UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Big One

Watchmen

Recommended Posts

Jackie Earle Haley fala sobre seu personagem em Watchmen
(11/12/2008 - 15h53)

Da Redação www.cineclick.com.br

 

img_news_11122008ror.jpg

Rorschach em Watchmen - O Filme
Watchmen - O Filme é um dos filmes mais aguardados de 2009 e Rorschach é um dos personagens mais polêmicos e importantes da graphic-novel homônima na qual o longa, dirigido por Zack Snyder (300), é baseado.

Jackie Earle Haley (Pecados Íntimos) interpreta o personagem e falou sobre ele e sua famosa máscara ao site Splash Page. "Me lembro, em um dos primeiros dias no set de filmagens, havia uma enorme luz em cima de mim e era em um cemitério. Estava me preparando para andar pela sepultura, Zack estava dando instruções - e era eu. Me senti dentro da graphic-novel e estava vendo a silhueta de Roschach, mas não estava apenas vendo a silhueta de Rorschach, estava me vendo e era Rorschach!", comentou.

Os efeitos da máscara de Rorschach não impressionaram apenas os fãs dos quadrinhos. Haley disse que "amou. Essa foi uma coisa que vi há muito tempo, foi um dos primeiros testes, no qual Rorschach pula de uma janela e então a câmera faz um close, enquanto ele olha ao redor. Não quero contar muito, mas as manchas estavam se movendo e foi como falar sobre dar poderes!".

Watchmen - O Filme é baseado nos quadrinhos criados por Alan Moore na década de 80. A trama é ambientada numa realidade fictícia norte-americana nos anos 80, quando um grupo de super-heróis aposentados começa a ter sua vida ameaçada.

Rorschach (Haley), detetive que usa uma máscara desfigurada, e o Coruja (Patrick WilsonAs, de Pecados Íntimos), passam a investigar a identidade do vilão antes que suas próprias vidas corram perigo.

Ainda fazem parte do elenco os atores Carla Gugino (As Duas Faces da Lei), como Sally Júpiter; Jeffrey Dean Morgan (P.S. Eu Te Amo), como o Comediante; Malin Akerman (Antes Só do que Mal Casado), como Espectral; Billy Crudup (O Bom Pastor), como Dr. Manhattan, e Matthew Goode (Imagine Eu e Você), como Ozymandias.

Watchmen - O Filme estréia dia 6 de março de 2009 no Brasil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 Já da pra encontrar o clipe exibido na Comic con no You tube. Algumas cenas ineditas' date=' mas nada muito empolgante.

 

Valeu16
[/quote']

 

Como tudo o que saiu até agora...inédito e nada empolgante..

 

E qto ao inédito, tambem há controvérsias...rs

Big One2008-12-12 12:00:40

Share this post


Link to post
Share on other sites

Juiz atualiza o processo da Fox contra o filme Watchmen

Gary Allen Feess negou às partes um julgamento mais simples e rápido

17/12/2008

Em fevereiro passado a 20th Century Fox começou uma batalha judicial contra a Warner Bros. sobre os direitos de desenvolvimento, produção e distribuição da adaptação para os cinemas da graphic novel Watchmen. Agora, o caso tem enfim uma novidade.

O Juiz Gary Allen Feess negou à Fox e WB um "julgamento sumário", um procedimento mais curto e rápido, no qual não são cabíveis tantos recursos processuais quanto seriam em um julgamento normal. Segundo o juiz, os contratos do filme dão margem a tantas interpretações que um julgamento completo será, sim, necessário.

Devida à agenda cheia do juiz, no entanto, o julgamento foi adiado em duas semanas e ficou para 20 de janeiro de 2009 - apenas seis semanas antes da estréia do filme, dia 6 de março. A data de lançamento segue marcada - mas dependendo do resultado do julgamento ou de outras decisões judiciais, pode mudar.

Relembrando o caso: A Fox alega ainda deter os copyrights e os direitos de contrato, adquiridos em 1986 e que valiam até 1990, para a minissérie em 12 partes publicada pela DC Comics em 86-87 e os roteiros escritos por Charles McKeown e Sam Hamm. Em 1991, a Fox assinou uma liberação dos direitos para a Largo International com a condição de que o estúdio deteria os direitos exclusivos de distribuição do primeiro longa-metragem baseado na obra de Alan Moore e Dave Gibbons.

