Jump to content
Forum Cinema em Cena

Atividade Paranormal


jujuba
 Share

Recommended Posts

paranormal-activity.jpg

 

Sinopse: Casal  assustados com os barulhos noturnos em sua casa, decide colocar uma câmera gravando enquanto dorme para surpreender uma eventual "atividade paranormal".

 

Elenco<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Katie Featherston … Katie
Micah Sloat ….......... Micah
Mark Fredrichs ....… The Psychic
Ashley Palmer …...... Diane
Amber Armstrong . Amber
Randy McDowell
Tim Piper
Crystal Cartwright … Exorcism Nanny

título original:Paranormal Activity

gênero:Terror / Suspense

duração:01 hs 26 min

ano de lançamento:2009

site oficial:http://www.atividadeparanormal.com.br

estúdio:Blumhouse Productions

distribuidora:<?:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />Paramount Pictures / DreamWorks SKG / PlayArte

direção: Oren Peli

roteiro:Oren Peli

produção:Jason Blum e Oren Peli

edição:Oren Peli

Estréia: 27/11/09

 

Promovido pelo boca a boca e por um marketing engenhoso, o filme de terror "Atividade Paranormal", com um minúsculo orçamento de 11.000 dólares, se converteu no fenômeno da temporada nas bilheterias norte-americanas, recordando o sucesso de "A Bruxa de Blair" há 10 anos.

O filme percorreu um longo caminho: rodado em 2006, teve que esperar três anos antes de estrear nos cinemas. Foi descoberto por Steven Spielberg, que o comprou através de sua empresa Dreamworks.

No final de setembro, quando "Atividade Paranormal" lotava as salas nas poucas projeções de meia-noite programadas em um número limitado de cinemas americanos, o estúdio pediu aos internautas que se pronunciassem por uma estreia nacional.

Graças a sites como o Facebook ou o Twitter, a marca de um milhão foi alcançada em quatro dias.

"Convidamos 250 adolescentes para a projeção e deixamos os distribuidores

verem o filme com eles", recordou Ford.

"A reação do público foi tão boa que vendemos os direitos para todo o mundo em 48 horas, algo jamais visto", contou.

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 205
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Quem pilhou com "A Bruxa de Blair" e "Rec" tem que passar longe desse.

O final dá até angustia e se tu for do tipo impressionável tem que dormir segurando a mão de alguém... aff! 060606

By the way, achei o final meio parecido com os filme citados acima.

 

By the way (2), my God! como so internautas andam poderosos... aff!
Link to comment
Share on other sites

Assisti este filme na semana passada...e gostei mto. É filme para ser assistido em pleno madrugadão, luzes todas apagadas, som da tv bem alto e somente o som da tv se escutando na casa. Tem uma primeira meia hora devagaaaar, mas a última meia hora compensa tudo. É um dos filmes mais arrepiantes e assustadores dos últimos anos pq é simples, pq não enfeita e pq poderia mto bem ser real (coisa que fez o filme ser mto vendido como baseado em fatos reais, mas ele não é). Dizem que o final veiculado na versão de cinema é diferente desta versão que rola na net...não sei se isto é verdade, mas verei em cinema novamente se tiver a oportunidade. No minímo é bom para ver a galerinha e as garotas levarem uns cagaços violentos06.

 

Link to comment
Share on other sites

...É filme para ser assistido em pleno madrugadão' date=' luzes todas apagadas, som da tv bem alto e somente o som da tv se escutando na casa...[/quote']

Herege sem noção! 13 scared

 

É um dos filmes mais arrepiantes e assustadores dos últimos anos pq é simples, pq não enfeita e pq poderia mto bem ser real (coisa que fez o filme ser mto vendido como baseado em fatos reais, mas ele não é). Dizem que o final veiculado na versão de cinema é diferente desta versão que rola na net...não sei se isto é verdade, mas verei em cinema novamente se tiver a oportunidade. No minímo é bom para ver a galerinha e as garotas levarem uns cagaços violentos06.

Então, dizem mesmo que na versão que irá aos cinemas terá um final diferente e efeitos especiais caprichados.

