Jump to content
Forum Cinema em Cena

Christopher Nolan


ltrhpsm
 Share

Recommended Posts

Cedo? Desde já, posso afirmar que Nolan é um dos cinco melhores da atualidade e das "revelações" é o meu favorito. Sábado, pude ver O Grande Truque e hoje, Amnésia. Duas (quase) obras-primas. E ainda fez um Batman digno. Voltarei com os comentários de cada filme. Top:

1) Amnésia [9,75]

2) O Grande Truque [9,75]

3) Batman Begins [9,25]

 

Média = 9,50

 

nolan_portrait_robinholland.jpg
ltrhpsm2007-02-28 12:18:23
Link to comment
Share on other sites

Não vi Insônia:

(de 0 a ****)

 

Memento - ***

Batman Begins - ** (a rever)

The Prestige - ** (meio superestimado por aqui)

 

Achei Amnésia um pouco didático se visto com um olho mais rígido para aquilo de repetir sempre a cena anterior. Mas acho que o único jeito de evitar isso seria mostrar no começo, explicando, e depois abandonar isso, mas seria esquisito. Mas deve ter sido questão de expectativa, pq me falaram desse filme como um absurdo ininteligível. Fui tirar a prova e vi que era muito explicativo. Mas mesmo assim, é excelente.

 

Batman Begins eu só vi uma vez, no cinema e na ocasião do lançamento. Já li muitas opiniões contra e a favor, e alguns argumentos contra parecem muito mais consistentes, mas acho que eu ainda vou gostar do filme.

 

The Prestige bem... o tópico tá lá e eu já falei o que eu acho do filme lá.
rubysun2007-07-31 19:04:17
Link to comment
Share on other sites

Todos os filme que eu assisti dele eu gostei....

Amnésia - eu preciso rever, mas lembro que tinha achado muito foda quando eu vi... to procurando o DVD pra comprar pra ver denovo...

Insônia - eu achei mais ou menos... mas também preciso rever... vi faz muito tempo também....

Batman Begins - eu achei ótimo, direção, roteiro e atuações excelentes....tenho em DVD...

O Grande Truque - gostei bastante mas não chega a ser uma obra-prima.... preciso rever quando sair o DVD....

 

Ótimo diretor. Vou ficar de olho nos próximos projetos dele....
Link to comment
Share on other sites

Só vi 3 filmes dele, o considero como uma grande promessa, mas ainda prefiro Paul Thomas Anderson e Darren Aronofski como revelações.

 

Aminésia - Maravilhoso, brilhante, com folga seu melhor filme. Nota 9.2/10

Insônia - Acho um filme subestimado. Pra mim é outro filme excelente, com um Al Pacino estupendo e uma notável Hilary Swank (o unico revés que faço é Robin Williams - vilanesco demais). Nota 8.5/10

Batman Begins - tem alguns méritos, é o melhor dos filmes de Batman, mas se soou decepcionante. Nota 6.5/10
Link to comment
Share on other sites

Eu falei o seguinte de Amnésia:

 

Amnésia – Dir.: Christopher Nolan

 

Concebido por gênios, Amnésia seria uma excelente estréia – e que muitos iriam querer – para um diretor de cinema. O filme ganha espaço em todos os campos: o roteiro dos irmãos Nolan, as atuações de Guy Pearce, Carrie-Anne Moss e Joe Pantoliano, a direção aceleradora, a trilha sonora única e controladora, a edição corroborando a qualidade do roteiro, etc.

 

Partindo d’uma trajetória simples, Christopher Nolan fez mais que uma revolução estética, contando sua historinha de trás para frente. Fez mais que um suspense revelador e borrifado, presenteando os cinéfilos por não revelar da maneira clara seu final. Nolan cria um estudo interessantíssimo sobre a mente humana, sobre os valores das nossas atitudes, sobre a vingança, sobre a moral e sobre a ética. Não cabe a mim a tarefa de interpretar e contar a verdadeira história, uma vez que é dever de cada um analisar o filme – e este nem é tão indecifrável assim, apenas não mostra a realidade da maneira mais simplória.

