Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Do blog:

 

O objetivo da crítica cinematográfica, ao meu ver, é promover o enriquecimento do leitor através de uma visão mais embasada sobre o filme discutido - mesmo que o leitor em questão discorde do texto em si. Assim, nunca me importei com as discordâncias; isto faz parte da natureza do debate e é desejável. O que me irrita são ofensas pessoais - e não porque me "atinjam", mas porque não tenho mesmo paciência para gente burra (e se alguém tem que apelar para ofensas em vez de argumentar, é porque não tem muitos neurônios funcionais).

Da mesma forma, chego a ter vontade de rir quando alguém deixa um comentário do tipo "Pois eu gostei do filme!" (ou "Não gostei do filme!") depois de ler um texto. Ora, depois de ler em torno de 1000 a 1300 palavras com argumentos, isto é o máximo que a pessoa tem a dizer? Então por que deixar um comentário? Se discordou do que escrevi, há duas opções: 1) Ignorar; ou 2) Contra-argumentar. Simplesmente dizer que discordou é sinal de preguiça mental.

Finalmente, sempre fico espantado com os analfabetos funcionais. No caso do texto sobre "300", recebi diversos emails de pessoas ofendidas porque as chamei de "imbecis" por terem gostado do filme.

Hein? Relembremos o parágrafo em questão:

"Dito isso, não há absolutamente nada de revolucionário na realização de 300, ao contrário do que vários imbecis andam propagando por aí depois de comprarem esta tese dos publicitários da Warner. Infelizmente, nos dias de hoje, quando qualquer um pode se apresentar como “crítico de cinema” e publicar seus textos em sites voltados para a “cultura pop” (eufemismo para “qualquer coisa que possa nos render dinheiro”), os estúdios têm conseguido cada vez mais transformar estes espaços em verdadeiras extensões de seus departamentos de marketing – e já se foi o tempo em que podíamos acreditar na célebre frase de Pauline Kael: “Nas Artes, a única fonte confiável de informações é o Crítico. O resto é publicidade”. Pois o fato é que, do ponto de vista técnico, 300 usa basicamente a mesma tecnologia já utilizada em obras como Casshern, Immortel (ad vitam), Capitão Sky e o Mundo de Amanhã e, é claro, Sin City (também de Frank Miller). A diferença é que, enquanto estes dois últimos empregavam os cenários digitais como homenagem às cinesséries do passado e ao noir, respectivamente, este 300 investe em uma estilização de videoclipe (o que não é necessariamente ruim), mergulhando seu universo em tons dessaturados que oscilam entre o cinza e o sépia. Fora isso, no entanto, Zack Snyder não consegue alcançar a fluidez visual dos filmes anteriores, já que, provavelmente inibido pelo bluescreen, praticamente se limita a manter sua câmera na altura dos olhos e quase sempre diretamente perpendicular à ação, o que o obriga a criar inúmeros planos nos quais vemos os personagens em contraluz – o que, apesar de belo, eventualmente pode se tornar monótono."

Uma coisa que me irrita tremendamente na profissão é, de fato, ver indivíduos que apresentam suas "análises" como algo embasado quando, na realidade, são opiniões obviamente compradas pelas distribuidoras. E não digam que não é perfeitamente possível perceber a "coincidência" de um (ou dois ou três) site que, depois de meses ganhando passagens aéreas, estadas internacionais e presentinhos, solta textos alardeando o filme em questão como "revolucionário". (Superman e 300, revolucionários? Então tá.)

Dizer que isto é "inveja" da minha parte é, ao mesmo tempo, uma estupidez e uma ofensa. Estupidez porque isto vai contra tudo que sempre preguei publicamente nestes quase 10 anos de Cinema em Cena. E ofensa porque parte do pressuposto de que eu tenho raiva por não receber suborno.

Levo minha profissão extremamente a sério. Vocês verão, no Cinema em Cena, promoções de dezenas de filmes fechadas com as distribuidoras. E com bastante freqüência perceberão que aqueles mesmos filmes ganharam críticas de 1 ou 2 estrelas. As distribuidoras brasileiras já sabem que fechar promoções com o Cinema em Cena (e sempre temos 3 ou 4 no ar) não implica em ganhar favores ou elogios - e aceitam isso. Por quê? Porque entendem que precisam divulgar seus projetos para nosso imenso público e sabem que nossa ética profissional é rigorosíssima - assim, nem tentam qualquer tipo de abordagem que sabem que será rechaçada.

