alternativo do Hulk onde ele se torna um vilão conhecido como Maestro, que além de mesclar inteligência e força, se torna corrompido pelos raios Gama.

 

O fã acredita que existe uma chance de vermos Banner se transformando no Maestro nos cinemas, ainda mais agora que o conceito de viagens no tempo foi estabelecido. O fã afirma que os próximos filmes poderiam ser desmembrados em três sagas particulares, sendo elas: Futuro Imperfeito, onde veríamos os heróis do futuro vindo para o passado e tentando matar o Hulk para impedir que ele se torne o Maestro, ou o Maestro vindo para o passado e atacando os Vingadores. Guerra Civil 2, com Carol Danvers tentando matar o Hulk para impedir que ele se torne o Maestro e entrando em conflito com os demais heróis que não concordam com essa visão dela. E por fim, Hulk Contra o Mundo, onde veríamos Banner decepcionado e irritado com tudo o que aconteceu e libertando seu lado monstruoso novamente.

Embora pareça difícil imaginar que Mark Ruffalo, intérprete do personagem, continuará vivendo Banner/Hulk por tanto tempo, certamente seria incrível ver alguma dessas histórias sendo recriadas nas telonas.

https://legiaodosherois.uol.com.br/2019/vingadores-ultimato-teoria-afirma-que-o-hulk-se-tornara-um-vilao-no-futuro.html

 

Sem filme próprio, vão ter que ficar socando o Hulk em filme alheio, aí nessa só falta usarem ele como vilão mesmo...

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Jailcante said:

VINGADORES: ULTIMATO – TEORIA AFIRMA QUE O HULK SE TORNARÁ UM VILÃO NO FUTURO!

e acordo com o fã, essa nova característica do Hulk pode indicar que a fusão afetou de alguma forma a mente de Banner, que está usando a energia do Hulk como uma espécie de droga, o que pode ocasionar em uma nova transformação do personagem. Nos quadrinhos, existe uma versão de um futuro alternativo do Hulk onde ele se torna um vilão conhecido como Maestro, que além de mesclar inteligência e força, se torna corrompido pelos raios Gama.

Maestro é este aqui nas HQa

a171e1ddec3790a46b09c8ebf0e4c21b3a6d217ce0e0829b412e57abf5505c83.jpg

 

"Eu sou Homem de Ferro"

Thumbnail

Share this post


Link to post
Share on other sites

artes da Resgate Pepper...so faltaram os mamilos😈🤣

legiao_TmYEIncyHt0Zi64K3w7CbGvzDx85_WOPXV1Sfl2Asj.jpg

Thumbnail

 

Você disse mamilos?

Resultado de imagem para bat mamilos

 

Como Vingadores: Ultimato afeta Agents of SHIELD

agentsofshield6atemporada-1068x534.jpg
Vingadores: Ultimato traz grandes consequências não apenas para os filmes do MCU, mas também para o universo da TV.Em entrevista para o CBR, o produtor executivo Jeph Loeb explicou como a nova temporada de Agents of SHIELD está inserida nos eventos de Ultimato.“Essa obviamente é uma questão muito complicada, porque tivemos que fazer tudo sem saber aonde a Marvel Studios estava indo”, explica Loeb.“Quando você junta tudo isso, seja lá qual seja a decisão dos senhores do tempo, tudo isso acontece antes do estalo. Do contrário, estaríamos vivendo em um mundo que foi brilhantemente explorado em Ultimato. Mas já tínhamos tudo gravado, e não sabemos como é o mundo até vermos Homem-Aranha: Longe de Casa. Aquele vai ser o primeiro vislumbre do mundo pós-Ultimato, para saber aonde vai”, diz o produtor.“Então, sabe, sem criar spoiler… Há uma linda tomada em Ultimato com o porto vazio e todos os barcos ao redor. E tínhamos que contar uma história! Então é mais fácil para nós onde estamos”, explica.
A 6ª temporada de Agents of SHIELD deve se esquivar das consequências dos eventos de Vingadores: Guerra Infinita e como voltará com o salto de um ano no tempo, possivelmente também do que acontecerá em Vingadores: Ultimato.O primeiro episódio da nova temporada de Agents of SHIELD terá o retorno de Maximilian Osinki e Briana Venskus reprisando seus papeis como Agent Davis e Agent Piper.Agents of SHIELD retorna com episódios inéditos no dia 10 de maio no canal ABC. Não há data de lançamento no Brasil.A 7ª temporada, já confirmada, provavelmente estreará somente em 2020.

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 hours ago, Tensor said:

Teoria baseada em nada essa do Hulk.

Pois é. Mesma impressão.

Os Russo falaram que usar a manopla danificou o braço do Hulk pra sempre, mas pra mim isso é balela. Fica um pouco mais descontrolado, aumenta a radiação gama naquele corpo, e o braço fica novo. :)

Eu dei um palpite quanto ao futuro do Hulk lá no tópico do Homem Formiga 3. Acho que assim como usaram o Hulk pra dar um up na franquia do Thor, que era relativamente fraca de arrecadação, podem fazer o mesmo com o fecho da trilogia do Formiga. Como o Hulk passou um bom tempo estudando mundo quântico pra fazer o túnel, e com os Vingadores dispersos (acho que não ficou uma equipe estabelecida ao fim do filme) o Hulk pode colar na família Pym/Lang, formando uma parceria com o Hank pra continuar estudando as possibilidades do mundo quântico. Uma coisa que ainda não exploraram no reino quântico no MCU (acho que é muito brevemente citado em HOMEM FORMIGA E A VESPA) é a possibilidade de existência de civilizações ali dentro. Neste caso, poderiam adaptar o arco da Jarella, que é a rainha de uma das civilizações, e que se envolveu com o Hulk quando ele foi parar lá nos quadrinhos. Acho que tem elementos nessa história que se bem adaptados podem funcionar tanto pro arco do Homem Formiga e da Vespa (quiça com a introdução da Cassie virando a Estatura), quanto pro Hulk.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pablito deu 5 estrelas..

(É preciso dizer que este texto traz spoilers do filme e que só deveria ser lido por quem já o viu? Bom, estou dizendo de todo modo.)

