Jump to content
Forum Cinema em Cena

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content since 09/22/2017 in Posts

  1. 4 points
    SergioBenatti

    Blade Runner 2049

    Primeiras impressões dos jornalistas: Blade Runner 2049 First Reactions Erik Davis: BLADE RUNNER 2049 is sci-fi masterpiece; the kind of deep-cut genre film we don’t see anymore. Visually mind blowing, absolutely fantastic. The story is great, the score is great, the Gosling is great & the real star, imo, is Ana de Armas, who steals the film. Floored by this one. Jenna Busch: Blade Runner 2049 was one of the most mind-blowing films I’ve seen. It’s breathtaking and transportive. Denis Villeneuve has a masterpiece. Eric Eisenberg: Denis Villeneuve is unquestionably one of the elite working directors & there’s no excuse if Deakins doesn’t win the Oscar Jordan Hoffman: Good news! BLADE RUNNER 2049 is a terrific continuation and expansion of the orig. Wasn’t hoping for much, ended up LOVING it. (Even Leto!) Scott Menzel: Blade Runner 2049 is a rare sequel that actually improves on the original. Great Performances & Visually Breathtaking. Villeneuve nails it. Steven Weintraub: Everyone bow down to Denis Villeneuve. He’s done the impossible and delivered a huge home run with ‘Blade Runner 2049’. Loved it. Even if you have no interest in the film, the breathtaking Cinematography by Roger Deakins is worth the price of admission. He’s a God. Ali Plumb: It’s my pleasure to say I loved Blade Runner 2049. Long and slow – in a very good way. A lot to think about. Drew Dietsch: See Blade Runner 2049 on the biggest screen with the best sound possible. This is transportive filmmaking. It completely drew me in.
  2. 3 points
    "Baby Driver" é uma divertida matinê onde o roteiro batido não é o que interessa, mas sim o som e música, que são é mais um personagem ativo da estrutura do longa. Divertido,é mais um musical travestido de filme de aventura com personagens bem carismáticos. 9-10 "Dave Made a Maze" é um primor de originalidade e absurdo tremendamente divertido. Absurdo do naipe de "Quero ser John Malkovitch" e tão divertido quanto o oitentista "Labirinto" ou "Maze Runner", versão Hermes e Renato, claro. O filme tem muitas leituras, o que o faz a grata surpresa da semana. 9-10 "Guardians of Night" é um divertido pipoca russo que entorna "Kingsman" com as franquias "Underworld" ou até "MIB". Bem feito que parece até ser dirigido por qualquer diretor ianque genérico do gênero. 8-10 "El Guardian Invisible" é um bom e eficiente thriller de serial-killer que, muito bem feito, poderia ser muito melhor se não se rendesse aos cacoetes ianques do gênero. Espécie de "Silencio dos Inocentes" espanhol, deixa-se ver de boa a despeito de seus poucos defeitos. 8,5-10 "Starred Up" é um bom thriller prisional que se sustenta no seu grande (e desconhecido) protagonista principal, que parece ser uma força da natureza. "Prison Break" britânico que te prende até o final, os coadjuvantes tentam segurar bem a peteca, mas são facilmente ofuscados pelo primeiro. 8,5-10 "La Distancia Más larga" é um bonito road movie venezoelano que flerta muito com "Central do Brasil". O diferencial é a foderosa ambientação com paisagens lindas da Gran Sabana e dos Tepuy Roraima, na fronteira BR/VE. Pra quem ja conhece a região (eu!) vai ter gostinho a mais. E pra quem não, fica a vontade de conhecer a região. 8,5-10 "O Efeito Aquático" é uma deliciosa comédia francesa que parece ter sido feita nos USA pelo enredo redondinho e alto astral. Mas é o tom europeu que dá a liga e faz engrenar além da conta e o torna superior aos genericos ianques 8-10 "Los Insólitos Peces Gato" é uma fofuchis dramédia que parece ser "Pequena Miss Sunchine" mexicana, porém com maior carga dramática. Dificil destacar alguém superior em todo aquele maravilhoso elenco. 8,5-10 "The Limehouse Golem" é um bacana thriller de época que é muito bem feito e ambientado, tipo "Mulher dePreto". Ele é bem bom, pecando apenas quando se afasta da trama policial que conta...e isso ocorre várias vezes. 8-10
  3. 2 points
    Mozts

    Alien Covenant

    Mantendo ou não a continuidade, podemos concordar que Scott já deu o que tinha que dar? Um cineasta que tem "passe vitalício" comigo por causa de Alien e Blade Runner (e outros), mas vamos seguir em frente né? Ele precisa daquele amigo da balada que toma a bebida da nossa mão e chama o taxi... Alien precisa de ácido novo.
  4. 2 points
    Jorge Soto

    19 Dias de Horror

    "The Babysitter" é uma espécie de home invasion diferente, quiném o muito mais divertido "Better Watch Out". Sim, diverte tb pelo humor negro e ágil edicão MTV, mas falta alguma coisa pra dar liga no inicio e no desfecho borocoxô. 8,5-10 "Anabelle 2" é um terror genérico apenas divertido, onde boa parte dos sustinhos funciona a contento. E se a boneca sinistra não aparecesse não faria falta alguma. Um tiquim mió que o primeiro e olhe lá. 7,5-10 "Amittville Awakening" é enjoativa e ruim, confirmando que esta franquia deveria ter sido deixada de lado faz tempo. 4-10 "Verónica" é um terrorzão espanhol bão que pode não ser original no quesito de filmes sobre possessão demoniaca, mas em linhas gerais é bastante sólida e eficiente (mais que as ianques, com certeza) dentro deste subgênero. 8,5-10 "Geralds Game" é uma divertida adaptacão do King que além de survival urbano presta como bom thriller psicológico. Com boas atuacões da dupla principal e fazendo mencão a outros 3 trampos do escritor, o ruim é o desfecho, que não faz jus ao resto do longa. 8-10
  5. 2 points
    Gust84