A interpretação do juiz é que esses direitos de distribuição ainda valem - mesmo quando a Largo fechou e os direitos foram transferidos para o produtor Lawrence Gordon. Neste acordo, a Fox diz que Gordon concordou que pagaria ao estúdio parte do que receberia se conseguisse vender o projeto para outro estúdio. E é por isso que a Fox agora diz que nem Gordon nem a Warner Bros. pagaram esta comissão ou entraram em contato.

Share this post


Link to post
Share on other sites
elembrando o caso: A Fox alega ainda deter os copyrights e os direitos de contrato, adquiridos em 1986 e que valiam até 1990...

 

 

 

Então já acabou o contrato a 18 anos, do alto de minha ignorância jurídica, parece-me que a questão se tornou verbal.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

BREAKING: Fox Owns Rights to 'Watchmen' Says Judge

 

LOS ANGELES — In a surprise ruling, a federal judge in Los Angeles said he intended to grant 20th Century Fox’s claim that it owns a copyright interest in the “Watchmen,” a movie shot by Warner Brothers and Legendary Pictures and set for release in March.

The decision was disclosed in a five-page written order issued on Wednesday. Gary A. Feess, a judge in the United States District Court for Central California, said he would provide a more detailed order soon.

Fox has been seeking to prevent Warner from releasing the film. The superhero adventure, based on the “Watchmen” graphic novel, is being directed by Zack Snyder (who also directed “300”) and has shaped up as one of most eagerly anticipated releases for next year.

A Warner spokesman, Scott Rowe, declined to comment on the ruling and the studio’s plans.

At an earlier hearing, the judge said he believed that ishttp://graphics8.nytimes.com/s/global/word_reference/ref_bubble.png);width:25px;height:29px;cursor:pointer;_-: none;: progid:DXTrans.Microsoft.AlphaLoader(="http://graphics8.nytimes.com/s/global/word_reference/ref_bubble.png", sizingMethod="");'>http://graphics8.nytimes.com/s/global/word_reference/ref_bubble.png);width:25px;height:29px;cursor:pointer;_-: none;: progid:DXTrans.Microsoft.AlphaLoader(="http://graphics8.nytimes.com/s/global/word_reference/ref_bubble.png", sizingMethod="");'>sues in the case could be settled only at a trial, which was scheduled for late January. On Wednesday, however, Judge Feess said he had reconsidered and concluded that Fox should prevail on crucial issues.

“Fox owns a copyright interest consisting of, at the very least, the right to distribute the ‘Watchmen’ motion picture,” the ruling said.

Fox acquired rights to the “Watchmen” graphic novel in the late 1980s for the producer Lawrence Gordon, but eventually dropped its own plan to make a movie from its story, about the underside of life for superbeings.

Mr. Gordon later pursued the project with Universal Pictures, and then with Paramount Pictures, before shooting it with Warner and Legendary under an arrangement that allows Paramount to distribute the film abroad.

In ruling on Wednesday, Judge Feess advised both Fox and Warner to look toward a settlement or an appeal.

“The parties may wish to turn their efforts from preparing for trial to negotiating a resolution of this dispute or positioning the case for review,” he said.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fox vence batalha judicial contra a Warner Bros e ganha direitos sobre Watchmen

Juiz Gary Allen Feess diz que as partes devem agora chegar a um acordo

25/12/2008

Em fevereiro passado a 20th Century Fox começou uma batalha judicial contra a Warner Bros. sobre os direitos de desenvolvimento, produção e distribuição da adaptação para os cinemas da graphic novel Watchmen. Agora, depois de negar às partes um "julgamento sumário", o juiz Gary Allen Feess deliberou que a Fox tem, sim, direitos sobre o filme e, no mínimo, pode cuidar da distribuição a adaptação para as telas da graphic novel de Alan Moore e Dave Gibbons, algo que seria realizado nos EUA pela Warner e internacionalmente pela Paramount.