As hipérboles me incomodam na crítica cinematográfica. Em 25 anos de carreira, posso contar nos dedos de uma mão o número de vezes em que usei, em um texto, expressões como “um dos mais (blábláblá) da história do Cinema” ou “nunca vimos nada como (blábláblá)”. No entanto, ao avaliar o resultado alcançado nos últimos 11 anos pela Marvel – sob comando do executivo Kevin Feige, que já colocou seu nome entre os grandes da profissão -, não consigo lembrar de outro projeto que tenha envolvido 22 filmes divididos em várias franquias que, convergindo aqui e ali, finalmente se encontram em um longa final que inclui todos os personagens (e numa batalha em que todos desempenham funções específicas!). Trata-se de uma narrativa tão ambiciosa que chega a ser difícil conciliá-la com o início promissor, mas comparativamente humilde, de Homem de Ferro ainda em 2008.

A trajetória até aqui, claro, não foi sempre notável: enquanto a DC tropeçava ao tentar emular a atmosfera sombria, crua e eficiente concebida pelo Batman de Christopher Nolan (alcançando bons resultados apenas ao se afastar desta em Mulher-Maravilha e Aquaman), a Marvel abraçou sem reservas a fantasia e a leveza – mesmo que em boa parte de seus longas os heróis sofressem perdas irreparáveis. Porém, relendo meus textos sobre o Universo Estendido Marvel da última década (ou apenas ao tentar lembrar de cada um de seus “capítulos”), percebo como vão se misturando na memória em função da falta de diversidade estética entre os filmes individuais – com exceções importantes como os dois Guardiões da Galáxia, Thor: Ragnarok e Pantera Negra, por exemplo -, o que me parece uma oportunidade desperdiçada. Por outro lado, estas três horas finais da história que traz Thanos (Brolin) transformando metade do universo em cinzas abraçam sem reservas o tom sombrio que o tema exigia, abandonando as cores vivas que as precederam e substituindo-as por uma atmosfera melancólica e fatalista que se torna mais eficaz até mesmo pelo contraponto criado com a década anterior.

Aliás, se um dos problemas recorrentes dos longas anteriores (até mesmo dos melhores) residia na sugestão de que a Marvel parecia determinada em transformar cada episódio em um trailer do seguinte, em Vingadores: Ultimato o estúdio se mostra empenhado em amarrar o maior número possível de pontas deixadas nos arcos de boa parte dos personagens – e, neste sentido, os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely se beneficiam do fato de terem que lidar com um número consideravelmente menor de indivíduos graças ao estalar de dedos de Thanos no capítulo anterior. O grande atrativo de Ultimato, por sinal, reside precisamente na dinâmica entre seus personagens e na maneira como estes são desenvolvidos de um ponto de vista dramático, já que creio não haver muitas dúvidas acerca do sucesso do grupo em desfazer as ações do vilão* (e foi justamente isso que, diga-se de passagem, diminuiu – ao menos, para mim – o impacto emocional que o desfecho do longa anterior poderia ter provocado, já que era óbvio que a Marvel não eliminaria heróis que atualmente ancoram algumas de suas franquias mais lucrativas).

O resultado – admirável – é que boa parte das três horas de duração de Ultimato mantém o foco nos personagens, não em suas ações, investindo em um tom triste, sombrio e carregado de silêncio que deixa claro como, para aquelas pessoas, a ação de Thanos parece tragicamente definitiva, já que, ao contrário do espectador, não sabem estar no meio de uma franquia multibilionária. Aliás, quando as sequências de ação chegam (e é claro que chegam), sua força tem origem, em parte, no investimento emocional do público, que compreende como tudo aquilo é urgente para os heróis – e os irmãos Joe e Anthony Russo, que aos poucos se tornaram os condutores oficiais da série, conhecem bem o universo no qual estão trabalhando e não desperdiçam nenhuma oportunidade de explorar os momentos que sabem icônicos e que, exatamente por isso, podem soar como mero fan service (o que são em parte) embora sejam impactantes e, por isso, inevitáveis (pensem no instante com o martelo de Thor ou naquele em que o Capitão América diz uma frase que esperou 22 filmes para ser pronunciada). Além disso, os dois cineastas resgatam bem sua experiência com a comédia (adquirida em séries como Arrested Development e Community) e criam várias passagens genuinamente engraçadas que extraem seu humor de maneira orgânica a partir da personalidade dos personagens.

(Aqui abro parênteses para comentar um instante breve, mas importante - aquele em que todas as super-heroínas se agrupam e atacam o exército liderado por Thanos (além do próprio) em uma espécie de “pelotão do empoderamento”. Considerando os protestos dos incels (involuntary celibataries ou, em bom português, “virjões”) diante do ativismo feminista de Brie Larson ao divulgar Capitã Marvel, é inevitável enxergar esta passagem como uma resposta à misoginia de parcela de seus fãs - mesmo que simultaneamente possamos apontar certo cinismo por parte do estúdio, já que estamos falando de poucos segundos em meio a horas e horas de filmes, mas ainda assim… é algo, um movimento na direção certa. Bem mais irritante é a insistência da Marvel em se vangloriar por incluir um personagem anônimo (vivido por um dos diretores) que menciona brevemente o namorado, como se isto fosse um imenso avanço na representatividade homoafetiva na franquia.)

Contando com um roteiro sólido que já toma uma decisão fundamental no primeiro ato ao incluir uma elipse de cinco anos após o estalar de dedos de Thanos, Ultimato atira, nesta simples escolha, um peso colossal sobre os ombros dos heróis, que se veem obrigados a lidar com as consequências de seu fracasso por um período de tempo considerável, o que oferece aos realizadores a oportunidade de imaginar como cada um deles lidaria com algo assim e o que estas escolhas revelam sobre seus temperamentos. Assim, o Arqueiro (Renner) se torna um assassino impiedoso que desconta em foras-da-lei sua dor pelo desaparecimento da família (e não, Brasil de 2019, isto não é aceitável); a Viúva Negra (Johansson) se concentra em tentar manter em atividade algum vestígio dos Vingadores, que assumiu como sua família; Tony Stark (Downey Jr.) tenta construir uma nova vida como marido e pai; a Capitã Marvel (Larson) se converte numa espécie de deus ex marvel, surgindo quando é conveniente para o roteiro (sim, isto é um problema); Bruce Banner/Hulk (Ruffalo) por fim alcança um equilíbrio entre suas duas personas (e esta é a versão digital mais convincente do personagem até hoje); o Homem-Formiga (Rudd) mal pode disfarçar sua empolgação por fazer parte do grupo; e Thor (Hemsworth)… bom, basicamente rouba o filme (e isto é tudo que direi). Já o Capitão América (Evans), sempre a bússola moral dos companheiros, agora tenta fazer alguma diferença em micro-escala (já que a macro se desintegrou), retornando aos grupos de apoio para tentar ajudar os civis em seu processo de luto e aceitação (e, claro, ele tampouco consegue evitar certo otimismo ao observar como a natureza parece estar reagindo bem à ausência de metade da humanidade).

