Jump to content
Forum Cinema em Cena
henrique felipe

X-Men Origens: Wolverine 2

Recommended Posts

Concordo com o Questão. Foi bom o filme ser mais sóbrio, e abandonar os exageros do filme anterior. Os filmes solos dos heróis do X-Men (se a Fox for continuar com eles - creio que sim) tem que ter esse tom mais intimista mesmo.

 

Sobre o final, nem cobro muito sobre ele, porque veio a cena extra pra "cerejar" o bolo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Wolverine - Imortal | Criador viu o filme e faz sua crítica Autor de "Eu, Wolverine" aprecia os dois primeiros atos, mas tem problemas com o terceiro e alguns personagens

Érico Borgo

29 de Julho de 2013

 

 

wolverine-poster.jpg
 
euwolverine.jpg
 

Chris Claremont, roteirista de "Eu, Wolverine", arco de histórias do mutante que inspira o filme Wolverine - Imortal, assistiu à adaptação - e conta o que achou.

"Os dois primeiros atos foram muito bons e tornaram este filme algo diferente e realmente excepcional [...] eu gostei que ele se foca na essência de Wolverine e no que ele faz", comentou à Vulture. "Hugh Jackman é eloquente e ele já tornou o personagem seu. É surpreendentemente multi-dimensional a atuação dele".

O quadrinista, porém, tem problemas com o terceiro ato. "É quase como se ele tivesse viajado a outro filme", diz. "Seria interessante conversar com o diretor para saber as razões dele para aquela mudança". Para Claremont, o longa se perde em toda a ação e quebradeira e não justifica a necessidade de Viper ou do pai de Mariko, cuja força é diluída entre ele e o avô.

"No começo da HQ, Shingen desafia Logan a um duelo de kendô para provar a Logan que ele não é quem ele pensa ser - e que não é digno de Mariko [...] essa cena é fundamental para revelar as vulnerabilidades de Wolverine, mesmo com suas garras e fator de cura", comenta, lamentando a ausência dessa dinâmica. Claremont, porém, diz gostar da última cena, com Mariko, Yukio e Wolverine, que reestabelece o equilíbrio dos três personagens e deixa pontas interessantes para o futuro.

 

 

 

FONTE:OMELETE

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também não gostei. O filme é um pouco (quase nada) melhor que o primeiro.

Mas gostei da cena de abertura, por exemplo. Depois é só escada abaixo.

 

Não consigo lembrar de mais exemplos, mas por várias vezes eu senti vergonha alheia por conta de situações forçadas e diálogos infantis no filme.

 

-"Oh, o que é você?"

-"Eu sou... o Wolverine!"

 

:rolleyes:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi um colega fazendo um comentário que me deixou pensativo a respeito da tecnologia 3D...

 

Não vi Wolverine Imortal, então pode até ser tido como off topic o q vou colocar aqui... Mas, depois de ver alguns filmes em 3D (Avatar, Tron: O Legado e Homem de Aço), me pergunto se realmente o 3D é uma tecnologia de filmagem que traz contribuições para a experiência cinematográfica... Sinceramente, não consigo enxergar essa contribuição. Alguém aqui consegue?

Share this post


Link to post
Share on other sites

A grande verdade é que depois de Avatar, o 3D empregado nos filmes virou caça-níquel. A tal busca por "1 bilhão" as custas do espectador desavisado. Eu nunca mais me aventurei no 3d após a excelente experiência em Avatar. E só vou me arriscar quando chegar a continuação. Eu confio no James Cameron, a não ser que ele entre nessa onda caça níquel e também resolva faturar em cima de "gente besta". Enfim, a única contribuição desse 3d é para o bolso dos produtores. Os filmes estão cada vez mais com orçamentos inchados e a solução que esses produtores encontraram para conseguir um retorno rápido foi apelar para um 3d genérico. E mesmo assim, as pessoas continuam pagando para ver e acabam se decepcionando. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também não gostei. O filme é um pouco (quase nada) melhor que o primeiro.

Mas gostei da cena de abertura, por exemplo. Depois é só escada abaixo.

 

Não consigo lembrar de mais exemplos, mas por várias vezes eu senti vergonha alheia por conta de situações forçadas e diálogos infantis no filme.

 

-"Oh, o que é você?"

-"Eu sou... o Wolverine!"

 

:rolleyes:

 

Exatamente.

Um lixo. Nem a trama principal é bem explicada.

SPOILER: O Wolverine lutando já tomando um pau do samurai de prata e eu não tava entendendo porra nenhuma ainda. 

Haha.

 

Eu não achei nada fluido a relação dele com mariko. A questão das garras crescerem de novo então, conseguiram amolecer ainda mais essa ideia de merda de garras de osso que eu já fiquei emputecido desde a época das HQ´s quando vieram com esse chute. Curti demais a cena extra, mas não entendi como foi possível, tendo em vista os eventos do 3º filme dos Xmen.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pq as garras de osso são um chute? Eu sempre considerei as mesmas a coisa mais lógica... Na verdade, mesmo antes dos quadrinhos que mostravam que as garras eram de osso eu sempre imaginei que elas não eram de adamantium puro...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nas hqs sempre em sua origem o wolverine era um selvagem com fator de cura, e por seu fator se submeteu ao projeto canadense arma x. Do qual implantaram o revestimento de adamantium em seus ossos e as garras.

Em inúmeras edições era muito claro isso. Porém, ele não tinha memória, e todo o seu passado era obscuro.

