Jump to content
Forum Cinema em Cena
Big One

Watchmen

Recommended Posts

Contém spoilers.

 

Eu particularmente não vejo a menor comparação, principalmente porque as vias da verossimilhança é o que menos me interessa percorrer (e, dentro da lógica do filme, é absolutamente plausível comprar a idéia de alienígena, uma vez que existe um ser como o Dr. Manhattan, oras!). O ponto principal está detalhado com mais propriedade no texto que postei anteriormente, mas é basicamente a diferença entre o alcance dramático do Manhattan ser obrigado a fugir para Marte e ele decidir fazer a viagem sem bilhete de volta.

 

Mas, de tudo, é o que menos me chama a atenção. Há outros detalhes infinitamente mais prejudiciais ao filme nesse processo de adaptação.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vamos ver' date=' o Sunder deve ser um idota vestido de palhaço, o Calvin é um moleque gritando, o Lucas é um monstrinho em um biscoito (é isso?) e você é um drogado decadente que lutava caratê.   06.gif [/quote']

 

É um mostrinho em pelúcia (ou algo que o valha... sei lá) com a alça da bolsa do Chewbacca...

 

------------------------------------------

 

Sobre a manifestação da moderação... estou apenas esperando o João Cláudio esplanar sobre a invasão russa ao Afeganistão e como ela não tem nada a ver com o 11 de setembro...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não quero julgar o Avatar de ninguem' date=' quem sou eu para fazer isso??[/quote']

 

 

 

Hahahah, e o que você vem fazendo até agora, gênio?

 

 

 

E respondendo, você não é ninguém mesmo.

 

 

 

E chega disso agora. Pode falar o que quiser. Continue curtindo os filmes do Snyder e seja feliz.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Não quero julgar o Avatar de ninguem' date=' quem sou eu para fazer isso??[/quote']

 

 

 

Hahahah, e o que você vem fazendo até agora, gênio?

 

 

 

E respondendo, você não é ninguém mesmo.

 

 

 

E chega disso agora. Pode falar o que quiser. Continue curtindo os filmes do Snyder e seja feliz.

 

 

Ta enfiando o rabinho entre as pernas, paquita??

 

Não preciso dos seus conselhos, mas ja que vc Deu, porque não vai ver outro filme do Super Astro Tom Cruise, o Edwald Filho?

 

Ja disse, a hora que vc tiver ALGO a dizer, volte, do contrario abstenha-se dos comentários vãos e sem argumento apenas para botar lenha.

 

Vc, e suas amiguinhas Esnobes só mostraram que não entendem(Ou não querem entender) nada de cinema e tão aqui somente para coagir newcomers.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Foi zapeando por aí que encontrei um texto preciso a respeito de Watchmen' date=' no qual o autor aborda e explica com eficácia muito maior alguns pontos que levantei anteriormente, tais como: ausência de vários detalhes que ao mesmo tempo parecem dispensáveis porém exercem função primordial na construção do todo; o tratamento - e desenvolvimento - desleixado recebido por Veidt, que desde o início ganha ares de vilão; e a noção de que uma adaptação precisa ter alma e cheiro próprio, antes de abraçar a fidelidade. Reparem também no esclarecimento sobre a diferença de impacto dramatúrgico entre o final original e o que o Snyder aprontou.

As distorções do Watchmen de Zack Snyder

12/03/2009 por Renan Fogaça

 

E o porquê fidelidade deveria ser a última preocupação ao adaptar a obra para o cinema.

Ozymandias: o figurante de luxo

Quando fui assistir ao filme de Zack Snyder na semana passada –

tendo relido as revistas uma semana antes – o que menos julgava

primordial era fidelidade ao material original, levando em conta o

quanto a série funciona apenas como quadrinhos. Watchmen é uma HQ

lenta, complexa, asfixiante que funciona tão bem justamente por esse

envolvimento emocional e intelectual progressivo, não visível. O que

seria da série sem os anexos ao final de cada edição como a biografia

de Hollis Mason, o artigo sobre o Dr. Manhattan e a correspondência de

Adrian Veidt? Metade da trama se esvai. O que dizer então dos Contos do

Cargueiro Negro? A obra de Moore e Gibbons estende uma HQ tradicional e

sua força parte daí, do volume e da intensidade dos dados envolvidos.