O Juiz Feess pede que a Fox e a Warner cheguem a um acordo para que o caso não seja julgado no tribunal, como estava marcado para 20 de janeiro de 2009, apenas algumas semanas antes do lançamento previsto da produção dirigida por Zack Snyder. A Warner preferiu não comentar a decisão, segundo o New York Times. Especula-se agora que pode haver adiamento do lançamento.

Relembrando o caso: A Fox alega ainda deter os copyrights e os direitos de contrato, adquiridos em 1986 e que valiam até 1990, para a minissérie em 12 partes publicada pela DC Comics em 86-87 e os roteiros escritos por Charles McKeown e Sam Hamm. Em 1991, a Fox assinou uma liberação dos direitos para a Largo International com a condição de que o estúdio deteria os direitos exclusivos de distribuição do primeiro longa-metragem baseado na obra. A interpretação do juiz é que esses direitos de distribuição ainda valem - mesmo quando a Largo fechou e os direitos foram transferidos para o produtor Lawrence Gordon. Neste acordo, a Fox diz que Gordon concordou que pagaria ao estúdio parte do que receberia se conseguisse vender o projeto para outro estúdio, o que não aconteceu.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sei lá, Bruno... já nem culpo mais a Fox. Pelo que tudo indica, a Warner não cuidou direito dos aspectos legais antes de iniciar o filme... agora, deixaram chance pra eles reclamarem, eles vão reclamar mesmo, lógico. Todos vão querer tirar sua casquinha do filme, ainda mais tendo direito (aparentemente).

 

 

 

Em resumo, a Warner teve sua parcela de culpa também, mas quem perde com isso somos nós.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fox, WB continue 'Watchmen' war

Studios have yet to reach a settlement 11

Fox and Warner Bros. remain at war over "Watchmen," with Warners proclaiming it's not moving off its March 6 release date.

No settlement emerged Monday, when U.S. District Court Judge Gary Allen Feess held a status conference with attorneys for the two sides. Feess, who found last week that Fox owns the distribution rights to "Watchmen," indicated he'll issue a fuller ruling prior to the Jan. 20 trial date to resolve the remaining issues.

Fox, which first acquired rights to the graphic novel in 1986, filed the suit in February at about the same time director Zack Snyder wrapped production. The studio contends it retains distribution rights under a 1994 turnaround agreement with producer Larry Gordon, who took "Watchmen" to Warner Bros. after attempts to make it with Fox, Universal and Paramount.

Feess found in the initial ruling that Gordon, who's not a defendant in the case, had never exercised his option to acquire Fox's remaining interest in "Watchmen" nor had he honored his agreement since 2005 to offer the project to Fox under the "changed elements" part of the pact. For its part, Warner contended that Fox did not own any rights to "Watchmen."

In last week's ruling, Feess also rebuked Gordon over invoking attorney-client privilege rather than testifying. "The court will not, during the remainder of this case, receive any evidence from Gordon that attempts to contradict any aspect of this court's ruling on the copyright issues under discussion," he wrote.

In its first comment since Feess' ruling, Warner Bros. took a combative tone Monday and announced it still expects to win the case.

"We respectfully but vigorously disagree with the court's ruling and are exploring all of our appellate options," the studio said. "We continue to believe that Fox's claims have no merit and that we will ultimately prevail, whether at trial or in the Court of Appeals. We have no plans to move the release date of the film."

Fox issued a measured response, saying, "We are gratified by the recognition of our rights in the judge's order, which speaks for itself."

Although the studios are expected to hammer out a monetary settlement to resolve the dispute, an attorney for Fox said Monday that the studio plans to continue seeking an order delaying the release.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Zack Snyder explica por que não atualizou Watchmen para os dias de hoje

E Warner pode recorrer de sentença sobre o lançamento do filme

29/12/2008

Mesmo antes de ver o filme, muita gente já criticou o diretor Zack Snyder por ter mudado o fim da história. Agora vem outra turma do contra, os que querem saber por que ele não atualizou o filme para os dias atuais, preferindo deixar Nixon e a Guerra Fria como pano de fundo e não Bush e sua Guerra ao Terror.

