Jump to content
Forum Cinema em Cena

Planeta dos Macacos: A Origem


LEospider
 Share

Recommended Posts

Não encontrei um topico falando desse filme então...

 

Rise of the Planet of the Apes | Trailer sai esta semana; veja o primeiro vídeo [Atualizado]

César surge em movimento pela primeira vez

Marcelo Hessel
14 de Abril de 2011

126

< style="WIDTH: 55px; HEIGHT: 62px" ="twitter-share- twitter-count-vertical" title="Twitter For Websites: Tweet " =0 ="http://plat0.twitter.com/widgets/tweet_.?_=1302796617206&count=vertical〈=en&text=Rise%20of%20the%20Planet%20of%20the%20Apes%20%7C%20Trailer%20sai%20esta%20semana%3B%20veja%20o%20primeiro%20v%C3%ADdeo%20%5BAtualizado%5D%20%3E%20Cinema%20%7C%20Omelete&url=http%3A%2F%2Fwww.omelete.com.br%2Fcinema%2Frise-planet-apes-trailer-sai-esta-semana-veja-o-primeiro-video%2F" Border=0 allowTransparency scrolling=no>>

< =text/ ="http://plat.twitter.com/widgets.js">


Rise of the Planet of the Apes, o prelúdio da série Planeta dos Macacos, ganha o seu primeiro trailer esta semana. A 20th Century Fox começou a mostrar o vídeo aos poucos em sua página no Facebook.

O primeiro trecho mostra o macaco César pela primeira vez. Veja:

< id=gorillaP_cs001 id=clsid:D27CDB6E-AE6D-11cf-96B8-444553540000 width=625 height=377>< NAME="_cx" VALUE="16536">< NAME="_cy" VALUE="9974">< NAME="FlashVars" VALUE="">< NAME="Movie" VALUE="http://cdn.springboard.gorillanation.com/storage/xp/yo033.swf">< NAME="" VALUE="http://cdn.springboard.gorillanation.com/storage/xp/yo033.swf">< NAME="WMode" VALUE="">< NAME="Play" VALUE="0">< NAME="Loop" VALUE="-1">< NAME="Quality" VALUE="High">< NAME="SAlign" VALUE="LT">< NAME="Menu" VALUE="-1">< NAME="" VALUE="">< NAME="AllowAccess" VALUE="always">< NAME="Scale" VALUE="NoScale">< NAME="DeviceFont" VALUE="0">< NAME="Movie" VALUE="0">< NAME="" VALUE="">< NAME="SWRemote" VALUE="">< NAME="Movie" VALUE="">< NAME="SeamlessTabbing" VALUE="1">< NAME="Pro" VALUE="0">< NAME="ProAddress" VALUE="">< NAME="Pro" VALUE="0">< NAME="AllowNetworking" VALUE="all">< NAME="AllowFullScreen" VALUE="true">

< ="application/x-shockwave-flash" width="625" height="377"

="http://cdn.springboard.gorillanation.com/storage/xp/yo033.swf"

name="gorillaP_cs001" allowaccess="always" swliveconnect="true"

allowfullscreen="true"

flashvars="e=4bffc0037b3a3a49328d685cccfc7c21cc002973d57a44951a38fddf065f5c696a66be9b89ee2d2f0947d4e15d253124c7d296b9a2a5d695fdd446d15f64f11765e48e3969f68735f5c5d00c05967dbf383ccf85d3b0fcebe03d34a7&width=625&height=377&pid=cs001&autostart=false&allowaccess=always&usefullscreen=true&esnapshot=4bffc0037b3a3a493b90685cccfc7c21cc002973d57a44951a38fddf065f5c696a66be9b89ee2d2f094ccde2702233248cc2a6b5afbdd088f1de4cd0586fe15d6ea5d87835adc773b1dfda0c07817aa726798fcd&trueurl=http://www.comingsoon.net/news/movienews.php">>

>

[Atualizado] A Weta Digital faz na tarde desta quarta, às 18h30 - horário de Brasília - uma transmissão ao vivo da Nova Zelândia em que mostrará 15 segundos do trailer (que sai oficialmente horas depois, às 4h da manhã da quinta-feira). A transmissão acontece no player abaixo:

< id=lsp height=340 name=lsp =application/x-shockwave-flash width=560 =http://cdn.livestream.com/grid/LSP.swf?channel=apeswillrise&color=0xed1c24&autoPlay=false&mute=false&iconColorOver=0xffffff&iconColor=0xffd2d5 wmode="transparent" allowfullscreen="true" allowaccess="always">>

[Atualizado 14/04] E o primeiro trailer está finalmente no ar. Assista:

Rise of the Planet of the Apes - Trailer 1

Na trama, James Franco vive um cientista que trabalha na São Francisco dos dias atuais com engenharia genética para o tratamento de doenças. César (gestos de Andy Serkis) é o nome do primeiro supermacaco, resultado de experiências para combater o Mal de Alzheimer, dotado de inteligência superior e capacidade de fala. Ao ser traído pelos humanos que tentava emular, César começa uma campanha violenta para reinvindicar os direitos símios entre os homens.

Brian Cox faz o vilão do filme, "dono abusivo e cruel de um santuário primata", segundo descrição da Fox, e Tom Felton, o Draco Malfoy de Harry Potter, será o filho do personagem de Cox. John Lithgow (3rd Rock from the Sun) faz o pai doente de Franco e Freida Pinto, uma colega de trabalho do cientista.

A WETA Digital, empresa de Peter Jackson que trabalhou na trilogia O Senhor dos Anéis, Avatar e Distrito 9, criará em Rise of the Planet of the Apes, pela primeira vez na franquia Planeta dos Macacos, macacos realistas em computação gráfica.

Rupert Wyatt dirige a partir de roteiro de Amanda Silver e Rick Jaffa. Rise of the Planet of the Apes estreia em 23 de novembro nos EUA e em 2 de dezembro no Brasil.

Leia mais sobre Planeta dos Macacos

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 71
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • 1 month later...
  • 2 months later...

Por que os macacos ainda nos fascinam

rise1.jpg

 

Os anos 1960 foram importantes para os grandes símios. Em 1963 o francês Pierre Boulle, um ex-soldado e ex-agente secreto dos aliados na Ásia durante a Segunda Guerra Mundial que se tornara autor de sucesso  em 1952 com o livro A Ponte do Rio Kwai (transformado em filme ganhador do Oscar em 1957) lançou uma obra de ”ficção científica clássica, repleta de suspense e inteligência satírica”(segundo um crítico) : La Planete des Singes ou, no título da primeira tradução em inglês, Monkey Planet.

4 anos depois outro autor europeu, o zoólogo e antropólogo inglês Desmond Morris, lançou um dos maiores best sellers da década, O Macaco Nu, uma popularização das diversas teorias que aproximavam seres humanos e seus primos primatas.

Ao mesmo tempo, vários centros de pesquisa desenvolviam programas para estudar as funções cerebrais dos símios, especialmente os chimpanzés. Os dois mais bem sucedidos, da Universidade de Columbia em Nova York e da Universidade de Nevada em Reno, envolviam a criação de dois chimpanzés – o macho Nim e a fêmea Washoe, respectivamente – em ambientes humanos, com o objetivo de “evoluir” seu potencial cognitivo  e de comunicação. Washoe foi o primeiro primata a usar a lingugem de gestos para se comunicar, e Nim  atingiu níveis ainda mais altos. Ambos, contudo, sofreram muito – Nim morreu aos 26 anos de um ataque do coração, como uma pessoa estressada e angustiada. Sua história pode ser vista no excelente documentário Project Nim.

Mas antes de tudo isso havia o chimpanzé Oliver, apresentado em circos e parques de diversão, desde 1960, como o “macaco humano”. Oliver tinha o hábito de andar apenas em duas patas, era extremamente inteligente e demonstrava preferência por mulheres e não fêmeas de sua espécie.