Funciona como filme? Pelo menos com a obra de Snyder a resposta é

não. Sua opção foi pela fidelidade, por dar a vida ao que ele admira,

mas a escolha foi um tiro no pé. Interessa se “Sobre Meninos e Lobos” é

fiel ao livro de Dennis Lehane? Não, interessa que é um puta fillme.

Agora Snyder se perde ao querer transpor os quadrinhos simplesmente por

querer vê-los criar vida. Só que nesse exercício de filmar com a HQ

embaixo do braço, muito da trama se perdeu nessa transposição, e isso

era o mínimo que deveríamos esperar de um filme com tal proposta.

Dr. Manhattan é um paralelo com o Super-Homem. Moore brinca com a

seguinte pergunta: “Por que o Super-Homem se importaria tanto com os

humanos? De onde vem essa necessidade de ser aceito?” E a resposta é

que não existe motivo, logo Manhattan se distancia progressivamente ao

perder sua namorada Laurie. Ele não diferencia um humano de um pombo, e

isso associado ao plano de Ozymandias o faz lavar suas mãos na HQ, indo

rumo à Marte e quem sabe “criar seus próprios humanos”. Snyder quebra

todo o lirismo dessa queda do mito do herói americano ao lhe atribuir a

culpa do ataque a ele, e não aos alienígenas como na obra original. Ele

foge porque é obrigado, não porque não lhe interessa, ele faz um

sacrifício pelos humanos, como também o Batman de Nolan faz no

Cavaleiro das Trevas: ele assume a culpa da morte de Harvey Dent porque

esse é seu fardo. Um engodo intragável e babaca.

Mas o principal ponto que foge da fidelidade é Ozymandias.

Desenvolvido primorosamente em segundo plano na HQ, passando

despercebido como cidadão modelo até revelar seu plano, Ozymandias é a

catarse da trama. Já no filme de Snyder, ele é um personagem secundário

com um plano injustificável. Matar milhões para salvar bilhões? Por que

um figurante faria isso? Porque é isso que ele representa no filme de

Snyder.

Ozymandias é tão importante que faz até um paralelo com a própria

personalidade de Moore na vida real. Quem mais poderia enxergar os

segredos do mundo após comer uma bola de haxixe?

No filme, ele é um bufão que simplesmente resolve explodir a cidade.

Sem a caracterização ególatra do dono da maior inteligência do mundo e

sua descrença na capacidade dos seres humanos em aprender, seu ato se

torna um simulacro de terrorismo fundamentalista.

Apenas Rorschach foi bem caracterizado, também o motivo é fácil de

se encontrar, é o personagem mais fácil de gerar empatia no público de

adaptações de HQs por representar um anti-herói nos moldes do

Wolverine. Agora Manhattan com seu pênis imenso e desnecessário é

descaracterizado em seu clímax, e Ozymandias é apenas um boçal

reaproveitando o figurino usado no Batman Eternamente de Joel

Schumacher.

Não comentarei a frase “Eu o perdoei porque ele me deu você”, frase

proferida pela mãe de Laurie ao lhe contar que seu pai é o Comediante.

Não entraria na cabeça do público uma mulher se apaixonar pelo homem

que a tentou estuprar, melhor transformar tudo em um dramalhão de

quinta.

Snyder tenta ser fiel, mas apenas dá vida à parte que lhe convém ou

que ele julga interessante, e por ai só se perde toda a fidelidade.

Tenta criar um filme que agrade aos fãs de filmes do Homem-Aranha e

X-Men usando como base uma HQ revolucionária e de difícil entendimento,

nem se preocupando em digerir a essência, apenas criando planos

bonitos. É um filme fiel a nada, sem público e sem propósito de

existir. 4 horas de filme resolveriam? Talvez Snyder usasse o tempo

restante para coreografar melhor ainda suas lutas em câmera lenta.

Tivesse Watchmen ficado eternamente como “apenas” uma excelente

história em quadrinhos.

PS: O ponto positivo é ver o anão Danny Woodburn como O Figura.

