Jump to content
Forum Cinema em Cena

Filmes Subestimados


Engraxador!
 Share

Recommended Posts

Eu não vi O Rei da Comédia' date=' mas acho que Vivendo no Limite é um filmaço foda mesmo, adoro. Não sei pq foi tão subestimado...[/quote']

 

Veja, é um dos 5 melhores do Scorsese. Eu acho melhor que Goodfellas e Touro.

 

Anyways, desenhos em geral costumam ser subestimados.

Toy Story (1 e 2) e Alladin são todos sensacionais e não costumam ser tão citados.

(Os Incríveis e Monstros S.A. também são ótimos, mas acho que são mais reconhecidos)
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 443
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Eu não vi O Rei da Comédia' date=' mas acho que Vivendo no Limite é um filmaço foda mesmo, adoro. Não sei pq foi tão subestimado...

 

Veja, é um dos 5 melhores do Scorsese. Eu acho melhor que Goodfellas e Touro.

 

[/quote']

 

 

 

"Vivendo no Limite" é mesmo bom mas também não  precisa apelar, nê?

 

E "O Rei da Comédia" é também muito bom.

Um filme incômodo, estranho. Talvez pelo fato do Jerry Lewis fazer um tipo tão diferente de tudo a que estamos acostumados a vê-lo fazer.
Harmonica2007-01-24 00:59:57
Link to comment
Share on other sites

Verdade' date=' lembrei desta cena esse dias, sempre que falam desse filme, esta cena me vem a cabeça....aqueles segundos que ele fica sem voz  antes do grito sair é arrebatador... [/quote']

 

 Cena muito bem lembrada. Taí um filme muito subestimado. Al Pacino numa performance muito, muito boa e interessantes discursos anti Igreja. Voltando a cena mencionada fiquei literalmente chocado e deslumbrado com a carga dramática e de desolação que o personagem Michael passa...

   
Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...
Planeta dos Macacos do Tim Burton. Não é tão bom quanto o original mas é bem desenvolvido. Não entendo porque todo mundo odeia esse filme.

 

O Mundo Perdido: Jurassic Park. O primeiro é bem melhor mas esse não fica muito atrás. Poderia ser perfeito se a idéia de levar o Tiranossauro para a cidade fosse mais bem aproveitada. Mas é entretenimento de primeira. Ótimo filme.

 

Cassino Royale. Outro que eu amo mas ninguém chega perto. Peter Sellers está ótimo como sempre e Orson Welles se diverta bastante como Le Chiffre. Talvez o filme mais maluco que eu já vi. Não tem lá muitos pontos positivos' date=' se fizermos uma análise mais fria. Mas vale cada minuto.

 

Jurassic Park III. O "menos bom" da franquia mas dá pro gasto. Sam Neill é mais carismático que Jeff Goldblum e sustenta todo o filme. A história da família perdida na ilha às vezes fica chatinha mas continua boa. O que as pessoas esperam de uma continuação de um filme que tem dinossauros como protagonistas?

 

O Poderoso Chefão - Parte III. Sempre respeitado nas conversas de cinéfilos mas o espectador comum adora malhar a história da redenção de Michael Corleone. Já ouvi conversas do tipo "Assitam O Poderoso Chefão I e II. O III é um lixo" ou "O um e dois são bons. O três é muito chato". Eu o considero melhor que o II e levemente inferior ao primeiro. Excelente.

 

Guerra dos Mundos. O do Spielberg. Clima de tensão muito bem contruído e direção segura do Steven. Apenas o final é meio sentimental mas o que esperar do diretor de ET? Não entendo a birra com esse filme.

 

Batman. Tim Burton fez um filme excelente. Não temos do que reclamar. Michael Keaton é um Batman pé no chão. Usa bugigangas plausíveis, sem os acessórios de última tecnologia do Begins. E edição é infinitamente superior ao video clip de Christopher Nolan. Keaton é franzino sim. Mas assim ele parece um homem de carne e osso. Não o Jedi interpretado por Bale. Keaton também oferece profundidade ao seu Batman, sem tornar a história chata ou sem ritmo. Um dos meus filmes favoritos.

