Jump to content
Forum Cinema em Cena

Pequena Miss Sunshine


Recommended Posts

P-E-R-F-E-I-T-O!!!!

Nenhuma palavra pode descrever melhor esse filme!

De uma sensibilidade notável .... e tudo muuuito sutíl.

Os personagens são todos pertubados, derrotados e, cada um em um ponto do filme, sem qualquer pespectiva do fulturo.... mas , apesar de td isso.. são adorveis!

A criança, q no final das contas e  o elo q une a familia, é um personagem lindo!

Como Veras já disse anteriormente, o filme é coroado por um final impossivel de se prever!!! Little Miss Sunshine conseguiu, através de um acontecimento desesperador atrás do outro, manter-se bem humorado , sem forçamento de barra, sem piadas sem graças e sem apelar para o humor negro... apenas nos faz rir do cotidiano!

Realmente, Miss Sunshine fala sobre vencedores e perdedores, mas de uma maneira tão sensacional que nos faz ver o lado bom de ser um total LOSER!

 

 

 

Link to post
Share on other sites
  • Replies 84
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

O maior absurdo da paróquia!

Pequena Miss Sunshine virá aos cinemas como Filme de Arte pela Severiano Ribeiro.

 

Absurdo!

Até A Marcha dos Pingüins entrou regularmente no cinema, porque diabos LMS entra como cinema de arte, nas quintas a noite e sábado de manhã?!?!!Uma bomba para a bilheteria desse filme fantástico.

 

Sem contar que ele é uma grande oportunidade de levar o bom cinema ao público de massa... Mas tratando-o como cinema de arte, nesse ponto de vista é um marketing pra lá de negativo.

 

 

Link to post
Share on other sites

 

ESSE FILME PODERIA GANHAR TRANQUILAMENTE O OSCAR DE MELHOR FILME SE PRESTIGIASSE O DRAMA MAIS DO QUE A COMÉDIA.

FOI O FATOR FUNDAMENTAL QUE FEZ COM QUE "OS INFILTRADOS" DE SCORSESE LEVASSE ESSE PRÊMIO. 13

 

 

Verdade... se vc lembrar, teve até um número musical sobre isso no Oscar deste ano. Os produtores/atores de LMS devem ter tido um frio correndo pela espinha quando ouviram esta música, e não foi só pelo Ferrell desafinando. 06

 

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

A Pequena Miss Sunchine eu considero sim, o melhor filme do ano, nota: 9,5. E para mim concerteza é um filme dramático!!!!!!!!!!!

 

Temos que entender que hoje em dia, a dramatização dos filmes estão sendo temperadas por comédias ou pelo menos com cenas hilárias, e vice-versa, assim com comédias também. E esta fórmula está dando certo não só com críticas, mas nas bilheterias também, é a prova da "aprovação" do público hoje em dia. Um exemplo está no próprio filme Pequena Miss Sunchine e Click, sucessos de bilheteria e de crítica. ( Sendo que Click só teve aprovação da crítica pública, a da especializada não!). As pessoas estão cansada da mesmice, de assistir um filme 100% dramático, sem nenhum "quebra gelo". Gosta de colocar esse "pequena" GRANDE observação para meus nobres colegas deste fórum, e saber o que eles acham disso.
Link to post
Share on other sites
O que seria 'crítica pública'? 06

 

E com relação à toques de comédia em dramas e vice-versa' date=' isso é tão velho quanto o próprio cinema... Hitchcock já fazia isso há 60 anos...
[/quote']

 

 

 

 

 

 

 

 

São comentários de vc, eu, de pessoas que não são especializadas em cinema com um todo
Link to post
Share on other sites

Isso não seria opinião pública?

Quando se fala "crítica"' date=' já se pressupõe que seja alguém especializado falando.

