Jump to content
Forum Cinema em Cena
silva

Stanley Kubrick

Qual vcs escolhem?  

85 members have voted

  1. 1. Qual vcs escolhem?

    • Laranja Mecânica
      32
    • O Iluminado
      11
    • Dr. Strangelove
      6
    • Nascido Para Matar
      4
    • Spartacus
      0
    • Lolita
      4
    • 2001 - Uma Odisséia no Espaço
      39
    • O Grande Golpe
      1
    • Glória Feita de Sangue
      4
    • A Morte Passou por Perto
      0
    • De Olhos Bem Fechados (?)
      13
    • Outro?? Comente, sim?
      3


Recommended Posts

Luccas' date=' muito bom teu texto também, só discordo diametralmente da nota. Na minha opinião, não tem como não dar 10 pra esse filme.

[/quote']

 

Olha, cara, dificilmente coloco 10 nas minhas análises. Não acho que "O Iluminado" tenha que receber a nota máxima, mas isso não tira todos os méritos que a produção tem, de forma alguma. Sempre costumo analisar o papel do filme dentro do gênero, dentro da filmografia do diretor, e dentro do cinema, em geral. Acho que não foi o melhor trabalho do Kubrick, ao mesmo tempo que não acha que mereça um 10. Em outras palavras, o negócio é ler o texto, mesmo.
luccasf2010-12-16 18:31:38

Share this post


Link to post
Share on other sites

Warner encontra 17 minutos perdidos - e em perfeitas condições - de 2001 de Stanley Kubrick

Material estava na versão da pré-estreia do filme, mas o diretor preferiu eliminar na estreia

Douglas Trumbull e David Larson pesquisavam material para um documentário sobre 2001 - Uma Odisseia no Espaço, quando descobriram nada menos que 17 minutos de filme, em perfeitas condições - material que Stanley Kubrick deixou de fora da versão final.

Os rolos estavam enterrados em um cofre em uma mina de sal no Kansas. (O ambiente de sal pode ter sido escolhido para a umidade não afetar as películas.) Não são 17 minutos brutos, mas editados, que estavam na versão exibida na pré-estreia em 2 de abril de 1968 e que Kubrick cortou para a estreia oficial no dia 6 de abril.

A descoberta foi feita pela Warner Bros., que tem os direitos do filme. Trumbull deu a notícia em uma exibição de 2001 em 70mm em Toronto, mas não tem ideia de quando e como o estúdio pretende mostrar em público o material raro.

Infelizmente, o estúdio cancelou o documentário da dupla, 2001: Behind the Infinite - The Making of a Masterpiece. Assim, Trumbull e Larson vão aproveitar imagens inéditas de bastidores em um livro.

Mesmo depois de morto o velho Kubrick nos reserva surpresas

Share this post


Link to post
Share on other sites
Então' date=' Luccas, a nota é algo muito pessoal. Respeito teu 9, mas pra mim é 10, no mínimo.

E concordo, não é o melhor trabalho do Kubrick - pra mim é 2001, aliás, pra mim é o melhor filme de todos os tempos.[/quote']

 

Também estava falando de "2001 - Uma Odisséia no Espaço". Obra-prima. Não consigo descrever todo o poder desse filme, sinceramente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Pra mim 2001 esta longe, muito longe de ser "o melhor filme de todos os tempos". Alias, dos filmes q ví do Kubrick, foi oq eu menos gostei, embora tenha visto poucos filmes dele. Não que eu não goste de 2001, mas a magia q todos dizem que o filme possui me toca em rarissimos momentos da projeção. Já LARANJA MECÂNICA sim, na minha opinião é o melhor do Kubrick, uma obra prima,e um dos melhores filmes já feitos.

 

 TOP KUBRICK

 

1) LARANJA MECÂNICA

 

2) O ILUMINADO

 

3) 2001: UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Warner encontra 17 minutos perdidos - e em perfeitas condições - de 2001 de Stanley Kubrick

Material estava na versão da pré-estreia do filme' date=' mas o diretor preferiu eliminar na estreia

Douglas Trumbull e David Larson pesquisavam material para um documentário sobre 2001 - Uma Odisseia no Espaço, quando descobriram nada menos que 17 minutos de filme, em perfeitas condições - material que Stanley Kubrick deixou de fora da versão final.

Os rolos estavam enterrados em um cofre em uma mina de sal no Kansas. (O ambiente de sal pode ter sido escolhido para a umidade não afetar as películas.) Não são 17 minutos brutos, mas editados, que estavam na versão exibida na pré-estreia em 2 de abril de 1968 e que Kubrick cortou para a estreia oficial no dia 6 de abril.