O que nos traz a Thanos, o responsável por toda esta convulsão galáctica e que segue uma figura fascinante: megalomaníaco, mas sem planos de dominância universal, ele jamais se torna um vilão genérico com voz distorcida digitalmente que o faria soar como a maioria dos demais vilões do Universo Estendido (e também da DC); em vez disso, ele se recolhe a uma espécie de fazenda planetária para aproveitar a aposentadoria depois de passar toda a vida tentando - do seu ponto de vista - salvar a galáxia de si mesma. É interessante, por exemplo, como ele destrói as joias do infinito para evitar “ceder a tentações”, o que evidencia certo caráter - mesmo que os diretores não resistam a submetê-lo ao ridículo através de um ruído metálico desajeitado quando ele tenta estalar os dedos novamente no clímax da projeção (e que, ok, é uma escolha perfeita).

Inteligente ao empregar o recurso da viagem no tempo para revisitar momentos-chave de diversos filmes anteriores (o que, por si só, já evoca nostalgia nos fãs), Ultimato ainda traz uma solução elegante para o retorno de Gamora (Saldana) sem que isto soe como trapaça - e ainda com o bônus de recuperar a tensão sexual entre esta e Quill (Pratt). Além disso, reforçando o foco da narrativa sobre os personagens, estas viagens permitem reencontros relevantes dramaticamente entre Stark e o pai (Slattery), Thor e a mãe (Russo) e o Capitão e sua amada.

Mas, no fim das contas, Vingadores: Ultimato gira em torno essencialmente dos dois personagens que representam lados opostos (e complementares) da filosofia do grupo: Tony Stark e Steve Rogers - oferecendo um desfecho impecável para ambos. Por um lado, Stark percorreu um longo e intrigante arco que o levou do egocentrismo absoluto à capacidade de colocar outros à sua frente (e é brilhante como a mesma frase - “Eu sou o Homem de Ferro” - assume conotações completamente diferentes no filme original e aqui, já que lá expunha sua vaidade enquanto, agora, indica seu reconhecimento de que seu papel é servir ao mundo); por outro, o Capitão América, depois de sempre se sacrificar em prol do interesse coletivo, finalmente teve sua esperada e merecida recompensa.

E é revelador que, depois de 22 filmes recheados de ação e efeitos visuais, esta versão do Universo Espandido opte por encerrar sua longa narrativa com um momento intimista e de doçura - e que o Capitão decida mantê-lo para si, sem dividi-lo com os demais, é um testemunho não só de seu caráter, mas do respeito que os próprios realizadores têm para com um herói pelo qual eu confessadamente nutria imensa antipatia e passei a admirar nos últimos anos.

07 de Maio de 2019

* Se você considerou “spoiler” a sugestão de que a Marvel não mataria metade de seu elenco... bom, nem sei o que posso dizer a não ser que admiro sua ingenuidade.

 

 

 

 

Capitão véio..

😂

c175969882cd650691f1bea6eba6962cd7aa7331bd97c94d243ac02be97ad1f7.jpg

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites


Os furos de roteiro mais loucos de Vingadores: Ultimato

Resultado de imagem para endgame time travel scene
Vingadores: Ultimato é um filme que trabalha com o conceito de viagens no tempo, o que é sempre uma pedra no sapato de qualquer história, já que por mais bem explicado e executado que seja, alguns furos de roteiro sempre vão acabar aparecendo.O CBR.com preparou uma lista com os furos de roteiro mais gritantes de Vingadores: Ultimato, confira abaixo.

A viagem no tempo
Resultado de imagem para endgame time travel sceneQuando Hulk encontra a Anciã em Vingadores: Ultimato, os planos dos heróis se alteram um pouco, já que eles descobrem que para não mudar nada relevante na linha do tempo em vivem, os heróis teriam que obter as Jóias do Infinito e depois devolvê-las ao lugar de origem no mesmo momento em que elas foram tomadas.O problema é que essa regra não é respeitada em Vingadores: Ultimato e os heróis alteram o passado o tempo todo. Bons exemplos são a batalha entre o Capitão América do presente contra o do passado e também momento em que o herói muda a percepção da HYDRA sobre ele ao dizer “Viva HYDRA!”. Tudo isso deveria ter alterado o futuro certo?

O sacrifício de Vormir
Resultado de imagem para black widow clint bartonAntes de iniciarem sua missão temporal em Vingadores: Ultimato, os heróis se dividem em duplas, definindo qual deles irá atrás de cada uma das Joias do Infinito. O problema é que essa cena tem um furo de roteiro que está relacionado à Joia da Alma.
Em Vingadores: Guerra Infinita, Thanos obteve a Joia da Alma sacrificando Gamora e Nebula sabe disso. Se ela tinha essa informação, porque ela não disse nada para o Gavião Arqueiro e a Víuva Negra em Vingadores: Ultimato? A ausência dessa informação fez com que os dois heróis fossem pegos de surpresa em Vormir, sem saber que um sacrifício seria necessário para obter a Jóia da Alma, o que não faz o menor sentido.

Viagem de Thanos e seu exército para o futuro
Resultado de imagem para thanosEsse momento de Vingadores: Ultimato tem dois furos de roteiro. O primeiro envolve a Nebula do passado se infiltrando entre os Vingadores e abrindo um portal no tempo para que o Thanos do passado e seu exército pudessem atacar os heróis. Durante o filme, Tony Stark deixa claro que para viajar pelos portais, seria necessário que o objeto (ou pessoa) tivesse o dispositivo de pulso construído por eles, algo que Thanos não tinha.O segundo furo de roteiro vem no final do filme. Quando Tony Stark mata Thanos e seu exército, ele teoricamente está removendo eles do passado, o que altera completamente os eventos de Guardiões da Galáxia e outros filmes posteriores. Além disso, a Gamora de 2014 vem para o presente e não volta para sua linha do tempo original, o que só deturpa ainda mais a lógica do filme.