    Blade Runner 2049

    Assistido. Sou do time que gostou muito. Mas fui seduzido pelo trabalho de direção, fotografia e edição de som. Quanto a trilha, acho que ela fez o papel inverso, do que normalmente vemos nos filmes. Neste filme ela é a "manta" para os demais sons, texturas. O que é a chuva? O vento? A neve? As panelas? Os drinks? Os tiros? O silêncio? É de cair o queixo. A trilha é só um empurrãozinho a mais pra tudo. Esse Dennis Villeneuve é ridículo! É uma direção contemplativa, orgânica! Nos carrega com uma segurança, sem movimento demais, o 3D fica absolutamente imersivo. A fotografia também dispensa comentários. Eu gostei das atuações contidas, e explico. Acho que mostra um contraste com os humanos, quase como os robôs do Matrix, mas que nos estimula a perceber pequenos detalhes de atuação e quando (no caso do Gosling, e da luv, principalmente) estoura, naqueles momentos o impacto é maior! A duração do filme não me incomodou e adorei todas as discussões e questões trazidas nesse filme que são só apontamentos pra que o debate ocorra, sem tentar problematizar E responder. Apenas trás alguns conceitos ou ideias que valem a reflexão. Filmaço aço pra mim.
  6. 2 points
    Questão

    Liga da Justiça (2017) #2

    Também sou contra o Flash viajar no tempo pra trazer o Super de volta. O nível de complicação que isso traz é absurdo. Acho que o poder de viagem no tempo do Flash até pode aparecer na trama, mas sem grande importância (pessoalmente, eu nem incluiria viagem no tempo nesse filme, deixando isso pro filme solo do Flash). Em tempo, rumores dizem que além da trilha clássica do Superman de 78, o tema clássico que o Elfman compôs pro Batman do Tim Burton também pode ganhar uma versão remixada. https://www.flickeringmyth.com/2017/10/danny-elfman-reportedly-using-his-classic-batman-theme-in-justice-league-score/ Ia curtir pra caramba!
  7. 2 points
    Gustavo Adler

    Blade Runner 2049

    Bem, vamos dissecar. Não achei o vilão ruim, muito pelo contrário, achei excelente. Foi unidimensional? De certa forma sim, mas ele era só um peão para a ideia de o que é ter uma experiência e vida verdadeira, e o que é ser um boneco, uma vida de plástico. Será que há vida em um plástico e se ela possui direitos ou pode ser explorada? O vilão cumpriu o papel do cínico hardcore que se beneficia disso. Se desse mais dimensões a ele, precisaria desenvolve-lo e aí acho que o filme perderia tempo (talvez não, poderia usar o desenvolvimento desse personagem para explorar esse beco vida em um plástico x direitos a sua própria vida, como um personagem em conflito que procura sana-lo tratando de não reconhecer a vida dentro dos replicantes). E por esse motivo tbm não acho que faltou um melhor desenvolvimento da replicante fodona, ela cumpriu seu papel (inclusive como replicante). O que faltou pra mim considerar como uma obra prima foi a poesia que tinha no primeiro. Não achei ruim o diálogo, muito pelo contrário, por exemplo quando o dono da empresa Wallace (o vilão) faz o diálogo a respeito da falta do paraíso, construiu anjos mas faltou o paraíso, achei perfeita mas a cena em que ela foi construída foi uma tradução literária do significado que a metáfora tinha e não a construção da imagem da metáfora que dava a visão do jogo poético que ela significa ( comparando com a frase do primeiro "grandes momentos perdidos no tempo como lágrimas em uma chuva" enquanto o personagem esta na chuva. Ou mesmo o lindo diálogo entre darcken e a replicante reachel que serviu até pra em palavras trazer o sentido que o filme tratava o fato de uma ser construída vida em uma maquuma). O filme tem cenas riquíssimas que carregam muita mensagem. Mas faltou cenas que os diálogos acrescentassem ou completassem o sentido vislumbrado. Explorasse mais dimensões do seu sentido, e vice versa. O final do blade runner pegando a neve com a frieza triste de quem sabe que é fake mas que vai superando isso e se resolvendo, finalmente encontrando a paz foi maravilhosa mas merecia umas palavras que explorassem o sentido lógico da poesia, como muito bem fez o Ridley no final do primeiro. Já na cena em que ele pega a neve achando que era o filho, achei perfeita, atuação magistral, deu pra ver que aquela recorríeis de sentir a neve em suas mãos como real (em contraste com a cena em que ele ta de namoro com a holograma na chuva em que a chuva não toca na holograma).
  8. 2 points
    Jorge Soto