É interessante manter esse pano de fundo na cabeça quando se pensa em O Planeta dos Macacos, o primeiro filme a adaptar o livro de Pierre Boulle e um dos grandes sucessos de 1968 . Um sucesso tão imenso que gerou várias continuações (todas inferiores ao primeiro), uma série de TV , quadrinhos e uma tentativa de reboot em 2001, com Tim Burton. Numa era de imensas transformações – os anos 1960 – não eram tanto os símios que nos interessavam, era o mistério de nossa própria humanidade – o que ela tinha de específico, o que ela tinha de adquirido, o que ela tinha de imprevisível- que nos intrigava.

Numa era de mudanças ainda maiores – a segunda década do século 21- voltamos ao mito dos macacos pensantes trazendo, agora, novas inquietações. O preço de nossa irresponsabilidade com o meio ambiente –raiz do “suspense e inteligëncia satírica” do livro original- está muito mais claro e urgente. Nossa nova fronteira cognitiva somos nós mesmos: como ampliar nosso cérebro, como impedir seu envelhecimento. O pano de fundo tornou-se mais complexo e por isso o novo Planeta dos Macacos- A Origem (estréia mundial hoje)  consegue ter o mesmo impacto que o primeiro gerou, 43 anos atrás: porque coloca a questão de novo, numa linguagem que nós, os passageiros do século 21, entendemos perfeitamente: o que nos faz humanos? e que responsabilidade carregamos juntamente com essa humanidade?

rise2.jpg

Tenho grande admiração pelos filmes de puro entretenimento que usam plenamente a capacidade metafórica do cinema. Planeta dos Macacos-A Origem é exatamente assim, o drama de Frankenstein – criatura X criador, o terror da responsabilidade  traída – realizado na era digital, onde o imenso talento da Weta e de um grupo atores liderado por Andy Serkis, é capaz de colocar o humano literalmente dentro do símio.

Vejam – é o melhor filme da temporada pipoca 2011.

Ótimo saber que recomeço dos Planetas do Macaco foi bem realizado.
Link to comment
Share on other sites

Nossa pelo último trailer de “Planeta dos Macacos A Origem” foi melhor ainda. Tive até arrepios de alegria. Acho que não vai decepcionar. Ao que parece tem potencial para um bom material. Ao tentar abordar os sentimentos do macaco com a discriminação de sua espécie única e seu envolvimento com o universo humano mostrando o seu sofrimento. Vejam aqui o novo trailer vejam por si mesmos. Cada trailer é melhor que o outro. 16<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

http://www.youtube.com/watch?v=X_CjDonQAmw&feature=related

Plutão Orco2011-08-07 20:18:35
Link to comment
Share on other sites

Andy Serkis merecia um prêmio por todos os personagens digitais dele, seus personagens se sobre-saem. O Gollum, O King Kong e agora este, no início nem sabia que era ele, mas depois de ver as expressões bem tocantes do personagem e pesquisar quem era o César. Putz tinha que ser o Gollum. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Link to comment
Share on other sites

 

Andy Serkis merecia um prêmio por todos os personagens digitais dele' date=' seus personagens se sobre-saem. O Gollum, O King Kong e agora este, no início nem sabia que era ele, mas depois de ver as expressões bem tocantes do personagem e pesquisar quem era o César. Putz tinha que ser o Gollum.

[/quote']

 

Haha.. o Duncan Jones no Twitter sugere fazer um filme com o Scwazernegger tendo o Serkis controlando suas

expressões digitalmente, criando algo unico. LOL. Seria sensacional..

 

 

Link to comment
Share on other sites

Andy Serkis merecia um prêmio por todos os personagens digitais dele' date=' seus personagens se sobre-saem. O Gollum, O King Kong e agora este, no início nem sabia que era ele, mas depois de ver as expressões bem tocantes do personagem e pesquisar quem era o César. Putz tinha que ser o Gollum. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

[/quote']

Olha isso:

 

onset_36.jpg

 

weta47.JPG
Shy2011-08-07 21:58:18
Link to comment
Share on other sites

Filmaço de ficcao pro qual inicialmente torci o nariz e sai boquiaberto. Comeca como Splice e termina grandiosamente como Spartacus. Esqueca a bosta q o Burton fez pq esta producao explica satisfatoriamente como as coisas chegaram a ser no final do primeiro filme, aquele classico com Charlton Heston. O roteiro gira em torno unicamente do macaco Cesar, modificado geneticamente pra sanar Alzheimer mas acaba tendo inteligencia maior ate q certos usuarios deste forum. O bacana é a relacao dele com seus donos, e dos fdp ao redor q irao moldar seu carater, q cresce exponencialmente no decorrer da projeção. E td este processo dura quase 80% do filme, e longe de parecer um simples draminha de bichos.  Cesar (Serkins, o Gollum) é o elo emotivo com a platéia e carrega o filme nas costas, ja q os humanos sao so coadjuvantes. Efeitos especiais show de bola aqui utilizados de forma decente se encarregam tanto de dar credibilidade ao Cesar,  mais expressivo q tds os atores juntos, como ao fodastico quebra pau final, ou seja, a batalha dos macacos versus humanos na Golden Gate. Qq semelhanca com o primeiro embate de Gladiador sera mera coincidencia. Nao chega aos pes do classico, ao qual faz varias referencias, mas esta longe de ser ruim. Otimo entretenimento. 10/10 

 

International_Rise_The_Planet_The_Apes_Poster_Continues_Destroy_San_Francisco_1310591847.jpg
Jorge Soto2011-08-12 14:52:21
Link to comment
Share on other sites

Em tempo, Cesar (o macaco) é o personagem mais humano do filme.. q por sinal vale unicamente a visita. Destaque pra cena a la Alcatraz, onde ganha o respeito dos demais macacos..

 

 

PS:  ficar ate créditos finais, q tem uma cena reveladora sobre como os humanos vao realmente sucumbir, e nao sera na mao dos macacos..03
Jorge Soto2011-08-17 15:46:17
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
ontem revi o Planeta dos Macacos do Burton... e ainda nao consegui entender aquele pretenso final surpresa..17 realidade paralela? mudanca de linha temporal? outro planeta? alguem tem ai alguma resposta satisfatoria?  08 ou sera q nem o Burton soube o q fez ai? 06

 

Não faz sentido mas dentro da "lógica" do filme acabou se encaixando de certa forma.

 

Acho que o mote do filme em si já não faz sentido - pelo menos pra mim (não consigo imaginar o fato de que a civilização do planeta se originou com aqueles macacos e humanos daquela nave do Walbergh), e nisso o final acabou sendo a cereja do bolo. Nada faz sentido mesmo ali.

 

Mas, basicamente, eu acho que o Walbergh seria ou representaria o "humano repressor". Quando ele tava na nave, os macacos eram controlados, quando ele sumiu então os macacos dominavam. O final se baseia nisso também, já que ele resolveu não ficar ali no planeta, então os macacos dominaram tudo de novo.

 

(Agora tentar imaginar de como que os macacos fizeram isso tudo daquele jeito, é algo que nem tento chegar perto)
Jailcante2011-08-25 15:24:17
Link to comment
Share on other sites

ontem revi o Planeta dos Macacos do Burton... e ainda nao consegui entender aquele pretenso final surpresa..17 realidade paralela? mudanca de linha temporal? outro planeta? alguem tem ai alguma resposta satisfatoria?  08 ou sera q nem o Burton soube o q fez ai? 06

 

Não faz sentido mas dentro da "lógica" do filme acabou se encaixando de certa forma.

 

Acho que o mote do filme em si já não faz sentido - pelo menos pra mim (não consigo imaginar o fato de que a civilização do planeta se originou com aqueles macacos e humanos daquela nave do Walbergh)' date=' e nisso o final acabou sendo a cereja do bolo. Nada faz sentido mesmo ali.

 

Mas, basicamente, eu acho que o Walbergh seria ou representaria o "humano repressor". Quando ele tava na nave, os macacos eram controlados, quando ele sumiu então os macacos dominavam. O final se baseia nisso também, já que ele resolveu não ficar ali no planeta, então os macacos dominaram tudo de novo.