Já outros sites já deixaram bem claro que estão abertos a suborno. Pior para seus leitores e para a profissão, pois acabam manchando todos os demais.

O trabalho do departamento de marketing de um estúdio ou distribuidora é garantir divulgação para seus filmes - de preferência, artigos positivos. O problema não reside ali; estão fazendo apenas o que são pagos para fazer. O problema é do lado de "cá", daqueles que se prostituem por viagens ou presentes.

Isto, eu garanto, jamais acontecerá no Cinema em Cena. Jamais.

Dito isso, se eu tivesse chamado quem gostou de "300" de imbecil, isto também se aplicaria a mim, já que dei 4 estrelas para o filme. Detesto analfabetos funcionais.
Link to post
Share on other sites
  • Replies 92
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Mas Pablo, o site em questão já é famoso por "adotar" filmes com hypes pesadas, isto é, a postura deles sempre foi pouco rigorosa quanto à dosagem de efeitos especiais e mesmo à estruturação mais técnica como formato de imagem, coerência textual e sem dúvida, base de mercado. Concordo com vc sobre essa explosão de críticos wanna be na Internet nos últimos anos. Veja que o site alvo da sua crítica teve um crescimento bombástico no ano passado, a ponto, inclusive, de colocarem uma revista homônima no mercado há algumas semanas, o que de certa forma, dá asas a sua tese sobre o merchandising subterrâneo que rola por lá.

No entanto, acredito eu que as críticas "benevolentes" veiculadas por eles sejam mais um efeito de linguagem para com o público alvo (que, na maioria das vezes, procura o velho veredicto "bom ou ruim" ao invés de uma análise mais detalhada) do que um pacto comercial com determinadas distribuidoras. Não anulo essa última possibilidade, mas também não podemos ser literais. Procure pelos arquivos de Tróia e vc verá o contraste do buzz maciço feito por esse site em torno do filme e o contraste de todo o "oba-oba" com a crítica depois publicada.

Eu diria que os caras são mais "afobados" e inexperientes do que propriamente comprados.03
Link to post
Share on other sites

Bom... se fosse um filme qualquer eu demoraria a sacar... Mas aí é 300, adaptação de gibi, e o mistério durou pouco... Fazer o quê? Trata-se de uma adaptação de HQ cheia de hype caindo nas graças de FÃZÓIDES (isso mesmo, FÃZÓIDES puros e simples) que se prestam ao (des)serviço de resenharem qualquer coisa que seja.

 

Enfim, minha ira com o site em questão (podemos falar o nome dele aqui? Hehehehehe) começou quando do lançamento de Batman Begins eles em uma matéria específica, DETONARAM o Tim Burton por causa não somente de seus excelentes filmes do morcego (IMO), mas por causa de suas idéias para o então novo filme do Superman, ignorando que o diretor possui uma visão bem específica sobre os assuntos que filma e que cada filme seu é uma visão particular e singular do assunto retratado.  Arte, no sentido mais amplo da palavra e não somente um veículo para levar ao orgasmo zilhões de fãzóides que mal conseguem sacar que a linguagem de HQ é completamente diferente da linguagem cinematográfica.

 

Sinceramente, a ferocidade dos ataques me surpreendeu, pois até então achei que o site sempre analisava as coisas na sua (de forma canhestra, mas ainda assim na sua). Depois dessa, tudo ficou claro para mim: trata-se de um bando de fãzóides que a) são 'afobados e inexperientes' (eu diria incapazes mesmo) como bem colocou a Scarlet; B) babam ovo para qualquer adaptação que siga o 'manualzinho-de-fãzóide-para-levar-HQs-para-o-cinema', ou seja, o veículo a que me referi acima...

 

 
Link to post
Share on other sites

E o que importa? Se estão dizendo a verdade, o site deveria ter sido exposto mesmo. E que sirva de lição a todos que seguem os conselhos deste referido site, já que eles preticamente nunca acertam. E quando (quase) conseguem, a crítica fica meio bagunçada, sem um conteúdo bem desenvolvido (pelo menos continua sendo melhor q a do REF).