Meu! Não sei se é hoax, mas isso pode desandar e estragar tudo.

O que pilha no terror são as cenas sem efeitos especias elaborados,  toscas, parecido a imagem ruim de câmera mesmo. É isso é que dá verossimilhança a coisa toda.
MariaShy2009-11-12 11:24:39
Link to comment
Share on other sites

Achei fraco. Anti-cinema. Cinema não é feito apenas de boas idéias' date=' tem que ter algum outro talento envolvido... [/quote']

Sei lá, mas como disseram sobre, esse lance de uma ideia na cabeça (dizem que o filme, embora naõse trate de uma hist[oria real é baseado numa circunstância estranha que aocnteceu ao diretor) e uma camera no ombro...

 

Acho talentoso sim.

Digo isso pq tem uma cena especialmente que nãoo há nada que inspire terror ou medo  e no entanto tu prende a respiração esperando o desenrolar dela... aff!

Falo da cena em que Katie se levanta  no meio da noite e fica lá, parada no escuro olhando fixamente p/a  cama por horas e horas !

E é só isso, mas enqto ela dura, tu não sabe se será algo mais.
Link to comment
Share on other sites

Me parece que a estréia aqui será dia 4 de dezembro, mas já vi fonte de que seria dia 27 de novembro think.gif.

E as escolhas das cidades onde o filme estreiará seria (será?)  feita da mesma maneira que nos EUA, através de pedidos do público por  esse site.

Daí a cidade com mais pedido ganhará uma pré-estréia dia 13 de novembro (que seria hoje ?).

 

Ah! Nesse site tem um fórum onde as pessoas tb podem contar suas experiências a la Mojica

 

 
MariaShy2009-11-13 18:59:11
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

pacarasendoatirado.jpg

 

 

paessa1.jpg
<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

By the way, no link acima tem o trailer da primeira exibição do  filme... com as reações do público!

Meu! Daria outro mockumentary ... uma comédia 060606

 <?:namespace prefix = v ns = "urn:schemas-microsoft-com:vml" />

By the way, detesto admitir, mas algumas dessas reações eu mesma tive igual...aff! 09

MariaShy2009-11-14 13:33:28
Link to comment
Share on other sites

Concordo ctg.

Tais filmes me pilha muito mais que filmes com sangue, esquartejamento e serial killers.

No sobrenatural o inimigo é desconhecido e parece sempre invencível.

 

Em P.A. o envolvimento se dá aos poucos.

Ele começa bem devagar e aumenta sutilmente a intensidade das aparições mostradas.

 

Spoiler: a cena em que ela é arrastada pela perna do quarto por algo invisivel é de matar de medo...afff! 090909

 
Link to comment
Share on other sites

A divulgação desse filme teve muita participação de internautas.

Cópia na net seria inevitável.

Daí há hoax de que esta cópia não chega aos pés da que será exibida nos cinemas, inclusive com efeitos mais elaborados e até (dizem), com um outro final.

 

Aconteceu algo parecido com o lançamento de "Wolverine".

 

By the way, faço questão de ver a outra versão tb [corajosa mode on] ... não sozinha, of course scared.gif
MariaShy2009-11-20 07:48:07
Link to comment
Share on other sites


pacarasendoatirado.jpg


No que eu assisti' date=' não tem a parte do cara voando, rs .. teria sido cortada?! Será que tem na versão de cinema?

SPOILER: Em tempo, a cena dela sendo arrastada é insana. Travei feio naquela hora...[/quote']

 

Eu assisti ontem...não vi nada voando.

 

Foi bem insano mesmo ela sendo arrastada... vai sair outra versão no cinema?
Kikas2009-12-08 09:30:33
Link to comment
Share on other sites

Não achei que  as imagens parecerem amadoras foi um ponto fraco do filme, não.

Na verdade isso contribuiu p/ parecer que era mesmo um documentário feito a aprtir de imagens feitas pelos pprio moradores de uma casa assombrada.

Deu mais verossimilhança à coisa toda.

