Jump to content
Forum Cinema em Cena

Filmes Subestimados


Recommended Posts

  • Replies 443
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic


Pearl Harbor

 

A pergunta que não quer calar: pq Pearl Harbor é subestimado?


Pergunta para o seu irmão.

06

Zuera...

O filme é bom sim! Só implicam com ele por causa do Ben Affleck e o Michael Bay.

 

E pelo romance piegas, pelos dialogos escrotos, pelas atuações e situações constrangedoras e etc... Mas a cena principal do filme, a do ataque em Pearl Harbor, é bem legal. Só.

 

 
Tensor2006-12-16 16:17:09
Link to post
Share on other sites

Pergunta para o seu irmão.

06

Zuera...

O filme é bom sim! Só implicam com ele por causa do Ben Affleck e o Michael Bay.

 

Meu irmão odeia Pearl Harbor...

 

E ainda não entendi pq vc acha o filme bom... Esqueça Ben Affleck e Bay e atenha-se ao cerne da questão: argumentos pró-filme.
Dook2006-12-16 16:17:18
Link to post
Share on other sites

Pearl Harbor é tão... hollywoodizado; não gosto de usar esse adjetivo, mas chega a tanto que perde totalmente a graça. E existem melhores batalhas filmadas.

 

Acho Vivendo no Limite' date=' do Scorsese, bastante subestimado (raramente encontra-se alguém que não diz: Esse filme é uma bosta!), mas eu considero-o excelente. [/quote']

 

Filmaço, na minha opinião um dos melhores do Scorsese. Não é pouco.
Link to post
Share on other sites

Para mim, é hollywoodizado apenas naquela parte do ataque aéreo (curiosamente, a sequência mais elogiada do filme), de resto... é um filme bem interessante.

 

Mas confesso que tem um tema que me agrada muito. Romance em tragédias.06

 

Dos meus filmes preferidos estão: Titanic e ...E o vento levou.

 

 

Link to post
Share on other sites

 

 

Gostaria de entender o conceito que o pessoal tem de subestimado... 17

 

Vi alguns filmes aqui que não entrariam jamais numa lista de subestimados...

Eu não gosto de discutir conceitos (aprendi em filosofia que eles podem ser bem problemáticos 0606 ), portanto, vou pela proposta do outro tópico:

 

Existem milhões de filmes considerados excelentes ou mesmo OPs, mas que muitos detestam ou os consideram apenas bons. Crio o tópico para listarmos e discutirmos sobre os filmes que alguns considerem superestimados pela maioria.

 

Se este é o oposto do tópico Superestimados, então basta trocar algumas palavras pelos opostos. Pelo menos foi assim que fiz pra compreender o que ele quis dizer.

Mr. Scofield2006-12-17 16:32:39

Link to post
Share on other sites
 "Intacto". Um dos filmes mais criativos e instigantes que vi nos últimos anos. E muita' date=' muita gente sequer ouviu falar nesse filme...

 Pena.04

   
[/quote']

 

Não ouvi mesmo... De que se trata?

 

 Lá vai uma crítica:

 

"Intacto
por Rodrigo Carreiro

cr-intacto-i.jpg“Intacto” (Espanha, 2003) é o tipo de filme que o espectador deveria ver sem ter ouvido falar. A primeira seqüência é tão eletrizante que funciona como ímã. Ela se passa dentro de um luxuoso cassino localizado nos desertos da Espanha. Há um jogador especial apostando na roleta. Ele começa a ganhar mais do que o normal. Então, o gerente manda chamar Federico (Eusebio Poncela), que está nadando numa piscina privativa dentro do complexo, claramente entediado. Federico se veste calmamente. Põe um terno elegante e um relógio suíço. E vai até o salão de jogos.

Nesse momento, a atenção do espectador já foi fisgada, sem que fosse preciso uma única palavra de diálogo. A platéia conhece pouco a respeito de Federico; pelas roupas e pelo comportamento, imaginamos que ele não é um segurança comum. Federico não está indo abordar o jogador sortudo para lhe quebrar a cara, como um thriller tradicional de Hollywood faria. Ele anda até a roleta, se junta ao grupo que lá está, toca sutilmente o braço do novo milionário. Em seguida, se afasta, ainda entediado. Na rodada seguinte, o sortudo perde toda a fortuna que havia conseguido.

