UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Achei nota 10. Ainda bem q eu ñ crio mais expectativas qto a filmes. Na verdade eu esperava q esse Thor fosse fraco.

Tom Hiddelston esculacha na interpretação e Sir. Antony Hoppikins ñ necessita de comentários. Claro q se eu fosse fã da Hq teria achado uma buesta o filme, por ñ explorar mto outros planetas q ñ a Terra, mas tb deve-se considerar q o orçamento ñ permitia tantas peripécias.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu revi "Thor" e realmente acho sacanagem considerá-lo como ruim, fraco ou uma mera diversão escapista. Mas como tentar entender o pq do que os outros acham é uma tarefa inútil, afinal cada um tem suas razões, eu o considero muito bom. Para efeito de comparação, considero-o até mais eficiente do que "Homem de Ferro 2" e "O Íncrivel Hulk" e não fica tão por baixo de "Homem de Ferro" apenas para ficar em um exemplo mais recente.

 

A única coisa que realmente me incomoda em "Thor" é a súbita identificação/preocupação do personagem-título com a raça humana ao ponto de sacrificar-se, o que é um argumento fundamental para legitimar o clímax, mas ainda assim continuo gostando da relação que se estabelece entre ele e Jane, os atores são carismáticos o bastante para torná-la legítima, o roteiro se aproveita da generosidade mútua entre os personagens, logo não se exige, nem se aprofunda muito para estabelecer o casal, o que não deixa de favorecer de certo modo já que salvando a Terra, o herói também estará salvando sua amada.

 

No mais é um filme de ação/aventura eficiente, movimentado, com moral e mérito reconhecidos, enxuto (seria favorecido com mais uns 10 ou até 15 minutos é bem verdade) e divertido.
Thiago Lucio2011-06-02 09:09:39

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Eu ainda vejo os dois Homem de Ferro acima de Thor. Não só pelo Robert Downey Jr. (mas também pelo seu carisma e presença, com certeza). Mas por serem filmes mais equilibrados, sabendo dosar humor e ação sempre mantendo um bom ritmo em todos os seus momentos. Thor é bom, mas demora a engrenar e tem um clímax pouco desenvolvido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não vi o Hulk de 2008, com o arrogante Edward Norton, mas qto aos 2 longas do Homem de ferro, acho o Thor melhor. O problema do primeiro iron man é a falta de mais cenas de ação, e do segundo, são as gírias e palavras mto americanizada, difícil de traduzir pra português e surtir mto efeito. E eu tb gosto de filmes bem fantasiosos, com magia e outros planetas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E como é que eu vou saber o tamanho do pinto do cara?

Baita preconceito dizer que ele tomou bomba. Ciclar é coisa de marombeiro da laje. O sujeito tem grana' date=' contratou personal trainer, trabalhou o corpinho na boa...


btw, "a inveja nunca é plena, mata a alma e envenena"
06.gif [/quote']

Ah, sim. Ficou monstro dakele jeito em 8 semanas só com um personal gritando 1, 2, 3...

Até imagino qdo vc ver o seu deus Henry Cavill descamisado no Imortais.
Marcos Davi2011-06-04 19:05:54

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Visto THOR

 

thor-poster-18Mar2011-02.jpg

 

 Com THOR, Branagh cria uma aventura bem interessante, e algo relativamente novo ao subgênero super heroi, ao abandonar o carater normalmente mais urbano destes filmes,e abraçar algo mais fantastico.

 

 O personagem titulo vivido por Chris Hemsworth pode não ter o carisma de um Robert Downey JR, mas tem o suficiente para despertar o interesse de seu personagem. Mas o destaque do filme vai para o vilão Loki(Tom Hiddleston), que surge como o personagem mais tridimensional do filme.

