Jump to content
Forum Cinema em Cena
-felipe-

Ilha do Medo, de Martin Scorsese

Recommended Posts

SPOILER!!!!

 

Gostei muito do filme... mesmo eu ter sacado o que ocorria pelo meio do filme (as pistas estão lá)' date=' em nada reduziu o prazer de ver o mesmo... só uma dúvida quanto ao final:

SPOILER

Ocorre a hora em que o Leo se entrega, admitindo pra si e pra todos seu problema, finalmente acordando pra realidade. Porém, no final, parece que ele sofre uma recaída? E o que ele quis dizer com a frase 'melhor morrer bonzinho que viver como monstro'? Tenho uma noção, mas queria saber a opinião de vocês.

FIM DO SPOILER[/quote']

 

É bem isso mesmo. A verdade era simplesmente insuportável para ele (aliás, para mim, como público, também). A frase reflete a sua opção de negar para si mesmo o que fez e viver em uma fantasia sem o peso da culpa...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com spoilers...

 

Eu tive uma interpretação diferente desse final. Eu acredito que essa frase final tem um impacto mais profundo, pois até então o personagem acreditava piamente que tudo aquilo era realidade. Mas no final, ele tomou consciência de tudo e mesmo assim, mesmo sabendo da verdade, continuou preferindo acreditar na ilusão.

 

Ou seja, ele não teve uma recaída no final, ele estava "lúcido", mas ainda assim assumiu uma postura de preferir mentir para si mesmo e acreditar na sua fantasia para poder suportar, ou melhor, ignorar o peso da morte de sua família.

 

O que me deixou confuso é que depois que ficamos sabendo que tudo era fantasia do personagem, eu achava que muitas situações ali eram fruto da imaginação dele, inclusive a chegada dele na balsa. Mas depois de algumas explicações passei a acreditar que tirando os personagens imaginários, todas as situações e lugares vistos no filme realmente aconteceram no mundo físico e não apenas na cabeça do personagem, já que este tinha liberdade de ficar perambulando pela ilha.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

spoiler

Pessoal' date='

 

Eu gostei, mesmo achando qe seria melhor se não tivesse sido revelado o mistério, ficaria muito melhor sem a cena do farol, muito desnecessária a cena, deixou o filme comum, mesmo assim eu gostei.

 

5.5/10[/quote']

 

Eu já nem sou muito contra a cena do farol não, gostei bastante inclusive. Embora a explicação não fosse necessária em si, para o espectador, achei interessante o fato de mostrarem a desconstrução de tudo aquilo que o personagem do Dicaprio acreditava ser a realidade dentro desse contexto. Sem contar que essa parte nos trouxe a cena do lago, que é demais.
Veras2010-04-12 00:29:40

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

(spoiler)Sem falar que a cada porta que ele derrubava, um pouco da nossa ilusão ia junto... embora a esperança de ver o que ele esperava ver persistisse... Construção de cena impecável...Veras2010-04-12 00:29:55

Share this post


Link to post
Share on other sites

Deixe-me, primeiramente, parabenizar o Deadman por ter acertado suas previsões com relação aos mistérios da trama e, claro, agradecê-lo por não ter sido egoísta o suficiente a ponto de ter guardado este tesouro somente para si. Uhu!

Daqui em diante, possíveis spoilers!

 

Quanto ao filme propriamente dito, eu não sei precisar exatamente o quanto, mas eu gostei. Estou sem tempo para analisar minuciosamente os comentários dos colegas, mas assim, por cima, sei que a maior parte das críticas não fazem muito sentido pra mim, pois aos meus olhos a beleza do desfecho é justamente o seu caráter dúbio, já que não existem muitos parâmetros que estabeleçam a explicação/revelação como uma verdade absoluta, livre da dúvida de que não se trata de parte do processo arquitetado pelos médicos a fim de não permitir a fuga do detetive. A prórpia imagem final, por exemplo, parece sugerir aquilo negado minutos antes. E enxergo com certa satisfação qualquer um dos filmes extraídos dessa ambiguidade, tanto aquele que versa sobre uma mente ferida e dilacerada quanto o que constrói um conto sobre a paranóia.
Gago2010-04-14 01:00:14

Share this post


Link to post
Share on other sites

Contém Spoilers

 

 

 

Com spoilers...