Inesquecível como Mickey no seriado Seinfeld, não me contive em

imaginar Rorschach trombando com Kramer saindo do banheiro com seu

jeito abobalhado.

[/quote']

 

Exatamente tudo que eu pensava, mas não conseguia por em palavras.

 

Ainda assim, acho que o filme é uma boa diversão. É só desligar a mente. 06

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sinceramente' date=' por mais q isso possa parecer esquisito, visto a minha profissão, mas não creio que vivamos tanto assim próximos da Guerra Fria... Duas potências antagônicas, dois regimes políticos e ideológicos diversos..., dentre outras características que tínhamos na Guerra Fria, simplesmente não se repetem atualmente... E, mesmo assim, concordo com sua frase...[/quote']

 

Eu falo de consequências... o mundo de hoje é resultado direto da queda do Muro de Berlim e do 11 de Setembro. Aliás... é resultado de fatos que vêm desde o início da História. Mas fiquemos com os fatos mais recentes e mais influentes na política mundial de hoje. A questão é... um filme que mostre um mundo alternativo onde a balança da Guerra Fria está radicalmente a favor de uma das potências é relevante SIM no contexto do mundo de hoje. Estamos falando das coisas que fizeram o mundo ser o que é agora... não é pouca merda... não é datado...

 

exato, e mais, as consequencias são como bolas de neve em uma montanha coberta por toneladas delas.

E hoje, qual é a potencia que está sentido o vento a favor? EUA(assim como a guerra fria da hq estava radicalmente a favor dos EUA)!

O grande problema é que a sociedade vive do passado presente, do agora, e se esquece as razões de ser o agora, das correntes que levaram-nos para onde estamos, e ainda levam para estarmos em outras posições. Continuamos tendo um grande fim mundial, primeiro era a terceira guerra, depois passou a virada do milenio e o but do computador, depois o 11 de setembro trouxe um monstro invisivel, o terrorismo que iria, com bombas bactericas, destruir a civilidade humana, agora, estamos prestes a ser extintos pelas bombas de gás carbonico lançados nas terras das grandes urbanizações...

 

Somos muitos, muitos esquecidos... Fazemos hoje o que eles fizeram

 


"a guerra fria' date=' estereotipada acabou, mas os problemas de uma sociedade estereotipica não!"

Esse argumento foi exemplar. Quer dizer que a critica do filme Watchmen, em seu contexto politico da Guerra Fria, esta conectado com a "sociedade esteriotipada" que temos hoje??

 
[/quote']

 

meu deus, e o pior é que não podemos dizer que ele não leu a obra, mas também, deve só ter lido isso!

 

amiguinho, sua visão estreita do mundo é pertubadora... saiba muito bem que os argumentos contitos em Watchmen cabe muito bem ao contexto atual, como a vários contextos da história capitalista, na verdade, a obra entra no contexto da alma humana meu amigo!

 

mas acho que você não vai entender o que digo, afinal, nem a obra que tanto preza te fez enxergar alem do seu umbigo, vou eu conseguir?

 

você quer uma explicação mastigada sobre a ligação da guerra fria com 11 de setembro? eu te digo uma ligação com a bombas de hiroshima se você quiser... vá ler, va refletir, va discutir com alguém cuja a mente não esteja encarceirada na frente de uma tv!

 

O Ensino Medio incompleto' date=' vai estudar vai, é ano de vestibular.

Se vc voltar aqui dizendo que 11 de Setembro tem a ver com a Guerra Fria, ja  mando vc se catar por antecedencia.

Outra coisa, se vc viu alguma coisa de 11 de Setembro em Watchmen, te dou um conselho, pare de usar LSD.[/quote']

Já ouviu falar da invasão russa ao Afeganistão? Invasão que no filme é atrasada e só começa a acontecer depois que o Dr. Manhattan dá no pé? Pois é... no mundo real os Estados Unidos apoiaram, armaram e treinaram a resistência Afegã, que era liderada por muitos dos que viriam a formar o governo Talibã e por um sujeito chamado Osama Bin Laden...

Não entendeu? Hummmm... deixa eu tentar falar a sua língua... os afegãos são aqueles carinhas que o Stalonne ajuda em Rambo III...