“Intacto” funciona melhor quando pouco se conhece a respeito da trama, mas revelar o que acontece nos minutos seguintes não acarreta problemas. Federico, como a brilhante cena de abertura indica, é uma pessoa que tem o poder quase sobrenatural de roubar a sorte dos outros. Quando deixa o salão de jogos, ele vai à procura de Sam (Max Von Sydow), o dono do cassino. Max é sobrevivente dos campos de concentração nazistas e verdadeira lenda nos círculos secretos de pessoas com o mesmo tipo de poder de Federico. Este, por sua vez, é um funcionário de Max em rota de colisão com o chefe.

Para complementar esta sinopse básica, é preciso dizer que o filme acompanha ainda as trajetórias de duas outras pessoas. Tomás (Leonardo Sbaraglia) sobrevive de um desastre de avião impossível para cruzar com Federico mais à frente. E Sara (Mónica López) é uma policial, também abençoada com sorte incomum, que investiga as estranhas histórias que correm pelos subterrâneos da Espanha, a respeito de uma sociedade secreta de pessoas com poder de manipular a sorte dos outros.

O longa-metragem de Juan Carlos Fresnadillo tem algum parentesco com o sorumbático e intrigante “Corpo Fechado”, de M. Night Shyamalan, mas possui vida própria. Fresnadillo envolve seu enredo inteligente com um belo visual estilizado, investindo em uma fotografia elegante, de cores fortes e imagens de impacto. A certa altura, uma cena intrigante traz um grupo de homens correndo, de olhos vendados, em um bosque cheio de pinheiros. Em outra, um estranho inseto incandescente voa na penumbra diante de uma mesa em que três “sortudos” estão sentados, também de olhos vendados.

As duas seqüências têm um quê de onírico que ressoa em algum lugar do subconsciente. “Intacto” não é um filme de terror, mas se torna perturbador em alguns instantes por imaginar que alguns seres humanos podem manipular o destino de outros apenas com a força do pensamento. A idéia, apresentada com naturalidade, pode ser, para alguns, muito mais assustadora do que um assassino serial com um machado nas mãos solto no meio de uma multidão.

De certa forma, o charme de “Intacto” vem do tratamento que o roteiro reserva ao espectador; em certos momentos, fica-se mais ou menos da mesma maneira que os personagens – de olhos vendados, sem saber direito o que olhar. A dica é não dar bola para isso. “Intacto” é um thriller bacana, e mesmo repetindo alguns clichês de Hollywood (a policial, por exemplo, precisa resolver problemas pessoais que, de alguma maneira, possuem alguma relação com o caso que investiga), envolve e entretém com qualidade.

No DVD da Paramount, veja o filme com sem extras. As imagens vêm em widescreen anamórfico e o áudio, com qualidade Dolby Digital 2.0, em português e espanhol.

- Intacto (Espanha, 2003)
Direção: Juan Carlos Fresnadillo
Elenco: Leonardo Sbaraglia, Eusebio Poncela, Max Von Sydow, Mónica López
Duração: 104 minutos"

Cotação Rottentomatoes: 71%.

 
Link to post
Share on other sites
Intacto' date=' eu achei muiiiiiiiiiiito loco, nossa adorei o filme mesmo.

Aluguei na época que eu só pegava na locadora filme que eu nunca tinha ouvido falar.

Tipo 2 que me recomendaram, e um eu arriscava hehehe.

E esse eu curti
[/quote']

 

 É o tipo de filme que "apodrece" nas estantes... 04 A pessoa olha e pensa "Nunca ouvi falar desse diretor, nem desse filme...Ih, é espanhol?! Sem chance!"

 Não sabem o que estão perdendo...Filmaço!! 16

 

PS: Não é a toa que o diretor irá dirigir a sequência de "28 Days"...

 
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...