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    "Bem Vindos a Marly Gomont" é um delicioso filme que apesar de se mostrar como divertida dramédia sob racismo é mesmo, no fundo, uma carta de amor do filho ao pai. Matinezona bacanuda. 9-10 "London River" é um belissimo drama sobre dor de perda unindo duas pessoas bem diferentes. O tom politico e as ótimas atuacões da dupla principal são apenas cereja do bolo deste filme bem atual, nestes tempos de terrorismo. 8,5-10 "Killing Hasselhof" é uma comédia sem graca que tenta repetir o sucesso do igualmente sem graca "Se Beber Não Case", mas aqui tentando pegar o vácuo do ostracismo do ator da "Supermáquina" e "SOS Malibu".. 7-10 "To the Bone" é um drama razoável que como filme é pra lá de genérico, mas como panfleto informativo sobre a anorexia é bem eficiente. A magricela protagonista ta ótima no papel, já o personagem do Keanu Reeves é bem interessante mas ta mto mal aproveitado. 8-10 "Robots Overlord" é uma ficcão britânica mix de "Transformers" e "Independence Day" que até diverte sem se levar muito a sério. Filme B assumido, como pipoca entreteem mais que o filme do Bay, mas como producão deixa a desejar que o filme do Emmerich. 8-10 "Un Sac de Billes" é uma bonita crônica de amadurecimento em tempos de guerra, do naipe de "Adeus Meninos" ou até "Império do Sol". O problema é que é muita coisa contada em pouco tempo, diluindo o impacto de boa parte das cenas. Mas é um filme de guerra estilo Disney.. ou seja, clichê que emociona. 9-10 "6 Days" é um bom thriller politico que prende a atencão, onde os destaques são o Strong e o Bell, que seguram bem a peteca desta versão de "Um Dia de Cão" ingles. 8,5-10 "Beatriz at Dinner" é uma deliciosa comédia negra com poderoso conteúdo real, social e politico. A dupla Hayek-Lithgow carrega fácil este filme com muitas semelhancas com "An Invitation" e "Carnage". Grata surpresa da qual so não curti seu (desnecessário) lúdico desfecho, que dá margem a várias interpretacões. 9,5-10
  9. 2 points
    Gust84

    Superman - O Homem de Aço 2 (20??)

    A questão simples, boa execução salva uma ideia fraca, e a melhor ideia pode ser arruinada por causa de sua execução.
  10. 2 points
    Questão

    Jessica Jones (a série)

    Primeiro poster da 2ª temporada
  11. 2 points
    "London Town" é uma deliciosa matinê que flerta muito com o oitentista "Febre da Juventude", so que aqui troca os Beatles pelo The Clash. Neste conto de fadas punk, o tema do amadurecimento é embalado numa foderosa trilha sonora. Tem erros sim, mas a somzeira passa por cima de tudo. 8,5-10 "My Pet Dinosaur" é uma matinezinha inofensiva estilo "Meu Amigo Dragão" mas tocado feito "Jurassic Park". Genérico bunitim que parece feito pela Disney. Apenas pra crianssasss.. 7-10 "Anti Matter" é um bom exemplar de thriller scy-fy minimalista que te prende diante da tela, desde que se sobreviva aos primeiros sacais 15min. Misto de "Primer" e "Alice in Wonderland", esta pelicula noir tem seus pequenos defeitos mas deixa-se ver de boa, mesmo prevendo de longe o desfecho. 8-10 "Amelia 2.0" é um drama drama scy-fy que lembra o ótimo alemão "Transferência" numa embalagem "Ex-Machina". Ou até um "Robocop" muié mais existencialista. A producão é bem pobre, quase de telefilme, mas a discussão que propõe e seus diálogos são muito bons. Com mais grana teria dado um filmão. 7-10 "Heal the Living" é um delicado drama francês que parece um institucional sobre doacão de órgãos. Seria mais um melodrama com boa intencão mas as foderosas interpretacões elevam este filme emocionante bem acima da média. 8,5-10 "Tyranossaur" é um bonito drama de redencão de familias disfuncionais, que guarda ecos com o bonzão oitentista "Barfly". Dificil dizer quem ta melhor em todo esse foderoso elenco, onde até o cachorro manda melhor que o Nicolas Cage. E segure as lágrimas no lindo desfecho. 9-10 "Wind River" é um thrillerzaço criminal bem acima da média que guarda muitas semelhanças com o bonzão "Sicario", tanto em estrutura como na composição da dupla de personagens principais, no caso, a Feiticeira Escarlate e o Gavião Arqueiro (e até participacão do Justiceiro). Mas ainda assim é um indie de forte critica social e bem desconfortável que por pouco não chega a ser o novo "Onde os Fracos não tem vez". 9,5/-10
  12. 2 points
    SergioBenatti

    Oscar 2018: Previsões

    No ano passado, eu escrevi que o fotógrafo Roger Deakins só iria ganhar seu Oscar quando estivesse em um Best Picture. No início deste ano, escrevi que a minha sensação mudou: ele iria ganhar, independentemente daquilo, pois seu nome, seu prestígio, estava grande de mais, havendo até certo constragimento na Academia. Mas aí veio o fenomenal e frontrunner "Dunkirk", com sua fenomenal Fotografia, e aí fiquei temeroso a respeito do Deakins. A décima-quarta derrota meio que se cristalizava. Porém, as resenhas de "Blade Runner 2049" mostram-se en-lou-que-ci-das com o trabalho do Deakins. Ele retomou a dianteira (muito também pelo "esquecimento", do lançamento de agosto, "Dunkirk") da corrida. As pessoas querem premiá-lo, a comunidade de cinema espera isso, um desejo genuíno, que vem de dentro. Amanhã, escrevo minhas previsões de Setembro. Com Deakins favorito! Que prazer negritá-lo!
  13. 2 points
    conan

    Blade Runner 2049

    Segurar o hype que nada! Parecendo que vai entrar para o seleto time de Mad Max Fury Road de como se retoma um filme clássico ao mesmo tempo em que se sustenta sozinho enquanto filme fodão! George Miller criou precedente para manter o hype lá nas alturas!
  14. 2 points
    J. de Silentio