 

pois é, Osama esse que os EUA formaram para combater o comunismo

 

engraçado, a Soviética ameaça invadir Afeganistão, os EUA investiu em uns zés lá do oriente para ir contra seus governos comunistas, e contra o Irã(entre os zés estavam Osama Bin Laden do Afeganistão, Saddam Hussein no Iraque) , o Afeganistão é comandado por esses lutadores nobres que lutaram no passado contra o comunismo, mas então o Osama agora vira ladrão, invade o então o Afeganistão, invade o Iraque para derrubar o Sattam, ops Saddam...

 

incrivel, como uma coisa nada tem haver com a outra, incrivel que os motivos e os discursos flutuantes nada tem de parecido, mas mais incrivel mesmo é a desconexão entre os momentos históricos...

 


O único modo' date=' q ñ deixa margens pra dúvida, de medir a qualidade é a bilheteria.[/quote']

 

entao os filmes da Xuxa e do Didi pra vc devem ser obras-primas..

 

UIAUiuiAUI

AuiAiAUiAU

AuaIAUIiuA

essa frase do Davi, não o imperador, foi a de um imperador do topico 0606

imperador da piada!

 


As distorções do Watchmen de Zack Snyder

concordo, apesar de ele ter sido duro com o filme, ele foi bem em sua analise, mas não em sua nota.

Não da para dizer que o filme perde todo o seu conteudo, mas perde a profundidade que nos deixa sem pilar para saber aonde segurar quando lemos a HQ. E a cena de como nós ficamos ao ler a HQ é a mesma situação em que se encontra o homem perdido na ilha após o ataque do carguieiro negro, que lemos aos olhos do jovem que le a revistinha, até nisso, o Allan foi formidavel, através de uma arte formidavel de vista, conseguiu projetar a sensação do leitor nos quadrinhos que estão em mãos dentro do quadrinho ficticio que está na mão do garoto, uma auto-alusão, é como se a revista do jovem fosse o espelho do contexto da hq e de nossa face ao olhar para toda essa pertubadora história, que é nossa!

 

mas apesar de ter diluido a profundidade dos personagens a facilitar o olhar dos abstraidos de uma visão mais funda, alguma substância ainda está ali, só que para quem está a par de toda a dimensão minuciosa da HQ, se sente, no minimo, incomodado com a banalização da questão fidelidade, a se fosse apenas xerocar... seria facilimo!
Gustavo Adler2009-03-17 20:29:05

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

 

amiguinho' date=' sua visão estreita do mundo é pertubadora... saiba muito bem que os argumentos contitos em Watchmen cabe muito bem ao contexto atual, como a vários contextos da história capitalista, na verdade, a obra entra no contexto da alma humana meu amigo!

 

mas acho que você não vai entender o que digo, afinal, nem a obra que tanto preza te fez enxergar alem do seu umbigo, vou eu conseguir?

 

você quer uma explicação mastigada sobre a ligação da guerra fria com 11 de setembro? eu te digo uma ligação com a bombas de hiroshima se você quiser... vá ler, va refletir, va discutir com alguém cuja a mente não esteja encarceirada na frente de uma tv!

[/quote']

 

 

Vc sabe o que significa ser Dissimulado?

 

Eu nunca falei que a Guerra Fria não teve importancia historica ou politica para os dias de hoje, falei que o argumento de Watchmen em nada faz essa ligação.

 

Simplesmente porque foi feito para ser fiél (apesar de não conseguir totalmente) a uma Graphic Novel de 86 que não poderia prever os acontecimentos que tivemos de la pra ca.

 

Ao inves de picotar a obra original, Snyder decidiu fazer algo com fidelidade e ACIMA de tudo ESTILO.

 

Tudo isso que eu acabei de dizer estava nos meus dois primeiros posts que foram sumariamente ridicularizados sem vcs nem se darem ao trabalho de ler. IGNORANTES.

 

 

 

"como a vários contextos da história capitalista, na verdade, a obra entra no contexto da alma humana meu amigo!"

 

 

 

Essa é a frase do dia amigão, vou dormir depois de boas gargalhadas aqui.