A morte de Nebula
Resultado de imagem para nebula avengersEm Vingadores: Ultimato, temos um confronto entre a Nebula do presente e a Nebula de 2014, que é leal a Thanos. O problema é que essa cena causa um paradoxo bem complicado na linha do tempo, quebrando uma regra básica do recurso. No momento em que a Nebula do presente mata a do passado, ela deveria deixar de existir também, certo? Pois é, isso não acontece e a Nebula de 2023 segue viva e ativa, o que é um baita furo de roteiro.

Thanos utilizando a Manopla Stark
Resultado de imagem para thanosPor fim, outro furo de roteiro gigante de Vingadores: Ultimato acontece também ao final do filme. Thanos não deveria ser capaz de usar a Manopla Stark, já que ela foi criada para servir apenas nos Vingadores, como Hulk e Tony Stark. Mesmo assim o titã consegue colocar o artefato no braço.
Outro furo vem no momento em que Thanos estala os dedos sem perceber que as Joias do Infinito não estão presentes na Manopla Stark. Se Thanos está mentalmente conectado às joias, como Vingadores: Ultimato estabelece, como ele não percebeu a ausência das joias na manopla? Parece muito mais um furo de roteiro do que um erro do vilão em si.
 

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutes ago, Jorge Soto said:


Os furos de roteiro mais loucos de Vingadores: Ultimato

Resultado de imagem para endgame time travel scene
Vingadores: Ultimato é um filme que trabalha com o conceito de viagens no tempo, o que é sempre uma pedra no sapato de qualquer história, já que por mais bem explicado e executado que seja, alguns furos de roteiro sempre vão acabar aparecendo.O CBR.com preparou uma lista com os furos de roteiro mais gritantes de Vingadores: Ultimato, confira abaixo.

01) A viagem no tempo
Resultado de imagem para endgame time travel sceneQuando Hulk encontra a Anciã em Vingadores: Ultimato, os planos dos heróis se alteram um pouco, já que eles descobrem que para não mudar nada relevante na linha do tempo em vivem, os heróis teriam que obter as Jóias do Infinito e depois devolvê-las ao lugar de origem no mesmo momento em que elas foram tomadas.O problema é que essa regra não é respeitada em Vingadores: Ultimato e os heróis alteram o passado o tempo todo. Bons exemplos são a batalha entre o Capitão América do presente contra o do passado e também momento em que o herói muda a percepção da HYDRA sobre ele ao dizer “Viva HYDRA!”. Tudo isso deveria ter alterado o futuro certo?

O sacrifício de Vormir
Resultado de imagem para black widow clint bartonAntes de iniciarem sua missão temporal em Vingadores: Ultimato, os heróis se dividem em duplas, definindo qual deles irá atrás de cada uma das Joias do Infinito. O problema é que essa cena tem um furo de roteiro que está relacionado à Joia da Alma.
Em Vingadores: Guerra Infinita, Thanos obteve a Joia da Alma sacrificando Gamora e Nebula sabe disso. Se ela tinha essa informação, porque ela não disse nada para o Gavião Arqueiro e a Víuva Negra em Vingadores: Ultimato? A ausência dessa informação fez com que os dois heróis fossem pegos de surpresa em Vormir, sem saber que um sacrifício seria necessário para obter a Jóia da Alma, o que não faz o menor sentido.

Viagem de Thanos e seu exército para o futuro
Resultado de imagem para thanosEsse momento de Vingadores: Ultimato tem dois furos de roteiro. O primeiro envolve a Nebula do passado se infiltrando entre os Vingadores e abrindo um portal no tempo para que o Thanos do passado e seu exército pudessem atacar os heróis. Durante o filme, Tony Stark deixa claro que para viajar pelos portais, seria necessário que o objeto (ou pessoa) tivesse o dispositivo de pulso construído por eles, algo que Thanos não tinha.O segundo furo de roteiro vem no final do filme. Quando Tony Stark mata Thanos e seu exército, ele teoricamente está removendo eles do passado, o que altera completamente os eventos de Guardiões da Galáxia e outros filmes posteriores. Além disso, a Gamora de 2014 vem para o presente e não volta para sua linha do tempo original, o que só deturpa ainda mais a lógica do filme.

A morte de Nebula
Resultado de imagem para nebula avengersEm Vingadores: Ultimato, temos um confronto entre a Nebula do presente e a Nebula de 2014, que é leal a Thanos. O problema é que essa cena causa um paradoxo bem complicado na linha do tempo, quebrando uma regra básica do recurso. No momento em que a Nebula do presente mata a do passado, ela deveria deixar de existir também, certo? Pois é, isso não acontece e a Nebula de 2023 segue viva e ativa, o que é um baita furo de roteiro.

Thanos utilizando a Manopla Stark
Resultado de imagem para thanosPor fim, outro furo de roteiro gigante de Vingadores: Ultimato acontece também ao final do filme. Thanos não deveria ser capaz de usar a Manopla Stark, já que ela foi criada para servir apenas nos Vingadores, como Hulk e Tony Stark. Mesmo assim o titã consegue colocar o artefato no braço.
Outro furo vem no momento em que Thanos estala os dedos sem perceber que as Joias do Infinito não estão presentes na Manopla Stark. Se Thanos está mentalmente conectado às joias, como Vingadores: Ultimato estabelece, como ele não percebeu a ausência das joias na manopla? Parece muito mais um furo de roteiro do que um erro do vilão em si.
 

Muitos dos erros aí, é porque o povo ainda tem o efeito "De Volta Para o Futuro" na cabeça. Mas aqui isso não é usado. Mudar o passado não muda o futuro/presente. NADA muda a linha do tempo atual, o que acontece é a criação de linhas paralelas se muda alguma coisa no passado. Então, o Capitão América falar Hail Hydra não mudaria nada. Só no máximo, criaria um linha do tempo paralela (mas o Capitão teria evitado essa linha já que no final deve ter ido lá devolver o cajado pro pessoal da Hydra e de alguma forma, desfeito isso tudo).

A morte da Nebula, por exemplo, seria isso também. Ela poderia matar ela mesma mais jovem porque aquela ali já seria uma de uma linha paralela (ou a morte dela só criaria uma linha paralela sem ela).

Mas essa da viagem do Thanos, acho correto. Ele não tinha o líquido do Pym. Ele tem um que a Nebula pegou da outra Nebula, mas era só um. A Nebula usou pra voltar junto dos outros, então pra ele ir pro futuro, não teria outra pra usar (só se ele foi pegar a que tava no corpo da Viúva Negra, sei lá hehehe).