    Blade Runner 2049

    No Rotten, por enquanto, há 37 críticas: 36 positivas e 1 negativa. E mesmo essa negativa não é tão preocupante para os fãs, pois seu autor tampouco gosta do Blade Runner de 82. Vejam: "It looks great and boasts solid performances from an underused cast, but (like the original) it's a triumph of style over substance". Com o Big disse, difícil segurar o hype.
  15. 2 points
    Jorge Soto

    19 Dias de Horror

    Jail, ja tem os dois filmes pra baixar facim na internet...so não tem uma legenda decente (ainda), uma vez que eu assisti ambos em espanhol, lingua q felizmente sou fluente. Se quiser te mando os links dos torrents por mp.
  16. 2 points
    Big One

    Blade Runner 2049

  17. 1 point
    Jailcante

    19 Dias de Horror

    Dia 17/10 Fonte: DVD A Hora do Pesadelo 4 - O Mestre dos Sonhos (A Nightmare on Elm Street 4 - The Dream Master, Dir.: Renny Harlin, 1988) 3/4 Como nessa maratona rolou Jason e vai rolar Michael Myers, não poderia faltar Freddy também (Santíssima Trindade dos filmes de Terror dos Anos 80). Revendo esse 4ª episódio, porque talvez esse seja o filme mais nostálgico da série pra mim, por motivos mil, e assim o curto muito. Claro, que tem defeitos mil também, só que nada que me faça gostar menos. Mas vou falar disso: dos defeitos. Vou falar de furos, ou dúvidas que sempre rola na minha mente durante o filme: Spoilers 01) Freddy sofre uma morte cabulosa no filme anterior (é quase a "morte definitiva" dele), então porque ele consegue simplesmente voltar nesse aqui do nada? Sério: Não tem explicação nenhuma. Ele simplesmente volta e fim. Aquele sacrifício todo no filme anterior não serviu pra absolutamente nada? 02) Porque Kristen passou o poder dela pra Alice? Ok, a Kristen tava querendo dar um poder para Alice se proteger melhor do Freddy, mas o bichão acabou usando essa poder pra atacar outros jovens. A Kristen não previu isso? Era melhor ela ter morrido sem passar o poder, aí a Alice que se virasse, e Freddy ficaria sem jeito pra atacar os outros. hehe. 03) Porque o cara jogador de futebol americano toda vez fica clamando pela Alice quando tá de frente com o Freddy? Será que ele não conseguiria enfrentar o bichão sozinho, ele tem que chamar a mina pra se f*der junto dele? 04) A Kristen no A Hora do Pesadelo 3 estava numa clínica de tratamento mental (hospício, para os íntimos). Como em nenhum momento, o pessoal aqui cita isso? E pior, ela tem todo um passado como o pessoal daqui, com várias fotos e vídeos. Fica difícil encaixar ainda mais a clínica nesse passado dela... E como trocaram a atriz (que não tem semelhança física nenhuma com a Patrícia), fica ainda mais difícil fazer a associação da Kristen daqui com a do 3. É mesmo a mesma personagem? Ah, sim, a mãe dela aparece e ela mora na mesma casa. Então, deve ser. 05) A história do "Mestre dos Sonhos" é muito pouco explicada. A Alice fala alguma coisa disso pra Kristen, mas logo depois não se falam mais no assunto. Aí, no final a Alice do nada tira algo da manga (sobre esse Mestre dos Sonhos) pra finalizar o Freddy. Não poderiam ter dito mais coisas dessa "entidade" durante o filme, pra morte do Freddy soar mais verossímil (eu considero que o Freddy do mesmo jeito que voltou do nada no começo do filme, morreu do nada também no fim do filme). De qualquer forma, amo o filme.
  18. 1 point
    Mozts

    Pantera Negra (Black Panther, 2017)

    Também não me cativou o marketing do filme não. Parece ter um desconexo entre a proposta e os trailer. Essa música pop hip hop para um nação fantástica milenar das lendas antigas. Parecem estar tentando conectar com audiência afro-americana só por que o personagem é negro, mas ele é de Wakanda, não do harlem.
  19. 1 point
    Questão

    Stranger Things (Netflix)

    Pra quem achava a Xuxa tensa, isso aqui é outro nível
  20. 1 point
    Jailcante

    19 Dias de Horror

    Ambos personagens passam pela mesma coisa: Eles tem problemas com os pais (ele com a mãe e ela com o pai), e ambos se sentiam presos na vida por causa disso, não viveram plenamente por causa da situação paterna/materna. E essa história que viveram serviram para "limpá-los" ou "livrá-los" disso. O final de ambos é bem semelhante. Eles narram essa liberdade que tiveram depois da história "assombrada" que viveram. Ela vê a liberdade no sol, e vai caminhando livremente até ele, e ele vê numa montanha russa (com aquela analogia que a "vida tem altos e baixos"). Até a "assombração" de ambos se mostrou fake. A dele foi uma alucinação ou pesadelo ou sei lá, o dela foi o cara que ela achou ser a morte. E isso os libertou ainda mais na história.
  21. 1 point
    primo

    Shazam (2016)

    Sim, e como parte desse processo em que concede habilidade a alguém no fim do filme, a diminuição de seu próprio poder significaria certo sacrifício, pelo risco da vulnerabilidade e até consequentes ferimentos, com possíveis cicatrizes no herói. Ah, o lance do tigre ser o zelador é o da sua interpretação mesmo. então, vai uma pergunta: Alguma proposta de trajetória que o tigre teria, das antiga como parceiro do Adam até ser investigador a serviço do mago? É possível resgatar algumas do vídeo abaixo! No início, Balboa pega uma fruta que o feirante joga. Talvez essa corridinha passando pela feira e por pontos turísticos da cidade pode ajudar a vender a imagem de um garoto que conhece algumas pessoas em guetos etc.
  22. 1 point
    Questão