 

Agora eu entendi porque as faculdade de Economia e Psicologia ficam no mesmo predio. rsrs

 

Pra vc basta se focar no ser humano que esta falando de tudo que envolve o ser humano. Basta falar de uma parte da historia, que esta falando de todo o resto da historia, ja que tudo esta interligado.

 

Pra vc Gladiador foi praticamente um documentário sobre Roma e os resultados desse imperialismo nos dias de hoje.

 

Realmente, pra vc até Xuxa Contra o Baixo Astral deve ser profundo.

 

Ou, talvez Lua de Cristal com o Sergio Malandro que a nossa coleguinha Paquita tentou uma ponta.

 

Se vc continuar com esses argumentos risiveis eu vou continuar com a ironia, então, por favor, pense antes de postar.

Van_Dame2009-03-17 22:47:57

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu nunca falei que a Guerra Fria não teve importancia historica ou politica para os dias de hoje' date=' falei que o argumento de Watchmen em nada faz essa ligação.

Simplesmente porque foi feito para ser fiél (apesar de não conseguir totalmente) a uma Graphic Novel de 86 que não poderia prever os acontecimentos que tivemos de la pra ca.[/quote']

 

Sim... até aí ninguém discorda de você. O que acontece é que a visão de mundo que Alan Moore mostrou nos quadrinhos lá em 1986 e que o Snyder apresentou neste filme de 2009, de um, hoje, passado alternativo, ainda são atuais. Não vivemos mais na Guerra Fria, mas suas consequências estão aí. A melhor forma de comentar o futuro é revisitar o passado. Nisso... Watchmen está longe... muito longe de ser datado... 

Share this post


Link to post
Share on other sites

amiguinho' date=' sua visão estreita do mundo é pertubadora... saiba muito bem que os argumentos contitos em Watchmen cabe muito bem ao contexto atual, como a vários contextos da história capitalista, na verdade, a obra entra no contexto da alma humana meu amigo!

 

mas acho que você não vai entender o que digo, afinal, nem a obra que tanto preza te fez enxergar alem do seu umbigo, vou eu conseguir?

 

você quer uma explicação mastigada sobre a ligação da guerra fria com 11 de setembro? eu te digo uma ligação com a bombas de hiroshima se você quiser... vá ler, va refletir, va discutir com alguém cuja a mente não esteja encarceirada na frente de uma tv!

[/quote']


Vc sabe o que significa ser Dissimulado?

Eu nunca falei que a Guerra Fria não teve importancia historica ou politica para os dias de hoje, falei que o argumento de Watchmen em nada faz essa ligação.

Simplesmente porque foi feito para ser fiél (apesar de não conseguir totalmente) a uma Graphic Novel de 86 que não poderia prever os acontecimentos que tivemos de la pra ca.

Ao inves de picotar a obra original, Snyder decidiu fazer algo com fidelidade e ACIMA de tudo ESTILO.

Tudo isso que eu acabei de dizer estava nos meus dois primeiros posts que foram sumariamente ridicularizados sem vcs nem se darem ao trabalho de ler. IGNORANTES.



"como a vários contextos da história capitalista, na verdade, a obra entra no contexto da alma humana meu amigo!"



Essa é a frase do dia amigão, vou dormir depois de boas gargalhadas aqui.

Agora eu entendi porque as faculdade de Economia e Psicologia ficam no mesmo predio. rsrs

Pra vc basta se focar no ser humano que esta falando de tudo que envolve o ser humano. Basta falar de uma parte da historia, que esta falando de todo o resto da historia, ja que tudo esta interligado.

Pra vc Gladiador foi praticamente um documentário sobre Roma e os resultados desse imperialismo nos dias de hoje.

Realmente, pra vc até Xuxa Contra o Baixo Astral deve ser profundo.

Ou, talvez Lua de Cristal com o Sergio Malandro que a nossa coleguinha Paquita tentou uma ponta.

Se vc continuar com esses argumentos risiveis eu vou continuar com a ironia, então, por favor, pense antes de postar.

meu deus, esse cara tem desfunção cerebral, só pode!

primeiro, sobre a história, vc leu o que aqui foi dito? o bin bin é produto da guerra fria, e é também do estilo americano, que está em AMBAS AS EPOCAS!