E essas do Thanos usando Manopla, ok, faz sentido. Pode ser furo também. O maquinário do Homem de Ferro deveria ter evitado do troço encaixar na mão do Thanos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Jailcante said:

Muitos dos erros aí, é porque o povo ainda tem o efeito "De Volta Para o Futuro" na cabeça. Mas aqui isso não é usado. Mudar o passado não muda o futuro/presente. NADA muda a linha do tempo atual, o que acontece é a criação de linhas paralelas se muda alguma coisa no passado. Então, o Capitão América falar Hail Hydra não mudaria nada. Só no máximo, criaria um linha do tempo paralela (mas o Capitão teria evitado essa linha já que no final deve ter ido lá devolver o cajado pro pessoal da Hydra e de alguma forma, desfeito isso tudo).

A morte da Nebula, por exemplo, seria isso também. Ela poderia matar ela mesma mais jovem porque aquela ali já seria uma de uma linha paralela (ou a morte dela só criaria uma linha paralela sem ela).

Mas essa da viagem do Thanos, acho correto. Ele não tinha o líquido do Pym. Ele tem um que a Nebula pegou da outra Nebula, mas era só um. A Nebula usou pra voltar junto dos outros, então pra ele ir pro futuro, não teria outra pra usar (só se ele foi pegar a que tava no corpo da Viúva Negra, sei lá hehehe).

E essas do Thanos usando Manopla, ok, faz sentido. Pode ser furo também. O maquinário do Homem de Ferro deveria ter evitado do troço encaixar na mão do Thanos.

eu estranharia se ela falasse mal...😂

Atriz de Nebulosa defende a lógica por trás das viagens no tempo de Vingadores: Ultimato
Para muitos fãs, as viagens no tempo de Vingadores: Ultimato são confusas e muitas vezes acabam não fazendo muito sentido. Porém, nem todos que assistiram o filme pensam assim.Em entrevista ao LA Times, a atriz Karen Gillan, que faz a Nebulosa, defendeu o conceito de viagem no tempo de Vingadores: Ultimato.“Eu já tive muitas experiências com viagens no tempo por causa de Doctor Who. Eu sou uma expert em viagens no tempo, então eu digo que faz sentido sim. Porém, eles definitamente deveriam ter citado Doctor Who naquela cena em que eles dão exemplos de filmes com viagens no tempo. Não acredito que eu não interferi nisso!”, disse Karen Gillan.

legiao_gTmGNwFZh1Loc2iVIKAJWdt0abUXYrlHCqn46_SsMz.jpg

8a3a2a5ab2df097da64f4be43b979ced20581a8cr1-1080-1350v2_hq.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Todas as mudanças que o novo Vingadores provocou na linha do tempo do Universo Marvel

Resultado de imagem para avengers endgame time travel
Vingadores: Ultimato inaugurou o multiverso no MCU. Os heróis voltaram no tempo para recuperar cada uma das Joias do Infinito e derrotar Thanos. Porém, essas viagens no tempo provocam diversas alterações que abriram o caminho para realidades alternativas no Universo Marvel.O ScreenRant listou todas as linhas do tempo existentes e suas características após Vingadores: Ultimato.

Linha do tempo 1 – Loki escapa em 2012
Várias mudanças acontecem nesta linha do tempo em Vingadores: Ultimato, mas a principal delas envolve o momento em que Loki consegue o Tesseract, desaparecendo logo em seguida. Apesar do Loki da linha temporal principal da história ter morrido, este Loki do passado está vivo e com o Tesseract em mãos, o que deve gerar alguns problemas para os heróis no futuro. Outras ações menores podem ter alterado alguns eventos nessa linha do tempo, como por exemplo o ato do Capitão América de 2023 contar para sua versão de 2012 que Bucky está vivo.

Linha do tempo 2 – Sem Thanos e Guardiões da Galáxia depois de 2014
Essa linha do tempo é uma das mais complicadas de Vingadores: Ultimato. A linha do tempo de 2014 se alinha com a de 2023 através de Nebula, que tem uma conexão mental com Thanos, o que faz com que a Nebula do passado tome o lugar da Nebula do presente, levando Thanos ao encontro dos Vingadores. Porém, ao final do filme, a Nebula e o Thanos de 2014 estão mortos e a Gamora de 2014 teve seu destino deixado em aberto.
Mas o que isso significa pra história? Significa que uma nova linha do tempo foi criada em 2014, sem Thanos, Nebula, Gamora e consequentemente os Guardiões da Galáxia, já que eles não teriam formado seu grupo sem a influência de Gamora.

Possível linha do tempo 3 – Capitão América nos anos 40
Ao final de Vingadores: Ultimato, Steve Rogers decide voltar ao passado para ficar com sua amada, Peggy Carter. Esse ato teoricamente criou uma nova linha do tempo em que Rogers é o marido de Carter, mas os próprios criadores de Vingadores: Ultimato divergem sobre o assunto.
Para os Irmãos Russo, diretores do filme, o Capitão América criou uma nova linha do tempo com esse ato. Já para os roteiristas do filme, a explicação dada é a de que o que aconteceu nesse caso foi um loop temporal, ou seja, nenhuma nova linha do tempo foi criada e o marido de Peggy Carter no MCU sempre foi Steve Rogers. Confuso né?

Possível linha do tempo 4 – Sem Mjolnir depois de Thor: O Mundo Sombrio
Mesmo que o Capitão América tenha retornado a Mjolnir e a Joia da Realidade para Asgard em 2013, uma nova linha do tempo pode ter sido criada, já que qualquer alteração no passado pode criar realidades alternativas, o que significa que existe uma linha do tempo em que a Mjolnir não existe mais.

Possível linha do tempo 5 – Uma nova SHIELD nos anos 70

Usando a mesma lógica da linha do tempo anterior, essa realidade também pode ter sido alterada em Vingadores: Ultimato. Mesmo que o Capitão América tenha entregado a Joia do Espaço para seu devido lugar, suas ações pregressas podem ter alterado o passado. Hank Pym perde suas Partículas Pym, o que pode levá-lo a acreditar que a SHIELD o roubou, mudando completamente os rumos da organização nesta realidade.