    19 Dias de Horror

    JAIL, confesso que não peguei a relação que você viu entre os dois filmes. Afinal, MONTADO NA BALA era basicamente um filme de "estrada assombrada", com o fantasma vivido pelo David "Dewey" Arquette assombrando o protagonista, e no final você não sabia se o que tinha rolado era mesmo sobrenatural ou coisa da cabeça do cara. Nesse daqui fica bem claro o que rolou. É interessante a conexão que você estabeleceu, mas não consegui pegar. De filmes baseados na obra do King, já fui mais remetido a LOUCA OBSESSÃO,, já que ambos os filmes mostram os personagens principais presos em camas. Mas é só nisso mesmo, pois no geral são filmes bem diferentes. Aquele final não desceu comigo. Acho que era importante, e tinha que ter algo como aquilo, mas sei lá. Não desceu bem pra mim aquela narração da personagem explicando tudo o que rolou. Sci-Fi? Também não vi muito disso não. Achei até bem sobrenatural tudo, já que os caras parecem tratar o troço como maldição. Esse é um filme que eu precisava ver de novo. A primeira vez que eu fui ver, tava com bastante expectativa, já que todo mundo falava bem e tal, mas não achei tão "uau!" como se falava na época. Concordo totalmente. Um dos melhores da série, com certeza. Até se preocupa realmente em desenvolver alguns personagens. Fora que tem uma das melhores protagonistas da série, na minha opinião. E o numero de sequências emblemáticas desse filme não é brincadeira.
  23. 1 point
    SergioBenatti

    Oscar 2018: Previsões

    Como desgraça pouca é bobagem: "The Current War" adiado para 2018.
  24. 1 point
    Também parece ter uma caverna/planeta escura, onde a Falcon aparece voando, mas só isso mesmo. Concordo que tem pegadinha aí, em especial a Rey com Kylo no final, acho que eles nem estão no mesmo local. Truque bem safado de corte. O Snoke pode estar falando da Rey ou Kylo. Luke pode estar falando de Rey ou Kylo. Paralelos interessantes.
  25. 1 point
    "Killing Gunther" é a prova da decadência do Schwarzza ao se meter nos mockumentarys, filmes em primeira pessoa e falso documentário. Imagina um "True Lies" tocado como "Borat"..é isso! Imagina uma comédia sem graca..é isso! Imagina um elenco tão apático e ruim...é isso! E imagina uma propaganda enganosa...pois o Terminator só aparece nos dez minutos finais desta bomba total de producão vergonhosa.4-10
  26. 1 point
    primo

    Oscar 2018: Previsões

    tô no seu time aqui. Eu gostei bastante do filme, mas é muito mais pela condução do que pela proposta. Sim, gostei de pontos da proposta, mas às vezes soava ter muitas oportunidades perdidas, como a ausência de maior subjetividade no plano geral. Ah, alguém me explica o simbolismo da lâmpada de sangue. Boiei nessa
  27. 1 point
    Jorge Soto

    19 Dias de Horror

    "Better Watch Out" é uma divertidissima comédia de terror que parece ser um "Esqueceram de Mim" com "Scream" mas com muito mais gore. Sim, é um rescaldo de muita coisa já vista, mas é tudo feito com inteligência, misturando terror teen, slasher, humor negro e doses exatas de violência. Dificil falar mais do filme sem entregar spoilers... Assista e tire sua conclusão. 9-10 "The Holly Kane Experiment" é um thriller de terror, espionagem, conspiracão, etc...bem fraquinho. Tem boas sacadas mas não as desenvolve a contento, pois mesmo sendo indie britânico é daqueles que pode passar batido que nada muda na sua vida. 7-10 "ClownTown" é um lixo de filme entupido de clichê de terror e com atuacões péssimas que tenta pegar vácuo no "It". Imagina um "Massacre do Texas" mas com psicos vestidos quiném o Bozo...pelamor! Nem como comédia serve pois esta m.. quer se levar a sério.. 3-10
  28. 1 point
    Giordanno

    Liga da Justiça (2017) #2

    TB senti isso, lembra muito o clima dos vikings em batalha, eles gostam do desafio e o calor do combate, bem no clima das amazonas TB.
  29. 1 point
    Big One

    Liga da Justiça (2017) #2

    OK ponto pro Snyder. Mas por falar em Gran Turismo, se fosse eu escolheria outro carro para o Batman. Um carro que eu sempre brincava conmeu afilhado dizendo que era o, olha só, carro do Batman Eh um carro conceito Citröen. Tem muito mais cara do Morcego. Doesn’t come in black ?
  30. 1 point
    Questão

    Mulher Maravilha 2

    Acho que outra opção interessante para interpretar Alkyone poderia ser Maria Bello, outra atriz que merecia mais atenção do que tem, na minha opinião. Embora seja uma figura mais tarimbada em filmes de terror, já trabalhou com Cronenberg em MARCAS DA VIOLÊNCIA e Villenue em OS SUSPEITOS.
  31. 1 point
    Jailcante

    Liga da Justiça (2017) #2

    Acho que vão usar esse carro pra fazer uma piada sobre o De Volta para o Futuro no filme do Flash (ou até nesse filme da Liga mesmo).
  32. 1 point
    primo

    Liga da Justiça (2017) #2

    fan edit
  33. 1 point
    Big One

    Superman - O Homem de Aço 2 (20??)