 

Batman - O Retorno. Não é tão bom quanto o primeiro filme. Mas já que foi o primeiro filme que vi na vida, merece uma menção honrosa. Tipo, o filme tem uma dose considerável de violência. Pingüim sangra pra burro algumas mortes tem imagens assustadoras (as pessoas que assistem comigo sempre reclamam da morte sangrenta do Pingüim). Bem, eu tenho que agradecer ao meu pai por ter me levado pra ver o filme quando eu tinha três anos. Até hoje não me impressiono com violência no cinema. Pena que ninguém o veja da mesma maneira.

 

Sinais. Shyamalan (é assim que se escreve?) fez um filme sobre invasão alienígena de forma realista e plausível. Alguns acham que tropeça no finzinho mas eu achei bacana. Mas o povo ainda prefere Independence day.

 

Colateral. Perfeito. O melhor filme de taxista desde Taxi Driver. Jamie Foxx dá profundidade ao seu personagem em apenas dez minutos de filme. Uma pequena obra prima de Michael Mann.

 

Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros. Meu filme predileto, disparado. Perfeito em todos os sentidos. Não acredito que tem gente que o considera bobo.

 

Munique. Com exceção de um ou dois críticos, o filmaço de espionagem de Steven Spielberg não recebeu o devido crédito. Beira à perfeição. Alguns hereges disseram que o filme era "parado demais".

 

Série 007. Filmes de revolucionaram o gênero mas foram trocados por algumas bobagens atuais.

 

Gangues de Nova York. Longe de ser o melhor de Scorsese mas vale uma conferida. A crítica do Pablo sobre esse filme não me agradou. Discordo de praticamente todos os pontos negativos citados pela maioria dos críticos. O erro mesmo foi que Scorsese investe em algumas atitudes bastante modernas nos personagens. As lutas também decepcionam para um filme 18 anos. Mas ainda é o mais subestimado do Scorsese.
[/quote']

 

Tem certeza que está no tópico certo? Estes filmes são subestimados? Não não...pode ser que uma parcela considerável não achem estes filmes obras primas, mas estão longes de serem renegados. Sem contar que tem filmes de linha nesta lista como Munique e Jurassic Park.

Agora, apesar de eu gostar muito dos batmans do Tim Burton, os argumentos (comparativos) usados não foram bons. Tanto é assim que podem ser usados para o caso contrário!

Batman do Burton é excelente. O batman do Nolan também! Um não excluí o o outro, são filmes distintos, e comparar nos mesmos critérios é perder a especificidade de cada um.
Link to comment
Share on other sites

]
O Enigma de Outro Mundo (The Thing - 1982):

enigma-do-outro-mundo-poster01t.jpg

Um dos maiores clássicos de Ficção Científica/Terror de todos os tempos que infelizmente não foi bem nas bilheterias do mundo' date=' por sair bem na época de outro clássio cinema, E.T. O Extraterrestre.

[/quote']

 

 

Menos, menos... Daqui a pouco vai estar dando salvas homenagens para “Fantasmas de Marte” como o melhor filme de ficção da atualidade. 07

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Diga-se a verdade John Carpenter sempre foi medíocre ou péssimo mesmo em seus filmes. Não é atoa que é subestimado, na verdade ele é merecidamente subestimado. Ele pode até ser autoral em seus filmes, mas é um péssimo diretor de atores (o canastrão Kurt Russel que o diga), roteiro, edição de som, fotografia, em fim tudo é absurdamente rabiscado e mal avaliado em seus filmes. Ele busca o Trash como qualquer filme de segunda por ai, os filmes mais assistiveis que vi dele até hoje são os “Aventureiros do Bairro Proibido” e “Memórias de Homem Invisível”. Ali ao menos ele não tentou levar de forma vã a sério o telespectador ao ridículo apresentado como em “O Enigma de Outro Mundo”, “Vampiros”, “Fantasmas de Marte”. O telespectador já é apresentado em universo cômico, ou mesmo com um humor negro voluntário. Já em “O Enigma de Outro Mundo” e “Vampiros” somos levando em conta um fraco elemento de credibilidade e até conspiração de seus filmes que soam ridículos, com um roteiro pra lá de fraco. Aqui cria até um humor involuntário de tanta canastrice do diretor e ator (Russel), talvez o melhor dele seja “À Beira da Loucura” que consegue criar um suspense de conspiração aceitável, porém ainda trash.  14