 

by the way, sabe que isso das imagens ficarem pouco nitidas, tu não identificar muito bem o que tá vendo, te pilha mais.
MariaShy2009-11-29 10:53:19
Link to comment
Share on other sites

"O século 21 já tem sua nova Bruxa de Blair"

 

1.jpg

Em 1999, quando os virais ainda estavam em baixa e a internet não era tão usada para a publicidade, apareceu um filme no horizonte que custando somente 60 mil arrebatou a audiência rendendo quase 250 milhões de dólares no mundo inteiro. Este filme era intitulado A BRUXA DE BLAIR.

Em 2009, com ainda menos dinheiro disponível e muito apelo internético um outro filme consegue um fenômeno tão grande quanto - talvez até maior. Custando a mixaria de 15 mil dólares - o que não paga nem o cocô do cavalo do bandido em um filme de Roland Emmerich - esta produção já ultrapassou a barreira dos 100 milhões em bilheteria somente nos Estados Unidos (ver quadro no final do artigo). Claro que estamos falando do mais novo meme do cinema de horror, o thriller
ATIVIDADE PARANORMAL. Chegando ao Brasil dia 4 de dezembro e já rodando em diversas pré-estreias ao redor do país, o filme é efetivamente uma revelação, um exercício de simplicidade, suspense e tensão jamais visto
nos últimos 10 anos desde, sei lá, A BRUXA DE BLAIR.

A comparação com a referida produção é oportuna e não só na premissa simples e no movimento do público através do boca a boca em torno dele, mas também por toda a história envolvendo a chegada do filme aos cinemas. Em sua época
A BRUXA DE BLAIR abusou de sua característica documental para se promover e deu muito certo, as pessoas acabavam tomando a história como se realmente tivesse acontecido; e algumas até chegavam a investigar o paradeiro de seus realizadores.

Com a internet ainda mais acessível atualmente fica muito difícil você enganar o público desta maneira.
ATIVIDADE PARANORMAL nunca se vendeu como real e qualquer mané que conheça o Google pode constatar isso no primeiro clique, assim um movimento reverso aconteceu para que a película se tornasse este fenômeno que vemos hoje: as pessoas pediram para ser assustadas.

2.jpg4.jpg


O diretor de primeira viagem e ex-desenvolvedor de jogos eletrônicos, Oren Peli, sempre teve medo de fantasmas; em uma entrevista declarou que teve medo até do filme CAÇA-FANTASMAS, e - como 99% dos diretores de horror que fizeram grande sucesso no mainstream -, pensou que usar este medo para apavorar o público do cinema seria bem lucrativo.

Passou cerca de um ano poupando os valiosos 15 mil dólares do orçamento e preparando sua própria casa para rodar
ATIVIDADE PARANORMAL. Neste período, Peli realizou extensivas pesquisas sobre fenômenos paranormais e demonologia. A opção de trocar o manjado antagonista fantasma no filme por um demônio saiu fruto destas pesquisas. Depois de testar uma série de atrizes e atores para o "elenco", o diretor começou as filmagens e impôs a si mesmo um cronograma de somente 7 dias com o filme sendo editado durante os intervalos das filmagens e os efeitos adicionados tão logo a cena estivesse terminada.

5.jpg6.jpg


Depois de terminado, Peli assinou com uma agência e conseguiu exibir o filme na Screamfest Horror Film Festival de 2007 (evento considerado a Sundance do horror). Nesse festival foram oferecidos DVD's com o filme para potenciais distribuidores. Fatalmente um destes DVD's chegou nas mãos do executivo sênior da produtora Miramax Films, Jason Blum, e seu parceiro Stevem Schneider.

Com um pouco mais de apoio, o diretor realizou uma edição diferente da exibida na Screamfest para torná-lo mais tenso e delicado. Contudo o festival de Sundance não aceitou a submissão do filme e apesar de ter conseguido emplacar no festival de Slamdance, nenhum distribuidor ainda havia se interessado em levar a película para o grande público.

No ano seguinte, o DVD parou na porta da Dreamworks e seu executivo de produção, Ashley Brooks, ficou tão impressionado que perturbou constantemente seu chefe, Adam Goodman, enquanto não assistisse ao filme. Este, depois de conferir o material, entregou pessoalmente o DVD para Steven Spielberg também assistir.