O que essas linhas do tempo significam para o MCU?
De fato, o MCU agora parece ter entrado em uma nova fase, inaugurando seu multiverso. Sim, tudo poderia ser ignorado e a linha do tempo atual de 2023 em Vingadores: Ultimato poderia ser a única explorada, mas o próximo filme do MCU indica que esse não é o caso.No trailer de Homem-Aranha: Longe de Casa, os personagens falam sobre o multiverso e como novas realidades foram abertas depois de Vingadores: Ultimato. Esse novo conceito pode ser utilizado para diversos fins no Universo Marvel dos cinemas, sendo por exemplo um meio eficiente de introduzir os X-Men, ou iniciar a as Guerras Secretas, saga clássica dos quadrinhos. Possibilidades não faltam.

 

Morto? Vivo? Descubra o destino de Loki após Vingadores: Ultimato

3528141-loki-1-1068x600.jpg
Cuidado! Contém SPOILERS a seguir!
Loki morre no início de Vingadores: Guerra Infinita, antes de Thanos usar as Joias do Infinito. Por isso, o Deus da Trapaça não retorna com outros dizimados em Vingadores: Ultimato.Porém, durante o mais recente longa da Marvel, o Loki de 2012, vilão na Batalha de Nova York, consegue roubar o Tesseract. Tudo após um plano que não deu certo dos Vingadores de 2023.Como Loki terá uma série já confirmada no Disney +, o vindouro serviço de streaming da companhia, logo as especulações começaram. Teorias argumentam que essa fuga do Loki de 2012 pode ser o início do seriado do personagem. Como já foi revelado, a trama mostrará o asgardiano viajando no tempo.
Para Business Insider, o co-diretor de Vingadores: Ultimato, Joe Russo, comenta se a ligação entre filme e série é verdadeira. O que é confirmado é que Loki, ou melhor, uma verão alternativa dele, está sim VIVA e por conta própria após pegar o Tesseract.“É muito complicado, mas é impossível o Capitão América botar a linha do tempo no lugar sem encontrar Loki. No minuto em que Loki faz algo dramático como pegar a Joia do Espaço, ele cria uma nova realidade”, afirma Joe Russo.Assim, cria-se espaço para a série solo de Loki. Há outras informações, porém, de que o seriado será um prelúdio da história do Deus da Trapaça, antes dos filmes da Marvel.Em todo caso, Vingadores: Ultimato abriu espaço para vermos novamente o Loki antes de seu arco de redenção de Thor: O Mundo Sombrio e Ragnarok. Isso tudo sem desfazer os eventos de Guerra Infinita.
Ultimato também reviveu outro personagem morto
Vingadores: Ultimato causou uma certa confusão na equipe de heróis da Marvel e na linha do tempo do universo cinematográfico da editora. Os destinos de Gamora e Viúva Negra no filme são fundamentais para a dúvida.A Viúva Negra morre para conseguir a Joia da Alma, e aparentemente não retorna após o Capitão América, supostamente, devolver ela. Já uma Gamora (morta em Guerra Infinita) do passado invade a linha do tempo do presente e assim, volta a se juntar aos heróis.Os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely explicaram a decisão para Variety.“Não é a Gamora morta pela Joia da Alma, é a do passado. Quando Gamora foi jogada daquele penhasco, aquela morreu. Mas, essa é uma Gamora anterior. Então, ela está viva no passado e viaja para o presente, como vocês sabem”, afirmou Markus.Os escritores também discutiram a possibilidade de trazer uma Viúva Negra do passado. Parece que isso não acontecerá.“Seria uma decisão egoísta e sem sentido. Efetivamente, roubaríamos uma Viúva Negra do passado que não sabe nada sobre o que está acontecendo. Não seria pedir se ela gostaria de viajar no tempo”, afirmou Markus.Assim, os roteiristas garantem que as mortes pela Joia da Alma serão sempre definitivas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, Jorge Soto said:

Possível linha do tempo 4 – Sem Mjolnir depois de Thor: O Mundo Sombrio
Mesmo que o Capitão América tenha retornado a Mjolnir e a Joia da Realidade para Asgard em 2013, uma nova linha do tempo pode ter sido criada, já que qualquer alteração no passado pode criar realidades alternativas, o que significa que existe uma linha do tempo em que a Mjolnir não existe mais.

 

Esse eu não creio. Se o Capitão devolve no mesmo lugar, não mudaria nada. Mesma lógica da joias.

Ele levou o troço, e não trouxe de volta (estava só com o escudo quando velho), então deixou por lá no mesmo lugar (tinha que deixar a joia por ali mesmo, então aproveitou e deixou o martelo).

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, Jorge Soto said:

Ultimato também reviveu outro personagem morto
Vingadores: Ultimato causou uma certa confusão na equipe de heróis da Marvel e na linha do tempo do universo cinematográfico da editora. Os destinos de Gamora e Viúva Negra no filme são fundamentais para a dúvida.A Viúva Negra morre para conseguir a Joia da Alma, e aparentemente não retorna após o Capitão América, supostamente, devolver ela. Já uma Gamora (morta em Guerra Infinita) do passado invade a linha do tempo do presente e assim, volta a se juntar aos heróis.Os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely explicaram a decisão para Variety.“Não é a Gamora morta pela Joia da Alma, é a do passado. Quando Gamora foi jogada daquele penhasco, aquela morreu. Mas, essa é uma Gamora anterior. Então, ela está viva no passado e viaja para o presente, como vocês sabem”, afirmou Markus.Os escritores também discutiram a possibilidade de trazer uma Viúva Negra do passado. Parece que isso não acontecerá.“Seria uma decisão egoísta e sem sentido. Efetivamente, roubaríamos uma Viúva Negra do passado que não sabe nada sobre o que está acontecendo. Não seria pedir se ela gostaria de viajar no tempo”, afirmou Markus.Assim, os roteiristas garantem que as mortes pela Joia da Alma serão sempre definitivas.

Por isso digo, que seria bom se eles colocarem no Guardiões 3 que, por qualquer motivo que seja, a Gamorra não poderia ficar por aqui, teriam que levá-la de volta pro passado. Porque assim fica fácil, pega a pessoa no passado e traz de volta. A pessoa fica aqui e tem outra linha paralela no passado sem ela (se essas linhas não afetam em nada a linha principal, então não faria diferença nenhuma fazer isso).