Plutão Orco2007-06-19 12:13:31
Link to comment
Share on other sites

Xaka, o que dizer de um cara que achou Homem-Aranha 3 o melhor filme do ano e elencou obviedades comuns à todas as fantasias contemporâneas como defeitos em A Dama na Água?

 

E como levar a sério as colocações de um candidato do Cinéfilo cuja maior inspiração é um crítico que só recentemente abraçou a subjetividade de suas colocações? 06
Dook2007-06-19 12:30:25
Link to comment
Share on other sites

Meus argumentos pró ou contra QUALQUER filme conspiram a meu favor, caro [email protected]... Basta olhar em qualquer discussão fílmica e verá que se sou levado a sério é pq eu conquistei essa posição justamente por não ter um pensamento tão retrógrado e retardado como muitos aqui. Que PORRA quer dizer 'o filme é besta'? De que privada entupida saiu 'tecnicamente fraco'?

 

Engraçado dizerem que o Carpenter é trash com uma conotação negativa, como se o diretor não prentendesse um resultado 'filme B'... Será que o cérebro de vocês não pensou que Carpenter É um diretor de filmes esteticamente B, mas com temática A? Mais hilário ainda é o Plutão pagar boquete para Os Aventureiros do Bairro Proibido se esquecendo (ou convenientemente ignorando) que Aventureiros é tão ou mais trash do que Enigma...

 

No final das contas, este fórum está INFESTADO de discípulos do Villaça.... 0707 

 

Deus nos acuda...

 
Dook2007-06-19 12:42:10
Link to comment
Share on other sites

 

O Poderoso Chefão - Parte III. Sempre respeitado nas conversas de cinéfilos mas o espectador comum adora malhar a história da redenção de Michael Corleone. Já ouvi conversas do tipo "Assitam O Poderoso Chefão I e II. O III é um lixo" ou "O um e dois são bons. O três é muito chato". Eu o considero melhor que o II e levemente inferior ao primeiro. Excelente.

 

 

Acho que nenhum filme' date=' em todos os tempos, é mais subestimado que esse. E não só pelo espectador comum. A maioria dos críticos esnoba o filme. Uma injustiça pois fecha muito bem a saga dos Corleone.

A cena do Pacino "gritando" a morte da filha no fim é absolutamente inesquecível. De arrepiar.

Só ela já valeria o  ingresso.

 
[/quote']

 

Mas ainda não nos livra da péssima escolha do meriante Andy García. Não que acho ele uma porcaria, mas não tem tanto impacto de atuação ou qualidade como os atores anteriores de qualidade que preencheram a trilogia. No mais, acho que o terceiro fecha perfeitamente a saga dos Corleone.

Link to comment
Share on other sites

 

]

O Enigma de Outro Mundo (The Thing - 1982):

enigma-do-outro-mundo-poster01t.jpg

 

Um dos maiores clássicos de Ficção Científica/Terror de todos os tempos que infelizmente não foi bem nas bilheterias do mundo' date=' por sair bem na época de outro clássio cinema, E.T. O Extraterrestre.

