Jump to content
Forum Cinema em Cena

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 11/15/2017 in all areas

  1. 5 points
    Gust84

    Liga da Justiça (2017) #2

    Assistido em IMAX. Eu geralmente quando tento "analisar" um filme, tento tirar da conta minhas expectativas, e seu contexto pra formar minha opinião. Coisa que pra esse filme ficou impossível. Eu não sei exatamente como, mas essa DC films vive na berlinda, e ao meu ver sofre muito mais com fogo amigo (RICK) do que com as tais críticas da mídia, ou dos "marvetes". Eles simplesmente não conseguem trabalhar em paz! Vivem com críticas e vazamentos de notícias, sendo obrigados a soltar trailers, imagens e o que mais for de maneira antecipada, corrida só pra suprir a sede do pessoal, que geralmente esculacha, o que pressiona ainda mais o trabalho a ser realizado, virando uma bola de neve. O que me passou é que dentro dessa realidade onde, aparentemente eles não acertam em "nada" (eu sou um que não gostei de praticamente nenhum cartaz e material de divulgação, nem dos trailers), o filme se sai bem até demais. Não tem o gosto amargo dos outros filmes da DC (com exceção da Mulher Maravilha) ao sair da sala de cinema. Tem certa coesão, tem um elenco que o que falta de habilidade compensa com carisma e alguma química. Alguns dos heróis tem um visual bacana (Batman é de uma concepção inacreditável e me impressiona com tantos filmesjá feitos, ninguém reproduzir esse visual antes). O elenco principal com certeza absoluta abraçou o projeto mesmo com todos os problemas e cada um claramente dá o melhor de si. Não senti aquela obrigação e falta de vontade de Suicide Squad, por exemplo. Bataffleck, segue sendo o melhor Bat/Bruce de todos, e digo sem medo nenhum de errar. Achou seu tom que estava sendo construído em BvS, carrega experi, lidera o pessoal, consegue vender algumas piadas, e é o cérebro da equipe, como em qualquer HQ que lemos/líamos. Gal Gadot é um mistério pra mim. Não sabe atuar direito, mas ela sorri e eu sorrio junto. Os demais personagens conseguem criar personalidades distintas e com um certo arco dramático, com exceção do Aquaman, que achei descartável sua construção, seu universo, seu visual e sua personalidade. O flash achei ele no limite do limite do aceitável para o humor, e que só funcionou muito pelo seu talento como ator. Sobre a obra em si ela tem problemas. Estruturais, pra variar. Seu ritmo é um pouco confuso e a montagem tem uns cortes meio bruscos entregando a dupla direção e que tem mais coisa por trás do mostrado. Tem algumas cenas com tons mais estranhos. A primeira cena em que a Mulher Maravilha salva o pessoal do ataque terrorista começa com uma música, quando os bandidos tomam o banco/museu, que soa quase pastelão, pra, no momento que ela entra em cena voltar os acordes mais grandiosos, numa quebra de ritmo que pra mim, apareceu. O filme tem uma sede de mostrar imagens, e momentos, mas esquece de fazer cinema. Tenta montar quadros "inesquecíveis" o tempo inteiro e não monta uma cena inesquecível. Não tem um plano marcante, uma batalha mais criativa, uma união de poderes. E isso num universo pouco povoado e nessa meia luz fica mais pobre ainda. Não obstante a aspectos técnicos existe uma reviravolta