Eu não atualizei por alguns motivos. Achava que Nixon era parte primordial ao filme. Ele não aparece muito, mas [sua presença] é representativa, [especialmente] sobre o que é um vilão. Na graphic novel, ele carrega muita ambiguidade. Não dá para saber se ele é um dos mocinhous ou vilões. Isso me interessou muito”, disse o cineasta à iFMagazine.com.

A Guerra Fria, para mim, era muito, muito real. Então, se eu atualizasse esse cenário para a atual "Guerra ao Terror", você estaria me pedindo que eu fizesse o meu comentário sobre o que acho dessa política de hoje. Acredito que dessa forma você pode entender do jeito que quiser”, completou.

E ainda sobre Watchmen, mas partindo para o lado político e empresarial que está eclipsando o lançamento do projeto aos cinemas, a Warner divulgou uma declaração dizendo estar preparada para recorrer contra a sentença que determinou os direitos sobre a produção e distribuição do filme à Fox. A sentença, deferida pelo juiz Gary Allen Fees, reconheceu os direitos do estúdio da raposa sobre o filme e determinou que as duas empresas façam um acordo que impeça que o caso seja julgado no tribunal. Em sua declaração, a Warner diz que discorda "respeitosa e vigorosamente" da sentença e está "explorando" as opções disponíveis para um recurso.

Além de discordar da sentença, a Warner reafirma que não há mérito das alegações da Fox e que acredita que vencerá no final, seja no tribunal ou no julgamento de um recurso. Em entrevista à agência de notícias AP, um advogado da Warner disse que "um julgamento é necessário e um acordo improvável". Enquanto isso, a Fox busca um adiamento na estréia do filme, marcada para 6 de março nos Estados Unidos.

Os dois lados da briga por Watchmen encontraram-se no tribunal em Los Angeles na segunda-feira, onde o Juiz Gary Fees reafirmou sua sentença divulgada na véspera de Natal, e a data de 20 de janeiro para um julgamento para decidir os pontos restantes caso os dois lados não cheguem a um acordo. Entre os pontos em aberto estão valores de uma suposta indenização, a definição dos limites dos direitos da Fox, e se lançamento do filme será bloqueado até a solução do caso. Na opinião dos observadores das constantes lutas por direitos autorais que acontecem em Hollywood, a postura beligerante dos dois lados é apenas uma estratégia que vai levar a um acordo entre as partes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

bom eu me preocupo como suposto final alternativo( não um monstro,mas bombas atomicas ,culpando o dr manhatan). afinal paz mundial em plena guerra fria( sim eu li o gibi na época,em 1986) so poderia ter sido resolvida com um ataque alienigena ou o que aconteceu, com a queda do muro de berlim  e o colapso economico da URSS,quebrando o imenso pais em russia e varias paises.

 

como zack snyder vai resolver sem colocar um viés de que o Dr. Manhatan( adoro a analogia como projeto Manhatan que crou a bomba atomica) sendo antes de tudo, americano, como  poderia um ataque atomico dele ser interpretado como um analogo ataque dos EUA?

 

não vejo isto com bons olhos...

alan moore teve tanta criatividade para bolar este plano,estas ideias...

não aprovo certa liberdade com as ideias das obras...principalmente os conceitos mais importantes...

 

de qualquer forma ozmandias ira matar 1/2 de Nova York, com ou sem monstro, e fica a minha consolação de que pelo menos isto foge do plenos modelos( repetitivos aliais) dos filme de hollywood.. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Acho q ainda é muito cedo para julgar, tendo em vista a escasez de informações.

 Alem do mais, pelo q entendi, o atauq acontece em territorio americano. Ora, pq os Americanos atacariam a sí mesmos? Pensariam os Sovieticos.

 Deve se lembrar q Manhattan chutou o pau da barraca e abandonou o planeta, oq foi justamente oq acelerou o processo da guerra nuclear.

 Especulando um pouco, com Manhattan se colocando em um patamar acima dos seres humanos, como de fato acontece nos gibis, ele passa a ser encarado assim, e não mais como um americano.

 Até então, não vejo nenhuma liberdade tomada por Snyder q prejudique o conceito da obra.