 

 

 

Eu tive uma interpretação diferente desse final. Eu acredito que essa frase final tem um impacto mais profundo' date=' pois até então o personagem acreditava piamente que tudo aquilo era realidade. Mas no final, ele tomou consciência de tudo e mesmo assim, mesmo sabendo da verdade, continuou preferindo acreditar na ilusão.

 

 

 

Ou seja, ele não teve uma recaída no final, ele estava "lúcido", mas ainda assim assumiu uma postura de preferir mentir para si mesmo e acreditar na sua fantasia para poder suportar, ou melhor, ignorar o peso da morte de sua família.

 

 

 

O que me deixou confuso é que depois que ficamos sabendo que tudo era fantasia do personagem, eu achava que muitas situações ali eram fruto da imaginação dele, inclusive a chegada dele na balsa. Mas depois de algumas explicações passei a acreditar que tirando os personagens imaginários, todas as situações e lugares vistos no filme realmente aconteceram no mundo físico e não apenas na cabeça do personagem, já que este tinha liberdade de ficar perambulando pela ilha.
[/quote']

 

 

 

Era último teste que eles iriam fazer com ele. Eles acreditavam que ele conseguiria voltar à realidade. Se ele não voltasse, iria para a lobotomia. Realmente ele volta à realidade, mas não a suporta, então, prefere fingir ainda estar doido para passar pela lobotomia e "viver" sem viver, porque não conseguiu aguentar o peso do passado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meu primeiro post e minha opinião:

 

 

 

Ilha do Medo não deixa de ser um bom filme, mas lendo que Martin Scosese disse inspirar-se em Orson Welles, faz-me rir ... na realidade parece mais um Robert Rodriguez com muito sangue gratuito e pouco conteúdo. Li o livro e gostei mais. duas.gif

 

 

 

Abraços ...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Me pareceu um filme menor do diretor. Embora como já falaram, tenha coisas muito boas, gostei do final e da atuação do Di Caprio além do clima lúgubre. Mas não achei um filme espetacular, se não fosse por tudo que o Scorsese já fez, seria só mais um...

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Estou com o Dook. Ter fechado a questão foi o ponto fraco do filme.

 

E óbvio que ele fecha a questão' date=' pô.
[/quote']

 

Não acho não. Se o diretor realmente fechou não haveria qualquer possibilidade de um outro tipo de pensamento e a frase do DiCaprio que encerra o filme é pra lá de dúbia...

 

Quando no final ele conversa com o "parceiro" na escada não parecia que ele não fosse o paciente, aí o outro oferece um cigarro e ele solta essa frase... para mim é possível que haja outra interpretação, não há certezas ali. O que me agradou muitíssimo...

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu também acho que o final do filme é dúbio. Da mesma forma que  podemos entender que ele preferiu mentir pra si mesmo pra não aceitar a realidade, entendido que era melhor viver daquela forma, sem querer assumir o seu papel de monstro, ele simplesmente pode ter regredido, a mente dele mais uma vez plantou uma mentira para que ele continuasse achando que existia uma conspiração e o clímax nada mais é do que a repetição de uma série de outros clímax que já ocorreram e que voltaram a se repetir, um repentino momento de lucidez. Brilhante, filme brilhante.  Thiago Lucio2010-04-23 00:34:38

Share this post


Link to post
Share on other sites

hey fellas!

Logico que ninguem é culpado da minha curiosidade  nem tudo é tao simples ou obrigatoriamente tem sentido, mas...

será que alguem viu sentido nesses pontos?

 

 

- curativo na testa de tedd?

-o que sao os "ganchos" no navio do inicio do filme?

-qual a explicaçao do aparecimento/sumiço repentino do "incendiador" e o que é aquele rasgo brutal na cara?

- ratos , ratos e mais ratos ... apenas alucinaçao/delirio obvio ?

- medica que (wtf) vive na caverna?

- Dialogo com o diretor (eu vou matar vc,hahahhaha 17

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ben Kingsley ao lado de Leonardo DiCaprio no policial de Martin Scorsese - 04/12/2007 12:54

benkingsley_02.jpgBen Kingsley (A Última Legião) assinou para trabalhar com Martin Scorsese no thriller Shutter Island. O ator foi escalado para interpretar o chefe psiquiatra do hospital em que a história é centrada' date=' de acordo com informações da Variety.