roteirística, que muda o tom do Universo inteiro da qual todos sentem a falta e precisam do Superman, e não vimos em nenhum momento isso, fora com as pessoas dizendo neste filme. Passamos 2 filmes vendo ele, na realidade com relutância do planeta terra em aceitá-lo, com problemas no Congresso, e essa era a novidade desse Superman dos cinemas, a tal "nolanização" dele. Como seria a Terra com um alienígena por aí? Não sei até onde foi a pressão externa ou dos criadores, mas essa mudança de tom achei desnecessária, ou deveria ter sido melhor construída pelo menos no BvS, que mal nos importamos (audiência) com a sua morte, e nem o pessoal da terra daquele universo se importou direito, na realidade. Batman falando que eles precisam do "Clark", por exemplo, que ele mal conheceu no último filme é forçado pra mim. Precisa como, cara pálida? viraram amigos aos 40 do segundo tempo do último filme! E digo isso porque seu renascimento, ainda que feito de maneira "pobre" foi muito bem realizado, no seu segundo momento, no Kansas e tem uma carga emocional boa que , se fosse melhor trabalhada antes, seria ainda muito mais legal. E aí que está a curiosidade: Com todos esses problemas que eu vi, eu achei o filme divertido de verdade, achei que de alguma maneira acertaram o rumo das coisas e pra onde podem ir. Só acho que falta cinema nesses filmes. Eles tem que parar de ler os haters e trabalhar tranquilo pra realizar algo original, ainda que adaptado das HQS. Hoje o MCU tem cara própria, além das HQS, e isso por que os caras apostaram contra muita coisa até terem essa carta branca do público. E outra deram sorte, tiveram a liberdade criativa por que não tinham personagens icônicos pra o pessoal meter bala. Quando foram lançar um homem de ferro, quem fucking ligaria para o que ia sair na tela? Herói Série B da Marvel. E daí o MCU virou esse monstro. Teve essa liberdade criativa. Infelizmente a DC não tem isso, na realidade tentou fazer isso com o lanterna e deu ruim. Mas, não tem como a DC achar sua essência no cinema no meio dessa bagunça. Falta pensar mais em filme como filme, com começo meio e fim. Filmes de ação, com roteiros de filmes de ação. Os personagens icônicos são o algo mais, não a BASE. Não dá pra pensar que por que eles tem o Superman e o Batman isso é o suficiente pra entregar "qualquer" coisa. Uma cena de ação, não fica melhor por que é o Superman socando alguém e não um qualquer. Fica melhor quando melhor escrita e dirigida. E os fãs tem que tentar dar a chance deles tentarem algo novo, não algo que alguém está esperando. Tenho certeza que se dessem o tempo certo e eles esquecerem essa tal corrida com o MCU, fariam algo muito melhor e com menos problemas aparentes. Com o rumo das coisas melhorando como agora, é só esperar ele. Matt Reeves. Confio de olhos fechados. Esse cara vai surpreender a todos, podem printar aqui que esse filme do Batman vai dar boa. O melhor Batman na mão de um cara como ele, é muito difícil dar errado. E daí, Junto com a Mulher Maravlha, vai despressurizar esse DCU de vez pro pessoal trabalhar em paz. Me perdoem o textão, mas não consigo ser muito prolixo, haha. Desculpem a bíblia, mas tentei falar do filme e entrar no debate que rolou por aqui.
  2. 4 points
    primo