7.jpg8.jpg


Spielberg retornou à Dreamworks no dia seguinte com o DVD em um saco de lixo, pois pensou que o DVD era assombrado. Segundo o diretor, minutos depois de ter assistido, as portas de seu quarto se trancaram sozinhas e ele não conseguiu sair enquanto não chamou um chaveiro. A despeito disso, Spielberg adorou o filme e deu sinal verde para que se realizasse um remake, que seria produzido por Jason Blum e dirigido pelo próprio Oren Peli.

A Paramount Pictures adquiriu os direitos do filme e de potenciais sequências por 300 mil dólares - um ótimo negócio para ambos até o momento, contudo sem saber o que fazer com o filme original. A intenção inicial da distribuidora era lançá-lo como um extra do DVD do remake para que o público o conhecesse. Todavia, durante as negociações, Blum e Peli conseguiram uma exibição teste dentro do contrato para que eles testemunhassem as reações do público. Como parte do acordo, Adam Goodman chamaria diversos roteiristas para esta exibição com o objetivo de subsidiar ideias para o roteiro da refilmagem.

Nesta exibição aconteceu uma situação inusitada: várias pessoas saíram da sala no meio do filme, o receio de Goodman era que o negócio feito se transformasse numa bomba, porém o produtor constatou que estas pessoas abandonaram a sessão pelo simples medo de permanecer na sala do cinema. Desta forma, Goodman impediu a produção do remake (amém) e decidiu distribuir o original de Peli com um novo final, sugerido pelo diretor Steven Spielberg.

9.jpg10.jpg


ATIVIDADE PARANORMAL deveria ter sido lançado ainda em 2008, contudo ficou engavetado devido a uma rixa entre as ex-parceiras Dreamworks e Paramount. Enquanto a película estacionava no limbo, Blum e Peli venderam os direitos internacionais para 52 países (no Brasil será distribuído pela Playarte), nesse interim, o boca a boca foi se formando.

Em 25 de setembro de 2009, a Paramount decidiu fazer um lançamento em 13 cidades dos Estados Unidos e em doze delas a exibição teve todos seus ingressos vendidos. Em seu site, o diretor pediu que os usuários da internet demandassem exibições do filme em suas cidades e até o dia 3 de outubro, 33 exibições foram feitas e já haviam rendido meio milhão de dólares.

No dia 6 de outubro a Paramount anunciou que caso a quantidade de demandas chegassem a 1 milhão um lançamento em grande escala nos Estados Unidos seria realizado. Foi preciso somente 4 dias para o marcador chegar neste número. O lançamento no circuito foi marcado para 16 de outubro e o número de salas foi expandido na semana seguinte, chegou ao número 1 da bilheteria no fim de semana do dia 23, batendo com folga
JOGOS MORTAIS 6, que custou 733 vezes mais.

3.jpg


E o heap se justifica e engana quem pensa que é só mais um de cinema “pseudo-verdade”, ATIVIDADE PARANORMAL é o melhor filme de suspense do ano e um dos melhores filmes de assombração da era moderna: um exercício de tensão e de manipulação das sensações do espectador que chega as raias do genuíno medo, além de ser muito divertido, é claro. E aqui deixo uma ressalva, eu não assisti o trailer - especialmente depois que me falaram que o final estaria contido nele, igual aconteceu com QUARENTENA - jamais procurei saber notícia nenhuma sobre a produção e evitei spoilers como um vampiro foge da cruz. Obviamente não serei eu o estraga prazeres que irá entregar os segredos de ATIVIDADE PARANORMAL, portanto podem continuar lendo sem medo algum.

A história é tão simples que de fato não havia um roteiro, todas as falas foram improvisadas. Segundo Peli esta atitude foi tomada para aumentar a autenticidade do projeto com a naturalidade das conversas entre os personagens, ao invés disso havia somente o contexto das conversas e os diálogos fluíam a partir daí.

O filme se passa no ano de 2006 e acompanhamos a história do casal de namorados Katie (Katie Featherston) e Micah (Micah Sloat) em sua casa. Katie sofre com distúrbios paranormais periódicos desde que tinha 8 anos, provavelmente atormentada por um fantasma. Com o objetivo de documentar as aparições, Micah compra uma câmera para registrar os eventos que sempre ocorrem durante o sono do casal.

