Jump to content
Forum Cinema em Cena

Política/Eleições 2010


ltrhpsm
 Share

Recommended Posts

 

 

 

 ??? Acho que você não entendeu o que escrevi...

 

 De qualquer maneira' date=' dê uma pesquisada rápida no Google que você acha isso fácil. 03

 

 PS: desculpe, mas não tô afim de ficar aqui

propalando as estatísticas "oficiosas" do governo Lula ou me estender em

discutir os critérios e diferenças de quem vive na miséria absoluta e

miséria extrema...

  
[/quote']

 

Entendi.....rsrsrs

 

juro que procurei mas não achei esses seus dados.....

 

achei esse aqui:

 

Apesar da crise, cerca de um milhão de pessoas cruzaram a linha da pobreza entre

2008 e 2009, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (9) por

Marcelo Neri, chefe do Centro de Estudos Sociais da Fundação Getúlio

Vargas

 

outra

 

Orçamentos 

Familiares (POF) de 2008 e 2009, divulgada na semana passada, reservou

uma surpresa ao economista Marcelo Neri, um dos maiores especialistas da

área social no Brasil: o País tem 10,6 milhões de pobres a menos do que

constava nas suas últimas estimativas, baseadas no resultado da

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2008. A diferença

entre as duas pesquisas deve-se basicamente à inclusão, na POF, da

economia de subsistência, a chamada "renda não monetária".

 

A diferença é muito grande, e significa que a pobreza no Brasil é 35% menor do que se pensava. Em vez de 29,8 milhões, resultado

extraído da Pnad, são 19,9 milhões, a partir da POF. Neri, que chefia o

Centro de Políticas Sociais (CPS), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), no

Rio de Janeiro, observa que a comparação mais correta é do número da

Pnad ajustado pela estimativa da população da POF, o que o leva para

30,5 milhões - ou 10,6 milhões a mais que os 19,9 milhões revelados pela

POF.

 

 

 

Tu fica me devendo essa tua pesquisa oficial ae.....por que pra mim não passa de falácia.

 

 

 

Tulkas2010-10-20 08:02:07

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 1.2k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Ou seja' date=' vamos colocar uma pessoa que passa fome na presidência, pois só quem passa fome pode julgar isso.

Vocês não percebem o quanto estúpido é dizer isso?06
[/quote']

 

 Ao que tudo indica, não. É isso ou tem muita gente aqui que anda fumando maconha estragada... 
Deadman2010-10-20 09:19:43
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

 

E sobre Governo x liberdade de imprensa' date=' muita gente está

confundindo fiscalização com censura. A imprensa tem que ser

fiscalizada, TODO o conteúdo da imprensa tem que ser fiscalizado para

saber se o que expõe está condizente com a fonte que obteve, sem

distorções, sem descontextualizações....

 

[/quote']

 

 

 

Discordo. O governo não pode ser o único à ter o direito de descontextualizar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas quem disse que o Governo pode descontextualizar?

 

 

 

 

 

E quem deve fiscalizar não é o governo, e sim o povo. Só que as

imprensas tem que, por obrigação, fornecer os dados e as informações em

que foi construida a matéria.

 

 

 

Idem. É preciso tomar cuidado isso de "imprensa fiscalizada", é perigoso e pode resvalar facilmente para censura.

 

Vou votar porque acho absurdo me eximir de escolher o presidente,

se eu posso, porque não? Mas não tenho dúvidas de que uma frase para a

promoção de um certo filme sobre um bicho feio vindo do espaço cabe

muito bem aqui:

 

Não importa quem vai ganhar. Todos nós perdemos.
[/quote']

 

 

 

Então você acha que um cientísta que expõe a uma banca avaliadora sua

metodologia e seus dados, está sendo censurado quando é rejeitado seu

trabalho?

 

 

 

Não misture as coisas, fiscalizar é analisar se o conteúdo exposto é

condizente com o conteúdo em que se baseia. Se houve uma pesquisa

revelando que a sociedade passa fome, e uma revista esquerdista e

Ptista usar como base uma entrevista com o pesquisador, se ele usar os

números expostos pelo pesquisador, e a representatividade do

pesquisador no meio científico(e o classificando, oportunamente, como

especialista) de forma que pareça que o Brasil não mais passa fome, o

material com que a revista tenha se baseado para afirmar que o Brasil

não passa fome terá que estar exposto pra avaliação, desde a entrevista

até os estudos que deram os dados, o artigo do pesquisador.... (e todos os conteúdos na integra, sem alterações).

 

 

 

Agora, não confundir com colunas, comentários,... pois opinião não

precisa de fonte para expor, a fonte  é a vida. Já notícias, matérias,

... TEM-SE que ser fiscalizado, é uma questão moral, caso contrário,

estamos a merce da corrupção de idéias e de fatos.