[/quote']

 

 

Então, todos nós somo especilista já que demos nossas críticas a este filme! rsrsrs

 

Não há restrições para críticas, todo mundo pode fazer, desde que assista o filme! Quando falo em crítica especializado, refiro-me aos editores como: Cinemaemcena, omelete, adorocinema, cineclick, veja, folha do estado, etc..  Você não precisa concordar com as críticas dele, você pode ter a sua! Mas isso não significam que eles deixam de ser especialistas em seu ramo de atividade! Um exemplo:

Cilck- com Adam Sandler: Foi incrivilmente pisotiado por todos os editores de cinema ( os especilista a quem me refiro!), mas na coluna de cinéfilos, vimos que a situação é totalmente inversa, praticamente todas as pessoas gostaram do filme, pois é voz do cinéfilo, é a voz do povo! É a crítica de boca em boca. Críticas variam do gosto de cada um, mas isso não quer dizer que somos especialista, hoje a crítica é generalizada, é pública, todo mundo pode fazer, não há restrições,mas existe queira ou não especilista que avaliam o filme como um todo: figurino, iluminção, edição de som, roteiro adaptado e original e muitas outras coisas! 
Link to post
Share on other sites

Não me vejo como especialista (aliás, nem em minha profissão, que dirá num hobby como é o caso do cinema). Quando se fala em crítica especializada, se fala obviamente dos PROFISSIONAIS que trabalham fazendo críticas. Nós não somos críticos, apenas viewers dedicados de cinema... Existem dois grupos: público e crítica, só.

Link to post
Share on other sites

Isso não seria opinião pública?

Quando se fala "crítica"' date=' já se pressupõe que seja alguém especializado falando.

[/quote']

 

Touché.

 

Crítica não especilazada, a palavra já diz" CRÍTICA" de criticar, isso vc pode fazer, eu posso fazer,a sua mãe pode fazer, todo mundo pode fazer, se vc não pode criticar alguma coisa, vc não tem opinião, vc não tem "SENSO CRÍTICO", o ser humano por natureza, têm um senso crítico, vc não precisa ser especislista, mas pode criticar filho, vc tem senso pra isso, critique, faz bem a saúde, fale se gostou ou não, se estar certo ou errado, se é banco ou preto, por que deveria ser branco, ou por que deveria ser preto. É isso!!!!!!!!!!!!
Link to post
Share on other sites

Ai meu Deus.... garoto, se eu disser que vc está advogando em favor de alguém numa discussão, por exemplo, isso significa que vc é advogado? Pelamordedeus! Quando se fala em crítica aqui no fórum, o sentido etmológico da palavra é IRRELEVANTE, levando-se em conta somente o sentido TÉCNICO da mesma dentro do contexto da discussão, qual seja, o cinema.

 

Obviamente que o uso literal da palavra 'crítica' não é proibida, mas vc terá sérias dores de cabeça se não conseguir situar suas colocações dentro do contexto da discussão.
Link to post
Share on other sites

VC ESTÁ CERTO, EU REALMENTE GENERALIZEI O SENTIDO DA CRÍTICA, MAS TUDO QUE EU DISSE ANTES PODE SER DIRECIONADO Á OPINIÃO QUE AS PESSOAS PODEM DAR AOS FILMES " AS SUA CRÍTICAS". EU FAÇO MINHAS CRÍTICAS, NÃO SOU ESPECIALISTA E VC FAZ A SUAS " OPINIÕES PÚBLICA". 

Link to post
Share on other sites

  Filme independente que surpreendeu o pessoal do sundance e que  foi indicado ao Oscar de melhor filme, PMS vai em direção oposta as comédias dramáticas familiares onde em um roteiro simples e ingênuo nos apresenta personagens complexos e unilaterais.