    Mas graças a Patty Jenkins a DC vai fazer filmes com sua próprias histórias e não um filme ligado a algo maior que nunca acontece.
  34. 1 point
    Cir-El

    Superman - O Homem de Aço 2 (20??)

    Eu também não concordo. Podem até ser analisados separadamente, mas um conceito sem uma boa execução, torna o conceito somente "teorizável". Serei crucificado, mas opinião é opinião...o conceito usado em relação às mães dos heróis (de ambas terem o nome de Martha), em Batman v Superman, PRA MIM, é muito bom. Era algo que eu não tinha me dado conta e que poderia ser muito bem explorado. Mas, a execução não foi boa. O momento psicológico dos personagens na cena não era o ideal ou foi mal preparado, gerando um anti-climáx para muitas pessoas. Já pensou se, numa cena da Liga, próximo do fim, está o Bruce na fazenda com o Clark comendo uma torta de maçã feita pela Martha e daí, faz o Bruce lembrar de sua mãe (que também se chama Martha) e cria uma conexão a mais entre os dois personagens? Correriam rios de lágrimas nos cinemas...
  35. 1 point
    Jailcante

    Liga da Justiça (2017) #2

    LIGA DA JUSTIÇA – COMPOSITOR PODE TER REVELADO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE A TRAMA DO FILME! 16h - 1.7k – Durante a entrevista ele deixou escapar uma pista sobre o destino de Superman! POR CRISTIANO RANTIN → Quando Zack Snyder ainda assumia a direção do aguardado filme da Liga da Justiça, quem era o responsável pela trilha sonora do filme era Junkie XL. O compositor, no entanto, foi cortado do projeto depois que Josh Whedon assumiu o filme e trouxe Danny Elfman, de Vingadores: Era de Ultron para ficar no lugar de Junkie. Agora, em uma nova entrevista para a Billboard, Elfman falou um pouco sobre seu trabalho, entrando em detalhes sobre o que podemos esperar ouvir quando o grupo de heróis se reunir. A declaração mais interessante do compositor, no entanto, é sobre o Superman, mais especificamente como ele conseguiu incorporar a música tema clássica do herói no filme: Essa última parte da declaração de Elfman parece se referir ao próprio Superman, que todo mundo espera que ele faça seu retorno em Liga. Pelo visto, no entanto, o personagem deve estar bem diferente, já que podemos ter a dúvida sobre qual lado ele está. Será que vai ser isso mesmo ou o compositor só estava tentando despistar? Vocês acham que existe uma chance do Superman acabar se aliando com os vilões do filme? http://legiaodosherois.uol.com.br/2017/liga-da-justica-compositor-pode-ter-revelado-informacoes-importantes-sobre-trama-filme.html
  36. 1 point
    Mozts

    Borderlands (Baseado em jogos)

    Se tem uma coisa que The Mummy, Power Rangers e Ghostbusters nos mostra é que não se pode colocar o universo na frente dos personagens. Esse filme merecia o Justin Roland e Dan Harmon de Rick and Morty, com direção do cara de Kung Fury, seria do caramba.
  37. 1 point
    Poderia ser interessante ter Reinfield inicialmente como uma ameaça pra depois se unir aos personagens principais diante de uma ameaça maior. Talvez devido ao seu neto (visto no conto POPSY) ser colocado em risco. Bom, foi confirmado que Scott Glenn vai interpretar Alan Pangborn, que foi o Xerife da cidade durante os eventos do romance A METADE NEGRA, a novela O CÃO DA POLAROIDE e por fim no romance TROCAS MACABRAS, que narrou as investidas de Gaunt contra Castle Rock. Foi Pangborn que impediu que a cidade fosse destruída, conseguindo expulsar o demônio da cidade. Na série, dizem que Pangborn já vai estar aposentado. Nada impede que Pangborn tenha um ultimo confronto com o seu velho inimigo, Leland Gaunt. Acho que a princípio Pennywise deve ficar só em algum easter egg mesmo. Até por que a Warner ainda vai fazer IT: CAPÍTULO 2, e o próprio Bill Skarsgard, que interpreta o palhaço esta na série como outro personagem.
  38. 1 point
    Jorge Soto