 

Amnésia envolve desde o começo e a sua edição, narrando um fato de certo dia, terminando no começo do dia seguinte – que já passara anteriormente – é perfeita, transportando a verdadeira sensação da amnésia instantânea. Os singulares hiatos de um dia para o outro na investigação de Leonard são preenchidos com uma conversa ao telefone e a narrativa de um outro caso de amnésia estudado pelo mesmo Leonard: o de Sammy. A regência de Nolan brinda, com seus cortes frenéticos e transgressão do colorido para o preto-e-branco, combinada com a atuação magnífica de Pearce. A verdade é que todos os fatos do filme fazem parte de uma complexa – e, curiosamente, “desprezível” – cadeia de eventos revelados, se não, pelas histórias paralelas, como as lembranças da mulher de Leonard e a própria história de Sammy – que nada mais era, se não, a história de Leonard.

 

Ao indagar e desafiar os espectadores da melhor maneira possível, quanto a quem é o verdadeiro culpado (seria o manipulador Teddy, aproveitando-se da situação, mas ao mesmo tempo, estimulando a vida do amigo? Seria o Leonard que mesmo sabendo da verdade, permaneceu em busca de sangue, colocando em jogo tantos outros John G.? Ou seriam todos, das pessoas que passavam ao seu redor – como a Natalie e o porteiro – aos dois amigos?), e fazer um belíssimo estudo das reações e dos sentimentos humanos vindos de uma mente “decaída”, colocando todas suas seqüências perfeitamente valorizáveis e integráveis às demais e não exagerando na revelação, Amnésia encaminha-se rumo ao topo dos melhores filmes desta década e faz de Nolan um cineasta criativo e engenhoso.

 

 

Achei Amnésia um pouco didático se visto com um olho mais rígido para aquilo de repetir sempre a cena anterior. Mas acho que o único jeito de evitar isso seria mostrar no começo' date=' explicando, e depois abandonar isso, mas seria esquisito. Mas deve ter sido questão de expectativa, pq me falaram desse filme como um absurdo ininteligível. Fui tirar a prova e vi que era muito explicativo. Mas mesmo assim, é excelente.

 

[/Quote']

 

Sim, foram as expectativas, provavelmente. O melhor de Amnésia e ter a chance de se deliciar sem saber da forma como é narrado o filme. Quanto à questão da volta para a cena, foi muito bem disposta, pois a amnésia do Lenny "contagiava" o espectador. Ser explicativo também não é muito problemático, inclusive por não deter-se em flashbacks (que tiraram um pouca da mágica nO Grande Truque)
Link to comment
Share on other sites

Eu também, quando vi Memento, não sabia do que se tratava, e é melhor assim. Um bom exemplo é o de quando assisti A Lista de Schindler. Eu não tinha a menor noção histórica nem sabia o que significava a tal lista. Isso tornou possível que eu ficasse o tempo todo em dúvida quanto ao caráter do Oskar e o visse se transformar lentamente, sem saber de fato o que ele representava.

Link to comment
Share on other sites

Christopher Nolan é um diretor talentosíssimo, um dos poucos diretores que possuem um apuro técnico de qualidade e refinado ( só não curti muito "Insônia", muito mais pela trama do que propriamente pelo seu trabalho ):

 

 

 

AMNÉSIA 10/10

 

INSÔNIA 6/10

 

BATMAN BEGINS 9/10

 

O GRANDE TRUQUE 9/10Thiago Lucio2006-11-27 20:05:08

Link to comment
Share on other sites

Christopher Nolan é um diretor talentosíssimo' date=' um dos poucos diretores que possuem um apuro técnico de qualidade e refinado ( só não curti muito "Amnésia", muito mais pela trama do que propriamente pelo seu trabalho ):

 

 

 

AMNÉSIA 10/10

 

INSÔNIA 6/10

 

BATMAN BEGINS 9/10

 

O GRANDE TRUQUE 9/10[/quote']

 

 

 

Você quis dizer "Insônia", Thiago.

 

 

 

 

 

Quanto a mim, gostei muito dos 4 filmes (um pouco menos de "Insônia"), sobretudo de "O Grande Truque".