Share this post


Link to post
Share on other sites

video com o Thor Leitão🐽😂

 

 

Agents of SHIELD pode ter revelado os filhos secretos do Capitão América

Resultado de imagem para steve rogers and peggy carter married
Spoilers de Vingadores: Ultimato e Agents of SHIELD abaixo!
Vingadores: Ultimato traz grandes consequências não apenas para os filmes do MCU, mas também para o universo da TV. Com o retorno de Steve Rogers para o passado e sua vida com Peggy Carter, os fãs estão confusos com a linha do tempo.Isso porque sempre foi falado no cânone do MCU que Peggy Carter se casou e teve filhos, mas o nome do marido nunca foi revelado. Agora os fãs estão se perguntando se Steve Rogers sempre foi o marido de Carter ou se ele se casou com ela apenas em uma realidade alternativa.
No episódio Emancipation de Agents of SHIELD, o obituário de Peggy Carter informa que ela se casou e teve dois filhos, ou seja, se o marido dela de fato é Steve Rogers, isso significa que esses filhos podem ser dele no fim das contas. Nada está confirmado, então só nos resta esperar que a Marvel revele alguma coisa no futuro.A 6ª temporada de Agents of SHIELD deve se esquivar das consequências dos eventos de Vingadores: Guerra Infinita e como voltará com o salto de um ano no tempo, possivelmente também do que acontecerá em Vingadores: Ultimato.
O primeiro episódio da nova temporada de Agents of SHIELD teve o retorno de Maximilian Osinki e Briana Venskus reprisando seus papeis como Agent Davis e Agent Piper.Agents of SHIELD retornou com episódios inéditos no último dia 10 de maio no canal ABC.A 7ª temporada, já confirmada, provavelmente estreará somente em 2020.

 

É, pelo jeito a Sharon Carter dançou mesmo! O Steve preferiu ficar com a tia avó dela...e vai saber ela nem sequer nasceu então!🙄

Resultado de imagem para steve rogers and peggy carter married

 

 

Viagem no tempo confundiu até os diretores de Vingadores: Ultimato

Resultado de imagem para avengers endgame back to future
Cuidado! Contém SPOILERS de Vingadores: Ultimato!
Os roteiristas de Vingadores: Ultimato, Christopher Markus e Stephen McFeely, admitiram que o filme precisou de cenas extras por conta da trama de viagem no tempo. A dupla sentiu que a história poderia ficar confusa.Ao Yahoo Entertainment UK, os roteiristas contaram que as cenas foram usadas como prova do que é explicado no filme. A viagem do tempo de Vingadores: Ultimato não funciona como De Volta para o Futuro.
Uma das cenas é quando a Nebula do presente mata a sua versão do passado. O momento continua e todos percebem que a personagem de Karen Gillan de 2023 não morreu.“Grande parte da audiência esperava que Nebula desaparecesse, mas nós ficamos, ‘Não, nós avisamos, não é assim que funciona!’ Então precisávamos demarcar isso. É um testamento para De Volta para o Futuro, para todos que acham que sabem como funciona a viagem no tempo. Nós poderíamos tentar colocar as regras de forma leve e as pessoas diriam, ‘É De Volta para o Futuro’. Mas, não pode ser De Volta para o Futuro, se não nosso filme não faria sentido”, explicou Markus.
Outra cena gravada depois é quando Bruce Banner, ou o Professor Hulk, e outros personagens citam diversos filmes com viagem no tempo, como De Volta para o Futuro. Os roteiristas quiseram deixar bem claro que as regras não são iguais a outros longas.McFeely e Markus ainda revelaram que decidiram fazer as mudanças quando viram o público se confundir em exibições-teste e também os diretores Joe e Anthony Russo. Apenas depois que os roteiristas explicaram ainda mais o tema.“No geral, é o sistema de uma realidade contra várias realidades. É o que os cientistas dizem, se teoricamente existisse viagem no tempo. É uma combinação do que o Hulk diz, com o que a Anciã diz. Um, se você vai do presente para o passado, o passado se torna o seu presente, nada vai mudar. E a única coisa que causa uma ramificação de realidade é se as Joias do Infinito forem removidas dos seus lugares. Então, se eu for ao passado e roubar um tênis, ainda teremos tênis no universo. Acontece apenas se mover alguma Joia”, destacou McFeely.Vale notar, porém, que esse é o pensamento da dupla de roteiristas. Se outro escritor quiser mudar as regras, ou criar novas realidades de outra forma na Marvel, isso pode acontecer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Jorge Soto said:

Viagem no tempo confundiu até os diretores de Vingadores: Ultimato

Resultado de imagem para avengers endgame back to future
Cuidado! Contém SPOILERS de Vingadores: Ultimato!
Os roteiristas de Vingadores: Ultimato, Christopher Markus e Stephen McFeely, admitiram que o filme precisou de cenas extras por conta da trama de viagem no tempo. A dupla sentiu que a história poderia ficar confusa.Ao Yahoo Entertainment UK, os roteiristas contaram que as cenas foram usadas como prova do que é explicado no filme. A viagem do tempo de Vingadores: Ultimato não funciona como De Volta para o Futuro.
Uma das cenas é quando a Nebula do presente mata a sua versão do passado. O momento continua e todos percebem que a personagem de Karen Gillan de 2023 não morreu.“Grande parte da audiência esperava que Nebula desaparecesse, mas nós ficamos, ‘Não, nós avisamos, não é assim que funciona!’ Então precisávamos demarcar isso. É um testamento para De Volta para o Futuro, para todos que acham que sabem como funciona a viagem no tempo. Nós poderíamos tentar colocar as regras de forma leve e as pessoas diriam, ‘É De Volta para o Futuro’. Mas, não pode ser De Volta para o Futuro, se não nosso filme não faria sentido”, explicou Markus.
Outra cena gravada depois é quando Bruce Banner, ou o Professor Hulk, e outros personagens citam diversos filmes com viagem no tempo, como De Volta para o Futuro. Os roteiristas quiseram deixar bem claro que as regras não são iguais a outros longas.McFeely e Markus ainda revelaram que decidiram fazer as mudanças quando viram o público se confundir em exibições-teste e também os diretores Joe e Anthony Russo. Apenas depois que os roteiristas explicaram ainda mais o tema.“No geral, é o sistema de uma realidade contra várias realidades. É o que os cientistas dizem, se teoricamente existisse viagem no tempo. É uma combinação do que o Hulk diz, com o que a Anciã diz. Um, se você vai do presente para o passado, o passado se torna o seu presente, nada vai mudar. E a única coisa que causa uma ramificação de realidade é se as Joias do Infinito forem removidas dos seus lugares. Então, se eu for ao passado e roubar um tênis, ainda teremos tênis no universo. Acontece apenas se mover alguma Joia”, destacou McFeely.Vale notar, porém, que esse é o pensamento da dupla de roteiristas. Se outro escritor quiser mudar as regras, ou criar novas realidades de outra forma na Marvel, isso pode acontecer.

