Jump to content
Forum Cinema em Cena

Hellraiser (remake)


Jorge Soto
 Share

Recommended Posts

depois de Sexta-Feira 13, Hora do pesadelo, halloween, e Massacre da serra eletrica..tinham q vir com remake deste classico do terror de 1987, do Clive Barker, com pinhead & cia..07 bem, se o escritor tiver envolvido capaz de sair algo q preste, senao...04

 

Diretor: Pascal laugier

Roteiro: Pascal laugier & Clive Barker (personagens)

eleco: a definir

 

 

 

No original, Frank Cotton descobre as dores do inferno ao desvendar o segredo de um cubo enigmático. Sua cunhada torna-se a intermediária de seus banquetes sanguinolentos, atraindo para sua casa os homens que encontra nas ruas.

cenobites.jpg

 

NOTÍCIAS E IMAGENS


(06/02/09) Será que já temos o visual do novo Pinhead? Caso o responsável pela maquiagem da maioria dos filmes da série, Gary J. Tunnicliffe, volte a trabalhar com o personagem voce terá o líder dos cenobitas com uma das aparências abaixo. Na verdade, trata-se daquela típica divulgação que as produtoras fazem para saber a opinião do público sobre o visual do novo ícone do horror, que está sendo apelidado de "Project Angel". Confira abaixo as imagens e dê sua opinião para a Dimension Films...

1.jpg2.jpg
Jorge Soto2010-10-21 08:58:55
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
  • 7 months later...

 

NOTÍCIAS

(31/10/09) Em um recente artigo na Variety referente ao remake de SHORT CIRCUIT' date=' foi confirmado que o remake de HELLRAISER será mesmo feito em 3D pela Dimension Films. Também foi dito que o título do filme será Clive Barker's HELLRAISER e que estão planejando um remake também de SCANNERS.

Só para constar, a Dimension Films já está planejando um
Pânico 4 em 3D e também um remake do clássico UM LOBISOMEM AMERICANO EM LONDRES.

 

[/quote']

 

Nem acho que combina esse filme em 3D, mas sei lá...

 

(O Kevin Willianson já disse que o Pânico 4 não vai ser em 3d)
Link to comment
Share on other sites

Acho que o 3D tem um potencial bacana para filmes de terror, se for usado corretamente. Seria assustador ver uma coisa voando na sua cara, de repente. O problema é se fizerem só esse tipo de coisa.

 

 

 

As pessoas criticam muito os "sustos fáceis", como barulhos mais altos e etc, só que esses recursos fazem parte do cinema de horror. Correndo o risco de ser redundante, o problema são os filmes que se apóiam apenas nesse tipo de recurso. Um terrorzão com uma boa história, bom clima e um ou outro susto FODAÇO em 3D seria muito legal.

 

 

 

Mas demora ainda. E Hellraiser remake é desnecessário de qualquer jeito. Melhor seria se fizessem uma continuação boa de verdade.

Link to comment
Share on other sites

  • 11 months later...

 

Remake de Hellraiser contrata novos roteirista e diretor

Enquanto faz continuação direto para DVD' date=' Dimension volta a pensar no relançamento da série no cinema

Marcelo Hessel
21 de Outubro de 2010

 

Ao mesmo tempo em que produz, direto para DVD, um novo filme de Hellraiser para não perder os direitos sobre a série, a Dimension Films começa a se mexer novamente para tirar do papel o remake do primeiro filme - para lançar no cinema.

Depois de chamar Alexandre Bustillo e Julien Maury para dirigir o recomeço de Hellraiser, depois tentar com Pascal Laugier, agora o estúdio contrata o roteirista Todd Farmer e o diretor Patrick Lussier, dupla que fez Dia dos Namorados Macabro 3D, quase emplacou Halloween 3D e atualmente finaliza Drive Angry 3D.

A notícia foi dada pelo Collider e confirmada pelo Bloody-Disgusting. Por enquanto a produção caminha devagar. Amber Heard, que está em Drive Angry, estaria cotada para estrelar o novo Hellraiser, mas não há nada acertado ainda.

[/quote']
Link to comment
Share on other sites

  • 7 months later...