 

 

 

É INCRIVEL, mas o brasileiro(e todos) aceitam, ou melhor, gostam de

viver nas especulações, de ser estruturado por forças alheias,

desconhecidas. É incrivel como concordamos com uma estruturação em que

realiza sem qualquer esclarecimento e até sem responsabilidade, em pelo

menos algum grau.

 

 

 

Ou seja' date=' vamos colocar uma pessoa que passa fome na presidência, pois só quem passa fome pode julgar isso.

 

 

 

Vocês não percebem o quanto estúpido é dizer isso?06

 

 

[/quote']

 

Nossa, que distorção...

 

Pois é, quando eu disse que brasileiro gosta de ser comandado sem saber por que meio.... "aah, o fulano é respeitado e tem idéias economicas, tá bom" 06

 

Quem passa fome na presidencia só gerará, em tese, um governo que saberá o que é passar fome e suas necessidades imediatas.... o problema é que uma sociedade existem N problemas tão grandes quanto que devem ser solucionados e que estão intimamente relacionados.

 

O que se devia fazer é o governante PESQUISAR sobre o que é passar fome, dando voz e recebendo as informações fruto do conhecimento dos que passam fome para solucionar as necessidades imediatas e resultantes desse grupo de pessoas. O que se devia fazer era reconhecer o valor das pessoas, e seus conhecimentos, que passam fome e a necessidade de te-los representativos na organização do Brasil, para adotar medidas que sanem problemas crônicos. Mas como Brasileiro está acostumado a tudo ser empurrado goela abaixo, seja classe alta (por julgar esclarecido), seja a classe baixa (por julgar  alienado).

 

Gustavo Adler2010-10-20 09:44:56

Link to comment
Share on other sites


 

...

O que se devia fazer é o governante PESQUISAR sobre o que é passar fome' date=' dando voz e recebendo as informações fruto do conhecimento dos que passam fome para solucionar as necessidades imediatas e resultantes desse grupo de pessoas. O que se devia fazer era reconhecer o valor das pessoas, e seus conhecimentos, que passam fome e a necessidade de te-los representativos na organização do Brasil, para adotar medidas que sanem problemas crônicos. Mas como Brasileiro está acostumado a tudo ser empurrado goela abaixo, seja classe alta (por julgar esclarecido), seja a classe baixa (por julgar  alienado).

[/quote']

 

 Na boa, Gustavo, você está falando sério aqui??
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

Bolsa familia é um programa emergencial pra não deixar o povo

morrer de fome.....claro que tu nunca vai entender isso.....por que

nunca passou fome...e nunca viu a situação do povo no interior do

nordeste

 

Você já passou fome (mentira vindoura detected)?06

 

 

Eu graças a Deus.....nunca passei fome....mas meu pai já.....e como ele é do interior do ceará.....ele sempre me levou lá nas ferias.....e pude presenciar pessoas vivendo em condições deploráveis.....passando fome....

 

Tulkas2010-10-20 10:35:52

Link to comment
Share on other sites

 Um, fundador do PT e "expatriado", versando negativamente sobre Dilma, Lula, o PT e dando seu apoio ao Serra:

 

 Outra, "A intelectual do partido" (seja lá o que isso signifique e seja meritório...) falando do Serra e do que significa termos a Dilma como presidente:

 

 

 Tirem suas conclusões e façam suas apostas!!

 

 
Link to comment
Share on other sites

Nem Dilma' date=' nem Serra. E o país tá fudido pelos próximos 4 ou 8 anos. Acho que vou arrumar minhas malas.  [/quote']

 

Tchau! 06

 

Com a vitória da “esquerda”, vamos tomar todas as “riquezas” da classe média. Logo depois vamos fazer igual aos jacobinos radicais do século XVIII vamos instaurar a era do “terror”, colocado as cabeças de opositores na madame guilhotina. E não adianta fugir para amada Europa, já que lá os franceses e agora os britânicos estão dando sinal da abençoada anarquia popular instaurada com a reforma da previdência. Em sumo terão que mudar de planeta. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Brincadeiras acima a parte para os mais leigos e menos receptivos ao sarcasmo.

 

Vou aproveitando o assunto da revolta popular. Acho que a grande mídia que fala por poucos sempre expõe isto com repúdio, mas não deixa de engrandecer historicamente e considerar legítimas as ações da revolução burguesa... ops!... francesa que não difere em nada de uma insatisfação popular e legítima existentes desde sempre no planeta. É uma forma de sobrevivência vital uma vez que vai dar um fim aos parasitas que governam a vidas de uma população sofrida. É uma forma de defesa contra aqueles que atentam contra seus direitos a vida, a liberdade e a busca da felicidade. Mas aqui os camponeses são vistos como outra coisa e são incapazes ou indispostos a reconhecerem isto.