 

[/quote']

 

 

Menos, menos... Daqui a pouco vai estar dando salvas homenagens para “Fantasmas de Marte” como o melhor filme de ficção da atualidade. 07

 

Diga-se a verdade John Carpenter sempre foi medíocre ou péssimo mesmo em seus filmes. Não é atoa que é subestimado, na verdade ele é merecidamente subestimado. Ele pode até ser autoral em seus filmes, mas é um péssimo diretor de atores (o canastrão Kurt Russel que o diga), roteiro, edição de som, fotografia, em fim tudo é absurdamente rabiscado e mal avaliado em seus filmes. Ele busca o Trash como qualquer filme de segunda por ai, os filmes mais assistiveis que vi dele até hoje são os “Aventureiros do Bairro Proibido” e “Memórias de Homem Invisível”. Ali ao menos ele não tentou levar de forma vã a sério o telespectador ao ridículo apresentado como em “O Enigma de Outro Mundo”, “Vampiros”, “Fantasmas de Marte”. O telespectador já é apresentado em universo cômico, ou mesmo com um humor negro voluntário. Já em “O Enigma de Outro Mundo” e “Vampiros” somos levando em conta um fraco elemento de credibilidade e até conspiração de seus filmes que soam ridículos, com um roteiro pra lá de fraco. Aqui cria até um humor involuntário de tanta canastrice do diretor e ator (Russel), talvez o melhor dele seja “À Beira da Loucura” que consegue criar um suspense de conspiração aceitável, porém ainda trash.  14

 

Não concordo e pergunto: fraco elemento de credibilidade? Roteiro pra lá de fraco? Explique melhor pra gente seu comentário, até porque não vejo justificativa para o fato de você considerar um filme como trash ter conotação negativa ou se mostrar inferior aos que não são pra você.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Meus argumentos pró ou contra QUALQUER filme conspiram a meu favor' date=' caro [email protected]... Basta olhar em qualquer discussão fílmica e verá que se sou levado a sério é pq eu conquistei essa posição justamente por não ter um pensamento tão retrógrado e retardado como muitos aqui. Que PORRA quer dizer 'o filme é besta'? De que privada entupida saiu 'tecnicamente fraco'?

 

Engraçado dizerem que o Carpenter é trash com uma conotação negativa, como se o diretor não prentendesse um resultado 'filme B'... Será que o cérebro de vocês não pensou que Carpenter É um diretor de filmes esteticamente B, mas com temática A? Mais hilário ainda é o Plutão pagar boquete para Os Aventureiros do Bairro Proibido se esquecendo (ou convenientemente ignorando) que Aventureiros é tão ou mais trash do que Enigma...

 

No final das contas, este fórum está INFESTADO de discípulos do Villaça.... 0707 

 

Deus nos acuda...

 
[/quote']

 

Pagar boquete é ótimo. 06 Calma Mr. Jaggers conta até 10, que passa. 06

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Até gosto de filmes trash Dook. Mas achar que todo trash é isento de avaliação ou ponderação pelos crassos erros cinematográficos de sua proposta é difícil. Os “Aventureiros do Bairro Proibido” ou “Memória de Um Homem Invisível” o telespectador não se incomoda com o universo tosco, como ver um cara inflar como um balão e explodir de raiva. Afinal a proposta é uma aventura com boas pitadas de comédia. Já em “O Enigma do Outro Mundo” somos forçados a crer que aquilo é um suspense de terror, usando e abusando de um lugar frio, sombrio, introspectivo ninguém imagina como humor negro. Mas vemos ali uma trupe que destoa com o lugar, e peca mais ao usar elementos óbvios em toda sua estrutura matando boa parte da trama e do suspense tornando até risível o que era para ser levado a “sério”.

 

Claro que Carpenter é diretor de filmes B, mas não por opção e sim condição ou incapacidade de subir os conceitos de seus fracos filmes, fracos atores e fracos roteiros. Como esperar algo de um diretor ou dar crédito para um cara que não evolui sua técnica.

Link to comment
Share on other sites

]


O Enigma de Outro Mundo (The Thing - 1982):
enigma-do-outro-mundo-poster01t.jpg

Um dos maiores clássicos de Ficção Científica/Terror de todos os tempos que infelizmente não foi bem nas bilheterias do mundo' date=' por sair bem na época de outro clássio cinema, E.T. O Extraterrestre.