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Christopher Nolan é um diretor talentosíssimo' date=' um dos poucos diretores que possuem um apuro técnico de qualidade e refinado ( só não curti muito "Amnésia", muito mais pela trama do que propriamente pelo seu trabalho ):

 

 

 

AMNÉSIA 10/10

 

INSÔNIA 6/10

 

BATMAN BEGINS 9/10

 

O GRANDE TRUQUE 9/10[/quote']

 

 

 

Você quis dizer "Insônia", Thiago.

 

 

 

 

 

Quanto a mim, gostei muito dos 4 filmes (um pouco menos de "Insônia"), sobretudo de "O Grande Truque".

 

 

 

 

 

 

Valeu, cara ... é que pelo horário eu devo ter confundido por amnésia mesmo e não insônia ... 17.gif ...

 

ok, ok ... não teve muita graça ... 09.gif06.gif

Link to comment
Share on other sites

Amnésia - Um dos melhores filmes dessa década, impulsionou a carreira de Nohlan, infelizmente seus próximos trabalhos ficaram bem aquém. Nota 9,5/10,0.

Insônia - Não gostei principalmente de Robin Williams, mas é um filme relativamente curioso. Nota 7,5/10,0.

Batman Begins - Sem dúvidas o melhor dos filmes do Homem-Morcego (os de Joel Schumacher são desprezíveis, e não gosto muito do estilo Tim Burton), ou seja, seu mérito é o desmérito dos outros. Nota 7,0/10,0.

O Grande Truque - Totalmente equivovado, sem explicação de existência. Nota 6,0/10,0.
Link to comment
Share on other sites

Batman Begins - Seu mérito é o desmérito dos outros.

O Grande Truque - Totalmente equivovado' date=' sem explicação de existência.

[/Quote']

 

Cuma? Explique-nos, por favor, as afirmativas, ficaria encantado.

 

 

Sobre Batman, eu achei um filme bom apenas isso, acima da média dos blockbusters, não uma obra-prima algo significativo para o cinema, e nada que vá melhor minha percepção sobre arte, por eu não gostar do "estilo" Tim Burton eu achei o melhor filme de Batman, como já havia dito, é pelo desmérito dos outros, e tb não posso negar que um fato que pesa contra é Spider-Man 2 ser espetacular, ou seja, ainda existe como se desenvolver um bom roteiro num blockbuster, coisa que <?:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />em Batman Begins é apenas razoável, Begins é melhor que os outro por ser mais humano, mais está longe de ser uma perfeição.<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Sobre Grande Truque, eu que queria saber o pq desse filme existir, apenas uma briguinha de mágicos, sem explicação convincente pra isso, ah mais Bale matou a mulher de Jackson e desencadeou uma rivalidade, sim, mais matou pq? só se alguém me disser que ele tinha inveja, ou se era algo ligado a ambição de ser um excelente mágico, até pq a inexpressividade de Bale não demonstra isso, os excessos desnecessários de reviravoltas, e a tentativa de “abrilhantar” o filme com uma montagem ousada, abusando do uso de flashbacks, apenas para lembrar que o mesmo (Nohlan) havia aparecido para o mundo, depois de uma filme espetacular baseado numa ousada montagem (Amnésia), bom, ao menos Michael Caine, como sempre, continua atuando muito bem.

sergio2006-12-05 12:10:37
Link to comment
Share on other sites

Jackson? Enfim...

Com certeza é um dos melhores diretores e roteiristas da atualidade, não podemos nos esquecer do irmão dele também, que sempre colabora nos roteiros.