 

Exclusivo! Diretor de Fúria Sobre Rodas fala de Hellraiser e Halloween 3 Patrick Lussier diz que esperar fazer os dois projetos em breve

Marcelo Forlani
31 de Maio de 2011

 

Os nossos parceiros do Collider conversaram por telefone com o cineasta Patrick Lussier, que está promovendo o DVD/Blu-ray de Fúria sobre Rodas (Drive Angry), que está sendo lançado nos Estados Unidos tanto em 2D quanto em 3D. Mas o bate-papo não ficou só nisso. Lussier também falou sobre o remake de Hellraiser e a possibilidade de fazer Halloween 3.

O diretor disse que desenvolve os dois projetos ao lado de seu parceiro Todd Farmer. Primeiro, quer filmar logo Hellraiser e em seguida, assim que receber o sinal verde, quer rodar Halloween 3. "Nós amamos o roteiro e adoramos a franquia. Hellraiser é um mundo mágico criado por Clive Barker, que possui uma beleza vibrante e surreal. Hellraiser não foi criado para fazer dinheiro. É uma obra de arte. Não foi criado para ser como A Morte Convida Para Dançar (Prom Night), nem o Dia dos Namorados Macabro (My Bloody Valentine). Eu adorei refilmar Dia dos Namorados Macabro, mas brincar com o mundo de Hellraiser e tentar levá-lo de volta ao cinema é algo que nós estamos fazendo com muito carinho", disse.

Mas o filme vai ser mais para uma refilmagem, um reinício ou uma história paralela que acontece no mesmo mundo? "Estamos mais para a última ideia, uma história que se ambienta naquele mundo criado por Clive. Não estamos pensando em refilmar o que ele criou, nem em recontar a história, embora tenhamos alguns componentes que já foram vistos neste mundo criado por ele", complementou. Sobre o Pinhead, Lussier disse que estão sendo muito cuidadosos com o visual do personagem. "É preciso entender porque ele é tão icônico. Nós fizemos algumas versões diferentes e as testamos e foi bastante intrigante. Agora estamos trabalhando numa nova versão. A imagem do Pinhead é icônica por um motivo e é algo que queremos preservar. Há alguns elementos que devem continuar e outros que serão apresentados de uma nova maneira. Mexer neste mundo de Clive é olhar a sua criação e imaginar como mostrá-la. O que daria para ser atualizado dali? O que merece uma cara de século 21? Como nós apresentamos isso de uma forma que seja ao mesmo tempo novo e respeite a versão original?", deixou no ar o cineasta.

Já sobre Halloween 3, Lussier disse que a ideia é continuar exatamente do ponto que Rob Zombie encerrou o segundo filme da nova versão da série e a partir daí começar a surpreender o público. "Depois desta longa cena inicial, o filme retornaria um ano depois dos acontecimentos, em um novo Dia das Bruxas, que seria mais parecido com o original de John Carpenter, levando Michael Myers de volta às suas origens", concluiu.

 

Ainda está nos planosm  o remake(ou sei lá o que).
Link to comment
Share on other sites

  • 5 months later...

 

 

 HELLRAISER REVELATION não é o remake. É mais uma sequencia. E os caras da Weinstein deixaram claro que só fizeram esse filme pra não perder os direitos sobre a franquia. Então não tinha como sair bom mesmo.

Ah, sim, mas tem esse Pinhead involuntariamente cômico que aparece na foto.

 

Link to comment
Share on other sites

 

 Sim, esse Pinhead é ridiculo. Não chega ao chão do chão que o Pinhead do Doug Bradley pisa. Mas duvido que seja ele no remake. Só botaram o cara por que eles precisavam filmar logo e o tempo tava passando.

 

 Agora que eles tem os direitos da franquia garantido, espero que usem esse tempo para achar um substituto de verdade, e não um duble qualquer, para dar vida o lider dos cenobitas no remake.

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

 Não vai mais, JAILCANTE. Patrick Lussier, diretor de DRACULA 2000 e do já citado remake de DIA DOS NAMORADOS MACABRO iria dirigir, mas pelo jeito os produtores não gostaram muito das idéias dele pro filme, e ele foi desligado do projeto.

 

 Mas Lussier ainda esta no comando de HALLOWEEN 3D, da mesma Wenstein Company.
Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

enqto isso.....quase q aluguei essa bosta...

 

 

 

Hellraiser – Revelations: Isso não é para seus olhos!

