Jump to content
Forum Cinema em Cena

Esportes

Sign in to follow this  

Seu time perdeu? Ganhou? Quer discutir as Olimpíadas ou a Copa do Mundo? Então o lugar é aqui!

169 topics in this forum

    • 318 replies
    • 50,104 views
    • 348 replies
    • 46,692 views
  1. Boteco dos Esportes

    • 461 replies
    • 44,578 views
  2. Bolão CeC da Fórmula 1

    • 431 replies
    • 40,348 views
    • 244 replies
    • 33,316 views
  3. XIX Bolão CeC - Clausura 2014

    • 133 replies
    • 28,162 views
  4. XXIII Bolão CeC - Apertura 2014

    • 213 replies
    • 25,910 views
    • 4,001 replies
    • 102,977 views
  5. Grêmio #2

    • 3,754 replies
    • 82,951 views
    • 3,633 replies
    • 82,822 views
    • 2,220 replies
    • 74,572 views
    • 3,611 replies
    • 73,796 views
    • 2,889 replies
    • 71,289 views
  6. Flamengo

    • 2,597 replies
    • 62,351 views
    • 3,437 replies
    • 61,579 views
  7. Palmeiras #2

    • 2,296 replies
    • 58,617 views
  8. Gatos do Esporte

    • 60 replies
    • 56,768 views
    • 1,571 replies
    • 45,541 views
  9. Fluminense

    • 1,929 replies
    • 40,963 views
    • 2,134 replies
    • 30,312 views
  10. Seleção Brasileira

    • 1,087 replies
    • 28,393 views
  11. Corinthians! #2

    • 837 replies
    • 27,618 views
  12. Bolão Apertura CeC 2011

    • 1,263 replies
    • 26,382 views
  13. Bolão Apertura CeC 2012

    • 753 replies
    • 25,662 views
    • 533 replies
    • 23,576 views
Sign in to follow this  
  • Posts