Sou meio contra isso, porque você tira a consequência da jogada, e "consequência de atos" tem que ter, independente se a linha do tempo muda ou não, se cria uma linha paralela ou não. Se tirar um tênis, surgiria um linha paralela sem o tênis, oras (claro, se o fato de tirar o tênis for algo relevante na linha do tempo - de repente não é, então não aconteceria nada mesmo). Ponto.

Se é assim, porque os Vingadores só não iam lá e tiraram as joias de qualquer jeito? Matam a Anciã e levam a joia dela. Pegam um tanque e invadiriam a Stark Tower matavam todo mundo e pegavam as joias de lá. Não ia mudar nada mesmo, uai. Só deixam as joias nos locais depois de usar, e tudo bem, não é? 

Pra mim, isso não funfa bem, não. Acho que anular as possíveis mudanças na linha do tempo principal, ok, porque aí tiraria os paradoxos que poderiam rolar, mas teria que ter outra consequência pros atos deles no passado, e no caso, as linhas paralelas seria o ideal (pelo menos, pra mim) pra aceitar isso melhor.

Mas enfim.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, Jorge Soto said:

Agents of SHIELD pode ter revelado os filhos secretos do Capitão América

Resultado de imagem para steve rogers and peggy carter married
Spoilers de Vingadores: Ultimato e Agents of SHIELD abaixo!
Vingadores: Ultimato traz grandes consequências não apenas para os filmes do MCU, mas também para o universo da TV. Com o retorno de Steve Rogers para o passado e sua vida com Peggy Carter, os fãs estão confusos com a linha do tempo.Isso porque sempre foi falado no cânone do MCU que Peggy Carter se casou e teve filhos, mas o nome do marido nunca foi revelado. Agora os fãs estão se perguntando se Steve Rogers sempre foi o marido de Carter ou se ele se casou com ela apenas em uma realidade alternativa.
No episódio Emancipation de Agents of SHIELD, o obituário de Peggy Carter informa que ela se casou e teve dois filhos, ou seja, se o marido dela de fato é Steve Rogers, isso significa que esses filhos podem ser dele no fim das contas. Nada está confirmado, então só nos resta esperar que a Marvel revele alguma coisa no futuro.A 6ª temporada de Agents of SHIELD deve se esquivar das consequências dos eventos de Vingadores: Guerra Infinita e como voltará com o salto de um ano no tempo, possivelmente também do que acontecerá em Vingadores: Ultimato.
O primeiro episódio da nova temporada de Agents of SHIELD teve o retorno de Maximilian Osinki e Briana Venskus reprisando seus papeis como Agent Davis e Agent Piper.Agents of SHIELD retornou com episódios inéditos no último dia 10 de maio no canal ABC.A 7ª temporada, já confirmada, provavelmente estreará somente em 2020.

Segundo diretores, ele viveu numa linha paralela ao ficar com a Carter, e de alguma forma voltou na linha principal no fim do filme pra dar o escudo pro Sam (aí os filhos não seriam dele, já que esses ficariam na linha paralela também). Segundo roteiristas, ele anulou as linhas paralelas que foram criadas pelas joias, e foi ficar com a Carter no passado. Como nada mais criaria linhas paralelas, ele se manteve na linha principal, sem maiores preocupações. Ficou vivo pra dar o escudo pro Sam no final (aí seriam filhos deles, já que ele estaria na linha principal  tempo todo).

Não curto nenhuma dessas versões hehe (mas se for escolher, prefiro as dos diretores mesmo, essa dos roteiristas de só tirar as joias faz surgir linha paralela e nada mais faria isso, acho meio sem noção...).

Da minha parte, já dei minha visão da coisa. Gosto de pensar que ele ficou por lá na linha principal, conseguiu dar uma lambada nas linhas paralelas, conseguiu evitá-las no processo de ficar com a Carter, e ficou nos bastidores esse tempo todo. A foto dos filhos dela aparece nessa cena do Soldado Invernal, e penso que seja filhos dele mesmo. No final, ele se recusou a falar dela pro Sam, e por consequência também dos filhos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vingadores: Ultimato esclarece linha do tempo de Doutor Estranho

Imagem relacionada
Cuidado! Contém SPOILERS de Vingadores: Ultimato!
Uma das grandes dúvidas que os fãs do MCU sempre tiveram é sobre qual o ano em que os eventos do filme solo de Doutor Estranho acontecem. Em Vingadores: Ultimato, essa questão foi esclarecida.Durante a viagem de Bruce Banner ao passado para buscar a Joia do Tempo com a Anciã, quando Banner pede para encontrar o Doutor Estranho ela diz que ele está 5 anos adiantado. Fazendo os cálculos, concluí-se portanto que os eventos do filme solo do Doutor Estranho se passam entre 2016 e 2017.A linha do tempo de Doutor Estranho sempre foi uma questão muito discutida, já que o filme é bem contido e se conecta pouco com os outros do MCU. Agora, graças a Vingadores: Ultimato, as datas do filme estão esclarecidas.

 

 

Pois é, aqui no Brasil não dá nem pra confiar nos super-herois!😂

Homem-Aranha, Batman e Lanterna Verde são presos por Tanos no Ceará
Podia ser o roteiro de um crossover de Marvel e DC, mas é a vida real. Em Fortaleza, no Ceará, a delegada Malake Tanos, separada do Titã Louco por um “H”, prendeu traficantes que trabalhavam vestidos como super-heróis em um trenzinho.O trio usava as fantasias de Homem-Aranha, da Marvel, Batman e Lanterna Verde, da DC. A prisão foi anunciada ainda na segunda (13) e foi divulgada pela delegada.“Eles foram encontrados com coletes balísticos de propriedade da PM, além de armas”, contou a delegada. Os bandidos também trocaram tiros com a polícia e ninguém se feriu.Em nota, a Secretaria de Segurança Pública afirmou que a prisão foi feita depois de uma denúncia anônima, de que o trio vendia drogas em bairro do Ceará. Veja abaixo.Nos cinemas, o Thanos da Marvel segue dando trabalho para os Vingadores.

5938951D-4059-4AB0-B631-72809F719378.jpeg

super-heróis traficantes

Resultado de imagem para Homem-Aranha, Batman e Lanterna Verde são presos por Tanos no Ceará

 

😂

Resultado de imagem para thanos woman

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×