[/quote']Menos, menos... Daqui a pouco vai estar dando salvas homenagens para “Fantasmas de Marte” como o melhor filme de ficção da atualidade. 07 Diga-se a verdade John Carpenter sempre foi medíocre ou péssimo mesmo em seus filmes. Não é atoa que é subestimado, na verdade ele é merecidamente subestimado. Ele pode até ser autoral em seus filmes, mas é um péssimo diretor de atores (o canastrão Kurt Russel que o diga), roteiro, edição de som, fotografia, em fim tudo é absurdamente rabiscado e mal avaliado em seus filmes. Ele busca o Trash como qualquer filme de segunda por ai, os filmes mais assistiveis que vi dele até hoje são os “Aventureiros do Bairro Proibido” e “Memórias de Homem Invisível”. Ali ao menos ele não tentou levar de forma vã a sério o telespectador ao ridículo apresentado como em “O Enigma de Outro Mundo”, “Vampiros”, “Fantasmas de Marte”. O telespectador já é apresentado em universo cômico, ou mesmo com um humor negro voluntário. Já em “O Enigma de Outro Mundo” e “Vampiros” somos levando em conta um fraco elemento de credibilidade e até conspiração de seus filmes que soam ridículos, com um roteiro pra lá de fraco. Aqui cria até um humor involuntário de tanta canastrice do diretor e ator (Russel), talvez o melhor dele seja “À Beira da Loucura” que consegue criar um suspense de conspiração aceitável, porém ainda trash.  14

 

Que John Carpenter é medíocre, todos já sabem, o problema é que esse diretor tecnicamente franco e limitado, só porque dirigiu apenas dois filmes clássicos (Halloween: com a ajuda de Debra Hill e O Enigma de Outro Mundo: refilmagem de O Monstro do Ártico (1951) ) num dos momentos mais raros de extrema inspiração da história do cinema, por pura sorte, achou que poderia sair por ai poluindo as telas do cinema com bombas escatológicas a qualquer custo. Evidentemente isso já é motivo suficiente para telespectadores mais leigos, bem equivocados, generalizar toda a obra desse diretor. O pior de tudo, para não dizer lamentável, são os fãs movidos por uma paixão doentia e sem qualquer nexo defender ele por causa de apenas duas obras, vai entender...

 

 
-THX-2007-06-19 13:27:57
Link to comment
Share on other sites

 

Eu nem acredito que vou dizer isso' date=' mas concordo com o Plutão, com relação ao filme ser ruim. Nem sei explicar: o filme é muito besta, do tipo q vc nem quer rever. Não me assustei nem um pouco e em geral o filme é tecnicamente fraco.[/quote']

 

Ainda bem que admite, porque não soube mesmo. 0606

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

]

O Enigma de Outro Mundo (The Thing - 1982):

enigma-do-outro-mundo-poster01t.jpg

 

Um dos maiores clássicos de Ficção Científica/Terror de todos os tempos que infelizmente não foi bem nas bilheterias do mundo' date=' por sair bem na época de outro clássio cinema, E.T. O Extraterrestre.

[/quote']Menos, menos... Daqui a pouco vai estar dando salvas homenagens para “Fantasmas de Marte” como o melhor filme de ficção da atualidade. 07 Diga-se a verdade John Carpenter sempre foi medíocre ou péssimo mesmo em seus filmes. Não é atoa que é subestimado, na verdade ele é merecidamente subestimado. Ele pode até ser autoral em seus filmes, mas é um péssimo diretor de atores (o canastrão Kurt Russel que o diga), roteiro, edição de som, fotografia, em fim tudo é absurdamente rabiscado e mal avaliado em seus filmes. Ele busca o Trash como qualquer filme de segunda por ai, os filmes mais assistiveis que vi dele até hoje são os “Aventureiros do Bairro Proibido” e “Memórias de Homem Invisível”. Ali ao menos ele não tentou levar de forma vã a sério o telespectador ao ridículo apresentado como em “O Enigma de Outro Mundo”, “Vampiros”, “Fantasmas de Marte”. O telespectador já é apresentado em universo cômico, ou mesmo com um humor negro voluntário. Já em “O Enigma de Outro Mundo” e “Vampiros” somos levando em conta um fraco elemento de credibilidade e até conspiração de seus filmes que soam ridículos, com um roteiro pra lá de fraco. Aqui cria até um humor involuntário de tanta canastrice do diretor e ator (Russel), talvez o melhor dele seja “À Beira da Loucura” que consegue criar um suspense de conspiração aceitável, porém ainda trash.  14