  Olive é uma adorável garotinha que irá participar de um concurso chamado Pequena miss sunchine,um tipo de Miss America infantil; Alan Arkin vive um velho decadente viciado em heroína;Tonni Collete(ótima como sempre) vive uma mãe relapsa) Greg Kinnear é o chefe de família obcecado pelo seu método de auto ajuda os 9 Passos cujo tema é como alcançar a vitória e ser um vencedor, mas o irônico é que ele é um perdedor;Steve Carell é um especialista em Proust que tentou o suicidio por ter sido trocado pelo namorado por outro estudioso de Proust;Paul Dano é o adolescente que fez voto de silêncio até conseguir passar na marinha. Cada membro dessa desiquilibrada  família vive em um  mundo separado e possui uma visão de mundo diferente. A beleza do filme está na mesclagem  da complexidade dos personagens e situações absurdas vividas por eles até chegar no lugar onde ocorre o concurso  e na simplicidade e ingenuidade do roteiro que nos faz refletir sobre a falta de comunicação entre os familiares e também sobre a cultura americana que ao mesmo que é fascinada pelos winners é também dos losers. O final pode até ter aquela mensagem clichê sobre a união familiar e que o mais importante é ser você mesmo mas até chegar lá  foi uma adorável viagem.
Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

O grande trunfo de Pequena Miss Sunshine é conseguir criar um crescendo em seu trecho final, oferecendo redenção a seus personagens, sem cair em finais felizes formulaicos. É impossível não se sentir bem quando começam os créditos. A primeira metade é irregular, oferecendo bons momentos, mas com pouca genialidade. As atuações são realmente cativantes, apesar de o papel de Alan Arkin ter sido pequeno, o que torna surpreendente sua vitória no Oscar. Abigail Bresslin é uma gracinha! Mesmo sendo clara a intenção de mostrar que ela não é bonita (pelo menos não de acordo com os padrões de concursos de beleza), ela é tão graciosa e cativante que acaba sendo muito mais bonita do que suas concorrentes. E o Steve Carrell está muito bem, tomara que ele faça outros filmes desse tipo, não se atendo apenas às comédias à la SNL.

Link to post
Share on other sites

PEQUENA MISS SUNSHINE - 9/10 - Um filme delicioso embora melancólico. O elenco é maravilhoso, todos em excelente forma, com uma química que salta aos olhos de quem vê, porém além da doce Abigail ( o momento em que ela fala que o pai dela odeia perdedores é de cortar o coração ), aquele que mais me despertou curiosidade ( plaginado o Pablo, diria que ele mereceria um filme só pra ele ) é o personagem de Carrel. A construção desses personagens tão exóticos conduz o flme que por mais que passeie em alguns pontos comuns de "filmes de estrada" nunca soa cansativo, pelo contrário ... com muita sensibilidade e criatividade nos sensibilizamos cada vez mais com a família. Virei fã !!!!!!!!!!

 

Link to post
Share on other sites

Steve Carell deveria fazer mais filmes como este, ou na linha deste.

Pequena Miss Sunshine foi o MEU FILME DE 2006.

 

 

***SPOILER****

 

 

Até onde li com atenção os posts destes tópicos, ninguém comentou algo que achei genial, que foi o seguinte: na realidade, a dancinha de Olive no concurso foi a última "escrotice" do avô dela, que cresce ainda em significado visto que, embora ele obviamente não tenha planejado isso, foi perpetrada APÓS a morte dele.

 

Bem, vcs lembram que a dança foi coreografada e ensaiada com Olive pelo avô, e na verdade era uma grande tiração de sarro com toda aquela futilidade do concurso. O objetivo dele, de fato, era avacalhar mesmo aquilo tudo com a dança da Olive. Na minha opinião, pelo menos, ele antecipara o choque e a revolta que a coreografia iria causar nos espectadores do concurso.

 

*** FIM DO SPOILER***

 

 
Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Eu gostei pra caramba do filme e tenho que comentar algo em relação ao assunto das personalidades esteriotipadas... Bem, primeiro o adolescente revoltado... É clichê, mas eles estão aí, por toda parte. Eu simplesmente não entendo porque quando tem um personagem desse estilo em um filme (sério, naturalmente) as pessoas vão logo bombardeando. O avô... Ele é porra-loka? O único ato de porra-lokismo dele pra mim foi ter ensinado aquela dança pra Olive. O resto pra mim, normalz. Único personagem que incomodou ali foi a mãe. A perfeitinha demais, que serve pra contrabalancear as burrices do papai. Como se não fosse possível uma mãe ruim, ou mãe e pai ruins.

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...