    Superman - O Homem de Aço 2 (20??)

    Falando na possível sequência, acho que seria interessante se a trama evitasse abordar novamente ameaça alienígena. Tem um lance que falta no Snyder nos três filmes dele dirigindo o Cavill, mas acho que funcionaria bem aqui: explorar melhor o cotidiano de uma grande cidade. É com ótima nostalgia que me lembro, lá dos longas com o Reeve, do centro de Metropolis nas proximidades do prédio do jornal, estação de trem, becos etc. Para reforçar a cidade como personagem, mostrando bem mostradas as pessoas "no chão", como Raimi fez na sua trilogia do Aranha.
  3. 3 points
    SergioBenatti

    Bright | Will Smith

    Pior filme que eu vi em 2017! Como faço pra desver essa porcaria?
  4. 3 points
    primo

    Os Vingadores 3: Guerra Infinita

    palavra linda essa "planejamento" Veja como é até bom de falar: pla-ne-ja-men-to. Lindo.
  5. 3 points
    SergioBenatti

    Liga da Justiça (2017) #2

    Não sou especialista nesse tipo de produção, mas eu adorei o filme. Não entendo essa nota baixa, parece má vontade. Gostei da rapidez, de como ele não perde tempo com origens, de como ele resolve rixas românticas apenas com insinuações, por exemplo; gostei da química entre os atores (alguns só têm carisma - como a Gadot - outros têm talento RealOficial como o Ezra Miller); gostei do figurino; da atmosfera mais bem humorada... Mas, gente, esse vilão é uma bosta! Um antagonista sintético, convencional, bobo, com voz gutural sem criatividade. O antagonista é o responsável para que a história de fato exista, então teria de ser melhor construído. Pra mim, é o grande senão do filme, junto com a trilha sonora do Danny Elfman - que é o mesmíssimo trabalho de sempre.
  6. 3 points
    Cir-El

    Liga da Justiça (2017) #2

    Legal GUST84. Muitos pontos que você colocou, senti também. Dois pontos que você colocou e que achei interessante: " tem uns cortes meio bruscos entregando a dupla direção e que tem mais coisa por trás do mostrado. Tem algumas cenas com tons mais estranhos." isto foi o que mais me "tirou" a imersão do filme. Foi a parte que mais me deu desconforto e por isso que sai com a sensação de que queria ver o produto de um diretor (mesmo que fosse do Snyder de forma mais pesada). Não sei se todos tiveram essa mesma impressão, mas pra mim era escancarada a hora em que a cena mudava e dava pra perceber nitidamente que eram cenas refilmadas... "deveria ter sido melhor construída pelo menos no BvS, que mal nos importamos com a sua morte, e nem o pessoal da terra se importou direito, na realidade" O Superman é um caso claro de como a Warner se viu obrigada a mudar o tom do personagem de forma brusca. Dá pra perceber que o Snyder tinha planos de fazer essa trajetória do Clark relutante, passando pelo falso-Deus controverso e ressurgindo como o Superman de fato. Mas, nos tempos atuais onde o imediatismo impera, não há chances de um arco de personagem demorar mais de um filme. Tem que ser resolvido logo. O herói tem que nascer pronto. Nesse aspecto, fica totalmente distante comprar a idéia de que o Superman é de fato o grande herói do mundo. Em BvS ele aparece em noticiários e eu acho a premissa interessante, pois mostra como a população reage ao Superman (em Homem de Aço, também mostra essa perspectiva de como o mundo é afetado pelo alienigena). Em Liga da Justiça, parece que eles esquecem e dizem (porque não mostram a população de fato - aliás, parece até que não existem civis no mundo...kkkk) que todos choram sua perda e como ele foi a inspiração da humanidade. Mas, cinema não dá pra ficar só falando...é necessário mostrar ações que fazem com que o espectador compre a idéia (e não dá pra gerar isso só mostrando o Superman salvando uma familia no meio da luta).
  7. 3 points
    Jailcante