 

Que John Carpenter é medíocre, todos já sabem, o problema é que esse diretor tecnicamente franco e limitado, só porque dirigiu apenas dois filmes clássicos (Halloween: com a ajuda de Debra Hill e O Enigma de Outro Mundo: refilmagem de O Monstro do Ártico (1951) ) num dos momentos mais raros de extrema inspiração da história do cinema, por pura sorte, achou que poderia sair por ai poluindo as telas do cinema com bombas escatológicas a qualquer custo. Evidentemente isso já é motivo suficiente para telespectadores mais leigos, bem equivocados, generalizar toda a obra desse diretor. O pior de tudo, para não dizer lamentável, são os fãs movidos por uma paixão doentia e sem qualquer nexo defender ele por causa de apenas duas obras, vai entender...

 

 

THX, não generalize as coisas. As partes em marrom subestimam completamente a opinião das pessoas e demonstram extrema prepotência. Eu adoro Carpenter, conheço MUITO mais do que duas obras e não acho ele nem um pouco medíocre.

 

Link to comment
Share on other sites

A Dama na Agua para mim foi a maior decepção. Vi achando que eera terror. Quando vi que não foi totalmente frustrante.

 

Uma lida básica na sinopse ANTES de ver o filme já tiraria a idéia de que o filme era de terror...

Estou querendo dizer que ele foi vendido como terror. E não, não li a sinopse antes.08
Link to comment
Share on other sites

Até gosto de filmes trash Dook. Mas achar que todo trash é isento de avaliação ou ponderação pelos crassos erros cinematográficos de sua proposta é difícil.

 

O trash não é isento de avaliação... Me espanta vc vir falar de 'proposta' sendo que sequer consegue compreender a proposta dos filmes do Carpenter...

 

Já em “O Enigma do Outro Mundo” somos forçados a crer que aquilo é um suspense de terror' date=' usando e abusando de um lugar frio, sombrio, introspectivo ninguém imagina como humor negro. Mas vemos ali uma trupe que destoa com o lugar, e peca mais ao usar elementos óbvios em toda sua estrutura matando boa parte da trama e do suspense tornando até risível o que era para ser levado a “sério”. [/quote']

 

Como a trupe 'destoa do lugar'? Quais são os 'elementos óbvios'? E pq eu devo levar a sério uma história de um alienígena que toma a forma de outros seres vivos? A própria premissa já é absurda por si só.

 

Em tempo: o que é realmente para ser levado a sério no filme vc sequer prestou atenção. Mas vou deixar vc matutar com sua incrível capacidade de observação o que é que há em The Thing de tão interessante para ser levado a sério.

 

Claro que Carpenter é diretor de filmes B' date=' mas não por opção e sim condição ou incapacidade de subir os conceitos de seus fracos filmes, fracos atores e fracos roteiros. Como esperar algo de um diretor ou dar crédito para um cara que não evolui sua técnica.

[/quote']

 

Isso só mostra o quanto vc entende do que está falando... Carpenter é diretor de uma estética B por OPÇÃO única e simples. Assista Eles Vivem e veja pq ele é diretor B por opção e não por incapacidade.

 

E no dia que vc me mostrar um cara que consegue te arrepiar os pelinhos do anus com um quilo de gelo seco como ele fez em A Bruma Assassina, vc terá vencido a discussão.

 

Por ora, continue lendo as criticas do Pablo... 07
Link to comment
Share on other sites

Estou querendo dizer que ele foi vendido como terror. E não' date=' não li a sinopse antes.08[/quote']

 

Pelo contrário... ele foi vendido como uma história de ninar sombria o que é bem diferente de terror. Além de não ter lido a sinopse, não prestou atenção ao pôster do filme que trazia bem grande 'uma história de ninar dirigida por M. Night Shyamalan'...
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...