 

 Entretanto, faltou a THOR cenas de ação mais elaboradas, e o romance do protagonista com Jane Foster(Natalie Portman) não convence, defeito ampliado por tal romance ter certa importancia na narrativa. Mas ainda sim, THOR é um filme divertido, que vale a conferida.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Também tem me enchido o saco uma sensação estranha e constante nesses últimos filmes de heróis (Homem de Ferro incluso) onde o fator "fast food movie" - filme de consumo até bom às vezes' date=' porém rápido, esquecível - parece se impor sobre todo o conjunto, como se filmes, ainda mais sobre heróis de HQ, não fossem algo a ser saboreado com impacto permanente, que deixa uma marca em quem assiste (e aí vai o primeiro Superman, o primeiro Batman, os X-Men, até o Homem-Aranha), mas apenas e tão somente causar uma excelente porém efêmera impressão. É como comer um BigMac: enquanto você está comendo, é uma delícia. 2 horas depois vc nem lembra mais o gosto dele. Sinto que isso é péssimo e em 10 anos ninguém mais vai lembrar de Thor, Homem de Ferro, Capitão América e outros... Não desses filmes feitos agora, pq até lá, todos já terão sido refeitos. Pra mim isso é péssimo. E o pior: é como se eu sentisse que os filmes desses heróis feitos hoje já abrissem espaço para remakes e sequências sem fim. Não há mais lugar para obras marcantes que deixam seu rastro na história do cinema. Triste.

 

3/5

 

 

[/quote']

Concordo que os últimos filmes de heróis andam deixando essa impressão, mas isso não seria uma característica compartilhada pela maioria dos blockbusters atuais, independente de serem filmes de heróis?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nos últimos anos acredito que nesse gênero dois filmes realmente se tornaram marcantes: Batman - O Cavaleiro das Trevas e X-Men - Primeira Classe. São filmes acima da média com um valor bastante considerável enquanto obras cinematográficas. Homem de Ferro pode não estar nesse patamar, mas deixará uma marca indelével para a posteridade que é o Tony Stark de Robert Downey Jr., que para mim já faz parte do rol dos grandes personagens da telona.

Nesse período surgiram também outros filmes muito bons, como Thor, mas que realmente deixam dúvidas quanto a obtenção de um status de obra marcante. O que seria uma pena no caso de Capitão América - O Primeiro Vingador, que é deliciosíssimo de assistir.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu já acho que o Thor tá beeem abaixo dos últimos filmes de heróis feitos para o cinema.

 

Concordo com o dook quanto a sua crítica de que os filmes estão sendo feitos não para marcar, mas para DURAR no cinema a médio prazo, ou seja, podendo gerar sequencias e mais sequencias, etc.

 

Mas esse filme do Thor mal isso ele faz. serve mais pra um episódiozinho de apresentação dele para o filme dos vingadores e o Universo que estão tentando criar. E um episódiozinho bem mal feito.

 

O Thor só não foi um fracasso completo, na minha opinião, por que o ator principal mostrou um carisma absurdo e uma empatia quase que instantânea com o público desde sua primeira cena. Ele vende o Thor e carrega o filme inteiro nas costas, mandando muito bem.

 

Agora os efeitos especiais achei uma piada. Asgard uma droga. Me lembrei indo jogar Sega CD em locadora de games lá no final dos anos 90.

 

Os personagens coadjuvantes, que o "ajudam", sairam diretamente de alguma série da Xena ou do Krull.

 

Rene Russo, coitada, fiquei com pena dela.

 

Natalie Portman num piloto automático do início ao fim, que encanta um pouco, pelo simples fato de tratar-se de Natalie portman, por que não fez nada demais, e se fosse uma atriz lançada por esse filme com essa atuação, seria simplesmente estuprada por críticos do mundo inteiro.

 

Achei a história fraca e dos últimos filmes de herois que surgiram, esse está beeem abaixo de todos.

 

Não incluo o do Capita ainda, por que não o vi.

 

 

 

No mais Anthony Hopkins e o irmão do Thor lá tentam desenvolver seus personagens, mas contra tudo e contra todos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu achei o filme apenas razoável e não entendi alguns elogios dados ao filme. Já que estão comparando, acho-o tão esquecível quando O Incrível Hulk (nem me lembrava de que existia) e Homem de Ferro 2 (só me recordo da Scarlett Johansson ruiva); e abaixo de Homem de Ferro, que foi o único desses filmes de super-herói que servirão a Os Vingadores que me agradou.

 

 

 

Para falar a verdade, até o desfecho eu estava considerando Thor muito ruim, como me aparentou ter sido a impressão do usuário Gust84 - tanto que concordo integralmente com os seus comentários. Pensei que tinha sido a qualidade da imagem (depois que se assiste filmes em BD, ter de encarar DVD é sempre difícil), porém, pelo que li, de fato os cenários são ruins. Também notei um visual de videogame retrô, daqueles enjoativos - tanto que fiquei aliviado quando a ação desenrolou-se na Terra. O filme não empolga em suas cenas de ação, nem consegue produzir um drama eficiente ou tiradas de humor bacanas (só ri uma vez), apesar de tentar bastante repetir o sucesso de Homem de Ferro no quesito.