    Liga da Justiça (2017) #2

    Revi o filme ontem, e somando umas coisa que li e reli, vou masturbando mentalmente aqui (me permitam recriar uma "tese-da-tese" hehe): Não creio que o problema entre Snyder/WarnerDC foi por causa do tom do filme. Próprio Snyder disse várias vezes que faria um filme mais ameno. Várias das piadas que estão no filme, já estavam no trailers iniciais, então já era algo Snyder tinha filmado. Flash como alívio cômico, falando várias piadinhas, era algo que ele já tinha colocado. O Batman falando "eu sou RYCA!" também, e várias outras coisas. Então, creio que o problema entre os envolvidos não foi exatamente esse. Problema deve ter sido algo que o Snyder colocou no filme, que a Warner não queria mais. Talvez nos esboços e filmagens originais, o estúdio deixou passar, mas depois de ter visto o corte inicial dele, deve ter encrencado e se negado a continuar com aquilo. Creio muito nisso, até porque sei que Snyder não consegue executar muito bem, as ideais que tem (bom planejamento, mas execução falha), aí deixou os executivos de orelha em pé. Então, vamos lá... Minha tese (Spoiler da Liga aqui): Ontem, li uma crítica (acho que no UOL, sei lá), que a mulher reclamou que não conseguia ver o filme da Liga porque o Superman tava com "botox" nas maioria das cenas e isso irritava ela. Falou que, em quase todas, se via que teve o efeito pra tirar o bigode dele e que ficou ruim esse efeito. Quando li essa crítica, achei que ela exagerou, porque eu tinha notado o "botox" em poucas cenas quando vi o filme na primeira vez. Mas nessa segunda vista, eu fui assistir já tentando prestar mais atenção nisso, e realmente vi que ela tinha razão. O Superman tá com "botox" na maioria das cenas. Algumas ficaram bem grosseiras (a cena inicial, a do final com Flash, e outras), mas outras até que ficou bom e não se nota na primeira olhada. Só que notei dessa vez, e vi que o efeito rolou na maioria, quase totalidade, das cenas dele. Aí, fica a pergunta: As cenas do bigode são, nitidamente, cenas que o Whedon filmou, então, o que o Snyder filmou do Supeman que ficou no filme? Cadê essas cenas? Foi tudo pro lixo? Pelo jeito sim (nem trailers ele aparece, então não dá pra saber mesmo o que rolou). Assim, acabei pensando que o que deve ter causado o descontentamento do estúdio deve ter sido como o Snyder lidou com o Superman no filme. Não devem ter aprovado o jeito que ficou e resolveram levar pra outro rumo. Então, conhecendo bem o Sr. Snyder, e somando com aquela cena do BvS (o tal o "sonho" do Batman, lembram?), acho que ele teria esticado bem a parte do "Superman do mal" nesse filme. É a conclusão que cheguei. No filme da Liga atual, o Batman leva logo a Lois pra ver o Superman, e ele logo se recupera depois de ressuscitar. A cena dele sendo mal/descontrolado, acabou sendo breve e até leve, quase cômica. A versão Snyder creio que essa parte seria mais longa. Superman ficaria descontrolado por mais tempo bagunçando tudo (destruindo lugares mil, mas não sei se ele chegaria a matar alguém. Será Snyder?), e a Liga tendo que lidar com isso. Pelo "Snyder time" seria, no mínimo, uns 45-50 de filme, creio, de Superman mal/descontrolado. Só nos 15 min. finais é que Batman lembra do que o Barry falou pra ele no filme anterior (na cena de sonho) e aí leva a Lois pra reencontrar o Superman, e aí ele se regenera. Com certeza, essa regeneração (conhecendo Snyder, como conheço) não iria funcionar muito bem. Acho que ficaria forçado dependendo do tipo de coisa que o Superman apronta enquanto vilão do filme (analisando a cena do BvS, com certeza, não seria pouca coisa). Vale dizer que no filme atual, o Batman credita a uma fala da Mulher-Maravilha, o fato dele resolver usar a Lois Lane pra curar o Superman. Ou seja, a cena do filme anterior (com o Barry falando que a "Lois era a chave"), foi totalmente ignorada. Estúdio realmente não tava nem querendo passar perto de um Superman do mal... Acho que filme do Snyder seria: 50-45 min de introdução de personagens, uns 30 min até resolverem ressuscitar o Superman (claro que teria todo aquele debate moral, que Snyder iria esticar até o talo), uns 45-50 min de Superman do mal aprontando, e 15 min dele