A descoberta foi feita pela Warner Bros., que tem os direitos do filme. Trumbull deu a notícia em uma exibição de 2001 em 70mm em Toronto, mas não tem ideia de quando e como o estúdio pretende mostrar em público o material raro.

Infelizmente, o estúdio cancelou o documentário da dupla, 2001: Behind the Infinite - The Making of a Masterpiece. Assim, Trumbull e Larson vão aproveitar imagens inéditas de bastidores em um livro.

Mesmo depois de morto o velho Kubrick nos reserva surpresas
[/quote']

 

 

ISSO É IMPRESSIONANTE

SERÁ QUE AGORA EU VOU CONSEGUIR ENTENDER ALGUMA COISA DAQUELE FILME? HHAHHA

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

visto NASCIDO PARA MATAR

 

1+a+abol+nascido+para+matar.jpg

 

 Na trama, passada durante a Guerra Do Vietnã, acompanhamos o Soldado Gaiato (Matthew Modine) desde seu arduo treinamento pelo Sargento Hartman (R. Lee Ermey) até sua atuação na Guerra Do Vietnã como correspondente de guerra.

 

 NASCIDO PARA MATAR é mais uma obra do Kubrick que dá gosto de ver. Direção, roteiro, foto, arte, montagem, enfim, tudo esta a favor da historia. O filme é dividido em dois segmentos distintos, o treinamento dos fuzileiros, e a ação deles na guerra em sí. E ambos tecem um acido comentario sobre a inutilidade que foi o Vietnã.

 

 Ao meu ver, o treinamento é o segmento mais forte do filme, muito devido a atuação de R. Lee Ermey como o sadico Sargento Hartman. Em sua primeira aparição no filme, durante a sequencia inicial, o personagem surge andando entre os recrutas quase como um deus, totalmente consciente de seu poder, humilhando sem um pingo de remorso seus comandados. Outro personagem que merece destaque neste trecho do filme é o Recruta Pyle (Vincent D'Onofrio) um rapaz gordinho e desajeitado que acaba se tornando alvo constante do sadismo de Hartman. Kubrick e o ator vão mostrando através dos detalhes como a pressão vai aos poucos enlouquecendo Pyle, tudo culminando na magnifica cena do banheiro.

 

 O mais interessante do treinamento, é que não vemos nada visualmente forte, é o clima que Kubrick cria que mostra o quão tenso aquele quartel esta. Apesar da 1ª parte ser mais forte, o 2º segmento tem muitos méritos, e é onde Matthew Modine pode construir melhor seu protagonista. O Soldado Gaiato sempre olha para o que esta acontecendo em sua frente com um ar de decepção, pois diferente de muitos, ele sabe que aquela guerra é inutil, e decididamente não esta feliz de estar alí. Sempre com um senso de humor afiado, até o figurino do personagem demonstra sua ironia, pois ao mesmo tempo que ele tem escrito "Nascido Para Matar" no capacete, usa um simbolo de paz preso na farda.

 

 Enfim, NASCIDO PARA MATAR é um grande filme, com atuações excelentes, e direção soberba do Kubrick. Recomendo totalmente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Concordo com quase tudo, menos (confesso constrangido) com a indicação do 2001 como o 3º melhor filme do diretor.

Pra falar a verdade, apesar de recohecer todo o mérito do filme, devo considerar o 2001 um dos mais "cansativos" que já tive oportunidade de assistir.

Lamento se fui indelicado com alguém, mas não era essa a intenção, que representa apenas meu ponto de vista extremamente pessoal.

Abraços em todos,

 

 

 Pra mim 2001 esta longe' date=' muito longe de ser "o melhor filme de todos os tempos". Alias, dos filmes q ví do Kubrick, foi oq eu menos gostei, embora tenha visto poucos filmes dele. Não que eu não goste de 2001, mas a magia q todos dizem que o filme possui me toca em rarissimos momentos da projeção. Já LARANJA MECÂNICA sim, na minha opinião é o melhor do Kubrick, uma obra prima,e um dos melhores filmes já feitos.

 

 TOP KUBRICK

 

1) LARANJA MECÂNICA

 

2) O ILUMINADO

 

[/quote']

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Oq vc não curtiu em NASCIDO PARA MATAR, HCLEMENTE?

 

 Pessoalmente, gostei mais dele do q de classicos como O ILUMINADO e 2001. E só pra ficar em filmes sobre vietnã, gostei muto mais deste filme do Kubrick do q o muito mais reconhecido APOCALIPSE NOW do Copolla (inclusive este filme do Copolla esta na categoria "classicos que não me servem".)