Por

Gabriel Paixao
13/01/2012

hellraiser-2011-2-300x169.jpg

Se um dia você encontrar uma caixa de configuração de lamentos e conseguir abri-la, entidades conhecidas como Cenobitas serão libertadas e, apesar de prometer uma eternidade de prazeres, irão lhe inflingir muita dor. Provavelmente, então, irão te levar para dentro do cubo, ligarão uma televisão e passarão Hellraiser: Revelations até o fim de seus dias. Sim, porque precisa ser muito sadomasoquista para assistir a infâmia da nona instalação da popular franquia sem tentar cortar os pulsos com o DVD ou, no mínimo, torcer o nariz com tamanha bobagem, pois vendo o histórico da produção não teria como algo dar certo mesmo.

A tragédia começa com uma cláusula de contrato estabelecida com a Dimension Films em que a produtora perderia os direitos da franquia inteira (nomes e personagens) se eles não realizassem uma nova película com o nome Hellraiser nos cinemas. Sem nenhuma perspectiva após inúmeros adiamentos e cancelamentos do remake do original (que poderia ser até em 3D), a Dimension colocou a mão nas moedinhas de troco, sacou míseros 300 mil dólares de orçamento e correu contra o tempo para levar o filme adiante: um roteiro escrito no tiro de 100 metros por Gary J. Tunnicliffe (que não foi sequer revisado) e o diretor de aluguel de continuações DTV Victor García (Espelhos do Medo 2 e De Volta à Casa da Colina) assumiram o atentado.

E o cheiro de merda foi tão longe mesmo antes do início das filmagens se tornando algo tão majestosamente escroto que o ator Doug Bradley, que interpretou Pinhead em todos os filmes anteriores, não quis nem saber do projeto dizendo que o roteiro parecia incompleto e o cachê dava pra comprar só uma frigideira e o criador Clive Barker não obstante ficou muito puto pela distribuidora colocar seu nome nos créditos como se o filme tivesse saído de “sua mente“. Somente 3 semanas de produção, incluindo onze (isso mesmo, ONZE) dias de filmagens e a bagaça estava finalizada. Para cumprir o contrato, uma única sessão de cinema foi promovida em 1º de setembro de 2011 para ganhar as prateleiras das lojas e locadoras estadunidenses um mês e meio depois.

hellraiser-2011-1-300x169.jpg

Observando o resultado final, cada um dos fatores negativos apresentados acima ficou nitido na tela e não há suficientes palavras para descrever tamanha afronta a um dos maiores clássicos do cinema de horror e que faz parecer a produção anterior (o já sofrível Hellraiser: Hellworld) uma piece de resistance da sétima arte; o impacto negativo foi tamanho que reza a lenda de que Barker não quer mais envolvimento com o vindouro remake, o qual seria produtor, e com o abandono dos roteiristas Todd Farmer e Patrick Lussier (Fúria sobre Rodas e do vindouro Halloween 3D) o projeto segue sem data de lançamento, apenas uma previsão para meados de 2013 ou 2014.

A história começa com trechos de uma filmagem de uma roadie trip de dois adolescentes, Steven Craven (Nick Eversman) e Nico Bradley (Jay Gillespie, 2001 Maníacos) saindo de suas vidinhas chatas de playboy na Califórnia migrando para o sul, para o ensolarado México… Ou melhor, para “Ti-HUA-NAAA!” como fazem questão de nos lembrar a cada 5 segundos.

hellraiser-2011-3-300x169.jpg

Nunca é mostrado nenhum vestígio do México. Aliás, após alguns cortes, vemos apenas o interior de um boteco infecto em que os rapazes enchem a cara de tequila… Agora, me pergunto, precisava cruzar uma fronteira se era só pra encher a cara de cachaça e cambalear bêbados pela cidade? Enfim, lá eles abordam uma mexicaninha e Nico a seduz e consegue dar uma trepada com ela no banheiro do estabelecimento e Steven acaba filmando acidentalmente. Acontece que a garota era uma prostituta e Nico perde o controle matando-a… Para nunca mais ser lembrado novamente no filme, aliás, coisas assim aqui são bem recorrentes. Então em outro corte, Steven filma Nico ajoelhado em um círculo formado por velas abrindo a caixa de lamentos, um ser fora de quadro aparece e a filmagem é interrompida e os rapazes não são vistos novamente.