recuperado depois de rever a Lois (acho que a cena de recuperação seria longa, uns 10 min. no minimo, então "Superman do bem" só teria em uns 5 min. de filme, com ele fazendo algo heroico ali no fim pra destruir o Lobo). Até o fato de Snyder ter escolhido o Lobo do Esterpe como vilão, e não o Darkseid, já mostra que o filme teria "outro vilão" mais forte e notável, assim o Lobo da Esterpe seria uma "sub-ameça" que funcionaria com outro personagem do lado, mas estúdio tirou esse outro "vilão", e aí o Lobo sozinho não funciona mesmo (e isso foi uma das coisas que todo mundo mais reclamou). Bem, minha tese-da-tese é essa. Eu, realmente, acho que o que rolou foi que o estúdio não curtiu o que o Snyder fez com o Superman aí teve que refazer toda parte da história envolvendo ele. Chamou o Whedon pra consertar a coisa e colocar o cara como ele é (outro Superman vilão que nem o Injustice, por favor não. Se foi isso que rolou, então aprovo o que o estúdio fez, e não quero nem passar perto de uma "versão Snyder" desse filme).
  8. 2 points
    "Stronger" tem todos os elementos prum emocionante melodrama de superação barato, mas é a estupenda interpretação do casal principal que faz o eleva a um nível acima de tudo isso. 9-10 "Vulcania" é uma scy-fy espanhola que pode se definir como uma versão distópica de "A Vila". É bem interessante visualmente, mas somente até o ponto onde tenta emular "X-Men" sem necessidade. 8-10 "I, Tonya" é uma biografia tragicômica tocada com muito humor negro que vale a bizoiada. E quem carrega o filme nas costas é a eterna Arlequina, que faz sombra até no Soldado Invernal. A mãe dela no filme também tá muito bem. 8,5-10
  9. 2 points
    "The Shape of Water" é um filme lindo e sensivel em todos os sentidos. Del Toro faz outro clássico que ta fácil pau a pau com "Labirinto do Fauno". É uma releitura fantástica do "Monstro da Lagoa Negra" com "Rosa Púrpura do Cairo"... onde quicá as vezes a trama de espionagem atrapalha, mas não desabona o conjunto. Imperdível. 9,5-10 "Kingsman 2" é apenas divertidinho, mas carece daquilo que fez do primeiro algo simpático e novo. Dá pra ver mas é mais do mesmo em termos genéricos. Elenco estelar no automático e por ai vai, sei la.. não é ruim mas eu curti muito mais o primeiro. 7,5-10 "Beyond Skyline" é uma razoavel sequencia do fraco filme original cujo diferencial é o bizarro elenco. Na boa, o filme deveria se chamar "Operacão Invasão 3", onde o ator oriental desce o pau em aliens de forma bem divertida. Diversão acerebrada de pancadaria espacial. 8,5-10
  10. 2 points
    Tive uma impressão parecida. A primeira metade do filme eu achei uma bosta! Em ritmo, em timing, na montagem, na edição. Quase parece que a direção muda da metade pra frente. Mas depois de eu quase largar tudo ele entra no eixo, bem atrasado, mas consegue desfazer bem o gosto amargo. É bom. Tem muita coisa legal, mas como todo o VII é mais redondo. Depois posto melhores impressões!
  11. 2 points
    E sem duvida o filme mais corajoso de Star Wars, não segue os passos fáceis do J J Abrams e se arrisca em tudo oque você acha que esta pre-estabelecido na saga e não pode mudar, oque e um acerto enorme na condução dos velhos e novos personagens, a trama e ação são muito boas, mas e extremamente lento a passagem deste momentos, e um Luke Skywalker quebrado,amargurado e relutante, mas em toda em sua essência um verdadeiro herói, assim como Han Solo foi o ponto alto do Despertar da Força com seu carisma, Luke traz um misto de emoções de alegria e ate decepção com sua presença. Onde o certo e errado não esta tão bem definido e a luz e escuridão se mesclam assim como Rey e Kylo Ren, que são os oposto na mesma jornada, e agem de forma tortuosa e conflitante, onde a incerteza e tudo que resta, o diretor abandona de vez o preto e branco da franquia e nos leva ao mundo cinzento, árido e complexo dos Últimos Jedi, amplia com categoria e sabedoria o elemento da força. Algo que só os fãs e George Lucas achava que sabia. Que agora vai trazer novas repercussões em todo mundo Star Wars, Gostei de todos os personagens, da parceria de Finn e Rose(Kellie Marie Tran) , o malandro trapaceiro DJ (Benicio Del Toro), Poe Dameron debatendo