 

Pena que ainda não existe um ódio visceral e implacável bastante capaz de consumir parasitas que oprimem a população. Afinal seus servos formadores de opinião ou a mídia sem moral com seus instrumentos de manipular e iludir igual ao clero sem moral em outra época fazia para domesticar o populacho. Isto é um dos pilares mais potentes de qualquer edificação de controle um meio onde a população pode ser “orientada”. Antes feita pela religião e hoje na era da informação, pelas empresas informativas tendenciosas. O direito divino foi substituído pelo direito livre de informação para não dizer direito monopólio e influência. A igreja era e ainda é uma máquina de fazer propriedades e dinheiro e a grande mídia também é.

 

 Engraçado também observar pessoas darem importância a certos veículos de “informação” que em um passado não tão distante foram e ainda são parciais e possibilitaram que o caçador de marajás fosse presidente. Estes veículos falam obviamente para seus patrocinadores. E quem são eles? Questionem se eles estão de fato preocupados com a verdade ou de seus investidores e financiadores? Lembrem-se eles são uma empresa e falam pelas empresas poderosas, donos dos maiores proprietários de terras do planeta ou mesmo políticos influentes como a família Magalhães, Neves e Sarney. Olha quem não conhece acham que são até uma dinastia.
Plutão Orco2010-10-21 01:29:44
Link to comment
Share on other sites

 

blá blá blá...

 

Todas estas questões, devidamente ponderadas, levantam dúvidas sobre se

a contínua expansão de nossa atividade facilita a criação dos índices

pretendidos. Assim mesmo, a valorização de fatores subjetivos maximiza

as possibilidades por conta do orçamento setorial. No entanto, não

podemos esquecer que o fenômeno da Internet cumpre um papel essencial

na formulação dos modos de operação convencionais. Percebemos, cada vez

mais, que o entendimento das metas propostas garante a contribuição de

um grupo importante na determinação das condições financeiras e

administrativas exigidas. Não obstante, o consenso sobre a necessidade

de qualificação nos obriga à análise do fluxo de informações.

 

No

mundo atual, a consulta aos diversos militantes deve passar por

modificações independentemente dos métodos utilizados na avaliação de

resultados. A prática cotidiana prova que a revolução dos costumes

estende o alcance e a importância das diretrizes de desenvolvimento

para o futuro. O que temos que ter sempre em mente é que o

desenvolvimento contínuo de distintas formas de atuação oferece uma

interessante oportunidade para verificação dos conhecimentos

estratégicos para atingir a excelência.

 

Evidentemente,

a competitividade nas transações comerciais talvez venha a ressaltar a

relatividade dos relacionamentos verticais entre as hierarquias.

Gostaria de enfatizar que a necessidade de renovação processual agrega

valor ao estabelecimento dos níveis de motivação departamental. Ainda

assim, existem dúvidas a respeito de como a constante divulgação das

informações representa uma abertura para a melhoria das diversas

correntes de pensamento. É claro que a crescente influência da mídia

desafia a capacidade de equalização de alternativas às soluções

ortodoxas.

 

O empenho em analisar a percepção das

dificuldades prepara-nos para enfrentar situações atípicas decorrentes

do remanejamento dos quadros funcionais. As experiências acumuladas

demonstram que o novo modelo estrutural aqui preconizado faz parte de

um processo de gerenciamento dos paradigmas corporativos. Todavia, o

surgimento do comércio virtual estimula a padronização do retorno

esperado a longo prazo. Nunca é demais lembrar o peso e o significado

destes problemas, uma vez que a complexidade dos estudos efetuados

aponta para a melhoria do sistema de participação geral.

 

Fonte: http://padrelevedo.hpg.ig.com.br/lerolero/lerolero.html

Link to comment
Share on other sites


Mas cara' date=' a gente tá falando de regra e não de exceção. Eu fiz o colegial em uma escola técnica gratuita e muito boa, mas frequentada quase só por pessoas de classe média (tinha vestibular para entrar).

[/quote']

Mas aí é que esta o ponto. Não vejo como exceção boas escolas e faculdades. Sei lá, acho que sempre dependerá de opiniões. Digo isto pois os números apresentados no quesito qualidade (geral do Brasil) não são ruins.
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Eu graças a Deus.....nunca passei fome....mas meu pai já.....e

como ele é do interior do ceará.....ele sempre me levou lá nas

ferias.....e pude presenciar pessoas vivendo em condições

deploráveis.....passando fome....