Corta para os dias atuais a família de Steven, composta pelos pais Ross (Steven Brand) e Sarah (Devon Sorvari) mais a irmã Emma (Tracey Fairaway), convida os pais de Nico, Peter (Sebastien Roberts) e Kate (Sanny Van Heteren), para jantar em sua mansão. Uma discussão tem início quando Emma (namorada de Nico) acusa as famílias de se esquivarem do assunto do desaparecimento e que apesar de passado um ano, a única evidência encontrada por um investigador particular é a mala de um deles contendo a câmera de Steven e a caixa de Configuração de Lamentos.

hellraiser-2011-3-300x142.jpg

A garota acaba eventualmente mexendo na caixa e, não mais que de repente, Steven aparece correndo para dentro da casa dos pais banhado em sangue como se tivesse se materializado no ar, todavia esta não é a única coisa estranha: os telefones ficam mudos, os veículos desaparecem e como a residência dos Craven fica a vários quilômetros de qualquer civilização, decidem cuidar do rapaz até o dia seguinte.

Bom, aí é a velha correria de sempre, pois emulando bastante do Hellraiser original, Steven afirma que precisa de proteção, já que afirma estar fugindo dos Cenobitas (e Emma faz um trabalho espetacularmente desnecessário de procurar a palavra no dicionário) e, claro, com a aparição dos seres vai acabar sobrando pra todo mundo da casa. Não é só nisso que as produções se assemelham e tem até uma reviravolta chumbrega para coroar o filme, mas para não incorrer em spoilers, vou parar por aqui.

hellraiser-2011-3-300x165.jpg

Bom, por onde começo? O roteiro é horroroso, uma colcha de retalhos cheia de referências soltas ao original e conceitos abandonados antes de qualquer fagulha de desenvolvimento. Na cena em que os carros desaparecem, por exemplo, a família não esboça a menor reação e demonstram tanto aborrecimento como se um passarinho tivesse feito cocô nos ombros deles. A certa altura também é mostrado onde os garotos conseguiram a caixa, um amontoado de baboseiras de um mendigo que só aparece novamente para esfaquear um dos pais e evapora! Perguntas elementares como quem é o maltrapilho, qual sua motivação e como raios ele saiu do México até a Califórnia só para esfaquear alguém permanecerão aguardando sem resposta no limbo dos buracos de roteiro.

Até que os cenobitas chegam e… São tão ridículos como o filme em que aparecem… Uma Shatter fêmea, o próprio Pinhead e um chamado “pseudo-Pinhead“, uma espécie de mini-me do original que não fala nem tem função alguma até o final. A maquiagem é até boa dado o orçamento, mas não há paixão no que poderia salvar a película: Stephan Smith Collins, o novo Pinhead, não tem o mesmo impacto de interpretação que seu antecessor Doug Bradley, mas o pior é que ele não parece nem tentar. Apagado e ditando suas frases de efeito num sotaque quase incompreensível, ele só reflete o que o restante do elenco também deixa latente, o desinteresse.

hellraiser-2011-1-212x300.jpg

A perspectiva da produção também atrapalha por dar mais valor ao (péssimo) conflito familiar entre os Bradley e os Craven e no mistério por trás das filmagens encontradas dos dois jovens que não têm talento técnico que sustente uma trama, coisa que, aliás, ninguém do elenco tem. É evidente que nessas condições seria muito mais agradável descambar pro sangue e deixar os cenobitas fazerem o trabalho sujo. Do jeito como foi feito não há tensão, as coisas vão simplesmente acontecendo e a violência característica da série fica relegada à metade final, que ao menos tem os efeitos especiais relativamente bem elaborados.

A curta duração da película é outra coisa boa: o sofrimento dura pouco mais de 75 minutos, contudo é um filme indefensável e não compensa desfiar mais palavras para algo tão tosco, preguiçoso e apressado. Em quase 25 anos de franquia, certamente muitos fãs elaboraram histórias melhores e mais assustadoras do que esta, bastava procurar no Google por fanfics que cegamente sairiam algo melhor, pois com um ultraje tão grande como este seria preferivel que a Dimension perdesse definitivamente os direitos para que alguém mais competente fizesse a produção como, por exemplo, a Asylum… Mantenha seus olhos longe deste filme lamentável.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...