as ações de Leia, que alias teve vários momentos lindos, e mostrou toda sua garra, mais de maneira doce e elegante (palmas para Carrie Fischer) E Kylo Rey que mais uma vez surpreende novamente e rouba a cena, com sua fúria e impetuosidade, o arco dele assim como da Rey e uma das melhores coisas que eu já vi, da para entender perfeitamente todo o seu ódio e desprezo pelos Jedi. Tem muita gente reclamando, achando o filme longo demais, com bichinhos infantis,piadas em excessos ou tramas paralelas inúteis. Aqui neste filme abriu-se um leque de inúmeras possibilidades, era vital conhecermos a historia destes novos personagens e foi isto que o diretor entregou com classe e deixou muita especulação para os próximos anos. Observações: So achei muito sub utilizado Lorde Snoke e a Capitã Phasma, eles prometiam mais na franquia e ate tentam, em compensação somos compensados com o bufão arrogante e saco de pancadas do general Hux, que tenta ser imponente mas no fim...
  12. 2 points
    Acho que Baiana resumiu bem. Da minha parte, me senti como se estivesse visto o Ep. V pela primeira vez nos cinemas, a sensação teria sido semelhante. O filme ecoa o ESB, mas não é um remake, tá bem longe de ser. Pega peças do passado e as evolui pra um novo futuro. Tô com pena do JJ no Ep. IX. Vai sofrer do mesmo jeito que o diretor do Retorno de Jedi deve ter sofrido: O que acrescentar num novo filme depois de um episódio épico desse? Boa sorte pra ele. P.S.: (Spoiler soft) Creio que a nova trilogia SW com o Rian Johnson deve pegar aquele guri ali pra protagonista, hein? Tô achando. Aquelas crianças ali, na fase adulta, já devem ser algo que estão vão usar nessa nova trilogia...
  13. 2 points
    Verdade Questão. Pablo Villaca sobre The Post no Twitter. “The Post é o melhor filme não-infantil de Spielberg desde Munique, lançado há 12 anos. (Adoro Tintim, de 2011.) Ele se rende aos piores spielberguianismos nos 5 minutos finais, mas até chegar ali é um belíssimo trabalho. (E os 5 minutos finais não arruínam o todo.)”
  14. 2 points
    Star Wars: The Last Jedi Early ReactionsLucasfilm premiered Star Wars: The Last Jedi in Los Angeles tonight, and the first wave of social media reactions have now flooded online. So far, critics are saying Johnson delivers an emotional, jaw-dropping sequel that lives up to the hype. We’ve compiled some of the SPOILER-FREE reactions below. Take a look:There aren’t enough words to express how much I LOVED #StarWars #TheLastJedi ! It is mind-blowing! I’m in geek heaven! — Jenna Busch (@JennaBusch) December 10, 2017Star Wars: The Last Jedi is so very different, exciting, surprising. So many emotions, so many amazing moments. Stay away from spoilers. — Peter Sciretta (@slashfilm) December 10, 2017 #StarWarsTheLastJedi floored me. @rianjohnson and the team nail so much - thrills, laughs, heart and most of all, pushing the characters/overall franchise a major step forward. Some really rich material to explore in the future. Can't wait for more. — Perri Nemiroff (@PNemiroff) December 10, 2017 Star Wars: The Last Jedi is everything. Intense, funny, emotional, exciting. It’s jam-packed with absolutely jaw dropping moments and I loved it so, so much. I’m still shaking. — Germain Lussier (@GermainLussier) December 10, 2017Impressed with #StarWars : #TheLastJedi . It makes some big, impressive and surprising moves that I definitely didn't expect. Not all of the plot stuff is exactly perfect, but the character work is once again fantastic, and it's just amazing to see Luke Skywalker back in action. — Eric Eisenberg (@eeisenberg) December 10, 2017There’s a scene in #StarWars #TheLastJedi that I keep playing over and over in my head, that is so stunning and unexpected that I don’t want to forget how I felt seeing it for the first time. This movie feels unlike any other Star Wars movie in all the ways I hoped. — Terri Schwartz (@Terri_Schwartz) December 10, 2017#TheLastJedi is absolutely fantastic - gripping, touching, funny and powerful w/ gorgeous shots and the most badass battles. When it gets going, holy crap does it get going. Hands down the best #StarWars movie since Empire. — ErikDavis (@ErikDavis)
  15. 2 points
    Jorge Soto