12.jpg


No primeiro dia das gravações eles recebem a visita de um psíquico, Dr. Fredrichs (Mark Fredrichs), que afirma, baseado na análise das vibrações, nas características das "aparições" e de uma entrevista com Katie que a entidade que a está perseguindo provavelmente é um demônio e recomenda um demonologista para que a auxilie. Relutante e cético, Micah tenta calçar sua teoria antes de recorrer ao demonologista. Mas noite após noite os eventos vão tomando formas cada vez mais assustadoras...

E chega... Na verdade mesmo que eu pretendesse entregar surpresas não poderia ir muito além desta curta sinopse, pois muito pouco do mistério é revelado, somente pistas do que acontece são especuladas, porém nunca esclarecidas. Desta forma é só tentar imaginar todas as possibilidades do quadro apresentado e se deixar levar pela história que, lenta e gradativamente, a cada madrugada na vida do casal, vai esgotando os nervos do espectador até o minuto final que, se não surpreendente, é um dos mais inesperados do cinema de terror atual - detalhe, sem mostrar uma única gota de sangue.

Tenho que fazer uma confissão, ao final da produção estava quase desviando o olhar do que se desenrolava na tela (sim, sou um pouco cagão ainda) e no término fiquei totalmente vendido, satisfeito com o que vi e a um passo de ter uma noite de sonhos tumultuados. Penso que na segunda vez que for assistir os sustos ainda me afetem da mesma forma, pois em
ATIVIDADE PARANORMAL você sabe que algo vai acontecer, você sabe que vai ser assustado mesmo com a câmera estática focalizando a cama do casal em um silêncio tétrico, contudo não sabe quando e cai todas as vezes. E nada de gatos e saltos de música, aqui os sustos são honestos e com todo um contexto de tensão, simples assim.

11.jpg


E é aqui onde o diretor acerta mais: por mais que você não queira, a falta do fator blockbuster (rostinhos de atores conhecidos, trilha sonora, diálogos com frases de efeito, créditos de abertura e encerramento) torna a experiência uma coisa muito mais condizente com a realidade do público, afinal, como você sabe que a porta do seu quarto não se fecha sozinha enquanto você dorme?

A escolha dos protagonistas reforça este conceito: Katie não é uma mulher bonita no conceito hollywoodiano e é até gordinha (sem preconceito, por favor); Micah é um rapaz bonachão relaxado com o asseio e a assepsia. Fico imaginando que se esta refilmagem planejada efetivamente saísse e os protagonistas fossem Tom Cruise e Nicole Kidmann, a história seria completamente diferente.

Na minha avaliação a película não leva nota máxima por dois motivos. Primeiro, uma característica que incomoda, mas não atrapalha: o roteiro se desenrola totalmente dentro da casa do casal Micah e Katie. Embora isso ajude na construção da atmosfera opressora e claustrofóbica que a produção imprime, é uma solução de roteiro pouco provável que jamais sejam mostradas tomadas externas ou mesmo o relacionamento dos vizinhos. Tirando uma visita de uma amiga de Katie (interpretada por Amber Armstrong), a vida social dos protagonistas é praticamente nula e os diálogos, por serem improvisados, acabam as vezes repetitivos. O desenrolar também é lento e sutil, podendo desagradar as pessoas que curtem um pouco mais de ação no decorrer da trama.

14.jpg


E segundo e principal, o próprio personagem de Micah. Não posso entrar em detalhes neste momento, todavia fica difícil entender as razões de seus atos e de suas oscilações de atitudes: se por um lado a veia investigativa dele fale mais alto para esclarecer o problema é estranho ele trair tantas vezes a confiança da namorada, servir de alívio cômico nas horas erradas e ter atitudes tão céticas ante as evidências dos acontecimentos que ocorrem na casa onde moram.