 

 ROLEX, concordo com vc, acho 2001 um filme bem cansativo, embora realmente goste dele. Estranhamente adoro o começo na pré historia (que muitos consideram um dos trechos mais cansativos do filme) e claro, o confronto final com Hal.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Efetivamente o começo do filme é memoravel, e reconheço, quiçá uma das maiores cenas criadas na indústria cinematográfica. Pena que as sequências posteriores não façam jus às do início.

Abs,

 

 

 

 OEstranhamente adoro o começo na pré historia (que muitos consideram um dos trechos mais cansativos do filme) e claro' date=' o confronto final com Hal.

 
[/quote']Rolex2010-12-29 12:24:36

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por mais que eu adore Stanley Kubrick, tenho que admitir que já dormi 2 vezes no meio de Barry Lyndon, tá certo que as duas vezes que tentei assistir já era de madrugada.

 

Meu Top:

 

*Nascido Para Matar

*Laranja Mecânica

*Dr. Fantástico

*Glória Feita de Sangue

*O Iluminado

*2001

*O Grande Golpe

*De Olhos Bem Fechados

*Lolita

*Spartacus

 

Quando eu acabar de ver Barry Lyndon eu volto pra editar a lista...

 

Achei que De Olhos Bem Fechados fosse o menos apreciado da filmografia dele, mas ele tá bem cotado na votação. Acho que preciso rever.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
 

 Oq vc não curtiu em NASCIDO PARA MATAR' date=' HCLEMENTE?

 

 Pessoalmente, gostei mais dele do q de classicos como O ILUMINADO e 2001. E só pra ficar em filmes sobre vietnã, gostei muto mais deste filme do Kubrick do q o muito mais reconhecido APOCALIPSE NOW do Copolla (inclusive este filme do Copolla esta na categoria "classicos que não me servem".)

 

 ROLEX, concordo com vc, acho 2001 um filme bem cansativo, embora realmente goste dele. Estranhamente adoro o começo na pré historia (que muitos consideram um dos trechos mais cansativos do filme) e claro, o confronto final com Hal.

 
[/quote']

 

 

Uma coisa que acho estranho em Full Metal é que não se parece com Kubrick. Ao contrário de 2001, que é a síntese do cinema dele.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Discordo totalmente, ESTRONCIO. Pra mim não tem como não ver o Kubrick em NASCIDO PARA MATAR. Cenas como a 1ª aparição do Hartman, e uma das cenas perto do fim em que a camêra da um close no rosto do franco atirador levam praticamente a assinatura do diretor.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dá pra pescar alguns momentos mais Kubrick que outros, mas em 500 filmes que não são Kubrick tb dá. Full Metal não tem a marca autoral dele, que é compor uma imagem totalmente harmoniosa e extrair o caos dela. 2001 e The Shining, principalmente, são isso cena a cena.

 

Fico com a impressão de que ele estava tão preocupado em passar o conteúdo anti-bélico do filme que acabou deixando de lado essa parte estética. Aliás, pra mim é um filme de atores em vários momentos.
Estrôncio2011-01-02 22:32:54

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Mas este é apenas um destes momentos. O momento em que Hartman revisa as caixas dos recrutas, a ultima cena de Hartman e Pyle, o climax, onde os soldados americanos enfrentam o franco atirador, entre outros.

 

 Me desculpe, mas tantos momentos Kubrick assim, vc só encontra num filme do Kubrick.
Questão2011-01-02 23:36:50

Share this post


Link to post
Share on other sites

No climax, que é minha cena predileta, não vejo a assinatura. "I'm in a world of shit" é outro grande momento que não tem nada a ver com a minha idéia de Kubrick.

Outra coisa que diferencia dos outros clássicos dele (e isso já extrapola o lance de ser ou não autoral) é que Full Metal parece ser um típico produto da sua época, um filme feito a X aos atrás. Mas isso acontece muito em função da temática, acho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Sinto discordar. Pra mim, o modo como os quadros são compostos naquele climax, como os soldados são dispostos naquele cenário caótico, é Kubrick puro.

 

 Quanto ao close de Pyle na cena em que citei, como não lembrar da cara  de Jack Torrance no close na porta em O ILUMINADO? Ou do close de Alex que abre LARANJA MÊCANICA? Esta cena tem praticamente um SK no canto.

 

 Tambem não concordo que NASCIDO PARA MATAR seja um filme de sua epoca. Apesar de usar o Vietnã como cenario, o comentario que o filme tece permanece bem atual. Não vejo nada de datado nele.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...