Link to post
Share on other sites

E o que importa? Se estão dizendo a verdade' date=' o site deveria ter sido exposto mesmo. E que sirva de lição a todos que seguem os conselhos deste referido site, já que eles preticamente nunca acertam. E quando (quase) conseguem, a crítica fica meio bagunçada, sem um conteúdo bem desenvolvido (pelo menos continua sendo melhor q a do REF). [/quote']

 

 

 

Mas isso levanta uma discussão bem interessante: o que é pior? A má crítica dsenvolvida por maus críticos ou a má crítica escrita por um crítico que, sabidamente, possui bagagem para resenhas mais aprofundadas?

 

Eu acho interessante que se faça a "crítica ao crítico" quando toda falta de critério entra na dança, pois falar de um escorregão sem esbarrar em outros por respeito a coleguismos meramente pessoais, é limitar um assunto amplo a uma perspectiva microscópica.03
Link to post
Share on other sites

Bom ... eu sinceramente acho que nós estamos dando muito espaço para um veículo de comunicação tão inofensivo. O "Omelete" é um veículo medíocre que, seja levando suborno ou não, não merece a mínima consideração ... os comentários dos pseudo-críticos do site são tão rasas que nem merecem uma auto-crítica.

Eu gosto de ler as críticas do Pablo, concorde com elas ou não, pois foi como ele comentou há um indicutível ( na maioria da vezes ) embasamento. Em algumas situações eu fico chateado de ver uma crítica negativa do Pablo para um filme que eu gosto ... não pq eu não aceite uma opinião contrária, mas é que as palavras do Pablo tem um "peso" maior ...

Essa prática do suborno não é nova ... se eles realmente estão "crescendo" por isso, não será por muito tempo ... eles não mereciam um espaço sequer por aqui.

 

Link to post
Share on other sites

 

E o que importa? Se estão dizendo a verdade' date=' o site deveria ter sido exposto mesmo. E que sirva de lição a todos que seguem os conselhos deste referido site, já que eles preticamente nunca acertam. E quando (quase) conseguem, a crítica fica meio bagunçada, sem um conteúdo bem desenvolvido (pelo menos continua sendo melhor q a do REF). [/quote']

 

 

 

 

 

 

 

Mas isso levanta uma discussão bem interessante: o que é pior? A má crítica dsenvolvida por maus críticos ou a má crítica escrita por um crítico que, sabidamente, possui bagagem para resenhas mais aprofundadas?

 

 

 

Eu acho interessante que se faça a "crítica ao crítico" quando toda falta de critério entra na dança, pois falar de um escorregão sem esbarrar em outros por respeito a coleguismos meramente pessoais, é limitar um assunto amplo a uma perspectiva microscópica.

 

 

 

Já estamos fazendo uma crítica ao crítico, exatamente como vc disse. Nota baixa pra esses q se auto-nomeiam crí[email protected] 08:44:21

Link to post
Share on other sites

 

Eu gosto de ler as críticas do Pablo' date=' concorde com elas ou não, pois foi como ele comentou há um indicutível ( na maioria da vezes ) embasamento. Em algumas situações eu fico chateado de ver uma crítica negativa do Pablo para um filme que eu gosto ... não pq eu não aceite uma opinião contrária, mas é que as palavras do Pablo tem um "peso" maior ...

[/quote']

 

Ok, 14

 

Link to post
Share on other sites

Eu gosto de ler as críticas do Pablo' date=' concorde com elas ou não, pois foi como ele comentou há um indicutível ( na maioria da vezes ) embasamento. Em algumas situações eu fico chateado de ver uma crítica negativa do Pablo para um filme que eu gosto ... não pq eu não aceite uma opinião contrária, mas é que as palavras do Pablo tem um "peso" maior ...