 

e sobre falar de humanidade, meu deus, o maximo que você consegue retrucar é isso?

 

estou boquiaberto com sua proeza!

 

a ultima vez que desenho pra você, falo da ALMA HUMANA, essa que não tem cor, não é preta no branco, essa que não nasce sabendo, e assim também, não nasce má e nem boa, mas tudo ao mesmo tempo.... A natureza que salva mas para ter uma postura no contexto social, e que mata para se por no contexto... como diria o Rorschach, o Comediante era um patriota, pode ter feito muita desgraça, mas sabia que era assim a vida, uma piada, mas ele nunca se vendeu, nunca vendeu bonecos de si mesmo, nunca se prostituiu(o vilão ao mesmo tempo é heroi, o homem inteligente é ao mesmo tempo um puto que vende o que ele foi). E usando outra passagem, a mulher espectral que foi abusada pelo comediante, ama-o e tem uma filha com ele. Cade a forma do copo? onde o liquido se prende? ve ai a alma humana?

 

Eu nunca falei que a Guerra Fria não teve importancia historica ou politica para os dias de hoje' date=' falei que o argumento de Watchmen em nada faz essa ligação.

Simplesmente porque foi feito para ser fiél (apesar de não conseguir totalmente) a uma Graphic Novel de 86 que não poderia prever os acontecimentos que tivemos de la pra ca.[/quote']

 

Sim... até aí ninguém discorda de você. O que acontece é que a visão de mundo que Alan Moore mostrou nos quadrinhos lá em 1986 e que o Snyder apresentou neste filme de 2009, de um, hoje, passado alternativo, ainda são atuais. Não vivemos mais na Guerra Fria, mas suas consequências estão aí. A melhor forma de comentar o futuro é revisitar o passado. Nisso... Watchmen está longe... muito longe de ser datado... 

 

perfeito!

 

 Discordo do Renan Fogaça em seu comentario sobre o final do filme. Não houve nenhuma atitude de auto sacrificio no final do filme por parte do Manhattan. Ele foi embora pq o planeta não lhe interessava mais mesmo.

Valeu16

isso não ficou bem claro, e as evidencias caminha a tendencia para se pensar o contrário, é fato que o filme não negou sua interpretação, mas não só criou a outra como a direcionou

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

meu deus' date=' esse cara tem desfunção cerebral, só pode!

primeiro, sobre a história, vc leu o que aqui foi dito? o bin bin é produto da guerra fria, e é também do estilo americano, que está em AMBAS AS EPOCAS!

 

e sobre falar de humanidade, meu deus, o maximo que você consegue retrucar é isso?

 

estou boquiaberto com sua proeza!

 

a ultima vez que desenho pra você, falo da ALMA HUMANA, essa que não tem cor, não é preta no branco, essa que não nasce sabendo, e assim também, não nasce má e nem boa, mas tudo ao mesmo tempo.... A natureza que salva mas para ter uma postura no contexto social, e que mata para se por no contexto... como diria o Rorschach, o Comediante era um patriota, pode ter feito muita desgraça, mas sabia que era assim a vida, uma piada, mas ele nunca se vendeu, nunca vendeu bonecos de si mesmo, nunca se prostituiu(o vilão ao mesmo tempo é heroi, o homem inteligente é ao mesmo tempo um puto que vende o que ele foi). E usando outra passagem, a mulher espectral que foi abusada pelo comediante, ama-o e tem uma filha com ele. Cade a forma do copo? onde o liquido se prende? ve ai a alma humana?
[/quote']

 

 

Ow Alice no Pais das Maravilhas, algum momento eu falei que Watchmen NÃO era profundo??

 

Tenho a Graphic Novel aqui e sei mto bem dos pontos fortes dela.

 

Agora vc vir me dizer que a critica POLITICA de Watchmen se mantem atual por causa da carga dramatica dos personagens foi um dos absurdos mais fantasticos que pude ler nos ultimos dias.

 

Vc não entendeu nada do que eu disse??

 

Onde que o contexto politico encontra a profundeza da alma dos personagens?

 

O contexto politico é DATADO e pronto!