Ademais não posso encontrar outra forma de elogiar a produção senão recomendar fortemente que os leitores do Boca do Inferno procurem o cinema mais próximo para testemunhar um novo fenômeno do cinema de horror, pois
ATIVIDADE PARANORMAL merece cada centavo dos 100 milhões de dólares que já arrecadou - e a Paramount já encomendou uma continuação a ser lançada em 2012. Nada de baixar da internet, meus amigos, é no escuro do cinema com um sistema de som decente que se pode aproveitar cada momento da produção e desfrute totalmente desta nova sensação do horror mundial.

OS FINAIS ALTERNATIVOS


ATENÇÃO: Spoilers adoidados neste bloco, portanto não recomendada a leitura até que se tenha assistido a versão de cinema de ATIVIDADE PARANORMAL.

Essa versão de
ATIVIDADE PARANORMAL não possui o mesmo encerramento como planejado pelo diretor e roteirista Oren Peli. Como já citado anteriormente, Steven Spielberg sugeriu a versão atual e um novo corte foi efetuado, com menos cenas com a "possuída" Dianne, sem o ataque durante o dia e sem a cena das chaves no chão da cozinha.

13.jpg


A versão "beta", que foi apresentada primeiramente nos festivais e enquanto estava em circuito limitado, é totalmente diferente e os sustos são menos frequentes. Mas vai além disso, um terceiro final foi apresentado em pelo menos uma oportunidade e, com a declaração do diretor que 70 horas de filmagens foram geradas e que vários finais foram realizados para que o diretor avaliasse as opções, é provável que outros possam aparecer. Ambas as versões conhecidas até o momento estão descritas abaixo.

- O Final Original: Diferente da versão de cinema: durante a última madrugada Katie se levanta da cama e fita Micah por cerca de três horas, porém sem se mover para seu lado da cama e sem o lençol ser movido. Katie desce as escadas e grita, Micah corre para baixo e é ouvido um barulho pesado de passos na escada (até então igual ao final de cinema). Katie segura uma faca e está coberta de sangue - o corpo de Micah não aparece em cena - ela então se senta e se balança por cerca de dois dias, ignorando as campainhas e os telefonemas. Eventualmente uma amiga aparece e encontra o corpo de Micah (lembrando que a câmera permanece no quarto), ela grita e corre da casa. Vinte minutos depois um policial adentra a casa e depois de fazer uma busca no primeiro andar aparenta que o demônio saiu do corpo de Katie, mas ela ainda segura a faca, vemos a luz no sótão se acender e apagar e a garota aparenta estar transtornada e confusa gritando pelo nome de Micah. A porta do sótão se fecha abruptamente e o policial atira assustado em Katie matando-a.

- O Terceiro Final: Aproveitando um gancho deixado no meio do filme - em que Micah faz um gesto com uma faca dizendo que qualquer problema que estiver acontecendo, ele tomará conta - depois que Katie mata Micah com a faca, ela sobe as escadas com a faca na mão e corta seu próprio pescoço em frente da câmera (mas sem olhar diretamente para ela). Um desfecho bem mais depressivo.

SUCESSOS DE BILHETERIA EM PROPORÇÕES PARANORMAIS


Até o momento de fechamento deste artigo, ATIVIDADE PARANORMAL já havia arrecadado mais de 104 milhões de dólares só nos Estados Unidos, ou seja, rendendo quase 7 mil vezes o seu custo de produção, este é comprovadamente o filme mais lucrativo (em relação ao investimento) da história da sétima arte e certamente se propagará ainda mais no mundo. Como terror, baixo orçamento e renda elevada são parceiros no crime, confira abaixo os maiores lucros da história em ordem de proporção. Não estão considerados os custos com publicidade, mas tão somente o orçamento do filme.