    19 Dias de Horror

    "Leatherface" é um filme que funciona mais como um violento thriller criminal independente da franquia a que remete , "Massacre da Serra Eletrica". Pois dela não tem quase nada, ou melhor, so faz referencia no final. Imagina um "Bonnie e Clide" violento ou algo do tipo "Rejeitados pelo Diabo". Com gore de dar gosto, a pelicula fica no meio termo mas é superior as demais continuacoes-prequals-etc da franquia, mas desde q seja vista fora ou sem ligacao com a franquia, claro. 8-10 "Cult of Chucky" é uma boa diversão com o boneco sinistro noventista que ao menos resgata o melhor dos dois primeiros filmes da franquia , estando bem longe dos péssimos dois últimos. Dá pra ver, apesar de ta entupida de fanservice, mas sem esperar muito. Melhor que as Annabelle da vida, com certeza. 8-10 "The Vault" é um nervoso thriller de terror onde os elementos de thriller policial funcionam melhor que os de "terror", que se resume a um banco assombrado. O destaque fica por conta do elenco femenino (principalmente a filha do Clintão) neste filme que lembra o ótimo "Night Shift" ou "Let Us Prey". Só não curti os 3 desfechos que jogam na cara da gente.. um só bastava. 9-10 "Blood Hunters" é um terror que parte tem uma foderosa premissa e começa muito bem, a despeito do seu titulo genérico (não, não é de vampiros!). Mas as limitações tanto técnicas como de roteiro termina não explorando ao máximo seu potencial deste que é um conto esticado de "Alem da Imaginacao" ou de "Arquivo X". 7,5-10 "Temple" é daqueles filmes em que a partir o primeiro minuto te convence que vc vai ter um foderoso terror sobrenatural... mas infelizmente o roteiro meia boca não ajuda, nos demais 77 minutos de duracão do longa, a envernizar essa primeira impressão. 6-10 "Bed of the Dead" é um terrir que poderia ter sido bem bão pela premissa.. uma dupla de casais doida prum ménage que fica presa numa cama amaldicoada...kkk..mas o unico bom sao as cenas de putaria e gore, pq o elenco todo detona com forca a quarta parede com suas péssimas interpretacões. 7-10 "68 Kill" é um divertido thriller de humor negro que parece ter sido feito pelos Coen ou ser algum derivado de "Pulp Fiction". O melhor de longe é o piradamente delicioso elenco femenino e a violência cartunesca, e creio que com mais grana pra parte técnica teria vingado num novo clássico. 9-10 "Little Evil" é uma matinezinha bem inofensiva que ta mais pra "O Pestinha" que sátira de "A Profecia", sua proposta original. Antes inofensiva que ofensiva, esta comedinha dá pro gasto pelas referências a varios crássicos oitentistas do gênero e pela curiosa participacão da eterna "Novica Rebelde", num papel de beata do mal. 8-10
  39. 1 point
    Questão

    Mulher Maravilha 2

    Bom, é uma leitura possível, de fato Acho interessante essa proposta, hein? Diana subitamente se vê tendo que assumir as suas responsabilidades com o seu povo em decorrência da morte de Hipolita. Talvez até mesmo em um momento de sua vida, onde ela já não se via mais no papel de futura governante de Themiscera. Gostei muito de como você trabalhou os aspectos mitológicos que cercam o submundo, como o Cão Cerberus e o Barqueiro Caronte. Só me pergunto se o filme deveria dedicar tanto tempo assim ao submundo, e numa escala tão épica de ter as amazonas literalmente invadindo o Mundo Inferior. Talvez Diana deveria entrar com um grupo celeto de amazonas, deixando as restantes guardando os Portões, por que alguém precisaria ficar pra trás e estar pronto, caso a rainha e sua guarda não voltassem, e os portões se escancarassem de vez, o que poderia representar uma ameaça não apenas para Themiscera, mas para o mundo (ameaça que não existe, pois Hades não esta realmente planejando invadir o mundo dos vivos). Talvez quebrando em definitivo o encanto que protegia a Ilha, expondo a nação amazona para o mundo? Curti isso, hein? Afinal, Hades não é apenas um deus, mas uma personificação da própria morte.
  40. 1 point
    Questão

    Mulher Maravilha 2

    Pô, tem potencial isso, hein? Pode até entrar na questão de uma certa dificuldade de Diana em se relacionar com o povo do Patriarcado, já que ela sabe que eventualmente essas pessoas vão envelhecer e morrer, e ela não. Acho esse um caminho pra lá de interessante. Além de reforçar a ameaça potencial de Hades, também aponta a filosofia "não mexe comigo que eu não mexo contigo" do vilão, quando ele optou por ficar de fora da luta contra Ares. Esse lance meio "Voldemort" pode ser muito bom pra reforçar essa tensão existente entre Hades e as amazonas, hein? Acho essa metáfora excelente. Uma forma de Diana aceitar que eventualmente seus amigos mortais vão partir como Steve e Etta, e o melhor que o que ela tem a fazer é aproveitar a presença deles no tempo que tem. Poderia ser interessante isso, hein? Não tinha sugerido Deimos e Phobos ainda por que em primeira instância acreditei que poderia ser um limitador da mitologia inserir vilões com uma ligação tão direta com Ares. Mas gosto dessa ideia dos irmãos tensionando a já complicada relação das amazonas com Hades (ao mesmo tempo em que planejam vingar o pai). Talvez podemos ter inclusive os irmãos planejando tomar o trono de Hades para assumir o controle do submundo (como o próprio Ares já fez nos quadrinhos) ou talvez planejando trazer Ares de volta a vida ao libertado do Tartarus, o abismo das almas perdidas.
  41. 1 point
    Questão

    Superman - O Homem de Aço 2 (20??)

    Ih, parece que o Vaughn errou a mã em seu mais recente filme, KINGSMAN: O CIRCULO DOURADO com muitas críticas apontando justamente os defeitos do cara apontados aqui. É praga do PRIMO isso Algumas das críticas Me pergunto como isso vai afetar as negociações com a Warner.
  42. 1 point
    Mozts

    Asa Noturna

    Slade e Nightwing num filme estilo John Wick, The Raid e tal seria bad-ass demais.
  43. 1 point
    Questão

    Asa Noturna

    Os dois personagens tem um longo histórico de rivalidade nas Hqs, então definitivamente se encaixa. Claro, enquanto nas Hqs, a origem da inimizade entre os dois se origina nos confrontos com os Jovens Titãs, aqui teria que ser diferente, já que não acredito que a equipe tenha existido no passado desse universo.
  44. 1 point
    Jailcante

    Asa Noturna

    Pode ser. É uma boa ideia. Até porque já contrataram o cara pro papel e aí é só deslocar ele de filme, já que pro filme do Batman prefiro outros vilões.
  45. 1 point
    primo