Valeu16

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Atitude mais que sensata de não atualizar a obra... Watchmen não funcionaria atualizado... Agora, liberdades de adaptação... Eu confio em Snyder e tenho certeza de que o cara vai acertar a mão... Watchmen será O filme de 2009, assim como foi Cavaleiro das Trevas...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sinceramente, não tenho essa confiança toda não. Na verdade, até hoje não gostei de nehum filme do Snyder06.

 Mas torço q com WATCHMEN seja diferente. Pessoalmente eu não gosto de todas aquelas cameras lentas, mas as vezes funciona.  dou um exemplo q funciona e outro q não no proprio WATCHMEN.

 Comediante sendo jogado pela janela e o vidro se espatifando em camera lenta funciona muito bem. A cena fica com uma beleza impressionante.

 Agora, Espectral se virando em camera lenta pra escapar da explosão já é o 1º erro do filme , se de fato ficar assim no cinema. Não tem pq usar a camera lenta naquela cena, parece mais comercial de xampu do q de fato uma cena impactante, espero q na hora de montar o filme isso mude.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sinceramente' date=' não tenho essa confiança toda não. Na verdade, até hoje não gostei de nehum filme do Snyder06.

 Mas torço q com WATCHMEN seja diferente. Pessoalmente eu não gosto de todas aquelas cameras lentas, mas as vezes funciona.  dou um exemplo q funciona e outro q não no proprio WATCHMEN.

 Comediante sendo jogado pela janela e o vidro se espatifando em camera lenta funciona muito bem. A cena fica com uma beleza impressionante.

 Agora, Espectral se virando em camera lenta pra escapar da explosão já é o 1º erro do filme , se de fato ficar assim no cinema. Não tem pq usar a camera lenta naquela cena, parece mais comercial de xampu do q de fato uma cena impactante, espero q na hora de montar o filme isso mude.

 
[/quote']

 

Pô, mas dá um desconto aí pro Snyder, o cara só fez 2 filmes até agora. 06

 

E tb achei que aquela cena da explosão ficou muito forçada no trailer.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Watchmen: Novidades incluem fotos, inauguração de site, censura e mais processo

Página do jornal The New Frontiersman é o novo endereço da divulgação do filme

08/01/2009

Cansado de ouvir falar de Watchmen sem saber se um dia conseguirá mesmo ver o filme? Não? Então vamos à mais uma rodada de notícias:

- A revista
soltou mais uma leva de cinco fotos do filme, incluindo a primeira imagem da visita do Comediante a Moloch - confira na galeria.

- A divulgação do filme abriu mais um site:
. Na HQ, o
New Frontiersman
é o jornal de extrema direita, forrado de histórias conspiratórias, que Rorschach costuma comprar. Quem conhece a
graphic novel
deve identificar o embrulho que surge logo de cara no site.

- O derivado animado
Tales of the Black Freighter
, mais conhecido pelos gibizeiros como a HQ-dentro-da-HQ
Os Contos do Cargueiro Negro
, ganhou da MPAA censura R nos EUA (menores de 17 anos só podem assistir com acompanhamento de adulto) por conta da
"violência e imagens horrendas"
. A animação será incluída no DVD de
Watchmen
.

- O processo movido pela 20th Century Fox contra a Warner Bros. continua em andamento. A última deliberação do juiz
Gary A. Feess
marca para 20 de janeiro a decisão sobre a permissão de estreia ou não em 6 de março. A WB, porém, solicita que a audiência seja adiantada, já que está prestes a comprometer dezenas de milhões de dólares com a campanha do filme e precisa saber o quanto antes se poderá divulgá-lo ou não. Vale lembrar que a Fox alega ainda deter os
copyrights
e os direitos de contrato, adquiridos em 1986 e que valiam até 1990, para a minissérie em 12 partes publicada pela DC Comics em 86-87 e os roteiros escritos por
Charles McKeown
e
Sam Hamm
. A
deu ganho de causa ao estúdio da raposa do século XX

 

 

 

 

 

watchmen_36.jpg

watchmen_35.jpg

 

 

 

 

watchmen_34.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

watchmen_33.jpg

watchmen_32.jpg

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...