 

Analise sociologica, psicologia e antropologica não!

 

Ta mais claro assim??

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Discordo do Renan Fogaça em seu comentario sobre o final do filme. Não houve nenhuma atitude de auto sacrificio no final do filme por parte do Manhattan. Ele foi embora pq o planeta não lhe interessava mais mesmo.

Valeu16

 

E mesmo que interessasse, nesse final inventado pelo Snyder, não havia opção. Era sair do planeta ou sair do planeta.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não tenho problema nenhum com o sacrifício do Manhattan ou do Batman em TDK, o que me chama a atenção nessa crítica é que ela atenta para a ausência do "Sob o Capuz" e outros alargamentos fundamentais do universo da HQ.

Share this post


Link to post
Share on other sites
O único modo' date=' q ñ deixa margens pra dúvida, de medir a qualidade é a bilheteria.[/quote']

 

entao os filmes da Xuxa e do Didi pra vc devem ser obras-primas..


aí no chilezinho devem ser sucessão então.

 

e a bilheteria de watchmen contiua caindo rumo ao fracasso...

moderaçao se for deletar, exclua esse

 

Vamos ver' date=' o Sunder deve ser um idota vestido de palhaço, o Calvin é um moleque gritando, o Lucas é um monstrinho em um biscoito (é isso?) e você é um drogado decadente que lutava caratê.   [img']smileys/06.gif" align="middle" />

 


É um mostrinho em pelúcia (ou algo que o valha... sei lá) com a alça da bolsa do Chewbacca...


 


------------------------------------------


 


Sobre a manifestação da moderação... estou apenas esperando o João Cláudio esplanar sobre a invasão russa ao Afeganistão e como ela não tem nada a ver com o 11 de setembro...

 

é um sackboy, boneco do jogo littlebigplanet da sony pra playstation 3


Esse tópico já teve dias melhores' date=' mas pelo menos tá divertido[/quote']

 


 


E por onde anda o Marcos Davi? Ainda não se manifestou hoje? http://www.cinemaemcena.com.br/forum/smileys/06.gif" height="17" width="17" align="absmiddle" alt="06" />

 

Pq só ofendo os q me ofendem.

OBS.: SRA. AUTORIDADE DA MODERAÇÃO, FOI MAL POR POSTAR MTOS SEGUIDOS, MAS EU Ñ SEI USAR VARIOS "QUOTE" NUM UNICO POST
sunderhus2009-03-18 14:31:24

Share this post


Link to post
Share on other sites
O único modo' date=' q ñ deixa margens pra dúvida, de medir a qualidade é a bilheteria.[/quote']

 

entao os filmes da Xuxa e do Didi pra vc devem ser obras-primas..


aí no chilezinho devem ser sucessão então.

 

no Chile nao sei, mas nas quebradas de Bangu os "ixpertos" acham o máximo..

Share this post


Link to post
Share on other sites

meu deus' date=' esse cara tem desfunção cerebral, só pode!

primeiro, sobre a história, vc leu o que aqui foi dito? o bin bin é produto da guerra fria, e é também do estilo americano, que está em AMBAS AS EPOCAS!

 

e sobre falar de humanidade, meu deus, o maximo que você consegue retrucar é isso?

 

estou boquiaberto com sua proeza!

 

a ultima vez que desenho pra você, falo da ALMA HUMANA, essa que não tem cor, não é preta no branco, essa que não nasce sabendo, e assim também, não nasce má e nem boa, mas tudo ao mesmo tempo.... A natureza que salva mas para ter uma postura no contexto social, e que mata para se por no contexto... como diria o Rorschach, o Comediante era um patriota, pode ter feito muita desgraça, mas sabia que era assim a vida, uma piada, mas ele nunca se vendeu, nunca vendeu bonecos de si mesmo, nunca se prostituiu(o vilão ao mesmo tempo é heroi, o homem inteligente é ao mesmo tempo um puto que vende o que ele foi). E usando outra passagem, a mulher espectral que foi abusada pelo comediante, ama-o e tem uma filha com ele. Cade a forma do copo? onde o liquido se prende? ve ai a alma humana?
[/quote']


Ow Alice no Pais das Maravilhas, algum momento eu falei que Watchmen NÃO era profundo??