 

(Agora tentar imaginar de como que os macacos fizeram isso tudo daquele jeito, é algo que nem tento chegar perto)
[/quote']

 

pois e...  e um amigo aqui cabou trazendo outra explicacao se valendo da relatividade, dizendo q em translados espaco-temporais desse naipe quem viajava por ultimo chegava primeiro ao seu destino...17 hummm, so assim pro Thade (ou seus descendentes, sei la) dominarem no final... confuso, ne? 06  alem do mais o marcador de tempo da nave do Whalberg sai de 2029 pra 2400...e depois volta pra 2150, no final.. dai deduzo q o Thade pegou a nave e se mandou pra ca, se aquele planeta ja nao era ainda Terra...sei la.. q coisa, nao?05

No entanto, pelo q andei fuxicando na net parece q os extras do dvd contem a resposta numa entrevista com o diretor, onde afirma q deixou esse final enigmatico apenas pra ser explicado numa sequencia, q nao veio.  Bem, isso ai de fato justifica de forma bem mai$ coerente e plausivel a falta de inspiracao (e criatividade) daquele final bem borocoxo.09
Jorge Soto2011-08-25 16:34:20
Link to comment
Share on other sites

 

ontem revi o Planeta dos Macacos do Burton... e ainda nao consegui entender aquele pretenso final surpresa..17 realidade paralela? mudanca de linha temporal? outro planeta? alguem tem ai alguma resposta satisfatoria?  08 ou sera q nem o Burton soube o q fez ai? 06

 

Não faz sentido mas dentro da "lógica" do filme acabou se encaixando de certa forma.

 

Acho que o mote do filme em si já não faz sentido - pelo menos pra mim (não consigo imaginar o fato de que a civilização do planeta se originou com aqueles macacos e humanos daquela nave do Walbergh)' date=' e nisso o final acabou sendo a cereja do bolo. Nada faz sentido mesmo ali.

 

Mas, basicamente, eu acho que o Walbergh seria ou representaria o "humano repressor". Quando ele tava na nave, os macacos eram controlados, quando ele sumiu então os macacos dominavam. O final se baseia nisso também, já que ele resolveu não ficar ali no planeta, então os macacos dominaram tudo de novo.

 

(Agora tentar imaginar de como que os macacos fizeram isso tudo daquele jeito, é algo que nem tento chegar perto)
[/quote']

 

pois e...  e um amigo aqui cabou trazendo outra explicacao se valendo da relatividade, dizendo q em translados espaco-temporais desse naipe quem viajava por ultimo chegava primeiro ao seu destino...17 hummm, so assim pro Thade (ou seus descendentes, sei la) dominarem no final... confuso, ne? 06  alem do mais o marcador de tempo da nave do Whalberg sai de 2029 pra 2400...e depois volta pra 2150, no final.. dai deduzo q o Thade pegou a nave e se mandou pra ca, se aquele planeta ja nao era ainda Terra...sei la.. q coisa, nao?05

No entanto, pelo q andei fuxicando na net parece q os extras do dvd contem a resposta numa entrevista com o diretor, onde afirma q deixou esse final enigmatico apenas pra ser explicado numa sequencia, q nao veio.  Bem, isso ai de fato justifica de forma bem mai$ coerente e plausivel a falta de inspiracao (e criatividade) daquele final bem borocoxo.09

o planeta dos macacos de burton é um verdadeiro samba do macaco doido.....

 

Link to comment
Share on other sites

 

O filme é muito bom mesmo! Melhor filme dessa temporada de pipocões, esse é um que tem coragem de não somente nos apresentar boas sequências de ação e suspense mas temas como, "penso, logo existo" repressão, direito à vida e por ai vai, tudo bem embalado, coeso e dirigido, esse cara da direção tem potencial, que outros filmes ele fez?

 

 

Giordanno2011-08-25 20:14:17

Link to comment
Share on other sites

A terça parte final do filme é absolutamente adrenalínica...aff!

Culminando num final com  uma das melhores cenas do filme, os macacos todos eretos reverenciando Ceaser 16.

 

Que venha o próximo!

 

By the way, não sei se já alertaram aqui, mas quem ainda não viu e pretende ver o filme de 68 não é bom ver este primeiro.
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...