    Star Trek (Tarantino e JJ Abrams)

    sei não, mas quando fala Star Trek pra adultos eu ja penso nisto....kkkk pára tudo!
  16. 2 points
    Jorge Soto

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    "Geostorm" é uma bobagem que destroi o mundo pela enésima vez, tipo "Dia depois Amanha" ou "San Andreas", com finalzinho "Armageddon". Mas como estas producões tem um grave problema.. pois tirando os efeitos especiais e um tiquim de policial, não sobra nada que preste. Atente pro risível Rio de Janeiro porto-riquenho que eles detonam.. 7-10 "Soul on a String" é uma curiosa e interessante producão chinesa que bebe fonte dos faroestes e coloca um elemento filosófico no meio. Fora a temática de vinganca e as belas paisagens que te prendem, o que depõe contra é a excessiva duracão...meia hora menos cairia bem. 8-10 "Singularity" é uma sofrível e injustificável incursão do John Cusack numa scy-fy teen meia boca. Imagina um "Battlefield Earth" dos pobres.. Recomendável unicamente pra pessoas com grande necessidade e desejo de perda de tempo. 5-10
  17. 2 points
    primo

    Os Vingadores 3: Guerra Infinita

    legendado
  18. 2 points
    Cir-El

    Liga da Justiça (2017) #2

    Dois assuntos: EU NÃO ESPERAVA essa crítica do Pablo Villaça. Fui surpreendido... eu achei que ele iria esculachar o filme (como a critica do Ovolete), mas a visão dele foi parecida com o que eu achei em alguns aspectos (claro, não tenho o olhar técnico que ele tem...). EU JÁ ESPERAVA que o @RICK "GrandeMagoDasTesesQueNãoDãoCerto" retornasse aqui no Fórum pra ficar atiçando o veneno dele...kkkkk desde que a grande Tese de BvS foi abalada, ele têm aparecido aqui só quando há oportunidade de dizer que o filme da DCEU vai flopar... eu já nem me importo mais...
  19. 2 points
    Jorge Soto

    19 Dias de Horror

    "Jigsaw" ta apenas OK. É mais do mesmo que não quer inventar nem sair demasiado de sua zona de conforto. Com gore, bem feitinho tecnicamente, só achei as atuações bem fraquinhas. Pra mim foi mesmo só razoável mas creio que este filme deva agradar mais os fãs incondicionais da franquia, que acho já deu o que tinha de dar. 7,5-10
  20. 2 points
    JaCk_Bill

    A_ética

    Muito bom sim, por ser o seu primeiro, está de parabéns. Deve ser muito foda escrever e dirigir um filme, mesmo que sejam só 15 minutos. Achei a história ótima, as atuações medianas. Terá mais um?
  21. 2 points
    marcpbb

    A_ética

    Parabéns! Super interessante... Também gostei de você incluir pra nós a ficha técnica, para considerarmos os destaques das funções de quem trabalhou nessa obra. Eu gostaria de assistir! Tomara que um dia eu tenha a oportunidade! (Opa! Consegui começar a baixar melhor... Agora assisto!) Um grande abraço eletroacústico,marcpbb2009-10-06 15:34:04
  22. 2 points
    Cadê o Johnny Depp na enquete???? Ok, parei
  23. 2 points
  24. 2 points
    Tannenbaum

    Atenção: Contas Múltiplas

    Poderiam avisar os que tem contas múltiplas por MP. Eu, por exemplo, acesso da facul e talvez alguem possa estar acessando pelo mesmo PC e eu não saiba, e assim poder tomar uma punição injustamente. É melhor avisar cada um por MP que tenha e ver no que dá. Tannenbaum38676.6723032407
  25. 2 points
    Engraxador!

    Atenção: Contas Múltiplas

    Se dois usuários utilizarem uma mesma lan-house para acessar o Fórum e não possuirem conhecimento disso, o que ocorrerá? PS: No título do tópico está escrito Antenção, se puderem concertar isso ...
×