Tenho a Graphic Novel aqui e sei mto bem dos pontos fortes dela.

Agora vc vir me dizer que a critica POLITICA de Watchmen se mantem atual por causa da carga dramatica dos personagens foi um dos absurdos mais fantasticos que pude ler nos ultimos dias.

Vc não entendeu nada do que eu disse??

Onde que o contexto politico encontra a profundeza da alma dos personagens?

O contexto politico é DATADO e pronto!

Analise sociologica, psicologia e antropologica não!

Ta mais claro assim??

 

é, inevitavel o seu choque contra a parede!

 

seus olhos não vão além das paredes!

 

onde que o contexto politico encontra a profundeza da alma dos personagens? você não leu a HQ, definitivamente, você só passeou por ela como se tivesse passeando em um parque com humanos trancafiados como homem macaco, o homem que cospe fogo, encantado com as cores de tudo o que o envolvia... e os leões a rugir e você a rir, os Elefantes a se levantar e você a aplaudir, e o narrador a gritar como eloquente politico e vocês, publico, a abrir um sorriso, mas ai o programa acaba, e vocês vão deitar para mais uma jornada...!

 

Não tenho problema nenhum com o sacrifício do Manhattan ou do Batman em TDK' date=' o que me chama a atenção nessa crítica é que ela atenta para a ausência do "Sob o Capuz" e outros alargamentos fundamentais do universo da HQ.[/quote']

muito mais foi perdido, e o diálogo entre o psicanalista Mal e o Rorschach? foi 90% suprimido, o que foi um crime, pois é um dos pontos mais fortes do personagem, ali ele nos da o contato entre a politica humana, de sempre estar olhando pra seu ego.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Compartilhando com vc's...

 

Minha edição definitiva de Watchmen acabou de chegar... O cheiro de tinta... Os doze volumes encardenados... Em capa dura... Simplesmente maravilhoso... Vou ler mais uma vez Watchmen e depois vou ao cinema pra revê-lo...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Compartilhando com vc's...

 

Minha edição definitiva de Watchmen acabou de chegar... O cheiro de tinta... Os doze volumes encardenados... Em capa dura... Simplesmente maravilhoso... Vou ler mais uma vez Watchmen e depois vou ao cinema pra revê-lo...

 

desculpa perguntar, Sunder... mas qto ce desembolsou pela dita cuja? eu me recuso a pagar o q acredito q seja, sendo q ja tenho a versao encadernada e em fasciculos, porem datadas da epoca de lancamento..portanto, com algum mofo..

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

é' date=' inevitavel o seu choque contra a parede!

 

seus olhos não vão além das paredes!

 

 

onde que o contexto politico encontra a profundeza da alma dos personagens? você não leu a HQ, definitivamente, você só passeou por ela como se tivesse passeando em um parque com humanos trancafiados como homem macaco, o homem que cospe fogo, encantado com as cores de tudo o que o envolvia... e os leões a rugir e você a rir, os Elefantes a se levantar e você a aplaudir, e o narrador a gritar como eloquente politico e vocês, publico, a abrir um sorriso, mas ai o programa acaba, e vocês vão deitar para mais uma jornada...!

[/quote']

 

PQP! Eu nem sei porque eu to discutindo com VC! VC nem se deu ao trabalho de ler os meus dois posts relacionados ao FILME DO WATCHMEN!!

 

Eu jamais falei que a HQ tinha defeitos velho, to falando que o FILME DE 2009 não se preocupou em ATUALIZAR A CRITICA, apenas fazendo uma versão com mto ESTILO da HQ de 86.

 

Que mimimi do caraio essa tua historia, PQP, vc anda vendo mto a Xuxa e os Dementes só pode.

 

Vc não le e não entende nada que eu digo, e eu que sou o ignorante que não "entendeu" a HQ?

 

Vai fazer um curso de interpretação de texto cara, assim vc parece um dissimulado, pervertendo tudo que eu falo.

 

Quem sabe assim vc começa a ver as coisas como elas realmente são e sai do Pais das Maravilhas que vc vive.

Van_Dame2009-03-18 22:38:10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...