 

Posteriormente, no final dos anos 90, início ede 2000 escreveram uma edição especial que contava sua origem mesmo, que é aquela do primeiro filme que ele era um pirralho e tem garras de osso.

 

E não obstante a isso, neste filme agora o vilão quebra a garra, e CRESCE outra.

Porra fator de cura que faz crescer ossos tb?

Share this post


Link to post
Share on other sites

O filme tem seus defeitos, mas compara-lo a X MEN ORIGENS eu acho um puta exagero. Tem umas sacadas bem legais no filme. Está longe de ser um ótimo filme, mas pra ruim também não serve. Eu consegui me divertir.

 

 O diálogo citado pelo PRIMO de fato é pavoroso.

 

 Também achei um defeito as garras DE ADAMANTIUM crescerem de novo. Não vejo problema no fator de cura do Wolverine fazer crescer os ossos, pois é coerente com o que foi apresentado do personagem nos cinemas até então. Mas o adamantium não faz parte do corpo dele, apenas revestia os seus ossos. Então as garras crescerem de novo é aceitável. O problema é crescerem de novo já revestidas com adamantium.

Share this post


Link to post
Share on other sites

rs!!! Questão, assista ao filme de novo.... O Adamantium não cresce de novo. São apenas as garras de osso que crescem. Isso fica bem claro no final da luta contra o Samurai de Prata e no encontro com o Magneto no aeroporto.  ;)

 

O fato das garras quebradas crescerem de novo não é novidade, não há motivo para tanto "mimimi". Isso já foi mostrado nas HQs e em X-Men Origens - Wolverine, quando o Dentes de Sabre pisa em cima delas.

 

Esse lance das garras de osso é uma invenção relativamente recente nas HQs, que não fazia parte do conceito original do personagem. Foi apenas para manter essa marcante característica do personagem na fase em que Magneto retirou o adamantium dos seus ossos.

 

Gust84... quanto as aparições de Xavier e Magneto no final do filme, isto é "perfectamente ecsplicáve".  ;)

No final de X-Men 3 o Magneto consegue minimamente mexer a peça metálica de xadrez, mostrando que a tal cura gay.... oops.. cura mutante, era apenas temporária.

 

Já na cena pós-créditos desse mesmo filme, vemos que Xavier transplantou a sua consciência para o corpo de um paciente em estado vegetativo aos cuidados da Dra. Moira. Só precisam de um pouquinho de criatividade para explicar como o sujeito ficou com a cara do Patrick Stewart.  ;)

 

Para mim, o furo de Wolverine Imortal é na fase do personagem sem o fator de cura, pois ao usar as garras ele deveria ficar com as mãos ensanguentadas e com os cortes abertos após retraí-las.  :huh:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu lembro do magneto.

Só me incomodou o xavier ter sido incinerado e o corpo estar ali, apesar de lembrar tb de que ele havia transportado sua consciência.

E no wolverine origens, a garra fica eternamente quebrada, só fica normal quando é implantado o adamantium.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse negocio de quebrar as garras de ossos não é do Origins não... após o Magneto tirar o Adamantium do corpo do Logan, o vilão Cyber quebrou as garras, elas cresceram novamente,mas ademorou algumas edições...

 

CybervsWolverine2_4.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ficou claro nos dois filmes, que o adamantium envolve o osso do Wolverine, não o substitui. Então, se o adamantium se quebra, ele não volta, mas o osso que tava lá volta.

 

Nas duas últimas cenas onde ele aciona as garras, deu pra ver que eram osso ali, não o adamantium (como vão colocar aquele adamatium de volta lá, só Deus sabe...).

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Lembrem-se que teremos "dois wolverines" . Provavelmente, o do futuro terá uma garra de adamantium e uma de osso, e o do passado (para o qual ele transferira a sua consciência, terá as duas garras de adamantium.

 

 Como acredito que X MEN: DAYS OF FUTURE PAST seja um filme pra fechar as aventuras da geração clássica (trilogia) para que a galera do First Class assuma, vão deixar no passado um Wolverine com as duas garras de adamantium, que pode ou não se juntar a equipe.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Lembrem-se que teremos "dois wolverines" . Provavelmente, o do futuro terá uma garra de adamantium e uma de osso, e o do passado (para o qual ele transferira a sua consciência, terá as duas garras de adamantium.

 

Mas na trama de "Wolverine - imortal", as duas mãos têm as garras de adamantium quebradas, não?

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Pelo que me lembre, só as garras de uma mão são partidas pelo Samurai De Prata, mas posso estar enganado.

 

 Caso eu esteja enganado, então teríamos no futuro, Wolverine com as garras de osso (trabalhando pela primeira vez nesta condição ao lado dos X men) e no passado Wolverine com as garras de adamantium.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meu, impossivel aconteceu.. fui sem gdes expectativas e curti mais "Wolverine" q o Azulão!! O filme se vendeu como queria: como um bom pipoca repleto de ação! Mas claro q Mangold não é Bay, e seu traquejo com dramas, faroestes e suspense fez a diferença. Até o elenco de apoio ta bacana (as japinhas, principalmente). A única bola fora é aquela clone da Hera Venenosa, a Viper, meio perdida. Claro q o filme poderia tb ter 20min a menos, pois tem horas em q enche linguiça demais. Mas como releitura dum filme de samurai moderno, valeu a conferida na telona. Ah, claro..e não tem pretensão alguma em ser levado a sério. A cena do trem ja fala por si. Lembro q aqui mesmo alguns ja detonaram o filme precipitadamente somente por aquela cena, sendo q dentro do contexto dela funcionou mto bem e saiu melhor q a encomenda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...