[/quote']

Ok, 14

 

Mas é verdade ... rsrsrs ... não é querer puxar o saco ... uma coisa é vc ler uma crítica de um crítico qquer ... vc nem liga, nem leva em consideração ... mas o Pablo é um crítico que eu respeito e todo argumento que vem de alguém que vc respeita, mexe mais com vc ... por exemplo, eu li em uma crítica do Pablo que ele considera fraco o filme "Escrito nas Estrelas" que é uma das comédias românticas que eu mais gosto ... eu já tinha lido outras críticas, mas nem dei muita importância ... é como uma crítica que vc recebe de alguém de sua família, por exemplo ... pô vc tá ouvindo aquilo de uma pessoa que vc considera, tem um peso diferente ... eu, por exemplo, leio as críticas do REF por curiosidade, mas as do Pablo tem mais importância ... pra mim, até mais do que a do Kleber Mendonça e outros ... eu sempre espero que ele concorde comigo, mas muitas vezes isso não acontece ... ou seja, não é puxação de saco, pois quando o Pablo merece ser criticado, ele precisa ser criticado ... mas que os comentários que ele faz tem maior relevância pra mim, pro bem ou pro mal, não tenha dúvidas ...
Link to post
Share on other sites
O Vomito não era por ser do Pablo' date=' e sim por vc considerar que a opinião pessoal dele (com ou sem embasamento) te deixe chateado. [/quote']

 

Não é necessariamente chateado ... mas se na minha linha de raciocínio tenho o Pablo como um dos melhores críticos do país justamente por ele ser um dos profissionais da área mais confiáveis pela sua capacidade de argumentação isso é muito bem-vindo quando nossas opiniões combinam, porém quando a situação é inversa o impacto é maior do que costuma ser qdo alguém apenas discorda de vc, pois vem justamente de uma pessoa que vc admira e não de qquer um. Até hoje não concordo com a crítica do Pablo por "A Vila", entre outros, não concordamos em muitas coisas, mas ainda assim ele é um profissional que eu respeito e por isso é que o valor das palavras que ele escreve soa mais forte para mim, seja concordando com o que eu penso ou não, pois é um profissional que eu admiro justamente pela ética que ele possui. 
Link to post
Share on other sites

Eu respeito a opinião do Pablo. Como o Thiago disse, mesmo discordando de alguns posicionamentos dele, temos que reconhecer sua autenticidade e independência em relação à crítica em geral. O que me incomoda é que ele faça esse tipo de comentário, apontando UM exemplo de falta de ética entre os profissionais do meio, quando não escreveu absolutamente nada sobre o episódio lamentável envolvendo o REF há uns anos atrás no Festival de Gramado. Essa história de "jabá" passa quase despercebida se comparada à gravidade da atitude desrespeitosa do REF naquela ocasião. Como costuma pregar nosso estimado Dook: "Dois pesos, duas medidas".03

Link to post
Share on other sites

Bem.. se pegarmos metade dos comentários das criticas do Pablo no forúm elas se resumem a "Pois eu gostei do filme!" (ou "Não gostei do filme!")" como cita o Pablo. Portanto, fazendo as contas, metade dos leitores do Pablo, o próprio encara como "analfabetos funcionais". E em pensar que no começo do cinema em cena o Pablo tratava todos tão bem. Isso é egocentrismo ou inveja da Omelatada (que na minha visão é uma porcaria)?

Link to post
Share on other sites

 

Bem.. se pegarmos metade dos comentários das criticas do Pablo no forúm elas se resumem a "Pois eu gostei do filme!" (ou "Não gostei do filme!")" como cita o Pablo. Portanto' date=' fazendo as contas, metade dos leitores do Pablo, o próprio encara como "analfabetos funcionais". E em pensar que no começo do cinema em cena o Pablo tratava todos tão bem. Isso é egocentrismo ou inveja da Omelatada (que na minha visão é uma porcaria)?[/quote']

 

 E você? Tem inveja do Pablo? 12

 

Link to post
Share on other sites

Inveja não...

 

 

 

 

 

Fico um pouco decepcionado. Gostava muito do Pablo até uns dois anos atrás. Agora fico um pouco triste, de ver em suas críticas apenas agressões gratuítas, xingamentos, tanto para o público quanto para produtos roteiristas e diretores. Espero só que um dia o velho Pablo volte. Mas a gente sabe que é normal em 90% das pessoas esse tipo de transformação por causa do sucesso. Uma pena.

 

 

 

Na minha opinião também não vale uma comparação entre o Cinema em Cena e o Omelete. O Omelete como eles própriam se intutilam é um veícula de cultura pop. Enquanto o Cinema em Cena é mais engajado na arte. Então não tem pq comparar.panavision2007-04-11 11:26:14

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...