 

 

E isso te qualifica à falar sobre o assunto e me desqualifica?06

 

 

Não ....mas tu fala tanta besteira sobre o pessoal que recebe bolsa familia.....com um tom tão pejorativo.....que parece aquilo que eu falei sim.....

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

 Enquanto isso' date=' o Serra do Bem continua com suas promessas eleitoreiras... 

 

Editoria de Arte/Folhapress

10293111.gif
[/quote']

 

Promessa por promessa, acho que os 2 tão viajando na maionese, só a Dilma quer construir 2 milhões de casa populares. Isso daria 41.667 casas populares por mês assim que ela assumir o mandato!06

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Sério' date=' achar que uma pessoa que passa fome pode de alguma forma contribuir intelectualmente é estúpido demais.

[/quote']

 

Não, quem pode contribuir intelectualmente é você com seus estereótipos 06

 

Putz, esse que eu digo, o pseudo-culto, julga que cultura é um valor indivídual, que inteligência é um atributo que só os pseudo-cultos adquirem por "osmose" ao ler alguns livros(pois certamente não entende nada do significado simbólico que está inserido no livro), e acha que uma boa forma de escolher e relacionar palavras é uma prova de conhecimento do cidadão.

 

Falta-lhe profundidade amigo. Óbvio que uma pessoa que passa fome pode contribuir intelectualmente, justamente nos campos em que ela viveu e aprendeu com as experiências, do que é passar fome, do que é preciso imediato, será que um trabalho é uma necessidade imediata, ou a comida? o que leva um cidadão a roubar pra comprar comida pra família? ... São questões que você não pode responder porque não passou na vida 03

 

Você poderá julgar o que eles precisam, "aah, comida" ou "aah, dinheiro". Mas é você quem está falando, e não eles, assim como você falaria para um cão morto de fome, ele precisa comer.... ou seja, você está esmagando todas as necessidades e natureza do ser humano(um ser social, com a mente social que trabalha com simbolismos sociais), na época da idade média, os padres diziam que uma pessoa que se debate e treme estava possuida pelo demônio, um julgamento sem o conhecimento dos fundamentos, da natureza daquele comportamento, o que surge é um julgamento estereotipado e rotulista, uma condenação hierarquica, uma exploração social. Pois se você não é cidadão da tribo, você não será ouvido, sua opinião não será ouvido e você está a mercê do que a tribo decidir, jogar pedras? ao fogo? ao hospício? jogada ao limbo do esquecimento? ou condenada a paralisia social?

 

 

 Na boa' date=' Gustavo, você está falando sério aqui??
[/quote']

 

 

 

Então vamos, o ser sabedor de todas as fronteiras.

 

Digamos que estamos em uma sociedade que vive através conhecimento e crença na biologia, me responda qual é o comportamento do Anodorhynchus hyacinthinus e qual a sua vantagem adaptativa, e se você errar estará fadado a exclusão, a não representar a sociedade, pois não tem intelgiência suficiente para contribuir na organização da sociedade!

 

O que estás a fazer é, FUNDAMENTALMENTE, a mesma coisa, você está elegendo conhecimentos(de lingua e de cultura e política/sociedade) como fundamentais, e está sublimando conhecimentos diversos que estão inseridos na cultura e política que forma seu conhecimento. Do que você sabe sobre o comportamento necessário de quem passa fome? Do que você sabe do motivo que leva alguém a vasculhar os lixões? Então, para você, um morto de fome age inconscientemente, sem planejamento, sem conhecimento, sem memória, sem aspirações e sem expressão do que vive? ou seja, é apenas uma carne ambulante e faminta?

 

Meu amigo, a sociedade não torna o ser em humano, o Homem JÁ NASCE homem, com suas necessidades sociais e elementos que farão parte das estruturas da sua personalidade... E o pior, vocês tanto não sabem de quais as necessidades de quem passa fome, que vocês simplesmente são ignorantes quanto a maior necessidade humana que os que passam fome jamais vão conseguir com uma comida na mesa. Você pode dar 100 toneladas de carne pra um morto de fome que não irá suprir com a necessidade intrinseca do homem, que é a necessidade de se socializar, de se inserir e inserir seus conhecimentos, suas perspectivas, sua visão, a importância de suas necessidades, seus valores,... em um grupo social. Não negue, você escreve nesse pc, e você TEM um pc por uma questão de inserção, não de utilitarismo, pois a utilidade de qualquer ferramenta, tecnologia, e conhecimento é a de inserir o homem na sociedade, e sua metodologia, em que nasceu.

 

Sim, os mortos de fome tem conhecimento, e estão FAMINTOS por reconhecimento que o levem a algum valor que possa assim adquirir conhecimentos transmitidos e pespectivas de vida na sociedade em que perambulam.

Gustavo Adler2010-10-21 08:33:23

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...