    Asa Noturna

    Muito bom! É por uma visão assim que eu espero
  46. 1 point
    Acho legal a sua ideia, ESPECTRO. Castle Rock poderia ser uma cidade famosa nos Estados Unidos e relativamente famosa mundialmente (com os cidadãos se dividindo entre os que gostam e os que não gostam dessa atenção que a cidade recebe). Mas acho que nada na proporção que um Lago Ness recebe. Até por que eu acho que Castle Rock tem que ter um pouco daquela atmosfera de uma cidade que demora a receber a atenção do mundo, saca? Acho que o Homem do Cartão Amarelo poderia surgir como um arauto do tempo, alertando os personagens sobre as consequências de se mexer com o tempo (embora no cânone do King, o futuro sempre foi bem mutável, e é com o passado que não se deve mexer). Mas acho que se decidirem adaptar o plot do Stillson, tem que haver consequências sim por alterarem o futuro onde ele se torna presidente. Nem digo que precisam ser consequências catastróficas em uma escala mundial (mas pode ser também). Mas Poderiam ser consequências mais pessoais mesmo, como a morte de um dos personagens principais. Só não curto muito em primeira instância, a ideia de "futuro imutável" como é em O EXTERMINADOR DO FUTURO. Acho que a série deveria trabalhar com a hipótese de que o futuro pode ser. ESPECTRO, o que achou da minha ideia de usar os eventos de CARRIE: A ESTRANHA como um instrumento de intimidação para a Oficina usar na caça aos "especiais", caso a organização venha a ser utilizada em algum momento da série? Vai aqui mais algumas sugestões de personagens (e plots) que poderiam dar as caras na série. Como fiz antes, as considerações que trazem spoilers dos livros/filmes para quem se importar, estarão marcados. - Christine- Christine, o carro assombrado que é a principal ameaça de CHRISTINE: O CARRO ASSASSINO poderia surgir na série. Christine é um Plymouth Fury vermelhl 1958. Ele é capaz de influenciar o seu proprietário, fazendo com que seu dono fique obcecado por ela (o carro geralmente é referido como uma garota). Christine é capaz de se mover sozinho, e é capaz de se reparar magicamente. Acho que Christine poderia aparecer como um vilão secundário. - Annie Wilkes- Annie Wilkes, a grande vilã de LOUCA OBSESSÃO é citada com destaque no teaser da série. No caso de Annie, caso ela de fato apareça, acho que seria interessante que sua participação na série acontecesse antes dos eventos de LOUCA OBSESSÃO, mostrando suas ações como serial killer no tempo em que foi enfermeira. Talvez ela nem precise aparecer na linha do tempo principal da série, mas em flashbacks, mostrando o encontro de algum personagem com Wilkes, onde ela já mostraria a sua obsessão pelo escritor Paul Sheldon, que se tornaria o seu prisioneiro em LOUCA OBSESSÃO. - Vovó- Essa velha bruxa moradora de Castle Rock é a vilã principal do conto VOVÓ. Seu nome não é revelado na história (a péssima adaptação cinematográfica a batizou de Mercy). Ela usou os seus poderes para fins nefastos em seus mais de cem anos de vida, mas quando o conto começa, ela se encontra aparentemente senil e inválida, vítima de uma obesidade praticamente mortal pra sua idade. Mas a velha bruxa entretanto, é muito mais ativa do que aparenta, e secretamente busca meios de prolongar a sua vida. Acho que a Vovó poderia ser uma das principais vilãs de uma primeira temporada da série, talvez até atraindo ameaças sobrenaturais mais perigosas para a cidade em futuras temporadas. - Richard Dees- Richard Dees é um cínico jornalista de tabloide que apareceu como coadjuvante nos romances ZONA MORTA, OS ESTRANHOS, e protagonizou o conto O AVIADOR NOTURNO. Dees poderia ser uma espécie de anti herói cínico dentro da série, um cara muito preocupado com seus interesses, mas que eventualmente faz a coisa certa. - Os Tommyknockers- Os Tommyknockers são uma raça alienígena que se tornam os principais vilões do romance OS ESTRANHOS. Quando surgem em OS ESTRANHOS, os Tommyknockers já estão mortos, sua nave é encontrada pela escritora Bobby Anderson enterrada em sua fazenda na pequena cidade de Heaven (mais uma localizada no mesmo condado de Castle Rock). Entretanto, a mente das criaturas continua viva na nave, que começa a emanar uma energia capaz de transmutar aos poucos humanos em tommyknockers. Entretanto, devido a natureza verdadeiramente apocalíptica destes alienígenas, não sei como a série poderia se utilizar neles. No romance, . Então, se eles surgissem, teria que ter muitas adaptações, creio eu, pois não daria pra fazer algo na escala do que ocorre no romance, onde eles chegam a alterar a atmosfera de Heaven pra se assimilar com a de seu planeta natal. Enfim, essas foram algumas ideias.
  47. 1 point
  48. 1 point
  49. 1 point
    Administrator

    A_ética

    Eu ainda não assisti.
  50. 1 point
    Corpo Fechado é o melhor filme de super-herois ja feito, mas nao consigo ver continuidade pra essa historia sem alguma perda (em qq sentido) pro filme original. Seria o mesmo q ver um filme onde Deckard e Rachel tao no bem-bom ate comecarem a fugir de novos replicantes no encalço deles.. Tem filmes q nunca deveriam ter continuacao, pq o epilogo q eles sugerem (e nao aquele q é escancarado na tela) é o q os torna classicos...
×