 

 

 

Mesmo com tantas ressalvas, surpreendeu-me positivamente o desfecho (descontando-se a cena pós-créditos) dado aos personagens. A motivação de Loki torna-se mais 'inteligente' e aceitável, as lições de Odin ganham sentido e provocam em Thor uma mudança de pensamento que gradualmente - e não do dia para a noite, como vemos em muitos plot-points - transforma-se em atitude, e a esperança de Jane pela volta de Thor resgata a lenda e a mitologia sobre o personagem de forma metalinguística.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Também tem me enchido o saco uma sensação estranha e constante nesses últimos filmes de heróis (Homem de Ferro incluso) onde o fator "fast food movie" - filme de consumo até bom às vezes' date=' porém rápido, esquecível - parece se impor sobre todo o conjunto, como se filmes, ainda mais sobre heróis de HQ, não fossem algo a ser saboreado com impacto permanente, que deixa uma marca em quem assiste (e aí vai o primeiro Superman, o primeiro Batman, os X-Men, até o Homem-Aranha), mas apenas e tão somente causar uma excelente porém efêmera impressão. É como comer um BigMac: enquanto você está comendo, é uma delícia. 2 horas depois vc nem lembra mais o gosto dele. Sinto que isso é péssimo e em 10 anos ninguém mais vai lembrar de Thor, Homem de Ferro, Capitão América e outros... Não desses filmes feitos agora, pq até lá, todos já terão sido refeitos. Pra mim isso é péssimo. E o pior: é como se eu sentisse que os filmes desses heróis feitos hoje já abrissem espaço para remakes e sequências sem fim. Não há mais lugar para obras marcantes que deixam seu rastro na história do cinema. Triste. 3/5

 

 

 

[/quote']Concordo que os últimos filmes de heróis andam deixando essa impressão, mas isso não seria uma característica compartilhada pela maioria dos blockbusters atuais, independente de serem filmes de heróis?

 

 

 

Li este comentário do Dook após fazer o texto acima, no qual comento o quão esquecíveis são O Incrível Hulk, Homem de Ferro 2 e o próprio Thor. Esta discussão - bastante interessante - parece-me muito com a que tenho nos fóruns de Carnaval: os sambas-enredo atualmente só valem para os desfiles, sendo logo esquecidos (nunca mais nenhum marcará). Mas lá há tantas outras variáveis que produzem este efeito que não entrarei no mérito da comparação.

 

 

 

Acho que sempre que vemos algo assim tendemos a generalizar de forma negativa. Como não vivi as décadas passadas, não posso julgar, portanto é óbvio que o que chega a mim é justamente o que foi feito "para durar". No entanto, vejo vários filmes marcantes no modelo atual. As animações da Pixar resgataram o interesse dos adultos pelas animações - perdido sempre que a Disney tinha uma entressafra mediana -, e algum usuário citou anteriormente os bons exemplos de O Cavaleiro das Trevas (goste-se ou não do Nolan, a interpretação de Ledger é um episódio do cinema) e X-Men: Primeira Classe (não gosto muito dos outros, no entanto há vários usuários daqui que o citam frequentemente em altas posições de seus tops).

 

 

 

Além desses, eu sou fã declarado dos dois primeiros filmes da série Homem-Aranha. Estendendo-se aos demais blockbusters, -felipe-, há ainda muitos outros exemplos: o primeiro Piratas do Caribe, creio eu, também será muito lembrado no futuro (Johnny Depp é Jack Sparrow, e vice-versa); Planeta dos Macacos: A Origem está sendo idolatrado (eu achei bárbaro, ainda que abaixo do original); V de Vingança talvez possa ser citado... Enfim, para menos de dez anos de cinema, achei vários exemplares.

 

 

 

O maior problema, no entanto, é esta produção em massa exagerada e a série de continuações/remakes. No entanto, também lembro que Superman, Máquina Mortífera e Batman geraram outros três filmes em seguida; Duro de Matar teve dois, e assim sucessivamente. Em suma, acho que é questão de reavaliarmos tudo com o passar do tempo. A nostalgia e o fator "grama do vizinho mais verde" sempre influenciam em nossas avaliações do "aqui e agora".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×