Kingsley deve se dedicar ao novo projeto assim que terminar de filmar a comédia Love Guru, estrelada por Mike Myers e Jessica Alba. O ator também rodou o drama Dying Animal, em que atua ao lado de Penélope Cruz e Peter Sarsgaard, e a comédia The Wackness.

[/quote']

Esse ator eu sou grande fã! Sua atuação em Casa de Areia e Névoa é impressionante! 10 Acho incrível!!!!!!!!! 05

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

estória muito boa p/ um filme não muito bem executado (infelizmente)

 

a trilha sonora apesar de muito boa' date=' é bastante intrusiva em certos pontos. não gostei muito do trabalho de edição do filme, tinham ali uns cortes muito estranhos[/quote']

 

Os filmes do Scorsese tem cortes estranhos... é parte de todo um estilo do diretor criado junto com a sua montadora de estimação, a Telma Schoonmaker...

 

é.
Sall2010-11-17 15:32:04

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

aos que reclamam do "final fechado", se ele fosse realmente tão fechado e didático não geraria tanta discussão. Mas enfim...

 

Eu, pelo contrário, já considero que aquele comportamento final abre ainda mais o leque de interpretações do que se o filme acabasse sem.

 

Como bem lembrou o Luiz... são cenas fodas atrás de cenas mais fodas ainda.  

Eu poderia falar aí de umas 10 cenas tranquilamente!

 

 
Sall2010-10-30 09:51:08

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ben Kingsley ao lado de Leonardo DiCaprio no policial de Martin Scorsese - 04/12/2007 12:54

benkingsley_02.jpgBen Kingsley (A Última Legião) assinou para trabalhar com Martin Scorsese no thriller Shutter Island. O ator foi escalado para interpretar o chefe psiquiatra do hospital em que a história é centrada' date=' de acordo com informações da Variety.

Kingsley deve se dedicar ao novo projeto assim que terminar de filmar a comédia Love Guru, estrelada por Mike Myers e Jessica Alba. O ator também rodou o drama Dying Animal, em que atua ao lado de Penélope Cruz e Peter Sarsgaard, e a comédia The Wackness.

[/quote']

Esse ator eu sou grande fã! Sua atuação em Casa de Areia e Névoa é impressionante! 10 Acho incrível!!!!!!!!! 05

Ela tambem está otimo no Prince of Persia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que quando ele fala "melhor morrer como um homem digno do que viver como um monstro" ou algo assim, ele deixa claro que se dá conta do que fez e prefere ir para a lobotomia (equivale à morte como ser consciente) do que viver como um monstro (e com a culpa do que fez).

 

 

 

Na minha modesta opinião, não deixou margem à interpretação de que "regrediu e voltou a achar que é policial".

 

 

 

O que eu achei de mais espetacular do filme é a forma como a gente se envolve com o personagem. Eu, que não me dei conta do que acontecia antecipadamente, achei excelente, porque na cena em que contam pra ele eu me sentia exatamente como o personagem, pensando "será? Nãããão, pra cima de mim não, eu SEI que ele é um policial, nem vem com essa... mas será?".

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que poderia ser uma estória banal de suspense se torna um baita de um filme. Não é tão importante descobrir a verdade quanto é deleitar-se com o jogo visual que o Scorsese cria para representar a confusão mental do personagem principal. A ambientação, os enquadramentos, a trilha sonora, tudo muito competente, transformam Ilha do Medo em um filme acima da média. Não é dos top do diretor, mas definitivamente vale a pena.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

O que poderia ser uma estória banal de suspense se torna um baita de um filme. Não é tão importante descobrir a verdade quanto é deleitar-se com o jogo visual que o Scorsese cria para representar a confusão mental do personagem principal. A ambientação' date=' os enquadramentos, a trilha sonora, tudo muito competente, transformam Ilha do Medo em um filme acima da média. Não é dos top do diretor, mas definitivamente vale a pena.[/quote']

 

Ele deixou o filme comum revelando a verdade, a cena da prisão foi o bastante para deixar a duvida na cabeça das pessoas...

 

Scorsese não precisava fazer o brilhante personagem, interpretado por Di Caprio, atravessar a rua...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A dúvida está no filme inteiro... e chega as raias do desvario quando encontramos a doutora nas cavernas. Mesmo assim nós queríamos acreditar no Teddy. Scorsese não queria ficar nessa de teorias, o cacete a quatro... ele queria que nós sentíssemos o mesmo baque do personagem. E... ao menos no meu caso... conseguiu...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...