    • SHAZAM! – PRODUTOR FALA SOBRE A MUDANÇA DE TOM EM RELAÇÃO AOS FILMES ANTERIORES DA DC!  41m -  1 – Chega de trevas. A Marvel nos mostrou que filmes de super-heróis podem ser extremamente leves e divertidos, mas ainda assim, conter mensagens poderosas, vilões cruéis e cenas de extremo impacto. Por outro lado, a DC tentou iniciar a construção de seu universo de forma extremamente oposta, mostrando o lado sombrio dos heróis e inserindo até mesmo um viés religioso em suas narrativas. Infelizmente, a abordagem sombria da DC para seu universo cinematográfico acabou não dando muito certo, isso fez com que medidas fossem tomadas e alguns testes fossem feitos, até que se encontrou a fórmula ideal com o bem-sucedido Mulher-Maravilha. Depois de um deslize desastroso com Liga da Justiça, a Warner parece ter aprendido com seus erros e está pronta para recomeçar sua jornada ao estrelato com os heróis da DC nos cinemas. Além de Aquaman, que será lançado este ano, o estúdio também se prepara para o lançamento de duas outras produções heroicas no próximo ano. Uma delas é Shazam!, que conta a história de um garoto que adquire poderes e a habilidade de se transformar em um super-herói adulto, o que com certeza irá garantir momentos hilários para os espectadores. Nos poucos materiais promocionais que vimos do longa, podemos notar que a trama será completamente colorida e descontraída, algo que difere bastante da origem do DCEU. Em uma recente entrevista, Peter Safran, produtor de Shazam! comentou o fato dos novos filmes da DC se distanciarem do passado sombrio. Isso com certeza é um comentário reconfortante para os fãs que ansiavam por mais filmes similares à Mulher-Maravilha. https://legiaodosherois.uol.com.br/2018/shazam-produtor-fala-sobre-a-mudanca-de-tom-em-relacao-aos-filmes-anteriores-da-dc.html
    • Creio que é o melhor filme de ação, desde "O Abutre". Geralzão terá que engolir que o Pattinson é bom ator. Grande trabalho do diretor, roteirista, e ator Benny Safdie.  A inverossimilhança da trama é compensada pelo grau de loucura dos envolvidos - loucura expressa nos cabelos, na ótima trilha (premiada em Cannes), na mudança de luz contante dentro dos planos. Eu gostei muito. E ainda temos Jennifer Jason Leigh e Barkhad Abdi, de lambuja.
    • Teaser Trailer 3ª temp.  
    • Ainda não assisti ao filme, mas o bicho é poderoso   Cenas de ‘Os Incríveis 2’ podem causar epilepsia fotossensível. Entenda o que é Disney/Pixar emitiu um alerta avisando sobre a possibilidade - Foto: Divulgação/Disney/Pixar Evelin Azevedo Tamanho do textoA A A Uma sequência de cenas com brilho intenso provocou mal estar em algumas pessoas que assistiram ao filme “Os incríveis 2”, nos Estados Unidos. Por conta dos relatos, cinemas passaram a exibir avisos de que a animação poderia afetar pessoas suscetíveis à epilepsia fotossensível e a outros tipos de fotossensibilidades. — O nosso olho é um receptor de informações. Quando o olho recebe muita estimulação de cores e brilhos, ele pode dar um “curto-circuito” no cérebro e causar uma crise convulsiva no paciente desencadeada por uma foto estimulação — explica André Lima, neurologista da Rede D'Or São Luiz. Quem tem fotossensibilidade pode sofrer não apenas dentro de salas de cinema, mas também quando estão em discotecas, próximos à sirenes luminosas (como ambulância e viaturas policiais) e até mesmo vendo algo na TV, no celular e em tablets. De acordo com a Fundação Americana de Epilepsia, este problema ocorre em cerca de 3% das pessoas que sofrem com crises de epilepsia, com uma ocorrência maior em crianças e jovens, com episódios diminuindo após os 20 anos. A exposição contínua a uma luz muito brilhante pode provocar enxaquecas e problemas na visão em quem tem e naqueles que não têm crises epiléticas. É possível identificar a fotosensibilidade por meio de eletroencefalograma. — No exame, o paciente é submetido a estímulos luminosos em uma frequência contínua que gera alterações gráficas no resultado do procedimento — esclarece Cristiana Goes, neurologista da UFRJ e professora da Uerj. Quem sofre de epilepsia fotossensitiva pode se tratar com medicamentos, seguindo orientação médica. — Não temos como afirmar que há cura para este problema, mas existem casos em que o paciente fica anos sem ter crise, controlando-as com remédio e obtém sucesso com a retirada da medicação. Em outros casos não, as crises voltam quando tiramos o fármaco — diz Paula Vallega, neurologista da Policlínica Granato A reportagem do EXTRA procurou as redes de cinema que exibem o filme no Rio de Janeiro. As redes Cinesystem, Kinoplex e Espaço Itaú de cinema responderam afirmando que há cartazes na estrada de suas salas informando que “O filme ‘Os Incríveis 2’ contém sequências com flashes de luz que podem afetar espectadores suscetíveis a epilepsia e outros distúrbios causados pela sensibilidade à luz”. O Kinoplex diz ainda que o aviso aparece em seu site e na tela, antes de começar o filme e “que até o momento, não foi registrada nenhuma ocorrência nos cinemas da rede e que os funcionários dos complexos fazem ronda nas salas periodicamente para checar se está tudo correndo bem”. As demais redes não responderam até o fechamento desta matéria. Algumas dicas para evitar crises Se possível, evite a exposição a luzes intermitentes cuja frequência varie de 5 a 30 flashes por segundo Cubra um olho e afaste-se da fonte de luzes piscando. Fechar os dois olhos ou virá-los para outra direção não ajudará Assista à televisão em uma sala bem iluminada para reduzir o contraste entre a luz do aparelho e a luz ambiente. Reduza o brilho da tela e sente-se o mais longe possível dela Ao jogar videogame, fico pelo menos a dois passos da TV Faça pausas frequentes nos jogos e olhe para longe da tela de vez em quando. Não feche e abra os olhos voluntariamente enquanto olha para a tela, pois piscar pode facilitar convulsões Não deixe as crianças jogarem videogames se estiverem cansadas Desligue o jogo se sentimentos estranhos ou incomuns ou movimentos involuntários do corpo aparecerem Use um protetor de brilho no monitor do computador Faça pausas frequentes nas tarefas que envolvem o computador Fonte: Epilepsy Foundation   FONTE: EXTRA
    • Foto do novo cafofo da Kayako     FONTE: CINEPOP
  • Popular Contributors

×