O grande truque - 10/10 - Melhor filme que vi no ano, atuações excelentes e um roteiro primoroso, ainda quero ler o livro.
Batman Begins - 9,5/10 - O melhor filme do Batman (apesar de gostar muito dos do Tim Burton), e o Bale é um ótimo ator.
Insonia - 8/10 - É o menos melhor do diretor, mas Robin Willians da um show em atuação, e a direção é ótima.
Amnésia - 10/10 - Obra prima, junto com O grande truque.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Enfim, terminei de ver a filmografia dele:

 

Insônia - Dir.: Christopher Nolan [spoilers]

 

Chirstopher Nolan tem tudo para ser imortalizado no cinema norte-americano. A sua estréia já foi debatida, mas não custa lembrar Amnésia. Passando por este Insônia, pela mais fiel e contagiante adaptação de Batman para as telonas e chegando a outro suspense mágico (sem trocadilhos, O Grande Truque. A direção compacta, coerente ao suspense (o "gênero" presente em todos os seus filmes), sem se prover de exagerados truques fáceis como balanço da camera ou trlha sonora no máximo permite a apromixação ao clímax em vários pontos do filme. Mais que ser competente na resolução dos problemas propostos pelos roteiros - que, na maioria das vezes, ele coassina com o seu irmão, Jonathan - é instigar perguntas e ter várias saídas para a resolução final. Não diria que é uma carreira perfeita, pois todos os filmes têm seus quívocos leves: no Batman, a palavra "medo" é exalada mais 500 vezes; em Amnésia, há repetições dos sonhos desnecessárias e a revelação pela personagem da realidade (enquanto o espectador é quem deveria ter de solucionar por si próprio); em O Grande Truque, Scarlett Johansson fica fria e também há a "dúvida sobre a inteligência da platéia". Então, antes de começar a falar sobre o todo do filme, peço licença para tocar no seu defeito que deixa inconstante alguns momentos do longa: as resoluções clichês policiais estabelecidas pelo roteiro (como quando a personagem de Pacino esconde uma arma ou a policial de Hilary Swank).

 

Pois bem, nós temos Pacino - ainda com vigor para carregar uma arma, disparar e correr - como um policial de Los Angeles (Donner) enviado para o Alasca a fim de solucionar o responsável pela morte de uma jovem. O problema é que o seu setor da Polícia está sendo investigado e pode acabar sobrando para ele, desde que seu colega Chap mude de posição no jogo político interno. Donner sente-se levemente cansado com dois problemas juntos até que, numa provável caçada ao vilão; atira exatamente em Chap na neblina, sem querer. Aí, sua insônia entra e dá pavor na personagem - que ainda tem de ocultar o fato e prender o acusado antes de voltar para casa e descansar. A ambientação no Alasca, local onde, como se sabe, não há noite ou não há dia é apropriadíssima para o título e ritmo da fita; em conjunto com a dor de Donner, uma vez que se o tiro acidental pudesse parecer forçado, este não o é devido aos detalhes. Detalhes, detalhes, detalhes... Pequenos detalhes podem mudar o Mundo. Insônia produz bem esta mensagem: o feitiço vira-se contra o feiticeiro e Donner, cujas soluções de crimes eram fatais pelos detalhes, agora se vê apregoado por causa de um detalhe: o nervosismo em finalizar seus problemas maiores.

 

É quando Donner fica sem dormir que recebe a ligação de seu procurado: interpretado firmemente por Robin Williams, a personagem constrói diálogos delicados para com o policial, mostrando-se uma figura inindentificável pois tem a ternura do Williams e a brutalidade do derramento sangüíneo da sua íntima, vítima da situação. Donner fica num fogo-cruzado imprevisível pelos resultados. O interessante do trabalho do roteiro é não se ater ao vilão/sentença/reviravolta no, aparentemente, tema em xeque. E sim flutuar pelas contradições em choque, o pânico e a insônia de Donner, os detalhes que mexem no caminho futuro - e esta última jogada participa do cume: Pacino poderia ter fugido, mas salva Swank. Swank quase se rende à mais uma mentira, todavia é impedida por Pacino, de alma suja, mas descando em paz afinal, de cair num destino insólito, inoperante e sem dormir como o dele. Tudo por causa do detalhe de um cartucho.

 

TOP:

 

1. Amnésia - 6/5 ou 9.75

2. O Grande Truque - 6/5 ou 9.75

3. Batman Begins - 4/5 ou 9.25

4. Doodlebug - SN

5. Insônia - 4/5 ou 9.00
ltrhpsm2007-02-28 12:19:05
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...