14.jpgmassa4.jpg


O Filme: A BRUXA DE BLAIR (The Blair Witch Project, 1999)
Orçamento: US$ 35.000
Bilheteria Mundial: US$ 248,3 milhões
Retorno de: 7094 vezes

O Filme:
A NOITE DOS MORTOS VIVOS (Night of the Living Dead, 1968)
Orçamento: US$ 114.000
Bilheteria Mundial: US$ 30 milhões
Retorno de: 263 vezes

O Filme:
O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA (The Texas Chainsaw Massacre, 1974)
Orçamento: US$ 140.000
Bilheteria nos Estados Unidos: 30,8 milhões
Retorno de: 220 vezes

O Filme:
HALLOWEEN (Halloween, 1978)
Orçamento: US$ 325.000
Bilheteria Mundial: US$ 70 milhões
Retorno de: 215 vezes

51.jpg13.jpg


O Filme: SEXTA-FEIRA 13 (Friday the 13th, 1980)
Orçamento: US$ 550.000
Bilheteria Mundial: US$ 59,75 milhões
Retorno de: 108 vezes

O Filme:
MAR ABERTO (Open Water, 2003)
Orçamento: US$ 500.000
Bilheteria Mundial: US$ 52,1 milhões
Retorno de: 104 vezes

31.jpg49.jpg


O Filme: JOGOS MORTAIS (Saw, 2004)
Orçamento: US$ 1,2 milhões
Bilheteria Mundial: US$ 103,1 milhões
Retorno de: 86 vezes

O Filme:
A MORTE DO DEMÔNIO (The Evil Dead, 1981)
Orçamento: US$ 375.000
Bilheteria Mundial: US$ 29,4 milhões
Retorno de: 78 vezes

Gabriel Paixão
Jorge Soto2009-11-30 10:22:27
Link to comment
Share on other sites

Gostei do filme. Bom passatempo, bons sustos, história (?) simples ao extremo, mas exatamente por isso há uma verossimilhança maior. O filme brinca com nossos medos de barulhos estranhos durante a madrugada, com aquilo que imaginamos acontecer em nossas casas durante a noite, na escuridão. As cenas no quarto eram de uma tensão incrível, e mesmo ações que não deveriam causar medo acabavam assustando (como a crise de sonâmbulismo da Katie). A cena final é de fazer o coração palpitar. A duração do filme é mais do que adequada, pois no geral, é apenas um excelente "causo" de assombração, como aquelas histórias contadas em rodas de amigos depois que o primeiro puxou o assunto.

 

 

 

Defeitos: não achei que os atores lá muito dignos de Oscar, por assim dizer, e aquele papo de "demônios" foi um pouco broxante (pra mim, a ideía de fantasmas é muito mais assustadora do que a idéia de demônios). Algumas passagens mínimas me pareceram exageradas e toscas (a tábua Ouija se movendo e pegando fogo; o "ataque" da garota possuída contra a câmera), a explicação para eles não saírem da casa resultou pouco convincente (limitação de orçamento, eu sei, mas mesmo assim), várias atitudes dos personagens foram burras ao extremo (as vezes, chego a pensar que é impossível fazer um filme de terror sem protagonistas burros).

 

 

 

Histórias nesse estilo sempre me causaram calafrios, por isso gostei. É um daqueles filmes "Ame ou Odeie", então certamente irá gerar reações inflamadas. E como muita gente não entende que o medo é subjetivo, vai haver muitas reações estilo "esse filme não assusta nem criancinha e mimimimi". Balela, não existe certo ou errado no fator medo. Pena que é difícil fazer as pessoas pensagem sobre isso, pois aí seria muito mais fácil respeitar as opiniões alheias (pelo menos, em filmes de horror).

 

 

 

Nota: 8/10

Link to comment
Share on other sites

Não achei as atitudes dos personagens burras não... afff! 13

 

Como tu mesmo disse, medo é algo subjetivo o que pilha alguém pode parecer tolo a outros..

O que acontece é que Mica era bem cético e queria enfrentar o sobrenatural como algo mundano.

E Katie já tinha um passado de situações estranhas, então ela tinha razão de sobra p/ ter medo.

Filme de espíritos sem sessão mediunica ou tábua de Ouija ??!!  C'mon ! oops.gif

 

By the way, tb não acho que tenha sido problema de orçamento.
O filme custou barato pq se utilizou de dois atores desconhecidos e apenas uma locação (que dizem ser a ppria casa do diretor).

Efeitos especiais? Nada sofisticado, já que se tratava de "espíritos" e não algo mais elaborado como um sci fi.

 

Concordo plenament ctg, se parece mesmo com "causos" de assombração 06
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...